Inscrições serão recebidas até o dia 4 de abril de 2018.

Para quem está em busca de uma oportunidade para prestar concurso público no Brasil, as notícias que chegam são bastante animadoras. É que como estamos ainda no primeiro trimestre de 2018, muitos concursos públicos e processos seletivos de empresa e instituições em geral se encontram com inscrições abertas. Oportunidades imperdíveis para quem busca driblar a crise e alcançar estabilidade e segurança.

E para quem reside na região de Campinas- SP, acaba de ser anunciado o mais novo concurso público do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região.

Nesta última quarta-feira, dia 07 do mês de março, o órgão divulgou oficialmente o edital do certame. Segundo as informações do documento, serão ofertadas no concurso, 2 vagas para lotação imediata, além de outras vagas para o cadastro de reservas.

Embora no edital sejam citadas apenas duas vagas, esse número pode aumentar, haja vista que existe uma necessidade de um número maior de servidores.

Em todo o caso, o edital informa que as vagas são para os cargos de Técnico do judiciário e Analista do judiciário.

O concurso público do TRT é um dos mais esperados do momento e para se responsabilizar pela sua organização e execução foi contratada a banca organizadora bastante conhecida em todo o país, a Fundação Carlos Chagas.

Quem deseja se inscrever e entrar na concorrência por uma das vagas anunciadas no certame deve aguardar até que o período para realização das inscrições seja aberto, o que está previsto para o dia 14 do mês de março. Desse modo, os interessados terão até às 14 horas do dia 04 do mês de abril para se inscreverem na concorrência.

Os inscritos no certame terão que realizar provas, sendo elas objetiva de múltipla escolha e discursiva (redação), além da apresentação de um Estudo de Caso, que estão previstas para serem realizadas no dia 27 de maio, em horários diferentes para cada função. Assim, os inscritos para concorrência ao cargo de técnico irão fazer as provas na parte da manhã, enquanto que os candidatos à vga de analista realizarão suas provas no período da tarde.

Os interessados em prestar o concurso devem acessar o site da banca organizadora, a FCC, no endereço eletrônico www.concursos.com.

Quem realizar a sua inscrição, para tê-la efetuada com sucesso deve pagar uma taxa cujo valor é de R$80 para o cargo de técnico e R$95 para quem se candidatar ao cargo de Analista. Assim, os candidatos ao realizarem suas inscrições devem imprimir a guia da taxa que deverá ser paga em uma agência do Banco do Brasil até o último dia de inscrições.

O cargo de técnico do judiciário é destinado para pessoas que possuam formação de nível médio. A remuneração prevista para um profissional neste cargo é de R$ 6.708,53 a R$ 7.766,18.

Já o cargo de analista é destinado a pessoas que possuam formação de nível superior e pode ser em diversas especialidades. O salário de um profissional neste cargo vai de R$ 11.006,83 a R$ 12.742,14.

Haverá aplicação e provas em diversas cidades, sendo elas Jundiaí, Bauru, Piracicaba, Campinas, Ribeirão Preto, São José dos Campos, São José do Rio Preto e Sorocaba.

O candidato para conseguir aprovação no concurso necessita fazer no mínimo 180 pontos no total de questões que compõem a prova, além de conseguirem o mínimo de 50 pontos no Estudo de Caso.

Segundo as informações presentes no edital, o concurso público do TRT da 15ª Região tem validade prevista para um período de 2 anos, sendo que conforme necessidade e determinação do órgão esse período pode ser prorrogado por mais dois anos.

Nesse sentido, não perca essa oportunidade que conseguir um trabalho que por um bom tempo lhe dê a segurança que você tanto precisa.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 20 Média: 3]

Organizadora do concurso será o Instituto AOCP.

Estamos em uma época do ano em que muitos processos seletivos e concursos públicos estão com inscrições abertas, o que significa mais oportunidades para quem busca por um trabalho que ofereça segurança e estabilidade financeira, tão em falta em momentos de crise na economia como este que o Brasil vem passando desde o ano de 2016, levando muitas pessoas a situação de desemprego.

E para quem busca por uma oportunidade de prestar concurso público, o Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, que possui sua jurisdição no estado do Rio de Janeiro, está com um concurso em fase de elaboração.

