Novo Concurso da PRF 2018-2019 – Previsão de Edital




Edital do certame deverá ser divulgado ainda neste mês de setembro de 2018.

Foi confirmado na última terça-feira, dia 28 de agosto, pelo ministro da Segurança Pública, senhor Raul Jungmann, que deverá ser publicado no mês de setembro o novo edital do concurso público da Polícia Rodoviária Federal. Já havia sido divulgada anteriormente essa previsão durante o evento de posse do novo superintendente da PRF, ocorrido dia 27 em Pernambuco.

Apesar de ainda não terem sido divulgadas informações referente à distribuição das vagas por estados, sabe-se a liberação oficial do edital está dependendo apenas da confirmação de qual a banca organizadora do certame. A expectativa é grande, podendo ocorrer essa a qualquer instante.


Mais informações sobre o certame da PRF

O concurso público da PRF busca o preenchimento de um total de 500 oportunidades destinadas para o cargo de policial rodoviário. Publicada em 27 de julho, a autorização do certame determina um prazo máximo de seis meses para que seja feita a publicação de um edital. Sendo assim, o prazo encerra em 27 de janeiro.

Todavia, o órgão não pretende aguardar este limite para que dê início ao certame, já que a intenção inicial do ministro de segurança era de que o edital fosse publicado em junho. Isso somente não foi possível devido ao impasse no aumento da oferta, fato esse que gerou um atraso na autorização do MPDG.

Déficit de pessoas

O quantitativo divulgado para o concurso público não deverá suprir todas as reais necessidades do órgão. Isso se deve pois, conforme o diretor-geral da PRF, senhor Renato Dias, a PRF precisaria de, pelo menos, 3 mil novos servidores. Esses poderão ser convocados levando em conta o aproveitamento dos remanescentes do novo concurso, independente de qual seja a oferta desse.


Um dos motivos para a imediata contratação de pessoas é que, somente nesse ano, aproximadamente 2 mil servidores irão se aposentar, conforme uma previsão do órgão. Para Dias, a carência de pessoas é, atualmente, de 2.800 policiais, sendo que esse número deve chegar, portanto, aos 4.800.

Não bastassem as atividades operacionais, a falta de pessoas deverá acarretar também o fechamento de 124 postos espalhados por todo o país, em caso da não realização do certame. Com isso, prejudica-se um total de 400 municípios, já que haverá a suspensão do policiamento em, aproximadamente, 19 mil quilômetros de rodovias.

Sobre o cargo de policial rodoviário da PRF

Para quem quiser ir estudando para o concurso, é necessário ressaltar primeiramente que o policial rodoviário precisa atender alguns pré-requisitos muito importantes. Sendo assim, em primeiro lugar, ele precisa possuir um curso em nível superior e em qualquer área de formação. Além disso, o mesmo precisa ter carteira de habilitação, partindo da categoria “B”.

A jornada total de trabalho é de 40 horas por semana. Quanto à remuneração inicial, essa é de R$ 9.931,57, já levando em conta o auxílio na alimentação, no valor de R$ 458.

Segundo a lei de número 13.371, que foi sancionada pelo atual presidente Michel Temer no ano de 2016, todos os servidores contarão ainda com mais um reajuste, sendo esse em janeiro de 2019. O salário passará, portanto, para R$ 10.357,88, incluindo o benefício.

Sobre o último concurso da PRF

O último concurso público da PRF que se tem notícias ocorreu no ano de 2013, sendo organizado pelo Cespe/UnB. No total, foram inscritos 109.769 candidatos para um total de mil vagas.

A seleção foi realizada através de provas objetivas, exame discursivo, avaliação da saúde, teste sobre a capacidade física, avaliação psicológica, análise de títulos e investigação social. Sobre a parte objetiva, essa teve 120 questões, sendo dessas 70 sobre conhecimentos específicos da área (noções de direito penal, de direito administrativo, de direito processual penal, direitos humanos e cidadania, legislação especial, legislação do DPRF e, por fim, física aplicada para a perícia em acidentes na rodovia); e outras 50 sobre conhecimentos básicos (matemática, língua portuguesa, noções sobre direito constitucional, noções de informática e ética no serviço público).

Kellen Kunz

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 17 Média: 3.3]

Comentários