Novo Concurso do Ministério da Fazenda 2019 – Previsão de Edital




Seleção ainda aguarda o aval e deverá contar com mais de 1.300 vagas.

O segundo semestre de 2018 está próximo do fim, porém, um novo e importante processo seletivo está próximo de iniciar.

Trata-se do novo concurso público para o provimento de cargos, que será promovido pelo Ministério do Planejamento, do Desenvolvimento e da Gestão, o MPDG, o qual mantém em avaliação a anterior solicitação encaminhada para a realização do concurso do Ministério da Fazenda, o MF, que ocorreu no ano 2017. O pedido em questão estabelece um total de 1.301 postos de trabalho, dentro de seu quadro de pessoal.


Este processo de seleção tem certa urgência devido à grande quantidade de servidores no MF. Na atualidade, existem mais ou menos 3.148 postos vagos, dos quais 2.254 referentes às funções em nível médio e as demais 894 destinadas ao ensino superior.

A totalidade dos cargos disponíveis neste certame do Ministério da Fazenda serão distribuídas conforme segue: na função de assistente técnico administrativo, 904 vagas; de analista técnico administrativo, 257 vagas; de arquiteto,12 vagas; de arquivista, 9 vagas; de bibliotecário, 12 vagas; de contador, 53 vagas; de engenheiro, 15 vagas; de enfermeiro, 5 vagas; de pedagogo, 6 vagas; de psicólogo, 6 vagas e de técnico em comunicação social, com 22 vagas.

Todos os interessados em concorrer ao posto na função de assistente terão o dever de apresentar ensino médio completo, ao passo que nas demais funções serão aceitos concorrentes de nível superior nas mais diversas áreas de atuação. As remunerações iniciais, atualmente, estão entre 3.953,68 e 6.388,27 reais, acrescidos do vale-alimentação no valor de 458 reais.


Outras vagas que estão sendo consideradas para o quadro de pessoal do MF, constituem mais 3.040 oportunidades destinadas entre os demais órgãos atrelados. Neste caso, todas as vagas se destinam aos níveis médio e superior.

Estão reservadas para Receita Federal em torno de 630 vagas ao cargo de auditor-fiscal e mais 1.453 vagas ao cargo de analista tributário; para o cargo de auditor federal de finanças e controle, são 30 vagas e para técnico de finanças e controle são 70 vagas, por fim, para a função de procurador da Fazenda, são 240 vagas.

Com relação ao departamento de Comissão de Valores Mobiliários, estão sendo contempladas 16 oportunidades destinadas à carreira de inspetor, com 30 ao cargo de analista e mais 82 para função de agente executivo.

No setor de Superintendência de Seguros Privados, ou Susep, serão 55 vagas ao cargo de analista técnico. Com relação às demais profissões, as vagas se destinam ao quadro de Superintendência Nacional de Previdência Complementar, ou Previc: cargo de especialista em previdência social, 48 vagas; de analista administrativo, 23 vagas; de técnico administrativo, 39 vagas; de administrador, 11 vagas e atuário, 7 vagas.

Sobre onde as vagas serão lotadas, conforme o concurso realizado em 2014, seguem as informações:

Nos estados do Acre, com 18 vagas; de Alagoas, com 14 vagas; do Amazonas, com 28 vagas; do Amapá, com 6 vagas; da Bahia, com 80 vagas; do Ceará, 53 vagas; do Espírito Santo, com 14 vagas; Goiás, com 31 vagas; do Maranhão, com 30 vagas; de Minas Gerais, com 101 vagas; do Mato Grosso do Sul, com 34 vagas; do Mato Grosso, com 27 vagas, do Pará, com 55 vagas; da Paraíba, com 20 vagas; de Pernambuco, com 52 vagas; do Piauí, com 17 vagas; do Paraná, com 97 vagas; do Rio de Janeiro, com 61 vagas; do Rio Grande do Norte, com 17 vagas; de Rondônia, com 13 vagas; de Roraima, com 8 vagas; do Rio Grande do Sul, com 155 vagas; de Santa Catarina, com 74 vagas; de Sergipe, com 9 vagas e do Tocantins, com 12 vagas.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 19 Média: 2.8]

Comentários