De acordo com as primeiras informações do órgão, já foi realizada a contratação da empresa que se responsabilizará pela organização e execução do concurso, sendo ela o Instituto AOCP.

O novo concurso do TRT do Rio de janeiro irá disponibilizar oportunidades para a formação de cadastro de reservas.

No momento o certame encontra-se em fase de elaboração do edital, além de seu cronograma com as datas para realização das inscrições, dia de provas e dia da divulgação do resultado final. Assim que estes documentos forem finalizados o edital de abertura do certame estará disponível para publicação com todas as informações necessárias aos interessados.

Embora o edital ainda não tenha sido publicado, já foi confirmado pelo órgão que o concurso irá disponibilizar vagas para os cargos de analista judiciário e técnico judiciário em diversas especialidades.

Quem possui formação de nível médio poderá concorrer ao cargo de técnico judiciário nas áreas administrativa, de apoio especializado em enfermagem e em segurança. Como requisitos para estes postos os candidatos precisam possuir curso técnico na área do cargo e CNH de categoria “D”.

Por sua vez, quem possui formação de nível superior poderá entrar na concorrência por uma vaga no cargo de analista judiciário. O cargo será disponibilizado nas áreas judiciaria, administrativa, oficial de justiça. Além de avaliador federal e em área de apoio especializado em engenharia elétrica, em engenharia civil e em engenharia mecânica.

Um profissional concursado no cargo de técnico judiciário do TRT/ RJ possui uma remuneração no valor de R$ 7.260,41, com exceção do técnico na área de segurança, que deve receber uma remuneração no valor de R$ 8.308,17.

Já um profissional concursado no cargo de analista judiciário do TRT/RJ receberá uma remuneração no valor de R$ 11.345,90. Por sua vez, um analista judiciário na área de oficial de justiça e avaliador possui R$ 13.064,99 como remuneração.

O Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região do estado do Rio de Janeiro recebeu autorização para realização deste concurso no dia 06 do mês de abril do ano de 2017. Neste mesmo dia foram eleitos os membros da comissão responsável pela realização do concurso.

Desse modo, a comissão organizadora do certame é presidida pelo então desembargador do trabalho, o sr. Cesar Marques Carvalho.

O último concurso público realizado pelo TRT/RJ aconteceu no ano de 2014. Nesta ocasião foram disponibilizadas para a concorrência um total de 77 vagas, que foram distribuídas nos cargos de técnico e analista judiciários em diversas especialidades. A empresa contratada para organizar e executar este concurso foi a conhecida Fundação Carlos Chagas.

Nesse sentido, se você atende aos requisitos para concorrer aos cargos que serão ofertados, não deixe de estar atento a novas informações sobre o certame. Como a elaboração da documentação está em fase final, a expectativa é de quem em breve o edital de abertura seja publicado e o período para realização das inscrições seja iniciado. Desse modo, a recomendação é de que os interessados já comecem a se preparar para a realização das provas, já que os concursos públicos do setor judiciário são os mais concorridos do país.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 26 Média: 3]

Seleção deverá ofertar vagas de nível médio, técnico e superior.

O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro ( TRT/RJ), nos últimos dias, deu mais um passo para a realização de um novo concurso público ao definir quais devem ser as áreas e os cargos que serão ofertados no certame.

Até o momento, sabe-se que o concurso realizado pelo TRT/RJ vai beneficiar pessoas com diferentes níveis de escolaridade, já que haverá oportunidade de emprego em funções que exigem do candidato tanto o ensino médio quanto cursos técnicos e até diploma de graduação.

Sendo assim, os salários devem acompanhar o nível de escolaridade e também a função de cada profissional. Dessa forma, haverá remunerações que podem chegar perto dos R$ 13.000,00 por mês, para os cargos que exigem curso superior.

Então, caso o leitor esteja desempregado ou em busca de uma nova oportunidade de emprego ou, até mesmo, conheça alguém que está passando por uma situação semelhante, as informações abaixo podem ir de auxílio nesse momento. Especialmente para pessoas que residem na cidade do Rio de Janeiro ou possuem disponibilidade para se mudar.

É isso mesmo que você leu! O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro quer iniciar o ano de 2018 com novas perspectivas e nada melhor do que iniciar dando novas oportunidades de emprego para as pessoas e, ao mesmo tempo, beneficiando-se disso, já que o intuito de realizar esse certame é preencher as vagas reservas de funcionários nas funções de técnico e analista judiciário. Esses profissionais devem estar cientes que vão atuar em diferentes áreas dentro da instituição. Além disso, para o cargo de analista judiciário é preciso ter formação superior. Por outro lado, os cargos de técnico exigem que o candidato tenha o certificado de conclusão do Ensino Médio emitido pelo Ministério da Educação.

Embora ainda não se tenha saído o nome da banca organizadora do concurso, acredita-se que nos próximos dias o TRT/RJ deve divulgar, pois a informação que temos é que ela já foi escolhida. Isso porque, a previsão é de que o edital seja divulgado logo no início de janeiro de 2018.

Na função de técnico, o profissional pode desempenhar diferentes funções, isto é, a primeira é na área admistrativa. Sendo assim, para concorrer à vaga de técnico administrativo, o candidato precisa possuir o ensino médio completo, mas para executar essa função não é necessário possuir curso técnico e nem conhecimentos específicos da área. A segunda função é de enfermeiro e para conseguir a vaga é preciso possuir, além do ensino médio, certificado de curso técnico. Já a terceira função é de segurança e o cargo exige que o candidato possua carteira de habilitação na categoria D.

Já na área de analista também há opções, isto é, a função de analista administrativo exige que o candidato possua formação superior, sem importar em qual curso. Por outro lado, para ocupar o cargo de analista judiciário, o candidato precisa ser graduado no curso de direito. Além disso, há cargos para aqueles que são graduados em engenharia mecânica, engenharia elétrica e engenharia civil.

Vale ressaltar que a remuneração inicial dos técnicos é de aproximadamente R$ 7.265, com exceção dos seguranças, cujos salários são de R$ 8.300. Já as remunerações dos analistas podem variar de R$ 11.000 até R$ 13.000, dependendo de qual área o profissional atua.

Acredita-se que o número de inscritos para realizar o certame deve ser ainda maior se comparar com o último concurso feito por essa instituição. Desse modo, é bom que os candidatos estejam bem preparados, já que o número de candidato por vagas promete ser o maior que já foi visto nos últimos tempos.

Ficou interessado em participar do concurso do TRT/RJ? Então sugiro que o leitor busque estar sempre atualizado sobre as novas etapas que precedem o dia da prova.

Ana Paula Oliveira Coimbra

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 91 Média: 3]

Seleção deverá ofertar 126 vagas.

Para quem é concurseiro de plantão e já está se preparando para as provas do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT), é bom ir se preparando, pois em breve teremos boas notícias a respeito desta seleção.

Após a sua autorização feita em agosto de 2017 e já com a banca responsável pela sua execução, o tão aguardado processo deverá contar em breve com a publicação tanto do número de vagas quanto dos cargos que deverão estar disponíveis.

A expectativa é de que a quantidade de vagas seja grande. Segundo algumas informações não confirmadas, esta quantidade poderá chegar a mais de 120 vagas, pois segundo os especialistas, o órgão possui uma carência grande de novos servidores, cuja lacuna tem se ampliado pelo grande número de aposentadorias solicitadas nos últimos anos.

Apesar de terem sido feitos processo seletivos por meio de concurso público tanto em 2013 e 2015, para o preenchimento de vagas que foram surgindo em virtude da grande demanda, o número de funcionários que estão se aposentando supera em muito toda a quantidade de novos servidores que já foram chamados para assumir os seus cargos. Isto inclui também o cadastro de reserva que já vem sendo utilizado também.

Segundo pedido de autorização que seguiu para o ministério do Planejamento, o tão aguardado concurso deverá disponibilizar vagas tanto para nível médio quanto superior.

Caso as previsões dos especialistas em concurso se confirmem, as vagas deverão estar distribuídas em cerca de 74 vagas para os cargos de técnico nas áreas administrativas, segurança e cargos mais específicos, que requerem nível superior tais como enfermagem, analistas nas áreas administrativas, tecnologia da informação e na área judiciária, para o cargo de oficial de justiça.

Para quem se interessa pela remuneração, a expectativa é que para os cargos que exijam apenas o nível médio, o valor do salário seja de mais de R$ 6.300,00, enquanto para os aprovados para os cargos que requeiram curso superior, a remuneração seja de mais de R$ 10.400,00.

Vale lembrar que para as remunerações acima ainda não estão incluídos outros benefícios como ajuda de custo para transporte e para a alimentação.

Assim como em 2013 e 2015, o próximo concurso a ser realizado para o tribunal, a realização deverá ficar a cargo também da Fundação Carlos Chagas.

A expectativa é que para esta próxima seleção também haja a formação de um cadastro de reserva de aprovados e que deverá ser utilizado para o preenchimento gradativo à medida que haja a necessidade de novos servidores nas vagas que forem surgindo.

Se a tendência dos últimos concursos se repetir, espera-se que esta seleção seja composta de provas objetivas, seguida de uma segunda fase que seja composta de questões de caráter subjetivo. Além disto, dependendo do cargo a ser escolhido, os candidatos deverão ser submetidos a uma prova de redação, um estudo de caso e outros tipos de testes que podem incluir exames de aptidão física. A tendência é que estes possam ser repetidos, principalmente porque a responsável pelos dois últimos concursos foi a mesma.

Este próximo concurso do TRT deverá abrange todo o município de Campinas, local onde fica localizada a sua sede, e nas regiões vizinhas.

A atuação do órgão não se restringe somente ao município campinense, mas se estende por vários outros municípios ao redor de sua sede.

Para quem pretende seguir numa carreira estável e que garanta uma boa remuneração inicial, acrescido de alguns benefícios, esta é uma oportunidade que não pode ser desperdiçada e, portanto, é bom ficar atento para a publicação do edital que deverá trazer tanto as datas do concurso quanto as matérias a serem estudadas.

Liana Gifoni

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 19 Média: 2.5]

Certame está na fase de escolha de sua banca organizadora.

Mais uma boa notícia para quem está na expectativa do aguardado concurso público do Tribunal Regional do Trabalho da 1° Região (TRT RJ). De acordo com informações divulgadas pela assessoria de comunicação do órgão, já foi encerrado o prazo de recebimento das propostas das bancas.

O próximo passo será fazer a análise dos documentos recebidos para que seja então possível avaliar qual será a escolhida.

Ainda segundo informações divulgadas pelo TRT-RJ, assim que for feita a escolha da banca, será aberto aos interessados o período de recebimento das inscrições. A publicação do edital está prevista para o início de 2018.

De acordo com o TRT-RJ, para participar do concurso foram convidadas apenas bancas tradicionais nesse tipo de seleção. Apesar de não haver citado nomes, a crença é de que tratam-se da Cesgranrio, Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Cespe/UnB.

A previsão é de que a aplicação das provas objetivas ocorra cerca de 60 dias depois da divulgação do edital. Com isso, conclui-se que os testes devam ocorrer entre março e abril do ano que vem.

Vagas oferecidas

A previsão do TRT-RJ é de que sejam colocadas à disposição dos candidatos um total de 118 cargos. As oportunidades são voltadas para técnicos e analistas judiciários. Aliás, esse número de vagas consta no Portal da Transparência. Por lá, a informação é de que teremos 81 vagas para técnicos e 37 para analistas.

As vagas são direcionadas para técnicos em três áreas: enfermagem, segurança e administrativa. Para analista as oportunidades são para as áreas administrativas, oficial de justiça, área judiciária, engenharia mecânica, civil e elétrica.

Estrutura do concurso

Essa fase já está muito adiantada no concurso do TRT RJ 2017. De acordo com a diretoria de gestão de pessoas do órgão, a estrutura deverá ser bem semelhante a do último concurso para o órgão, realizado em 2012.

Os candidatos inscritos deverão ser avaliados por meio da aplicação de provas objetivas e de redação. No caso das vagas para técnico teremos as provas objetivas e exames físicos.

O último concurso do TRT RJ contou com uma prova objetiva com 60 questões. Foram 10 de língua portuguesa, 5 de matemática e raciocínio lógico e 5 de informática. Para técnico ainda tivemos questões específicas sobre direito processual do trabalho, direito do trabalho, direito administrativo e direito constitucional.

Para analista as provas contaram com redação, direito processual civil, direito processual do trabalho, direito do trabalho, noções de administração, direito administrativo e direito constitucional.

Resumo

· Concurso: Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT da 1ª Região)

· Banca organizadora: a definir

· Cargos: Analista; Técnico

· Escolaridade: Níveis médio e superior

· Número de vagas: 12 vagas (preliminar)

· Remuneração: Até R$ 14 mil (Oficial de Justiça); R$ 7 mil Técnico e R$ 12 mil analista demais áreas

· Situação: AUTORIZADO

· Previsão para publicação do edital: 2017/2018

· Link do último edital

Orientações

Para ser aprovado em concursos de tribunais a maioria exige uma média de aprovação superior a 90% das questões da prova objetiva. Por isso, é fundamental que o candidato literalmente torne-se um especialista nesse tipo de seleção.

É preciso se concentrar e ter foco. Dividir a atenção com outros concursos públicos que abram no período pode ser uma péssima decisão do candidato.

Outro fato de extrema importância é estar atento ao edital, especialmente no que diz respeito as matérias específicas de concurso de tribunais. Procurar adquirir um material objetivo que trate exatamente daquilo que aponta o edital é o primeiro passo.

Vale também aproveitar materiais de outros concursos desde que sejam da mesma área. Ou seja, de tribunais.

Fique por dentro de todas as novidades do mercado de trabalho acompanhando nossas atualizações diárias.

Compartilhe está notícia em suas redes sociais preferidas.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 28 Média: 2.7]

Inscrições podem ser feitas até o dia 11 de outubro de 2017.

No estado do Rio Grande do Norte, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT RN – 21ª Região) anuncia que estão abertas as inscrições para seu concurso. Se você estuda para obter sua tão sonhada aprovação em concursos públicos, não fique de fora. Acesse o site para efetuar sua inscrição.

Os interessados devem acessar o endereço eletrônico até o dia 11 de outubro (quarta-feira). São oferecidas oportunidades tanto para quem possui escolaridade de nível médio, como para quem tem nível superior completo. Além de preencher as 3 vagas anunciadas no edital, o processo seletivo visa formar cadastro reserva.

Os cargos anunciados são de técnico judiciário da área administrativa e analista judiciário – área judiciária. O salário oferecido para os iniciantes nas carreiras são R$ 6.376,41 e R$ 10.461,90, respectivamente.

As inscrições custam R$ 80 para técnico e R$ 120 para analista. A última data para pagamento do boleto é 11 de outubro (quarta-feira).

Há chances para pessoas com necessidades especiais e que se autodeclaram pretos e pardos.

A organizadora do certame é a Fundação Carlos Chagas (FCC).

Se o candidato for portador de necessidade especial, deve especificar no formulário de inscrição. Além disso, é necessário enviar laudo médico atestando a Classificação Internacional de Doença – CID.

Para exercer a função de analista é necessário ter diploma de graduação em Direito. Confira outros requisitos exigidos para todos os cargos: ter no mínimo 18 anos, estar em dia com as obrigações eleitorais, militares e em pleno gozo dos direitos políticos, entre outros.

Provas

Os candidatos farão provas objetivas. Quem concorrer ao cargo de analista, fará 20 questões sobre conhecimentos básicos e 40 sobre conhecimentos específicos e ainda deverá fazer uma prova discursiva no tempo total de 4 horas de avaliação. Haverá correção de redações dos candidatos classificados até a posição 240. Já quem for fazer a prova de técnico responderá a 30 quesitos sobre conhecimentos básicos e 50 sobre os assuntos específicos.

A data prevista para aplicação das provas é no dia 10 de dezembro (domingo), na capital do estado, Natal, no período da manhã para todos os cargos.

As disciplinas cobradas em conhecimentos básicos para todos os cargos são: português e noções de direitos das pessoas com deficiência. Já os conhecimentos específicos para o cargo de analista são: direito constitucional, direito do trabalho, direito administrativo, direito processual do trabalho e direito previdenciário. Para a função de técnico serão cobrados conhecimentos específicos sobre as seguintes matérias: noções de direito administrativo, noções de direito constitucional, direito do trabalho, noções de administração, orçamento público e direito processual do trabalho.

O local de prova estará disponível para consulta no site da organizadora a partir de 1º de dezembro.

O resultado final será divulgado na data provável de 19 de março de 2018 (segunda-feira).

Atribuições

As atribuições do cargo de técnico judiciário são: emitir parecer, prestar informações gerais ao público, controlar materiais de consumo e permanente, fornecer auxílio técnico e administrativo, expedir e arquivar documentos e correspondências, entre outras atividades.

Confira algumas das responsabilidades pertinentes à função de analista judiciário: confeccionar minutas de votos, fundamentar a análise de processo, emitir parecer, fornecer suporte técnico e administrativo aos magistrados, atualizar e consultar informações em base de dados, entre outras tarefas.

Há expectativa de que, até o final de 2018, haja mais de 120 cargos vagos, tendo em vista que muitos servidores vão se aposentar.

Segundo o TRT 21ª Região, o concurso será válido por 2 anos, podendo ser prorrogado por igual período, uma única vez e a critério do tribunal.

Não deixe essa chance passar. Aproveite e faça sua inscrição no concurso do TRT RN.

Veja mais informações no site.

Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 2]

Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região deverá ofertar 6 vagas imediatas mais a formação de cadastro reserva.

O Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região, no estado de Goiás, também conhecido como TRT-18, disponibilizou informações sobre a autorização de seu mais recente concurso público, que visa ao preenchimento de seis vagas imediatas para candidatos de nível médio, técnico, superior. Os cargos são de técnico e analista judiciário. Além da ocupação imediata das vagas, haverá também criação de CR (cadastro reserva).

O último concurso foi realizado em 2013, com 10 vagas no total, também para os cargos de técnico e analista. Este concurso terá a validade expirada no final do ano, em novembro. O novo concurso, para 2017, já foi autorizado e o Edital será disponibilizado em breve.

As vagas foram disponibilizadas para candidatos que tenham concluído ensino médio ou curso técnico nos ramos de enfermagem (uma vaga) ou saúde bucal (4 vagas). Já os candidatos com nível superior devem ser formados, ou concluir o curso até data limite, que será especificada no edital, nas áreas de estatística (1 vaga), enfermagem (uma vaga), administração (cadastro reserva) e tecnologia da informação (cadastro reserva).

A remuneração inicial será de R$ 6.167,99 para os profissionais de nível médio/técnico e de R$ 10.119,93 para o cargo de analista (nível superior), além de todos os benefícios oferecidos pelo órgão.

No último concurso do TRT/GO a comissão organizadora responsável foi a Fundação Carlos Chagas. Esse ano os organizadores ainda não foram selecionados. No ano de 2013 o certame contou com prova objetiva de múltipla escolha. Foram 50 questões sobre conhecimentos gerais e conhecimentos específicos para nível médio. Já os candidatos de nível superior foram avaliados por meio de 60 questões de língua portuguesa e conhecimentos específicos. Além disso, todos os concorrentes realizaram um teste discursivo.

Para se inscrever o candidato deve antes se certificar de atender a todos os requisitos especificados para se apossar do cargo: possuir mais de 18 anos no momento da posse; ter a escolaridade exigida para o cargo escolhido; ter sido aprovado em todas as fases do concurso; ter em mãos todos os documentos comprobatórios necessários, como certificados; estar em dia com as obrigações militares (no caso de candidatos do sexo masculino) e eleitorais.

A Secretaria de Orçamento e Finanças do Tribunal Regional do Trabalho de Goiás afirmou que os custos necessários para a realização do certame já estão incluídos no programa de orçamentos para 2017.

Por Fábio Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 3]

Seleção irá ofertar vagas para Técnico e Analista Judiciário.

Conforme o edital nº 01/2016 do Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região, publicado no dia 21 de setembro de 2016, as inscrições para o Concurso do TRT-SE estarão abertas no período de 26 de setembro de 2016 ao dia 26 de outubro de 2016. As inscrições para o concurso de nível médio e superior serão recebidas pela Fundação Carlos Chagas (FCC). As vagas disponíveis são para os cargos de técnico judiciário e analista judiciário, sendo que a de técnico judiciário exige nível médio e inclui tecnologia da informação, administrativa e enfermagem. Já a função de analista judiciário é somente para nível superior e inclui: oficial de justiça avaliador federal, administrativa, judiciária, estatística, comunicação social, engenharia civíl, contabilidade, enfermagem, fisioterapia, odontologia e medicina do trabalho.

Este concurso está destinado para suprir as vagas imediatas (sendo quatro para o nível médio e duas para o ensino superior) e para o cadastro de reserva, ou seja, para as vagas que vierem a surgir dentro do período de validade de dois anos deste edital. Os salários são de R$ 5.934,16 a R$ 9.736,27, de acordo com o cargo. A jornada semanal de trabalho é de 40 horas e o valor das inscrições é de R$ 90,00 para nível médio e R$ 110,00 para as vagas de nível superior.

As inscrições devem ser feitas apenas pela internet, através do site da Fundação Carlos Chagas. O prazo para pedir a isenção da taxa é do dia 26 de setembro até o dia 30 de setembro de 2016, neste caso o candidato deve estar cadastrado em Programas Sociais do Governo e ser de família de baixa renda.

A prova será realizada no dia 4 de dezembro de 2016, em Aracaju – Sergipe. O local e horário será divulgado posteriormente no site da FCC. Pela manhã a prova será destinada aos inscritos para os cargos de nível médio e a tarde para os inscritos nas vagas de nível superior.

A prova será dividida em três etapas, a primeira será a prova objetiva, onde os candidatos irão responder questões sobre conhecimentos gerais, específicos, raciocínio lógico-matemático, língua portuguesa, noções de direito administrativo e de informática. A segunda etapa é a prova discursiva, que inclui um estudo de caso e a terceira é dissertativa, que inclui uma redação.

Fabiana da Rosa.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 1]

Abriu recentemente, no dia 11 de agosto, o concurso público para os cargos de analista do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT 14), que fica em Porto Velho (RO) e jurisdição nos estados do Acre e Rondônia. Para disputar a posição é exigido o nível superior.

De início, a informação é de que foram solicitadas cerca de 7 vagas, apenas. Porém, a remuneração oferecida é um bom atrativo para os que se desanimam no meio do caminho, ficando no valor R$ 8.118,19.

Entretanto, há possibilidades de contratação de mais aprovados, de acordo com a demanda de vagas durante o período de validade do concurso. A banca organizadora será o Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul, o IESES. Vale a pena dar uma olhada em avaliações anteriores para se ter uma noção do que estudar.

As vagas serão divididas da seguinte maneira: graduados em medicina, duas vagas imediatas, (com remuneração informada acima), para cumprir jornada de 20 horas semanais; 1 vaga para graduados em odontologia, (mesma remuneração) para 40 horas semanais e 4 vagas para candidatos com nível superior em qualquer curso, para o cargo de analista administrativo e jornada de 40 horas semanais.

A informação é de que para esta posição será aceita licenciatura plena. Além do salário, o TRT inclui a título de auxílio-alimentação, a quantia de R$ 751,96.

Haverá ainda, cadastro de reserva para o preenchimento de possíveis vagas no período em que o concurso estiver em validade. E isso para todos os cargos.

Para os interessados, as inscrições devem ser feitas no site www.trt14.ieses.org até o dia 29 de agosto. É necessário o pagamento de taxa no valor de R$ 74,90, podendo ser pago até o último dia de inscrição.

Informações sobre as provas

Vão ser aplicadas provas objetivas e discursivas, onde serão avaliados as habilidades e conhecimentos dos candidatos (Língua Portuguesa e Informática) e de conhecimentos específicos.

As avaliações serão realizadas nas cidades de Rio Branco (AC), Porto Velho (RO) e Paraná (RO).

Para maiores informações, consulte o edital no site do Tribunal Regional por meio do edital. 

Por Juliana Alves de Souza

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]




CONTINUE NAVEGANDO: