Cebraspe será a empresa responsável por organizar o certame.

O edital para o concurso de juiz do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) deve ser publicado nas próximas semanas. A organizadora já foi definida e será a banca Cebraspe, o certame vai oferecer 5 vagas imediatas e também a formação de cadastro reserva. Que tal aproveitar a oportunidade?

A escolha da banca foi divulgada no Diário de Justiça Eletrônico e como o contrato já foi assinado à expectativa é que o edital seja publicado nas próximas semanas, logo os interessados devem manter o foco nos estudos, a fim de conquistar uma boa classificação no concurso de juiz do TJ-SC.

Último concurso de juiz TJ-SC

O último concurso para o cargo ocorreu no ano de 2017, porém, o número de candidatos aprovados na época não conseguiu suprir o déficit. Na ocasião, foram aprovados 27 candidatos.

Segundo o portal de transparência, existem 63 cargos vagos e os aprovados neste certame irão contar com uma remuneração de R$ 24.818,72. O último concurso de juiz do TJ-SC foi organizado pela banca Fundação Carlos Chagas (FCC) e teve 5 vagas imediatas e também a formação de cadastro reserva.

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, prova escrita, sindicância de vida pregressa, prova oral, prova de títulos, entre outros. O edital do próximo certame deve ser divulgado nas próximas semanas.

Dicas de estudo para o concurso de juiz do TJ-SC

– Como o edital está previsto para as próximas semanas, o interessado deve começar os estudos o quanto antes, para ganhar tempo e conhecimento. O certame na carreira de magistratura é um dos mais cobiçados e concorridos.

– É fundamental fazer uma análise estratégica do último edital que foi divulgado, para fazer um cronograma de estudo, as fases e os tipos de conteúdos cobrados.

– O cronograma deve ser montado de acordo com o último edital. Neste caso, o candidato deve fazer uma planilha para organizar a sua rotina e os estudos. Distribua os seus compromissos diários e defina o seu horário de estudo.

– Encare os estudos com seriedade, ou seja, como se fosse um trabalho. Ao iniciar, por exemplo, desconecte-se de redes sociais, aplicativos e foque em entender e compreender o assunto que será estudado. Lembre-se de que o seu nível de concentração influenciará na sua aprendizagem.

– A sua casa é muito barulhenta? Que tal estudar em uma biblioteca? Existem também salas específicas de estudo, sabia? Procure um lugar para se concentrar e focar no seu objetivo.

– Lembre-se de que o seu cronograma deve ser dividido em teoria, exercício e revisão. Foque em aliar essas três partes e resolva questões de forma exaustiva do Cebraspe, que é a organizadora do concurso de cargo de juiz TJ-SC.

– A banca Cespe/Unb tem um estilo próprio de cobrança, por isso, você deve fazer questões para conhecer a forma das perguntas, os tipos de questões mais recorrentes e os assuntos mais cobrados. Que tal fazer uma lista?

– A sua revisão pode ser feita por meio de fichas, mapas mentais ou as anotações do seu caderno. Organize para que o conteúdo fique consolidado na sua memória de curto/médio prazo.

– Durante os seus estudos, pratique atividades físicas como corrida, caminhada ou academia. Isso, além de ajudar a manter a forma, alivia a tensão, a ansiedade e o nervosismo que são gerados nessa fase.

– Resolva provas anteriores que foram cobradas no cargo. Faça simulados e encare-os como se fossem realmente o dia da sua prova. Desta forma, você poderá fazer uma análise e conhecer os seus pontos fortes e fracos, para saná-los.

– Tenha uma planilha para mensurar o seu percentual (%) de acerto/ erro em cada disciplina.

Você vai aproveitar a chance e estudar para o cargo de juiz no TJ-SC? Compartilhe a notícia nas suas redes sociais e muito sucesso!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Edital do certame deverá sair ainda no começo do próximo ano.

Quem está de olho nos concursos públicos que estão aparecendo para o ano de 2019, precisa saber que o Tribunal de Justiça do Amazonas, o TJ/AM, tem previsões de publicação e abertura de edital referente ao seu novo certame. Com banca organizadora já totalmente definida, sendo essa o Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul, o Ieses, sabe-se que não há nenhuma possibilidade de liberação da documentação hábil até o mês de dezembro. Por isso, nós te damos todas as informações referentes às definições e processos que estão em andamento. Fique ligado que, a qualquer momento, outras alterações podem ser anunciadas e acrescentadas. Vamos a elas.

Definição das ofertas e vagas

A comissão, que foi constituída já no início do mês de julho, está a todo vapor definindo as vagas que serão oferecidas no concurso público. Por esse motivo, as mesmas ainda não foram divulgadas publicamente.

Anunciado oficialmente no dia 4 de julho, durante uma solenidade de posse para o cargo do presidente do órgão e desembargador, senhor Yedo Simões de Oliveira, foi citado também que, embora as vagas ainda não tenham sido definidas, alguns detalhes já estão acertados. Portanto, o processo de seleção contará com oportunidades para os mais diversos níveis de formação, desde o fundamental, passando pelo médio e também superior.

Há vagas tanto para o preenchimento e contratação imediata como para a formação de um cadastro reserva de pessoas. As análises sobre a demanda necessária para o certame deverá ser concluído muito em breve, podendo indicar tanto o número de cargos vagos em nível superior e médio para o provimento de concurso na capital, como também em nível médio e fundamental destinado para as comarcas localizadas no interior.

Além disso, cabe também à comissão organizadora a avaliação das disponibilidades de orçamento para a realização do concurso público, apontando quais são as atividades pertinentes a cada um dos cargos. Dessa forma, chega-se à elaboração de um projeto básico para a seleção.

Sobre a comissão

Presidida pelo presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, Yedo Simões, a comissão organizadora ainda conta com outros nomes fortes como: Alexandre Henrique Novaes de Araújo, juiz auxiliar da presidência e juiz coordenador do concurso; Messias Augusto Lima Andrade, secretário-geral administrativo do órgão e coordenador-administrativo do processo; e os demais participantes da comissão, os servidores Camila Leite, Hernan Batalha, Wiulla Garcia, Eduardo Martins, Mauro Saraiva e Cyntia Kazuko.

Conforme Messias Andrade, a primeira das medidas adotadas por essa comissão foi o levantamento de soluções e leis para a normatização do provimento dos cargos para o TJ/AM. Com essas informações, foi possível criar um cenário exato referente ao número de vagas necessárias para o concurso.

É importante lembrar que o certame terá oportunidades para todo o Estado, mesmo que em cadastro reserva.

A partir de tais definições, a comissão se reúne semanalmente para continuar e dar andamento às demais medidas administrativas necessárias para a realização de concurso, sempre sob a orientação do desembargador.

Para o concurso público do órgão, é seguido todo um rito, com consultas seguidas ao Executivo para a possibilidade das alterações em Lei de Diretrizes Orçamentárias, a LDO.

Sobre o último concurso do TJ/AM

Há 3 anos que não é realizado um certame pelo Tribunal de Justiça do Amazonas. Sendo assim, o último realizado foi em 2015, sendo oferecidas 51 oportunidades destinadas para o cargo específico de notário de cartórios. Os pré-requisitos na ocasião foi de formação em nível superior na área de Direito ou, ainda, dez anos em atividade relacionada à função. Em 2013 o órgão ainda realizou um outro concurso visando ao preenchimento de outras 300 vagas, sendo essas em diversos outros cargos e para todos os níveis de formação. Nesse, foi feito também um cadastro reserva de pessoas.

A banca organizadora foi a Fundação Getúlio Vargas, FGV.

Kellen Kunz

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 11 Média: 2.7]

Seleção ofertará 460 oportunidades.

Desde o ano de 2016 muitos brasileiros têm recorrido aos concursos públicos para tentar uma vaga no mercado de trabalho, já que este se encontra, devido à forte crise econômica, em um momento em que há pouca ofertas de vagas e uma grande disponibilidade de profissionais.

E para quem reside no estado do Paraná e gostaria de prestar um concurso público para concorrer a uma vaga em um trabalho que ofereça segurança e disponibilidade, acaba de surgir uma novidade bastante interessante.

Trata-se do novo concurso público do Tribunal de Justiça do estado do Paraná, que acaba de ter o período para inscrições aberto.

É bem assim, quem já há algum tempo aguardava pela publicação do edital de abertura do processo seletivo do TJ-PR, já pode realizar a sua inscrição.

As inscrições tiveram início na última segunda-feira dia 18 de setembro.

De acordo com informações disponíveis no edital de abertura do certame, serão oferecidas na concorrência um total de 460 oportunidades. Deste total, 315 vagas são para o ingresso em novas vagas e as restantes 145 são para o preenchimento de vagas que se deram por questão de remoção, no caso de quem já possuir uma outorga de delegação e for transferido para uma outra.

Para os interessados nas vagas por provimento elas estraõa disponíveis para a concorrência entre pessoas que possuam formação de nível superior na área de direito, ou ainda pessoas que possuam certificado do exercício pelo período mínimo de 10 anos de atividade em serviços de nota ou de registro. Além disso, o candidato também não pode ter antecedentes criminais ou aibnda civis que são incompatíveis com a outorga de delegação. Dessa forma é necessário que uma certidão de seus distribuidos criminal e civil (dez anos), por parte da Justiça Federal e da Justiça Estadual, assim como dos protetores dos títulos( período de 5 anos), que sejam expedidas em locais em que o candidato ao concurso manteve residência por 10 anos.

Já em relação às vagas por remoção, para o preenchimento destas o interessado precisa estar em exercício da titularidade de uma outra delegação, de registro ou de notas, que seja no estado do Paraná, em um período que seja maior que dois anos.

De acordo com as informações que se encontram no edital de abertura, os salários que são oferecidos para os cargos em questão não possuem um valor fixo. De modo que são calculados com embasamento nos lucros que o cartório obtém a cada mês, sendo descontadas as taxa geralmente pagas ao governo.

Para realizar a sua inscrição basta acessar o site www.nc.ufpr.br e preencher de forma correta uma ficha para cadastro. A inscrição uma vez realizada é válida para um ou para ambas formas de cargo, seja de provimento ou remoção.

Pra ter a sua inscrição efetuada com sucesso o candidato precisa pagar uma taxa de inscrição cujo valor é R$ 240.

O processo seletivo será realizado por meio de etapas, sendo elas:

– Realização de prova objetiva de múltipla escolha;

– Prova escrita;

– Prova Oral;

– Exame de títulos.

A prova objetiva será composta por 100 questões, sendo que 25 serão sobre registros públicos, sua organização e divisão judiciárias que pertencem ao Estado do Paraná, assim como as normas regulamentares imposta pela Corregedoria-Geral da Justiça. Outras dez questões serão sobre direito constitucional, dez sobre direito administrativo, além de dez sobre direito tributário. Sobre direito civil serão 15 questões, cinco questões sobre direito processual civil, cinco questões sobre direito penal, cinco questões sobre direito processual penal, dez questões sobre direito empresarial e por último cinco questões sobre conhecimentos gerais.

Haverá aplicação de provas no município de Curitiba/PR. O dia marcado é 17 do mês de fevereiro do ano de 2019. Os candidatos as vagas de remoção devem fazer a prova pela manhã, enquanto que os de provimento irão realizá-la no período da tarde.

Não perca essa oportunidade. Faça a sua inscrição.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 7 Média: 3]

Seleção oferece 9 vagas para o cargo de Juiz.

A carreira da advocacia está entre as seguidas pelos brasileiros. Muitos sonham em se tornar advogados, juízes, promotores e tantas outras funções que essa formação permite. Para aqueles já são profissionais graduados e procuram por novos desafios, uma grande oportunidade acaba de surgir nesta reta final do mês de agosto. Pois o Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso, o TJ/MT, vai realizar um novo certame com a intenção de contratar novos juízes. Saiba agora todas as informações e quem sabe você não se interessa em participar deste novo concurso público.

A respeito das vagas para o cargo de juiz abertas pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso

Para a edição do seu novo processo de contratação, o TJ/MT abriu um total de nove vagas. Desse número, se tem uma oportunidade para candidato portador de necessidade especial e duas oportunidades para indivíduos que atendem a cota racial. Como é do conhecimento da maioria das pessoas, para ocupar um cargo de juiz, o interessado precisa ter a formação em direito. Além disso, é necessário que ele tenha entre 25 a 65 anos. E que tenha no mínimo, três anos de experiência na área e por fim, que não tenha nenhum tipo de pendência com a justiça.

Como o período de inscrições já foi iniciado, posteriormente será explicada toda essa parte, o edital do concurso já foi publicado e algumas informações são de bastante relevância. Uma delas, por exemplo, é a respeito da banca organizadora, que será a Fundação Vunesp. Esse ponto é importante, pois as bancas costumam ter certas características próprias e os candidatos que se preocupam com isso podem ter alguma vantagem. Por isso, é interessante olhar provas passadas que já foram aplicadas pela Vunesp. Outro dado importante é sobre o valor da remuneração, os aprovados vão receber cerca de R$ 23.577,96.

Sobre as cinco etapas do processo seletivo aplicadas pelo TJ/MT

Os interessados neste processo seletivo vão realizar cinco tipos distintos de avaliações. Veja agora sobre cada uma delas:

-Primeira etapa: nesta fase inicial, os inscritos vão realizar uma prova de múltipla escolha com 100 questões. Essa avaliação vai ser dividida em três blocos. O primeiro vai contar com 30 perguntas sobre direito da criança e do adolescente, do consumidor, processual civil e direito civil. Já o segundo bloco vai contar com 35 questionamentos e nele as temáticas de direito eleitoral, constitucional, processual civil e direito penal vão ser abordadas. Por fim, o último bloco também vai ter 35 perguntas sobre direito administrativo, ambiental, tributário e direito empresarial.

-Segunda etapa: os participantes vão realizar um exame com questões abertas sobre questões específicas que estão todas listadas nos anexos presentes no edital. Para saber quais são os assuntos, os inscritos podem acessar o seguinte endereço eletrônico: https://www.vunesp.com.br/TJMT1801. Essas informações se encontram no item “Anexo I – Conteúdo Programático”, a partir da página 39.

-Terceira etapa: nesta fase vão ser analisadas todas as informações sobre os candidatos. Além disso, vão ser feitos testes de sanidade física e psicológica.

-Quarta etapa: nesta última etapa, os inscritos vão realizar uma prova oral. O conteúdo vai ser o mesmo aplicado na segunda etapa, cujos assuntos foram todos relacionados no edital. As temáticas estão todas no documento oficial, pois, se tem uma quantidade grande de assuntos.

-Quinta etapa: a última fase vai ser uma prova de títulos. Ou seja, uma avaliação de todas as formações e especializações dos candidatos.

A primeira, segunda e quarta etapa vão ser de caráter classificatório e eliminatório. Já a terceira vai ser apenas eliminatória e a quantia classificatória. A primeira etapa está marcada para a data de 18 de novembro de 2018. As demais etapas ainda vão ter os dias divulgados.

Inscrições para o certame do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso

Como mencionado acima, o período de inscrições foi aberto, mais precisamente na segunda-feira, dia 20 de agosto de 2018, e as participações vão ser aceitas até o dia 26 de setembro de 2018. A taxa de inscrição é de R$ 235,77 e ela deve ser paga até 27 de setembro de 2018. As participações vão ser exclusivas pela internet, através do seguinte link: https://www.vunesp.com.br/. Basta rolar a página e procurar pelo certame do TJ/MT. O passo a passo para a inscrição está todo explicado e muito fácil de ser realizado.

Boa sorte!

Isabela Castro.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 4.5]

Certame tem 100 vagas abertas para o cargo de Juiz Substituto.

A região sudeste do Brasil concentra boa parte das oportunidades de emprego oferecidas em todo o país. Consequentemente, nesta parte do território nacional se tem diferentes ofertas de concursos públicos. E um dos últimos certames a serem divulgados no sudeste foi o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, o TJMG. São mais de 100 vagas para a função de Juiz de Direito Substituto do TJMG. Se você se interessou e quer saber mais informações sobre este processo de contratação leia o texto abaixo.

A respeito do novo processo de admissão do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais

Os concursos realizados pelo Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais costumam ser um dos mais concorridos de todo o estado. Pois, o órgão oferece boas condições de trabalho para os aprovados no certame. Para este novo processo de contratação vai ser oferecido um total de 120 vagas. Como explicado anteriormente, as oportunidades são para o cargo de Juiz de Direito.

Das 120 vagas, 84 ocupações são para ampla concorrência. Além disso, 24 oportunidades são para candidatos negros e 12 colocações são para pessoas portadoras de necessidades especiais. Para ocupar uma das vagas oferecidas pelo TJMG, o interessado precisa atender alguns dos seguintes requisitos:

– possuir formação acadêmica em direito há pelo menos 03 anos. A instituição precisa ser reconhecida e é necessária a apresentação do diploma que assegura a formação superior.

– ser brasileiro ou possuir a nacionalidade.

– não possuir pendências judiciais.

– as obrigações eleitorais precisam estar corretas. Além disso, os homens também não podem ter pendências com as obrigações militares.

– apresentar condições físicas e intelectuais para cumprir as exigências do cargo.

Para a verificação de todos os requisitos, é de extrema importância que o candidato leia o edital do certame, que pode ser consultado na seguinte página: https://d3du0p87blxrg0.cloudfront.net/concursos/493/1_569399.pdf. Item “4 – DOS REQUISITOS PARA O INGRESSO NA CARREIRA”, página 03.

Sobre o processo seletivo adotado pelo TJMG em seu concurso público de 2018

A instituição estabeleceu que os inscritos vão ser submetidos a cinco seletivas distintas: avaliação de múltipla escolha, teste escrito, inscrição definitiva, avaliação oral e prova de títulos. A terceira etapa, que consiste na inscrição definitiva vai ser desmembrada em quatro tipos de avaliação sendo elas: investigação social, sindicância da vida pregressa, teste psicológico e exames médicos.

A primeira etapa, ou seja, a avaliação de múltipla vai ter ao todo 100 perguntas. Além disso, ela vai ser dividida em três blocos. Confira agora o número de questões para cada matéria presente nos blocos:

Bloco Um:

05 perguntas sobre Direito da Criança e do Adolescente.

05 perguntas sobre Direito do Consumidor.

10 perguntas sobre Direito Processual Civil.

10 perguntas sobre Direito Civil.

Bloco Dois:

10 perguntas sobre Direito Eleitoral.

10 perguntas sobre Direito Constitucional.

10 perguntas sobre Direito Processual Penal.

10 perguntas sobre Direito Penal.

Bloco Três:

05 perguntas sobre Direito Ambiental.

05 perguntas sobre Direito Tributário.

10 perguntas sobre Direito Empresarial.

10 perguntas sobre Direito Administrativo.

A primeira fase acontece na cidade de Belo Horizonte, no dia 02 de setembro de 2018. E os inscritos vão ter quatro horas para responder a todas essas questões. Os locais em que acontece esta primeira fase vão ser divulgados posteriormente nos seguintes endereços eletrônicos: http://www.consulplan.net/home.aspx e http://www.tjmg.jus.br/portal-tjmg. Para conferir o conteúdo programático da primeira etapa, acesse: https://d3du0p87blxrg0.cloudfront.net/concursos/493/1_569399.pdf. O conteúdo está no Anexo II, página 54.

Já as demais etapas também tiveram uma expectativa de datas divulgadas, segundo o documento oficial.

Segunda etapa: 11/11/2018.

Terceira etapa: 12 e 13/11/2018.

Quarta etapa: 09 a 13/09/2019.

Quinta etapa: 30/09/2019.

E para consultar como elas vão ser caracterizadas para isso acesse o edital que foi disponibilizado anteriormente a partir do item “14 – DA SEGUNDA ETAPA: PROVAS ESCRITAS” página 28.

Inscrições concurso TJMG

Para efetuar a inscrição no concurso público do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, o interessado deve acessar: www.consulplan.net. As inscrições são válidas por apenas um mês, entre os dias 25 de maio a 26 de junho de 2018. A taxa de inscrição está fixada em R$ 260,00.

Por Isabela Castro

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 3]

Concurso foi reaberto para cargos de Nível Médio de ensino.

No Estado do Paraná um dos melhores concursos públicos está sendo reaberto. Trata-se do certame promovido pelo Tribunal de Justiça do Estado, que divulgou, novamente, na última segunda-feira, dia 7 de maio de 2018, novo período de inscrições direcionadas para processo seletivo do TJ-PR, aberto oficialmente em fevereiro de 2017.

Desde o início de 2017 que o andamento deste concurso público estava encalhado, sendo que, a princípio, o número cadeiras disponíveis era de 100 no setor de carreiras de técnico judiciário. Entretanto, a quantidade de vagas não teve um aumento significativo, subindo apenas para 114 postos de trabalho disponíveis, embora haja a formação do cadastro reserva.

O período de inscrições foi estabelecido para o prazo definido entre os dias 7 e 11 do mês de Maio, e a taxa de inscrição sem mantém no valor 100 reais. Uma observação importante é a seguinte: dado que houve uma grande quantidade de inscritos desde o ano passado, os mesmos estão isentos de quaisquer taxas adicionais relativas ao processo de seleção em questão.

Assim, todas as pessoas interessadas poderão aproveitar esta nova oportunidade de participar deste grande certame, inscrevendo-se no site do mesmo órgão, gerando o boleto e efetuando o pagamento da taxa até, no máximo, dia 11 de maio de 2018.

As condições necessárias para participar são as seguintes:

Estar na idade mínima de 18 anos até a data da nomeação e posse e possuir diploma de ensino Médio. Portanto, este é um dos processos de seleção mais acessíveis aberto esse ano.

O vencimento pago aos servidores que atuam no setor de Técnico Judiciário está no valor de R$ 5.741,58, podendo progredir para até R$ 6 mil, por meio dos seguintes benefícios oferecidos por lei: o Auxílio Alimentação e o Auxílio Saúde.

Este processo de seleção contará com apenas uma fase, a qual se dará por meio de uma prova objetiva e uma prova discursiva (redação) que serão ministradas em conjunto. Entretanto, a data de realização do exame será anunciada em breve na página eletrônica do TJ-PR.

A prova consistirá no seguinte:

Um caderno com questões versando sobre conhecimentos, com caráter eliminatório e classificatório, cuja duração oficial será de cinco horas no máximo. Serão 60 questões em caráter de múltipla escolha. No caso da prova discursiva, esta consistirá de um texto dissertativo e argumentativo, dentro dos conhecimentos de língua portuguesa, no valor de 40 pontos. Porém, a prova de redação só será corrigida se os candidatos atingirem uma média de, ao menos, 60 % de pontos positivos na prova objetiva, além de entrarem para o rol dos 1140 primeiros qualificados.

O conteúdo programático da prova objetiva segue abaixo:

Questões versando sobre a matéria de Língua Portuguesa; questões versando sobre a disciplina de Matemática; questões versando sobre as devidas Noções de Direito e Legislação; questões versando sobre a matéria de Informática e questões versando sobre a as atualidades desse ano e do ano passado. Não são matérias pesadas, e para quem vem se programando nos estudos desde o ano passado, será uma boa oportunidade de recapitular tudo.

Para sumarizar os dados essenciais a que os interessados precisam estar atentos, segue o esquema:

O reaberto concurso público, para o provimento de cargos no setor de Técnico Judiciário no Estado do Paraná de 2018, está previsto para realização em 2018; com oferta de 114 postos de trabalho; a banca organizadora ainda será contratada; o grau de escolaridade exigido é o de nível médio completo e o edital pode ser conferido por meio do site do Estratégia Concursos. Para mais informações a atualizações acesse: https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/concurso-tj-pr-2018.

Por Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 3.8]

Certame conta com 26 vagas com salários de até R$ 6 mil.

Na região sul do Brasil, um novo certame público foi anunciado. Trata-se da grande demanda pelo edital que abre oficialmente o período de inscrições do processo seletivo promovido no TJ-SC, ou Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina. O novo processo de seleção estabelecido tem por meta o preenchimento de um número total de 26 vagas, junto da formação do cadastro reserva de pessoal, que garante o posterior preenchimento de mais vagas em eventuais oportunidades. Este é um dos melhores concurso já anunciados no Estado catarinense.

São oportunidades abertas para profissionais com ensino médio completo e curso superior completo. Em relação ao ensino médio, existem cargos em aberto para a função de técnico judiciário auxiliar, com 17 vagas, mais o cadastro reserva de pessoal; a remuneração inicial está em torno do valor de 3.576,54 mil reais.

Para os profissionais com formação em nível superior existem oportunidades para as seguintes carreiras: cargo de analista administrativo, mais o CR; cargo de analista jurídico, mais o CR; cargo de oficial de justiça e avaliador, com 5 vagas e mais o CR; cargo de oficial da infância e da juventude, com uma vaga e mais o CR; cargo de arquiteto com uma vaga e cargo de engenheiro eletricista com uma vaga; cargo de engenheiro civil, mais o CR e cargo de enfermeiro com uma vaga disponível. O valor inicial da remuneração está em 6.156,63 reais.

A instituição pública que está encarregada de realizar a organização e execução do evento deste processo seletivo está nas mãos da Fundação Getúlio Vargas, a FGV. O período de inscrições já está aberto e o cadastro de cada candidato deverá ser efetuado exclusivamente por meio da internet, acessando o seguinte endereço eletrônico www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/tjsc2018. O prazo de inscrição se dará entre os dias 23 de abril e 5 de junho de 2018.

As taxas estipuladas, conforme a classe do candidato, para a participação neste concurso do TJ-SC de 2018, estão nos seguintes valores: 68 reais em relação aos concorrentes com ensino médio e mais 85 em relação aos concorrentes de nível superior. Para se efetuar o pagamento dos boletos bancários os interessados terão até o dia 6 de junho para se dirigirem às agências bancarias.

O critério adotado para a elaboração das provas foi o seguinte:

O certame todo será realizado em uma única fase, consistindo essa em uma única prova objetiva, ministrada em caráter eliminatório e classificatório. Consiste ela em um caderno composto de 70 questões com múltipla escolha versando sobre as devidas disciplinas em torno da matéria de língua portuguesa; matéria de raciocínio lógico; questões sobre as noções de direito e os demais conhecimentos específicos. Esta é uma das melhores oportunidades de cargos estáveis no Estado. Vale a pena conferir.

O processo de execução das provas será o seguinte: serão quatro horas de exames nas quais os candidatos deverão preencher todas as questões cobradas. A data da avaliação está agendada exatamente para o dia 22 de julho de 2018. As provas do período da manhã serão aplicadas aos candidatos com ensino médio e no período vespertino para os candidatos com nível superior de formação. Os municípios onde as provas ocorrerão são os seguintes: cidade de Florianópolis; cidade de Criciúma; cidade de Lages; cidade de Joinville; cidade de Blumenau; cidade de Itajaí; cidade de Canoinhas; cidade de Chapecó e cidade Joaçaba. Todas elas situadas no Estado de Santa Catarina. Para quem tem interesse e mora em outro Estado, é importante antecipar o seu cadastro o pagamento da taxa. Este é um concurso relativamente fácil de passar.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 3.7]

Certame oferta 50 vagas para o cargo de Juiz Substituto e recebe inscrições até o dia 20 de março de 2018.

Se você tem formação de nível superior na área de ciências jurídicas, saiba aqui sobre uma ótima oportunidade com bom salário já no início de carreira. O Tribunal de Justiça do Ceará (TJ CE) publicou no diário oficial do dia 16 de fevereiro de 2018 (sexta-feira) o edital para seu próximo concurso público que visa ocupar 50 vagas para o cargo de Juiz Substituto. Saiba mais informações sobre o processo seletivo a seguir.

Sobre como realizar a inscrição

Quem deseja concorrer a uma das vagas no TJ CE deve acessar o portal eletrônico do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) – www.cespe.unb.br/concursos/TJ_CE_18_JUIZ, que foi escolhido como banca responsável por organizar o certame, e efetuar o seu cadastro.

O prazo teve início em 19 de fevereiro (segunda-feira) e se estenderá até o dia 20 de março (terça-feira). A taxa de participação custa R$ 250 e deverá ser paga em quaisquer agências bancárias, casas lotéricas ou agências dos Correios, até o dia 21 de março (quarta-feira). É possível solicitar isenção do pagamento.

Sobre as oportunidades oferecidas

O edital anuncia 50 vagas para a função de Juiz Estadual Substituto. Do total de oportunidades, 2 são para pessoas com necessidades especiais (PNE) e 10 para quem se autodeclarar preto ou pardo.

A remuneração para quem iniciar na carreira é de R$ 26.125,17.

Sobre os requisitos para o cargo de Juiz Substituto do TJ CE

Para concorrer é necessário possuir diploma de bacharel em Direito, emitido por instituição de ensino superior devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, exige-se que os candidatos tenham no mínimo 3 anos de vivência na atividade jurídica.

Confira outros requisitos: ter nacionalidade brasileira, estar em pleno gozo dos direitos políticos, ter idade mínima de 21 anos e máxima de 65, estar em dia com as obrigações militares, no caso de ser do sexo masculino, possuir aptidão mental e física, ser moralmente idôneo, estar quite com as obrigações eleitorais, entre outros.

Sobre o processo seletivo do TJ CE

Os concorrentes serão avaliados nas seguintes fases: 1) prova objetiva – prevista para o dia 6 de maio (domingo); 2) provas escritas, sendo a primeira com 4 questões discursivas – que devem ser respondidas em até 30 linhas cada uma – e a segunda com 2 sentenças, uma criminal e outra cível; 3) inscrição definitiva que corresponde a 3 etapas: a) investigação social e sindicância da vida pregressa, b) exames de sanidade mental e física e c) teste psicotécnico; 4) avaliação oral e 5) avaliação de títulos.

As disciplinas cobradas na prova de múltipla escolha, subdivididas em 3 blocos, são: Direito Civil, Penal, Processual Civil, Processual Penal, Direito do Consumidor, Empresarial, Direito Constitucional, Tributário, Administrativo, Eleitoral, Direito da Criança e do Adolescente e Organização Judiciária do Estado do Ceará.

Os candidatos terão de responder a 100 quesitos durante 5 horas. Não havendo tempo adicional para marcação do cartão resposta.

Na avaliação de títulos serão consideradas as seguintes experiências: exercício do magistério superior, exercício efetivo da advocacia, exercício de cargo, emprego ou função pública como Bacharel de Direito, aprovação em concurso público, diploma de mestrado, doutorado, especialização, certificado de cursos de extensão, láurea universitária, vivência em juizados especiais como conciliador ou mediador, publicação de livro ou artigo de própria autoria, participação em banca organizadora, entre outras.

Mais detalhes sobre o processo seletivo

O certame será válido por 2 anos e poderá ser prorrogado por igual período, uma única vez, a contar da homologação e a critério do tribunal.

A comissão do certame foi formada desde setembro de 2017.

Acesse mais informações no edital através do site www.cespe.unb.br/concursos/TJ_CE_18_JUIZ.

Aproveite e faça sua inscrição. Não fique de fora dessa grande chance.

Por Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame oferta 131 vagas de trabalho em diversos cargos.

Após a publicação do edital oficial de abertura nº 01/2017 tivemos o início oficial do concurso público do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL). O certame tem como principal objetivo o preenchimento de 131 vagas para a recomposição do seu quadro efetivo de funcionários. Em relação ao número total de vagas, 20% serão reservadas a candidatos com deficiência e outros 20% serão destinadas aos candidatos negros.

Sob a organização da Fundação Getúlio Vargas (FGV), esse é um dos certames mais aguardados de Alagoas. Confira outras informações na continuação desta matéria.

Confira abaixo os cargos disponíveis no concurso e seus respectivos números de vagas:

· Técnico Judiciário na área Judiciária: 100 vagas.

· Analista Judiciário (Oficial de Justiça Avaliador): 15 vagas.

· Analista Judiciária (área Judiciária): 15 vagas.

· Analista Judiciário (área de Estatística): 01 vaga.

Com remuneração inicial de R$ 5.101,92 o cargo de Analista Judiciário exige nível superior completo. Já o cargo de Técnico Judiciário é oferecido aos candidatos nível médio e dispõe de remuneração inicial no valor de R$ 2.550,96. Todas as oportunidades são oferecidas para carga horária de trabalho de 30 horas semanais.

Inscrição

O período de inscrições terá seu início em 08 de janeiro e se estenderá até o dia 15 de fevereiro de 2018. É importante destacar que o procedimento de inscrição deve ser efetuado por meio exclusivo da internet. Sendo assim, o candidato deverá acessar o site oficial da FGV (fgvprojetos.fgv.br/concursos/tjal) que é a instituição responsável pela organização bem como execução do concurso público aqui destacado.

Em relação à taxa de inscrição, saiba que a mesma será de R$ 80,00 (cargo de nível técnico) e R$ 100,00 (cargo de nível superior). Estarão aptos a solicitar isenção da taxa de inscrição os candidatos doadores de sangue além daqueles que residem há, pelo menos, dois anos no Estado de Alagoas e declararem hipossuficiência de recursos financeiros no ato da inscrição. Vale destacar que a condição de carência financeira deverá ser devidamente comprovada de acordo com termos estabelecidos no edital oficial de abertura.

Processo seletivo

O processo seletivo para o cargo de Analista Judiciário prevê a aplicação de prova escrita objetiva de múltipla escolha e prova escrita discursiva. Ambas serão de caráter eliminatório e classificatório e serão aplicadas na cidade de Maceió, capital de Alagoas, na data provável de 25 de março de 2018, das 08h00 às 13h00. A prova escrita objetiva será composto por: 20 questões de Língua Portuguesa e 10 questões de Legislação Específica compondo o módulo de conhecimentos básicos; além de 50 questões de Conhecimentos Específicos. A prova escrita discursiva, por sua vez, é composta por duas questões discursivas, sendo que cada uma delas valerá 10 pontos.

O cargo de Técnico Judiciário terá seu processo seletivo composto apenas de prova escrita objetiva de múltipla escolha de caráter eliminatório e classificatório. Essa prova também será realizada na cidade de Maceió, capital de Alagoas, na data provável de 25 de março de 2018, das 15h às 19h0. A prova será formada por: 30 questões de Língua Portuguesa e 70 questões de Conhecimentos Específicos.

Além disso, os candidatos autodeclarados pessoas com deficiência física no ato da inscrição serão convocados para perícia médica de forma a comprovar sua situação. A condição de pessoa com deficiência será apurada pelo Núcleo de Perícia da FGV.

Os candidatos devidamente inscritos no concurso deverão ficar atentos ao site oficial da FGV (fgvprojetos.fgv.br/concursos/tjal) pois é através desse portal que serão divulgados os locais para realização das provas.

Para demais detalhes referente a este concurso público é de extrema importância que o candidato leia atentamente o edital de abertura nº 01/2017. É através deste documento que você irá encontrar todos os tipos de informações, detalhes, normas e exigências que regem esse certame. Ele se encontra disponível através da página da FGV referente ao certame do TJ-AL: fgvprojetos.fgv.br/concursos/tjal.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 6 Média: 2.5]

Certame recebe inscrições até o dia 19 de dezembro de 2017.

Se você estuda para ser aprovado em concurso público, pode conferir aqui uma ótima oportunidade. No estado do Mato Grosso, o Tribunal de Justiça (TJ MT) está com inscrições abertas para seu processo seletivo. Saiba como participar e veja outros detalhes do certame a seguir.

Como posso me inscrever?

Para se cadastrar no concurso é necessário comparecer ao Fórum da Comarca de Cáceres até a data de 19 de dezembro (terça-feira) no período das 13h até as 18h. Anote o endereço: Rua das Maravilhas, sem número. Cavalhada, em Cáceres – no estado do Mato Grosso. CEP: 78.200-000.

Não será cobrada taxa de inscrição dos candidatos.

Quais são as oportunidades disponíveis?

A seleção visa formar cadastro reserva para o cargo de Juiz Leigo. Confira os requisitos para concorrer a esse posto: não exercer qualquer tipo de atividade partidária, ser advogado com no mínimo 2 anos de vivência profissional, não ter filiação em partido político, preferencialmente residir na comarca do Juizado, não representar órgão de classe, não ter antecedentes criminais, não ser parente até o terceiro grau do Juiz Titular com quem atuará e não possuir processo em andamento no Juizado Especial da Comarca.

O abono a ser percebido pelo Juiz Leigo é variável e corresponde até a R$ 4,8 mil, teto máximo do Analista Judiciário de Classe A, nível I. Além disso, os aprovados terão direito a valores referentes aos atos que exercer, inclusive com relação à sua produtividade.

Quais são as atribuições?

O Juiz Leigo pode trabalhar no Juizado Especial Cível e no Juizado Especial Criminal. Ele atuará como um auxiliar da justiça na comarca de Cáceres. As principais atribuições são: promover a conciliação entre as partes na resolução de conflitos, dirigir processos, intermediar transações penais, assegurar igualdade de tratamento, determinar providências necessárias dos atos processuais, prezar pela urbanidade, entre outras responsabilidades.

Sobre as Provas do concurso de Juiz Leigo

Os candidatos serão examinados em avaliação de múltipla escolha e prova prática de sentença. Ambas têm caráter classificatório e eliminatório.

A data prevista para aplicação da prova objetiva é 21 de janeiro de 2018 (domingo). Os concorrentes deverão responder aos quesitos e preencher o cartão de respostas no período de 5h, tendo início a partir das 8h até as 13h. As disciplinas cobradas são: Português, Legislação Ambiental, Direito Civil, Penal, Processual Civil, Processual Penal, Direito Constitucional, Lei dos Juizados Especiais, entre outras matérias.

A prova prática será entregue após o candidato responder a prova de múltipla escolha. A sentença será examinada segundo os critérios de conhecimento sobre o tema jurídico, uso adequado na norma culta da língua portuguesa e capacidade de exposição do documento manuscrito.

Documentos a serem apresentados no Fórum da Comarca

Após a divulgação do resultado final, quem for aprovado deverá apresentar os seguintes documentos: cópia autenticada de CPF e RG, certidão negativa de antecedentes criminais, cópia autenticada do diploma, certidão de inscrição ativa na ordem dos advogados do Brasil (OAB), duas fotos recentes 3 x 4, atestado de sanidade mental, entre outros comprovantes.

Mais detalhes sobre o processo seletivo

Esse certame terá validade de 2 anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo período uma única vez, a contar da homologação e a critério do Tribunal de Justiça do estado do Mato Grosso.

Não perca essa oportunidade. Compareça ao Fórum para se inscrever no processo seletivo.

Para obter outras informações, acesse o endereço eletrônico (www.tjmt.jus.br/Comarcas) ou ligue para o Fórum nos seguintes números de telefone: (65)3211-1300 ou (65)3222-3456. O horário de atendimento é do meio dia às 19h.

O TJ MT foi criado em 1873 e possui diversas comarcas em todo o estado do Mato Grosso, dentre elas: Alto Garças, Barra de Bugres, Chapada dos Guimarães, Cáceres, Diamantino, entre outras.

Por Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 3.5]

Seleção será para o cargo de escrevente.

No Estado de São Paulo estão sendo agendados os procedimentos para a organização de um novo concurso público. O prazo de nomeações do último concurso encerrou no dia seis de dezembro de 2017. Assim, no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, TJ-SP, estão sendo realizadas as sanções para o próximo certame, que, em breve, estará com edital publicado, cujas vagas se destinarão ao cargo de escrevente, em setores no interior e no litoral.

Entretanto, não há, ainda, informações sobre o futuro edital, no departamento de recursos humanos. Os responsáveis informaram, somente, que neste órgão é tradicional dar início a um novo processo seletivo assim que o anterior encerra o seu prazo de chamadas.

A instituição encarregada de organizar o próximo concurso do TJ de São Paulo já foi determinada, cujo contrato foi assinado no dia 31 de maio. Portanto, a banca organizadora do novo certame será a Fundação Vunesp. O contrato em questão estabelece que esta instituição está encarregada de levar adiante os demais processos seletivos, dentro do prazo de validade contratual.

O posto de escrevente técnico judiciário está entre os cargos mais disputados entre os concorrentes, pois se trata de uma função cuja exigência máxima é de ensino médio completo, como condição para concorrer. A remuneração inicial está em torno de 6.025,76 mil reais. Os atributos que caracterizam este cargo e suas funções são: execução de atividades ligadas à organização de serviços diretamente relacionados às práticas de suporte técnico e suporte administrativo, destinadas às sedes do Tribunal de Justiça; manter em curso os processos judiciais e processos administrativos; realizar atendimento ao público interno e externo ao órgão; trabalhar na elaboração e na conferência de documentos oficiais, entre outras atividades.

É importante salientar que este pode não ser o único cargo de que o órgão lançará mão, no próximo certame. Oportunidades para outras carreiras certamente estarão em vigência no próximo edital. De acordo com o que foi estabelecido no contrato com a Vunesp, é provável que haja mais de um tipo de cargo em disputa, pois o mesmo estipula valores diferentes de taxas de inscrição em conformidade com níveis escolares diversos. Quais sejam: 42 reais para candidatos com ensino fundamental; 72 reais para candidatos com nível médio de escolaridade e 85 reais em relação aos candidatos possuidores de graduação em curso superior.

Os cargos do TJ de São Paulo estão distribuídos em diversas regiões administrativas, cujas vagas serão preenchidas no próximo processo seletivo.

Em relação ao posto de escrevente, as sedes administrativas para onde serão encaminhadas as vagas são as da 2ª, da 3ª, da 5ª, da 6ª, da 7ª, da 8ª, da 9ª e da 10ª. Essas unidades abarcam diversas cidades do interior e litoral do Estado de São Paulo.

No que tange à segunda região, os municípios são: cidade de Lins, cidade de Araçatuba, de Andradina e de Jales. A terceira região abrange a cidade de Botucatu, cidade de Avaré, cidade de Ourinhos, de Bauru e de Jaú. Em relação à 5ª região, a mesma está circunscrita às cidades de Assis, cidade de Presidente Prudente, de Presidente Venceslau, de Dracena, cidade de Tupã e cidade de Marília.

As unidades administrativas que estão circunscritas judicialmente à 6ª região, estão localizadas nas cidades de São Carlos, de Araraquara, cidade de Franca, de Batatais, de Ituverava, cidade de Ribeirão Preto, de Jaboticabal e cidade de Casa Branca. No caso da 7ª região, esta abrange a cidade de Santos, cidade de Registro e de Itanhaém.

No que toca à 8ª região administrativa, estão circunscritas as cidades de Barretos, cidade de Catanduva, de São José do Rio Preto, cidade de Votuporanga e cidade de Fernandópolis. A 9ª região administrativa abrange a cidade de São José dos Campos, de Taubaté, cidade de Guaratinguetá e de Caraguatatuba. A 10ª região administrativa está circunscrita às cidades de Sorocaba, de Itu, de Itapetininga e cidade Itapeva.

Portanto, são diversas unidades onde há vagas disponíveis, que englobam diversas oportunidades para candidatos de diversas regiões.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 25 Média: 3]

Oportunidades são para profissionais de nível fundamental, médio e superior.

Quem tem interesse em ser um servidor público pode conferir aqui informações a respeito do próximo concurso do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ SP). A banca organizadora dessa seleção já está definida desde o mês de maio de 2017 e se trata da Fundação para o Vestibular da Unesp, também conhecida como Fundação Vunesp. Veja mais detalhes a seguir.

Oportunidades disponíveis no TJ SP

As chances a serem oferecidas são para a função de escrevente técnico judiciário. Para concorrer é necessário ter escolaridade completa de nível médio. A remuneração desse cargo é de R$ 6.025,76. Além disso, os aprovados e nomeados terão direito a benefícios, como vale alimentação e vale transporte, por exemplo. As vagas serão direcionadas para o interior do Estado e também para o litoral.

Confira as cidades que serão atendidas: Presidente Venceslau, Araçatuba, Itu, Barretos, Botucatu, Itanhaém, Taubaté, Lins, Dracena, São José do Rio Preto, Caraguatatuba, Avaré, Presidente Prudente, Itapetininga, Catanduva, Araraquara, Marília, Santos, Jales, Bauru, Registro, São José dos Campos, Andradina, Ourinhos, Assis, Votuporanga, Itapeva, Guaratinguetá, Jaú, Tupã, Ribeirão Preto, São Carlos, Ituverava, Sorocaba, Fernandópolis, Batatais, Casa Branca, Franca e Jaboticabal.

Dentre as principais atribuições dessa função estão: acompanhar processos administrativos e judiciais, realizar atividades de suporte técnico das unidades do Tribunal de Justiça, controlar e guardar material de expediente, elaborar documentos, atender público externo e interno, conferir documentos, entre outras tarefas.

Mais detalhes sobre o concurso

Como o tribunal já tem contrato assinado com a Vunesp para os processos seletivos até o ano de 2018, os valores referentes às taxas de inscrição já estão definidos por nível de ensino, sendo R$ 85 para superior, R$ 72 para médio e R$ 42 no caso de fundamental.

Essa expectativa para o concurso de escrevente aumenta devido à validade do último concurso já expirar no mês de dezembro. Mesmo assim, pode haver vagas para outros cargos, pois é hábito do TJ SP realizar seleção quando o processo seletivo anterior se encerra.

Por oferecer um bom salário para quem tem ensino médio completo, muitas pessoas estudam para alcançar a aprovação nesse concurso. Não deixe essa chance passar. Inicie sua preparação o quanto antes a fim de garantir sua aprovação do certame do TJ SP.

Sobre o último certame do TJ SP

A última seleção para o tribunal ocorreu no mês de março de 2017, quando foi lançado o edital a fim de preencher 590 vagas para o cargo de escrevente técnico judiciário. Além disso, houve vagas reservadas para pessoas que se autodeclaram pretos e pardos e também para pessoas com necessidades especiais (PNE). As chances disponíveis foram para as regiões administrativas judiciárias 4 e 1, referentes às comarcas de Campinas e São Paulo Capital e Região Metropolitana de São Paulo, respectivamente. Alguns municípios providos foram: Santo André, Diadema, Mauá, Jandira, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Jundiaí, Bragança Paulista, Mogi Mirim, Rio Claro, Limeira, São João da Boa Vista, entre outros.

As inscrições custaram R$ 68, mas foi concedida isenção parcial de 50% para quem preenchesse os requisitos legais: desempregado, receber até 2 salários mínimos e estivesse matriculado em escola de ensino médio, em curso pré-vestibular, ou que tenha graduação ou pós-graduação em curso.

Na ocasião, os candidatos realizaram provas objetivas com 100 quesitos, no mês de julho desse mesmo ano. As disciplinas cobradas foram: atualidades, direito penal, informática, português, direito processual penal, raciocínio lógico, direito administrativo, matemática, direito constitucional e normas da corregedoria geral de justiça. Os candidatos tiveram 5 horas para responder às questões e preencher o cartão de resposta. A segunda etapa constituiu-se de uma avaliação prática para digitar e formatar um texto com a ferramenta MS Word 2010.

Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 55 Média: 2.5]

Certame contará com 51 vagas de nível superior.

Foi publicado o edital 001/2017 referente ao processo seletivo de Tribunal do estado do Amazonas (TJ/AM). Serão oferecidas 51 vagas ao todo, 34 para provimento e 17 por remoção. Para participar do concurso o candidato deverá ter ensino superior completo ou ter atuado pelo menos durante 10 anos na função de serviço notarial ou de registro.

Serão contempladas várias cidades, entre elas estão: Boca do Acre, Manaus, Santa Isabel do Rio Negro, Careiro da Várzea, Uatumã, Urucurituba, Manaquiri, Maraã, Presidente Figueiredo, Itapiranga, Coari, Boa Vista do Ramos, Anori, Alvarães, Fonte Boa, Codajás , Atalaia do Norte, Nova Olinda do Norte, Santo Antônio do Içá, entre outras.

As inscrições para o concurso deverão ser realizadas através dos sites www.cartorio.tjam2017.ieses.org ou o site www.tjam.jus.br . O prazo para realizar a inscrição terá início no dia 15 de janeiro de 2018 até 2 de março de 2018. A efetuação da inscrição terá duas etapas. Na primeira etapa o candidato deverá preencher os dados solicitados, após o preenchimento desses dados o candidato será redirecionado para uma tela com um termo de conhecimento e aceite, que estará informando para o candidato todas as condições necessárias para que ele possa participar do processo seletivo, principalmente estar quite com o serviço militar e com a justiça eleitoral, além é claro de declarar que todas as informações constadas na ficha preenchida anteriormente são verdadeiras. Estando o candidato dentro desses pré-requisitos, o candidato irá clicar em “concordo” e sob as penas da lei declara estar de acordo com o solicitado e serem verdadeiras todas as informações. A segunda etapa para a conclusão da inscrição consiste em imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento da taxa de inscrição até no máximo dia 2 de março de 2018, sexta – feira.

Um total de 10% das vagas serão reservadas para pessoas com deficiência. O candidato que tiver interesse em se inscrever para participar do processo seletivo deverá encaminhar para o IESES uma solicitação para a comissão organizadora do concurso, com laudo médico original contendo o nº do CPF do candidato e cópia do boleto bancário. O prazo para a postagem vai até dia 2 de março de 2018, sexta – feira.

No dia 16 de março de 2018, sexta – feira, será divulgado no Diário da Justiça Eletrônico do Estado do Amazonas o nome dos candidatos que tiveram a inscrição deferida e também será divulgado os nomes dos candidatos que tiverem a inscrição indeferida. Os candidatos que tiverem a inscrição deferida deverão acessar os sites www.cartorio.tjam2017.ieses.org ou o site www.tjam.jus.br e realizar a impressão do documento de confirmação da inscrição após às 18 horas do dia 19 de abril de 2018, quinta – feira. Caso esse documento de confirmação esteja com os dados do candidato incorretos, o mesmo deverá entrar em contato com o IESES através do e-mail correcao@ieses.org e solicitar que os dados incorretos no documento sejam alterados. E importante que no e-mail o candidato faça menção a esse concurso específico.

A prova será aplicada no dia 22 de abril de 2018, domingo. Terá duração de quatro horas. O candidato ficará sabendo o local da prova no documento que será disponibilizado para ele na internet, conforme citado acima.

A prova objetiva de seleção será composta por 100 questões ao todo. Serão 45 questões sobre direito notarial e registral; 25 questões sobre direito civil, direito empresarial/comercial e direito processual civil; 15 questões sobre direito constitucional, direito administrativo e direito tributário; 5 questões sobre direito penal e direito processual penal; 5 questões sobre normas especiais e 5 questões sobre conhecimentos gerais.

A prova discursiva- escrita e prática contará com 4 questões teóricas, 1 questão prática e 1 dissertação. Cada questão teórica deverá ser respondida com no mínimo dez linhas e no máximo quinze.

A prova oral contará com 3 examinadores e será sobre matérias e programas referentes ao cargo.

Para informações mais detalhadas a respeito das vagas, exigências, documentação e datas, os interessados devem acessar a página do edital http://www.cartorio.tjam2017.ieses.org/documentos/ARQUIVOS/edital.pdf, na página o candidato encontra todas as informações necessárias.

Lorena Ruiz

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 20 Média: 3.2]

Certame ofertará vagas para o cargo de notário de cartórios.

Um novo concurso público já tem banca organizadora encarregada de levar adiante o processo. Trata-se do TJ-CE, que abre oportunidades para o cargo de notário de cartórios. O novo processo seletivo está promovendo a abertura de mais ou menos 271 vagas. Entretanto, este concurso se destina às pessoas que possuem graduação em nível superior na disciplina de direito ou que possuam em torno de dez anos de experiência em atividades profissionais no setor de notário.

O certame que está próximo de ser oficializado é do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, TJ-CE. A banca organizadora, que já foi escolhida e será contratada, é o Instituto de Estudos Superiores do Extremo Sul de Santa Catarina – Instituto Ieses. Esta instituição será encarregada de organizar o processo deste concurso destinado ao preenchimento de vagas para o cargo no setor de notário, em cartórios.

Para que o edital seja publicado é necessária apenas a assinatura definitiva, que firma o contrato com o instituto. O edital que anunciará o início do processo de seleção, fixando a data das inscrições, está prestes a ser publicado. Conforme as informações logradas do próprio órgão que promove o certame, o número de vagas chega ao cômputo de 271 postos de trabalho disponíveis, porém, as unidades de cartórios em que os cargos serão ocupados ainda não foram definidas.

Assim, as duas condições necessárias para estar apto a participar deste concurso público são: a posse de diploma de bacharelado na disciplina de direito ou possuir um histórico de dez anos de trabalhos realizados na função de serventias extrajudiciais. O salário de um servidor dessa área é calculado em conformidade com o lucro da unidade onde se trabalha, sendo descontadas as taxas devidas, destinadas ao governo.

Os servidores escalados para fazer parte da comissão organizadora têm como presidente da mesma o desembargador Paulo Airton Albuquerque Filho; na sequência estão presentes os juízes: Francisco Eduardo Torquato Scorsafava; juiz Fernando Teles de Paula Lima e o juiz Flávio Vinícius Bastos. A comissão conta, também, com o procurador da justiça José Maurício Carneiro, com a presença do advogado Fábio Hiluy Moreira; do cartório representante dos notários e dos tabeliães, Alencar Araripe e também dos registradores, de nome Expedido Willian de Araújo.

De acordo com informações obtidas sobre o último processo seletivo para o mesmo cargo, ocorrido no ano de 2010, o mesmo concurso ofertava oportunidades de 455 vagas no setor, das quais, 258 vagas estavam destinadas aos setores anteriormente estabelecidos e 197 vagas se destinavam aos cartórios próximos de serem inaugurados, ou seja, ainda por ser abertos. Houve, portanto, naquele concurso, tanto o preenchimento de vagas imediatas quanto o cadastro de reserva de pessoal. Assim, ao todo, 304 vagas estavam destinadas para o ingresso e 151 vagas destinadas à remoção, por conseguinte, eram postos que seriam ocupados na mudança de local de trabalho, destinados às pessoas que já exerciam a mesma carreira.

Naquela ocasião, o processo de seleção foi constituído de uma prova objetiva, uma prova discursiva, redação e das devidas avaliações de forma prática e oral, como também das análises dos títulos obrigatoriamente apresentados.

Para reforçar as informações é importante sumarizar o seguinte: o edital concurso em questão está próximo de ser publicado. O cargo disponível é o de notário de cartórios, as vagas são em número de 271, os candidatos necessitam estar graduados em Direito ou possuir mais de dez anos de atuação na profissão e a banca organizadora já foi escolhida. Cabe aos interessados manter-se atualizados, conferindo as informações pela internet.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 21 Média: 2.8]

Seleção deverá oferecer 120 vagas para técnico e analista.

Que tal começar os seus estudos para o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL)? Com edital previsto para ser publicado em dezembro, o certame será organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e deve ter 120 vagas. A expectativa é que o concurso tenha oportunidades para os cargos de técnico, nível médio, e analista, superior.

Sobre o concurso TJ-AL

Este é um dos concursos mais aguardados e a expectativa é que tenha 120 vagas, que serão distribuídas entre os cargos de técnico e analista. De acordo com o regulamento, o concurso do TJ-AL os interessados farão provas objetivas, escritas, além de outras etapas como avaliação de título, comprovação de requisitos, entre outros. O número de vagas não está definido pelo Órgão, mas espera-se que tenha, pelo menos, 120, de acordo com rumores referentes ao concurso.

Cargos do concurso TJ-AL

O concurso deve ter oportunidades para o cargo de técnico administrativo e analista. Para concorrer, é necessário ter nível médio e superior, respectivamente. Além disso, a remuneração inicial para as funções é de R$ 3.956,13 e R$ 6.047,89, respectivamente. Nos valores citados não estão inclusos gratificações ou benefícios. Que tal aproveitar a oportunidade?

Concurso TJ-AL: fique por dentro!

A expectativa é que as provas objetivas tenham as seguintes disciplinas: raciocínio lógico, português, atualidades, noções de direito, além de legislação do estado ou Código de Organização Judiciária, e conhecimentos específicos que podem mudar segundo os cargos de analista ou técnico. A comissão para o concurso já está formada e os interessados devem começar os estudos, uma vez que este certame é um dos mais aguardados.

O último certame organizado pelo Órgão ocorreu em 2012 e foi divulgado com 172 vagas com oportunidades para nível médio e superior. Organizado pelo Cespe/Unb, os interessados fizeram provas objetivas, teste discursiva, avaliação psicológica, análise de título, investigação social, entre outras etapas. Para acessar o último edital, é só clicar aqui.

Dicas para fazer concurso em outro estado

Você vai viajar para fazer prova? Então é necessário ficar muito atento, principalmente se você não conhece muito bem a região ou está viajando pela primeira vez. Antes de decidir fazer o concurso, certifique-se de que quer morar na cidade, se for aprovado.

Quando sair o edital, compre as passagens aéreas. Não deixe para a última hora, porque os preços podem aumentar. Por exemplo, se você reservar as suas passagens 2 meses antes, pode encontrar uma boa promoção. Economize!

Além disso, reserve hotéis ou pousadas com antecedência. Assim você consegue encontrar uma boa localização e com preço acessível. Muitos sites permitem reservas com cancelamento gratuito. Que tal pesquisar? Certifique-se que o lugar da hospedagem está numa área central, com acesso a linha de ônibus, metrô, táxi, entre outros transportes. Mobilidade é essencial!

Procure pesquisar sobre a região com outras pessoas ou pela internet. Estude sobre a cidade que vai fazer a prova. Isso o ajudará a manter a tranquilidade e segurança.

Se possível, visite o local da sua prova no dia anterior. Conheça o trajeto e as linhas de ônibus, por exemplo. Você sentirá mais seguro e melhor para fazer a prova.

No dia da prova, acorde cedo e tome um bom café da manhã. Saia com antecedência e cuidado com imprevistos como trânsito, por exemplo. Descanse bem para poupar a sua energia e dar o seu melhor para conquistar a sua vaga.

Depois da prova, aproveite para relaxar e conhecer algum ponto turístico da cidade. Você pode ir a um restaurante para conhecer a culinária da região ou fazer algum programa cultural. Apenas aproveite e descanse a sua mente, a fim de aguardar o resultado.

Gostou das dicas? Compartilhe nas suas redes sociais e boa sorte!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 16 Média: 3.2]

Seleção deverá ofertar vagas para Notário.

Foi divulgado na última semana que a próxima etapa para que o concurso do Tribunal de Justiça do Paraná aconteça é a escolha da banca organizadora, responsável por elaborar as provas, definir os conteúdos que devem ser cobrados e, dessa forma, a estimar a data do concurso bem como o dia que deve ser lançado o resultado.

Para que a banca organizadora do exame seja definida é preciso que se tenha formado, antes de qualquer coisa, uma comissão cujo intuito é pesquisar, averiguar e avaliar quais são as melhores instituições por frentes dos concursos públicos que são realizados em diversos lugares. Desse modo, há um documento que foi divulgado no Diário da Justiça Eletrônico afirmando que essa comissão especial já foi formada. O grupo de pessoas que se reunirá com o objetivo de escolher a melhor instituição para preparar o processo seletivo é formada por pessoas que trabalham na área de direito, sendo juízes, promotores, advogados, funcionários do Ministério Público e ainda representantes da OAB (Ordem dos Advogados Brasileiros).

O concurso público visa selecionar candidatos para preencherem as vagas de notários do cartório. De a cordo com nota emitida pela assessoria de imprensa da TJ/PR, há um déficit de profissionais dessa área, uma vez que mesmo o último concurso sendo também destinado a preencherem vagas desse cargo, ainda houveram vagas que não foram ocupadas.

Até agora, o edital e o TJ/PR ainda não divulgou o números de vagas que será ofertada no concurso público.

Os interessados a concorrer ao cargo de notário de cartório, antes de tudo, deve preencher algumas exigências como possuir graduação em direito e ter o seu diploma registrado na OAB. Além disso, podem participar aqueles que prestaram cerca de 10 anos de serviço na área notarial. Além disso, os candidatos classificados no certame deverão ter a ficha social avaliada por uma comissão responsável por esse serviço.

A seleção dos participantes deve ocorrer em etapas. Dessa forma, o candidato deve estar preparado para passar por provas objetivas seguidas de testes escritos, além de testes práticos que avaliam outras habilidades dos participantes, há também avaliações orais e, por fim, uma avaliação sobre conduta do participante na sociedade.

Sendo assim, aqueles que têm interesse em participar do processo seletivo devem ficar atentos para mais informações, que não devem demorar a vir.

Os concursos públicos nas áreas de direito são bastante procurados por muitas pessoas, uma vez que, além dos salários iniciais que são, geralmente, muito altos, os profissionais da área também possuem outros benefícios como previdência privada, seguro de vida, vale-transporte, vale-refeição, planos de saúde com atendimento médico e odontológico, entre outras coisas.

Por isso, os candidatos devem estar muito bem preparados nos dias da prova. Sendo assim, é importante dedicar uma parte do tempo aos estudos. Uma técnica bastante procurada por estudantes e pessoas que prestam a muitos concursos é refazer as provas anteriores. Pois é, assim que a banca organizadora do concurso for divulgada, o candidato devem baixar provas anteriores realizadas por tal banca e praticar bastante. Desse modo, além de conhecer o modelo da prova, o estudante treina o seu tempo, suas condições psicológicas e ainda pode acontecer de uma questão parecida cair na prova.

Esse concurso deveria ter sido realizado logo no início do ano, segundo fontes. No entanto, como não é surpresa para ninguém, a crise política que teve início no ano de 2015 e chegou ao seu auge no ano de 2016, acabou por interferir em todos os ramos da economia. Dessa forma, o processo seletivo precisou ser adiado e o Tribunal de Justiça do Estado Paraná, desde então, vem operando com um número de funcionários muito inferior que o necessário.

Ana Paula Oliveira Coimbra

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 27 Média: 2.3]

Certame tem 109 vagas abertas em diversos cargos.

Quem estuda para concurso público pode conferir uma boa oportunidade aqui. O Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (TJ-PE) publicou edital para realização de seu certame. A banca responsável pela organização é o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC). Veja mais detalhes a seguir.

Inscrição

Para realizar a sua inscrição, o candidato deve acessar o endereço eletrônico (www.ibfc.org.br/concurso/concurso_selecionado/309) e preencher o formulário. Os valores das taxas de inscrição variam entre R$ 55 e R$ 63. O prazo teve início em 24 de julho (segunda-feira) e se estende até o dia 24 de agosto (quinta-feira). O boleto pode ser pago até o dia 25 de agosto (sexta-feira). Há vagas para profissionais com escolaridade de nível médio e superior. Também há chances exclusivas para pessoas com necessidades especiais (PNE) e que sejam negras ou pardas.

Oportunidades

No total, são 109 oportunidades, sendo 49 para analista judiciário e 60 para técnico judiciário. Além disso, haverá formação de cadastro reserva. Saiba quais são as funções disponíveis para o cargo de nível superior: Judiciária, Administrativa, Assistente Social, Psicólogo, Pedagogo, Analista de Suporte, Contador, Analista de Sistemas e Oficial de Justiça. Para esses cargos a remuneração inicial é de R$ 5.502,12.

Já para os cargos de nível médio, há chances para as seguintes funções: Administrativa, Judiciária, Suporte Técnico e Programador de Computador. Quem for iniciante nessas carreiras vai receber a remuneração no valor de R$ 4.222,45.

Em ambos os casos a carga horária de trabalho corresponde a 30 horas semanais. Há 15 polos de trabalho com oferta de vagas.

O oficial de justiça tem por atribuições: executar ordens dos juízes, contribuir para a comunicação processual, bem como a execução de sentenças e de decisões judiciais. Além disso, deve realizar a avaliação de bens penhorados, entre outras atividades.

Provas

Os concorrentes serão examinados em provas objetivas e discursivas no dia 15 de outubro (domingo). Serão 25 questões sobre conhecimentos específicos e 25 quesitos sobre conhecimentos básicos. As cidades onde as avaliações ocorrerão são: Olinda, Recife, Limoeiro, Araripina, Serra Talhada, Arcoverde, Jaboatão dos Guararapes, Palmares, Caruaru, Salgueiro, Carpina, Pesqueira, Garanhuns, Petrolina e Vitória de Santo Antão.

Saiba quais são as disciplinas cobradas para todos os cargos:

– Português, normas aplicáveis aos servidores públicos, noções de sustentabilidade, raciocínio lógico e noções sobre os direitos da pessoa com deficiência. Veja os conhecimentos específicos cobrados para o cargo de técnico judiciário da função judiciária: Noções de direito processual civil, noções de direito penal, noções de direito civil, noções de direito processual penal e sistema do processo judicial eletrônico.

Já para a função administrativa as matérias exigidas são:

– Noções de direito constitucional, noções de direito administrativo e noções de administração pública.

As provas discursivas consistem em redação ou estudo de caso, conforme o cargo. Em ambas as situações haverá correção de conteúdo, como construção de argumentos e coerência textual, e também avaliação pela forma da escrita to texto, segundo os critérios de pontuação, ortografia e morfossintaxe.

Último Concurso

Na última seleção, realizado em 2011, o TJ-PE teve mais de 118 mil inscritos, sendo mais de 37 mil para analista, cerca de 10 mil para oficial de justiça e 71 mil para técnico judiciário. Como é de costume do órgão, muitos aprovados foram convocados. O número de nomeação extrapola a quantidade de vagas anunciadas no edital do processo seletivo. Em 2006 foram chamados 14 vezes a mais do quantitativo inicialmente previsto e em 2011, foram 31 vezes.

O certame terá validade de 2 anos, podendo ser prorrogada por igual período, uma única vez, segundo conveniência do órgão. Aproveite essa chance de conquistar sua tão sonhada vaga na esfera pública. Acesse o site (www.ibfc.org.br/concurso/concurso_selecionado/309), confira mais informações e realize sua inscrição.

Por Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 7 Média: 2.9]

Certame do Tribunal de Justiça de Pernambuco tem 109 vagas de emprego disponíveis.

Foi divulgado pelo TJPE (Tribunal de Justiça de Pernambuco) um edital para concurso público que irá oferecer 109 vagas. Desse total de vagas, 60 estão destinadas para cargos de nível médio e 49 estão voltadas para cargos de nível superior. A distribuição dessas oportunidades ocorrerá por 15 polos do estado, havendo uma reserva de 5% dos cargos de trabalho para pessoas com deficiência e 20% das vagas para pessoas negras. As remunerações oferecidas para quem passar nesse concurso irão variar entre R$ 4.222,45 e R$ 5.502,12.

As inscrições para quem tiver interesse em participar terão início no dia 24 de julho de 2017 e ficarão abertas até o dia 24 de agosto de 2017. O valor da taxa de inscrição a ser paga pelos candidatos é de R$ 55 (para quem almejar os cargos que exigem nível médio) e de R$ 63 (para quem quiser uma vaga que exige nível superior).

O concurso oferecerá oportunidades para quem tem diplomas de ensino médio/técnico nos seguintes cursos: informática, sistemas de computação, manutenção e suporte em informática, rede de computadores, telecomunicações ou sistema de transmissão.

As oportunidades que exigem a formação superior completa são para os candidatos que têm diploma dos seguintes cursos: direito, psicologia, informática, serviço social, pedagogia, contabilidade e engenharias física ou mecânica (tendo a pós-graduação na área de informática).

O processo de seleção ocorrerá no dia 15 de outubro de 2017 e, neste dia, serão aplicadas as provas discursiva e objetiva (que é de múltipla escolha), tendo 50 questões, e sendo de caráter classificatório e eliminatório. Desse total de questões objetivas, 25 se referem a conhecimentos gerais em língua portuguesa, questões de raciocínio lógico e perguntas sobre a legislação, as outras 25 serão feitas com base nos conhecimentos específicos de cada área.

No que diz respeito ao exame discursivo, de acordo coma as informações disponíveis em edital, será feita a correção dos textos até a classificação que corresponda a 100 vezes o número de oportunidades por cargo/ por função/ por polo. A eliminação do candidato será feita caso ele não alcance 60% do total de pontos.

Por Iris Gonçalves

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 5 Média: 1.8]

Concurso tem 15 vagas abertas. Inscrições podem ser realizadas até o dia 28 de junho.

O Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG) anunciou a abertura para concurso público com exigência de profissionais com ensino médio. O edital está regulado pelo número 1/2017 e segundo as especificações, uma parte dos aprovados serão contratados de forma imediata e outra parte para formar cadastro de reserva dos quadros de pessoal do Tribunal de 1ª Instância de Minas Gerais, que é composto pela Justiça Comum e Juizados Especiais.

No primeiro momento, para o trabalho imediato estão abertas 15 vagas. Cinco delas são para trabalhar como Oficial Judiciário, Classe D – Comissário da Infância e da Juventude; Dez vagas são para a função de Oficial de Apoio Judicial, Classe D também.

As vagas também contam reserva para pessoas com deficiência e para negros. Para se inscrever é preciso ter ensino médio completo. As provas serão realizadas pela organizadora Consulplan e pela Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (EJEF).

Os interessados em participar do processo seletivo precisam se inscrever entre os dias 19 de junho e 28 de junho de 2017. A taxa para a conclusão da inscrição custa no valor de R$ 60 reais para qualquer um dos cargos. O cadastro deve ser feito pelo site da empresa organizadora Consulplan: www.consulplan.net.

Os aprovados e convocados para assumirem o cargo terão uma carga horária de 40 horas semanais e o salário de R$ 3.457,01. Os profissionais poderão ser convocados para trabalhar em qualquer comarca do Estado de Minas Gerais.

As provas são elaboradas com questões de múltipla escolha e deverá ser aplicada no dia 24 de setembro de 2017, das 14h às 18h, na capital Belo Horizonte, Diamantina, Varginha, Governador Valadares, Uberlândia, Montes Claros e Juiz de Fora. O certame também contará com uma prova prática de digitação e todos os candidatos irão participar desta prova específica em Belo Horizonte, porém a data ainda não foi divulgada.

O resultado final do concurso será divulgado pelo Diário do Judiciário Eletrônico (DJE). O concurso é valido por 2 anos, podendo ser prorrogado uma vez por igual período. O candidato que ainda tiver alguma dúvida sobre o concurso poderá entrar em contato com a organização por e-mail atendimento@consulplan.com ou pelo telefone 0800 2834628.

O edital completo do Concurso do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais – 2017 está disponível em: https://goo.gl/2ekIaa.

Por Carolina Costa

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 8 Média: 2.6]

Tribunal de Justiça de Minas Gerais oferta 15 vagas de emprego para os cargos de Oficial de Apoio Judicial e Oficial Judiciário.

Para os concurseiros do estado de Minas Gerais, as notícias que chegam são animadoras. Trata-se do edital de abertura do novo concurso do TJMG, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, que foi divulgado.

De acordo com informações do documento serão disponibilizados 15 postos de trabalho, nos quais há oportunidades para pessoas que possuam ensino médio completo cursado em instituição de ensino que possua reconhecimento do Ministério da Educação e Cultura, o MEC.

Os cargos disponíveis na concorrência são de Oficial de Apoio Judicial, que deve atuar na Justiça comum e no Juizado especial e o cargo de Oficial Judiciário que deve trabalhar no Comissionário da Infância e da Juventude.

Embora sejam oficialmente oferecidas 15 vagas, normalmente o número de nomeados excede esse número.

São 10 vagas para o cargo de Oficial de Apoio Judicial e 5 para o cargo de Oficial Judiciário, além de outras vagas para compor o quadro de Cadastro Reserva (que tradicionalmente são nomeados junto com os primeiros aprovados).

Para quem se possui interesses na realização do concurso do TJMG, as inscrições serão iniciadas no dia 19 do mês de junho de 2017 e serão encerradas no dia 28 do mês de julho de 2017.

A empresa contratada para organizar todo o certame foi a Consuplan, que disponibiliza seu site para a realização das inscrições.

Para que a inscrição seja efetuada com sucesso os inscritos precisam pagar uma taxa cujo valor é RS60,00, que tem o dia 31 do mês de julho como última data para pagamento.

A realização das provas está prevista para o dia 24 do mês de setembro e serão aplicadas nas seguintes cidades do estado:

– Belo Horizonte;

– Governador Valadares;

– Diamantina;

– Juiz de Fora;

– Uberlândia;

– Montes Claros;

– Varginha.

Os candidatos ao cargo de Oficial de Apoio Judicial, além da prova objetiva a ser realizada no dia 24 de setembro, terão que realizar uma prova de digitação que ainda não possui data definida.

Segundo uma pesquisa realizada, atualmente existe um déficit de mais de 2.000 servidores no Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, o que sugere que deve ocorrer como no último concurso em que 1,2 mil candidatos foram efetivados em um concurso que a princípio era somente para formação e cadastro reserva.

Por Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 3.3]

Certame está previsto para ser realizado neste ano e terá vagas abertas para os cargos de Analista Judiciário e Técnico Judiciário.

A área judiciária é um dos campos que mais atrai pessoas no país. Prova disso são os números, cada vez maiores de indivíduos que se interessam por esse campo de conhecimento. Além da vantajosa remuneração que a área judicial oferece, a estabilidade também é outro atrativo. Devido a todos esses fatores, muitos concursos são abertos para preenchimento de vagas e um dos que prometem trazer grandes benefícios para aqueles que conseguirem um cargo é o Concurso do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, que está previsto para acontecer neste ano.

No mês passado, foi autorizado pelo Conselho da Magistratura do município que ocorresse o concurso para este ano. Inicialmente, as vagas oferecidas serão para as categorias de Analista Judiciário e Técnico Judiciário. Ambas as funções são de vital importância, pois, elas são responsáveis por inúmeras tarefas dentro do Tribunal de Justiça, fazendo com que assim o trabalho dentro do órgão não se acumule ajudando os cidadãos a resolver as suas pendências o mais rápido possível. Em média, a remuneração para estes cargos são pagos mais de R$ 3.000,00.

O último concurso realizado pelo Tribunal de Justiça do estado do Rio Grande do Sul foi no ano de 2012, disponibilizando mais de 130 vagas.

Na ocasião para o exame de Técnico Judiciário foram cobradas cerca de 70 questões que estavam divididas em matérias como: Língua Portuguesa, Matemática, Tópicos de Legislação e Microinformática, todas as perguntas eram objetivas e para Matemática e Português o caráter do teste era classificatório e eliminatório. Para as outras áreas, era apenas classificatório.

Já para Analista Judiciário o concurso foi composto por 80 questões. Divididas entre Língua Portuguesa, Conhecimentos Específicos, Tópicos de Legislação e Microinformática, o teste também era composto por questões objetivas. Para Português e Conhecimentos Específicos o caráter também era de perguntas classificatórias e eliminatórias. Para as outras matérias, era só classificatória.

Este concurso é uma grande oportunidade para você que possui conhecimento e formação na área judicial. Fique atento ao site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, para mais informações, o endereço pode ser consultado aqui: www.tjrs.jus.br/site.

Também é importante que você analise com atenção a prova e o gabarito daquele ano, que podem ser vistos por aqui: www.faurgsconcursos.ufrgs.br/TJRS0112/TJRSEdital0112Provas.htm e www.faurgsconcursos.ufrgs.br/TJRS0112/TJRSEdital0112Gabaritos.htm.

Fiquem atentos, bons estudos e boa sorte!

Por Isabela Castro

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 5]

Certame deverá ofertar vagas de nível médio e superior.

Foi autorizado o concurso para o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC), que terá oportunidades para analista administrativo, analista jurídico, oficial de justiça, arquiteto, técnico judiciário auxiliar, entre outros cargos. O certame deve contemplar nível médio e superior. A expectativa é que o edital seja divulgado no decorrer deste ano.

O concurso do TJ-SC abrangerá todo o estado e terá o prazo de validade de um ano, sendo prorrogável pelo mesmo período, a critério do Órgão. O processo para a abertura do concurso irá para a 1ª vice – presidência do Tribunal, para estabelecer alguns ajustes.

O último certame foi em 2014 e teve 32 vagas, sendo 16 para nível superior e o restante para médio. A remuneração podia chegar a mais de R$ 4 mil, dependendo do cargo. Para ser aprovado era necessário acertar pelo menos 50% do total da prova.

Para nível médio, foram cobradas 15 questões de português, 15 de noções de direito e 40 de conhecimentos específicos. Em relação à nível superior, teve 15 questões de português, 15 de noções de direito e 40 de conhecimentos específicos. Que tal começar a programar os seus estudos acessando o último edital do concurso? É só clicar aqui: https://www.tjsc.jus.br/concurso/servidores/edital20140034/edital_20140034.pdf.

Dicas para ter sucesso nos seus estudos:

O TJ-SC é uma excelente oportunidade para quem quer ingressar no judiciário. Como é um certame muito concorrido, estude antes de o edital ser publicado. Faça um planejamento que inclua as disciplinas básicas e específicas, de acordo com o tempo disponível que você tem.

Priorize a qualidade do seu estudo. Desta forma, ao começar a ler ou assistir à aula, desligue o seu celular e concentre-se para ter uma boa produtividade. Escolha um ambiente confortável, separe o café e mantenha o foco.

Por que você quer conquistar a vaga? Mantenha na sua mente os motivos. Isso vai ajudar a renovar as suas forças quando estiver muito cansado. Confie e acredite no seu potencial.

Invista em bons materiais e mantenha na sua rotina atividades físicas e uma alimentação equilibrada.

Que tal formar um grupo de estudos e chamar os seus amigos para se preparar para o concurso do TJSC? Boa sorte e sucesso!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 4.5]

Edital da seleção deverá ser divulgado até maio deste ano.

No estado de Pernambuco, o Tribunal de Justiça (TJ/PE) divulgou a confirmação, no último dia 17 de março, sobre a assinatura do contrato com a banca que será responsável pela organização do próximo concurso público para o órgão. A escolhida foi o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

Além disso, vale lembrar que na última semana, membros do IBFC tiveram uma reunião com representantes da Secretaria de Gestão de Pessoas do tribunal com o objetivo de definir as especificações do cronograma do concurso. Com isso, a previsão é de que a publicação do edital ocorra até o mês de maio. A aplicação das provas está prevista para agosto.

Conforme as informações divulgadas até o momento, serão oferecidas aos concursandos um total de 60 vagas. Também será feita a formação de cadastro de reserva (CR). As vagas são distribuídas entre os cargos de técnico judiciário, analista judiciário e oficial de justiça.

Cargos oferecidos

O concurso do TJ/PE irá oferecer oportunidades nas seguintes funções e especialidades:

Analista na área de apoio especializado/psicólogo (10); analista na área de apoio especializado/analista de sistemas (CR); analista na área de apoio especializado/analista de suporte (CR); analista na área de apoio especializado/pedagogo (CR); analista na área de apoio especializado/assistente social (10); analista judiciário na área judiciária (20); oficial de justiça (10); técnico na área de apoio especializado/suporte técnico (CR); técnico na área de apoio especializado/programador de computador (CR) e técnico judiciário na área judiciária (10 vagas).

Para a carreira de técnico judiciário é necessário que os candidatos tenham formação de nível médio e curso técnico. O salário oferecido para a função é de R$ 4.002,33.

Para concorrer para as vagas de analista judiciário a formação exigida é de nível superior em diversos campos de atuação. O salário inicial é de R$ 5.215,28.

Último concurso do TJ/PE

O último concurso público do TJ/PE foi realizado no ano de 2011. Na época foram oferecidas 203 vagas, além da formação de cadastro pessoal.

A banca organizadora foi a Fundação Carlos Chagas. As funções que ofereceram vagas foram as de técnico judiciário nas áreas judiciária e administrativa, suporte técnico, programador de computador e técnico em enfermagem.

Analista judiciário também ofereceu vagas em mais de 10 áreas diferentes.

Para obter maiores informações acesse www.ibfc.org.br.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 2]

Certame tem 5 vagas abertas para o cargo de Juiz Substituto.

Em tempos difíceis em que uma forte crise na economia vem assolando todo o país, a realização de concursos públicos vem se mostrando como uma ótima oportunidade para quem deseja um trabalho que ofereça segurança, estabilidade de bons salários.

Mas você já pensou em se tornar um juiz?

Se você respondeu que sum e reside no estado de Santa Catarina surgiu uma imperdível oportunidade. É que o TJ do estado, o Tribunal de Justiça, abriu as inscrições para o seu mais novo concurso público, que visa a efetivação de 5 cargos de juiz substituto.

O concurso do Tribunal de Justiça do estado de Santa Catarina disponibilizará para a concorrência o equivalente a 5 vagas, todas para a função de juiz substituto.

De acordo com informações do edital um juiz substituto possui uma remuneração mensal acima de R$ 22.521,20.

Das 5 vagas ofertadas uma é exclusiva para pessoas que possuem alguma deficiência e mias uma vaga para pessoas negras.

Para entrar para a concorrência de uma das vagas anunciadas, o interessado necessita ter formação de nível superior.

As inscrições tiveram início na última segunda-feira, dia 20 do mês de março, e devem ser encerradas no dia 18 do mês de abril deste ano.

As inscrições serão realizadas somente via internet, por meio do site da empresa responsável pela organização do certame, em www.concursosfcc.com.br.

Para ter sua inscrição efetuada com sucesso o candidato precisará pagar uma taxa cujo valor é equivalente a R$ 200.

A prova objetiva e discursiva está prevista para ser realizada no dia 28 do mês de maio de 2017. A banca organizadora avisará os inscritos quanto ao horário e local para a realização da prova.

Além dessa prova os candidatos classificados terão de passar por provas orais e de sentenças, cujas datas serão também informadas pela organizadora do certame. No total o processo de seleção dos novos profissionais deve acontecer por meio de cinco etapas.

A previsão de validade do concurso do TJ de Santa Catarina é de 2 anos, que podem ser prorrogados conforme determinação do órgão, pelo mesmo período.

Não deixe de fazer a sua inscrição e se preparar para as provas. Acesse o edital completo no site da empresa organizadora do certame e torne-se um juiz substituto.

Por Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 1]

Certame prevê a contratação de profissionais para os cargos de Assistente Social Judiciário e Psicólogo Judiciário.

Estamos no terceiro mês do ano que é um período muito favorável para quem deseja prestar provas de concursos públicos. Aliás, os dados apontam que neste ano de 2017 o número de pessoas que realizaram e vão realizar provas de concursos aumentou de forma considerável o que é um reflexo da forte crise que o país vem enfrentando, que levou muitos brasileiros ao desemprego.

Nesse sentido, o concurso público se tornou uma opção mais viável para quem procura um novo trabalho, que ofereça estabilidade e segurança.

Para quem vive em São Paulo surgiu uma excelente oportunidade, é que o Tribunal de Justiça do Estado publicou seu edital de abertura que prevê o provimento de mais de 200 vagas para diversos cargos.

O edital de abertura foi publicado na última quarta-feira, dia 15 do mês de março, e disponibiliza para a concorrência o equivalente a 206 vagas para pessoas que possuam formação de nível superior. Veja o quadro de cargos e vagas:

– Assistente Social Judiciário: 132 vagas;

– Psicólogo Judiciário: 74 vagas.

Além dessas vagas também serão selecionados candidatos para cadastro reserva e também pessoas com necessidades especiais.

A remuneração inicial para os dois cargos disponíveis no certame é no valor de R$ 6.010,24 por uma jornada de trabalho de 30 horas por semana, além de benefícios como vale-transporte e vale-alimentação.

Os interessados em realizar o concurso do TJ do estado de São Paulo podem fazer suas inscrições no endereço www.vunesp.com.br/TJSP1601, que é o site da banca escolhida para organizar e realizar o concurso, que é a Fundação Vunesp.

As inscrições acontecem a partir do dia 15 do mês de março e se encerram no dia 25 do mês de abril. Os inscritos devem pagar o valor de R$85,00 pela taxa de inscrição.

A realização da prova do tipo objetiva está marcada para o dia 11 do mês de junho. Além da prova objetiva, os inscritos devem passar por análise de títulos no dia 10 do mês de setembro.

Nesse sentido, se você tem curso superior e reside no estado de São Paulo, não deixe de fazer a sua inscrição e se prepare para o concurso público do Tribunal de Justiça do estado de São Paulo.

Por Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 5]

Certame deverá ofertar cerca de 2.419 vagas.

O Tribunal de Justiça de São Paulo está preparando mais um concurso público. As oportunidades que serão oferecidas estarão sendo direcionadas para a carreira de escrevente, com vagas sendo distribuídas para o interior do estado e para a capital.

No último dia 22 de fevereiro, o Plenário da Assembleia Legislativa decidiu pela aprovação e criou 150 vagas para os cargos de juiz de direito auxiliar e mais de 2.400 para a função de assistente judiciário (escrevente).

Segundo consta no texto do PLC 24/2016, os 150 cargos direcionados para juiz auxiliar serão destinados para comarcas de entrância final tanto do interior quanto do litoral.

A criação das 2.419 vagas para escrevente técnico judiciário também foi aprovado por meio de emendas, mas não foi previsto em qual local os servidores contratados serão lotados.

Entretanto, já em 2010 era prevista uma substituição de alguns servidores em fóruns do interior, bem como de servidores concursados do TJ.

Com relação ao provimento dos cargos, a informação é de que ele será escalonado. Em 2017 serão convocados 807 profissionais, em 2018 e 2019 serão 806 convocações em cada ano.

Edital anunciado

No último dia 1° de fevereiro o desembargador Paulo Dimas Bellis Mascaretti comentou sobre o lançamento do edital TJ de São Paulo.

De acordo com ele os trabalhos estão sendo realizados objetivando a abertura de um certame já no próximo mês, logo após a abertura do ano Judiciário.

Ainda segundo o presidente, a convocações estão previstas para começarem no segundo semestre deste ano.

A necessidade de se fazer novas contratações para a função de escrevente se justificam pelo alto déficit de profissionais da área. São mais de 3 mil.

O TJ de São Paulo tem o seu último concurso ainda em vigência, mas somente será válido até o mês de maio de 2017. É interessante observar que não há mais aprovados para serem convocados na lista de espera.

Segundo as últimas informações, a lista de cadastro conta no momento com 78 profissionais que deverão ser convocados até o meio do ano.

Já o concurso TJ para escrevente não pode ser prorrogado. Por isso, a expectativa é de que o edital para função saia em breve.

A banca organizadora do certame ainda não foi definida, mas a olhar pelo hábito, provavelmente será a Fundação Vunesp.

Os salários iniciais para escrevente técnico judiciário são de R$ 5.697,18. A essa cifra já estão incluídos o auxílio-alimentação e auxílio-alimentação.

Para concorrer para a função é necessário ter formação de nível médio completo.

Mais informações >>> www.tjsp.jus.br.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 10 Média: 2.1]

Certame deverá ofertar vagas para os cargos de Auxiliar, Técnico e Analista Judiciário.

O Tribunal de Justiça de Alagoas deverá lançar ainda este ano o edital do Concurso TJ AL com vagas sendo oferecidas para as carreiras de auxiliar judiciário, técnico e analista.

No último dia 22 de fevereiro aconteceu uma reunião da comissão do concurso alagoano para discutirem e definirem quais serão os critérios que deverão entrar no edital bem como analisar as necessidades apresentadas pelo Poder Judiciário.

A equipe foi oficialmente instituída pelo presidente do TJ de Alagoas, o desembargador Otávio Leão Praxedes.

Segundo comentários feitos pelo presidente da comissão, o desembargador Alcides Gusmão da Silva, até o momento não há uma previsão sobre quando o edital deverá ser publicado, porém, é bem possível que sejam ofertadas vagas para concursandos com formação em nível médio e superior.

Essa primeira reunião teve como principal objetivo fazer o levantamento dos dados necessários para que então fosse possível trabalhar na elaboração do edital. Gusmão diz que apesar de não se poder, ao menos no momento, saber com exatidão a quantidade de vagas que deverão ser oferecidas, os levantamentos preliminares apontam que há uma carência de cerca de 300 cargos.

A comissão que foi definida para a elaboração deste concurso público é composta pela presidente do Serjal, Raquel Faião Rodrigues, pelo servidor Alexandre de Caiado Castro Moraes, que será o secretário, do diretor-adjunto de Gestão de Pessoas do Tribunal, Klístenes Silva Lessa, pelo juiz Hélio Pinheiro e pelo diretor-geral do TJ/AL, Alexandre Sodré Arruda, além do desembargador supracitado.

Também será responsabilidade da comissão realizar o levantamento quantitativo em relação a quantidade de vagas que deverão ser preenchidas através do novo certame. Também será função do grupo definir a organizadora.

Cargos TJ Alagoas – Informações

– Analista Judiciário Especializado

A função requer diploma válido de conclusão de graduação no curso de bacharelado em Direito. O salário inicial é previsto em R$ 9 mil.

– Auxiliar Judiciário

Formação de nível médio completo, curso técnico ou profissionalizante equivalente. Salários de R$2.493,39.

– Técnico Judiciário

Formação de nível médio completo, curso técnico ou curso profissionalizante equivalente. A remuneração oferecidas é no valor de R$4.339,20.

O último concurso público realizado pelo Tribunal de Justiça de Alagoas contou com a aplicação de provas objetivas para todos os cargos, provas discursivas, avaliação psicológica, avaliação de títulos, exames físicos e mentais. Algumas etapas foram específicas para alguns cargos.

Para maiores informações acesse www.tjal.jus.br.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 13 Média: 2.7]

Selecionados deverão atuar na primeira região, em São Paulo e na Grande São Paulo.

Já está quase tudo pronto para o início de um novo concurso público para o provimento de novos servidores para o Tribunal de Justiça de São Paulo. Todos os esforços estão sendo feitos para que ele seja liberado o mais rápido possível.

Segundo informações preliminares, o concurso público do TJ abrirá a concorrência para o cargo de escrevente técnico judiciário.

A assessoria de imprensa do TJ do estado de São Paulo informou que neste momento estão sendo realizados levantamentos para definirem o número de oportunidades a serem oferecidas. As vagas disponíveis para a concorrência são para o provimento de novos servidores que devem atuar na primeira região, onde fazem parte a Grande São Paulo e a capital.

Para as pessoas que ainda estão em dúvida sobre a realização do concurso, o presidente do Tribunal, o Sr Paulo Dimas Mascaretti, já confirmou a sua realização em breve.

Como as informações são de que o concurso do Tribunal de Justiça será para o provimento de novos servidores para um único cargo, sendo ele o de escrevente, os interessados para poderem participar da concorrência precisam apenas ter o certificado de conclusão de ensino médio.

Um escrevente técnico judiciário recebe inicialmente um salário no valor de R$ 4.473,16, mais auxílio-alimentação de aproximadamente R$ 924 e ainda R$300 de auxílio-saúde.

O concurso será realizado para prover vagas para a primeira região pelo fato de que os servidores atuais são os aprovados do último concurso realizado no ano de 2014 e que no mês de maio deste ano completa seu prazo de validade sem poder haver prorrogação. Além disso, existem no quadro de servidores vagas que ainda não foram preenchidas por falta de nomes remanescentes.

Diante disso, a realização deste novo concurso se torna realmente necessária, pois esses cargos em aberto, fazem um desfalque que prejudica o andamento dos trabalhos realizados no Tribunal de Justiça.

O TJ ainda informa que realizará também ainda no ano de 2017 outro concurso público para o provimento de novos servidores para as comarcas do interior do estado, uma vez que o último concurso realizado também expira este ano.

Dessa forma, esses concursos são uma excelente oportunidade para quem deseja prestar concurso público no Estado de São Paulo.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 2.7]

Certame deverá ofertar vagas para Analista e Técnico Judiciário. Comissão responsável pelo concurso já foi definida.

Para quem reside no estado de Alagoas e está esperando a oportunidade de prestar um concurso público, essa chance está chegando. É que o desembargador e também presidente do Tribunal de Justiça do estado de Alagoas, o senhor Otávio Leão Praxedes, no último dia 16 do mês de fevereiro, nomeou uma comissão que se encarregará de todos os trâmites para a realização de um novo concurso público do Tribunal de Justiça do estado.

No documento que institui a nova comissão do concurso estão presentes os nomes de Alcides Gusmão da Silva, também desembargador, que será o presidente da comissão, além de outros integrantes como o juiz Hélio Pinheiro (que é o diretor geral do TJ), Alexandre Sodré Arruda (que é o diretor-adjunto do TJ), Klístenes Lessa, Alexandre de Castro Moraes (nomeado secretário comissão) e Raquel Faião Rodriges (que é a atual presidente do Sindicato dos Servidores, o Serial).

Embora o concurso público do TJ de Alagoas esteja ainda em sua fase inicial, a expectativa é de que sejam disponibilizadas para a concorrência oportunidades para os cargos de analista judiciário e de técnico.

Ao que se sabe, para a função de analista os interessados precisam possuir formação de nível superior em áreas diversas. Já para o cargo de técnico os interessados precisam possuir ensino médio completo.

Segundo informações do próprio TJ, um técnico possui uma remuneração inicial no valor de R$ 3.956,13 mensais. Por sua vez, um Analista do TJ deve receber inicialmente o valor de R$ 6.047,89 mensais. Além disso, além do salário mensal esses profissionais devem receber benefícios e gratificações.

Contudo, não existem informações ainda sobre o número de vagas a serem disponibilizadas para a concorrências e nem as especialidades. Porém, esses detalhes em breve devem ser anunciados, quando a empresa organizadora do certame for contratada e tomar a frente de todo o processo, que inclui um levantamento no quadro atual de servidores, a elaboração e divulgação do edital, abertura do período de inscrições e elaboração e aplicação das provas.

Ao que tudo indica, se tudo ocorrer como o planejado, o Concurso Público do Tribunal de Justiça do estado de Alagoas deve ocorrer ainda neste primeiro semestre de 2017.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Inscrições poderão ser realizadas entre os dias 23 de janeiro e 21 de fevereiro de 2017.

Após a publicação do edital de abertura nº 001/2017, foi dado o início oficial do concurso público do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná. O certame tem como principal objetivo o preenchimento de 100 vagas que serão destinadas ao cargo de Técnico Judiciário. É importante destacar que este cargo requer ensino médio completo e a remuneração inicial bruta é de R$ 5.516,51. Além dessa remuneração, os futuros aprovados também terão direito a benefícios como, por exemplo, auxílios saúde e alimentação.

Em relação ao número total de vagas, saiba que 5 delas serão reservadas para pessoas com deficiência e outras 10 serão reservadas para candidatos declarados afrodescendentes. Além disso, outra informação importante é quanto a distribuição de vagas: 40 vagas serão destinadas a lotação nos Foros da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba, sendo que as demais 60 vagas serão para lotação nas Comarcas do Interior do Estado do Paraná.

Para aqueles interessados nesta oportunidade, saibam que o período de inscrições terá início em 23 de janeiro e término previsto para 21 de fevereiro de 2017, segundo o edital de abertura. A inscrição deverá ser realizada por meio exclusivo da internet. Com isso, o candidato deverá acessar o site oficial do TJ-PR (www.tjpr.jus.br/concursos) em sua página de concursos. A taxa de inscrição será de R$ 100,00 para todos os candidatos.

O processo seletivo deste certame será composto por uma única etapa que compreende a prova de questões objetivas e discursiva. Vale destacar que a data oficial para aplicação das provas ainda não foi divulgada, sendo que a mesma deve ser realizada ainda no terceiro trimestre de 2017. Tais provas serão aplicadas em Curitiba e cidades vizinhas.

A prova objetiva constará de 60 questões que serão divididas da seguinte forma: 5 questões de Atualidades; 5 questões de Informática; 15 questões referentes a Noções de Direito e Legislação; 15 questões de Matemática; e 20 questões de Língua Portuguesa. A prova discursiva, por sua vez, irá valer 40 pontos e será composto por uma redação abordando um dos temas presentes no conteúdo programático do concurso.

Para mais detalhes sobre este certame, é de extrema importância que o candidato leia atentamente o edital oficial de abertura. O mesmo se encontra disponível AQUI – www.tjpr.jus.br/concursos.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 1.8]

Salários chegam a R$ 21 mil. Inscrições podem ser feitas de 1º de fevereiro até 3 de março de 2017.

Para quem deseja participar de concurso público na área jurídica, o TJ (Tribunal de Justiça) do Paraná está com inscrições abertas para a vaga de juiz substituto, um dos cargos mais disputados entre os concursos públicos. São cinco vagas disponíveis (sendo três para público geral, uma para pessoas com deficiência e outra vaga para negros).

O salário para a função deve ser em torno de R$ 21 mil.

As inscrições podem ser feitas a partir de 1 de fevereiro até 3 de março deste ano, conforme informações do edital. A taxa de pagamento é de R$ 240. Lembrando que o candidato deve se inscrever somente pela internet, no link: http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_pr_16_juiz/. Quantos aos requisitos, o candidato precisa ter formação em Direito, além de experiência na área jurídica.

Sobre a prova e fases do processo

No total estão programadas cinco etapas. A primeira fase consiste em uma prova com questões objetivas (classificatória e eliminatória). A prova objetiva contará com 100 questões, segundo o edital. Os assuntos que constarão na prova são os seguintes: Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito do Consumidor, Direito da Criança e do Adolescente, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Constitucional, dentre outros. Para saber mais, consulte diretamente o edital, no caso, acesse: http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_pr_16_juiz/arquivos/ED_1_2016_TJ_PR_16_JUIZ_ABERTURA.PDF.

Já na segunda etapa, os candidatos que passaram na prova têm pela frente duas provas – no caso – com questões teóricas e práticas. Após essa fase, quem passou nas provas citadas seguirá para a etapa três, que consiste em exames psicotécnico e mental – bem como – apuração sobre a conduta e vida pessoal do candidato. Essas etapas são classificatórias e eliminatórias.

Aos aprovados, o próximo desafio é participar da quarta fase, na qual será realizada uma avaliação oral. Quem for bem-sucedido nessa etapa segue para quinta e última etapa do concorrido processo, que traz avaliação de títulos.

Dicas para passar no Concurso

Para se dar bem em qualquer concurso público, os especialistas sugerem que o candidato, primeiramente, entenda todo o edital – por isso é importante lê-lo ou relê-lo, quantas vezes for preciso. Outras dicas são também importantes como:

– Manter uma rotina diária de estudos, com disciplina e organização.

– Se necessário, participar de cursos preparatórios, muitos dos quais específicos para a vaga que pretende conquistar.

– Consultar questões dos processos anteriores e estudar muito.

Por Letícia Veloso

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 3.7]

Em breve o Tribunal de Justiça de Minas Gerais irá divulgar o Edital de abertura de seu novo Concurso Público que ofertará vagas para os cargos de oficial de apoio judicial e oficial judiciário (especialidade da infância e da juventude).

A divulgação da data definitiva para a publicação do edital do concurso público que está sendo previsto para o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJ/MG) ainda segue sem definição. A informação é de que a demora se deve em especial pelo fato de que o órgão ainda está trabalhando na elaboração do documento. Veja mais informações logo abaixo:

Segundo as informações divulgadas até agora pela assessoria de imprensa da banca organizadora escolhida para essa seletiva (Consulplan), a liberação do edital ainda depende de alguns trâmites burocráticos específicos para que possa de fato ser lançado. Com isso em vista, a expectativa é de que o documento seja apresentado no ano que vem.

O concurso público do TJ de Minas Gerais terá o principal objetivo de promover o preenchimento de vagas para dois cargos que, por sua vez, exigem dos candidatos formação de nível médio completo.

No edital que será divulgado em breve serão disponibilizadas vagas para as funções de oficial de apoio judicial e oficial judiciário (especialidade da infância e da juventude).

De acordo com informações que se encontram disponíveis no próprio site do TJ/MG os salários oferecidos para essas funções se situam na faixa de R$2.439,54. Além dos vencimentos estão previstos alguns benefícios tais como o auxílio-alimentação. Sendo assim, o valor total subirá para R$3.238,54.

Conforme as informações contidas no documento de licitação, por meio do qual foi definida a banca organizadora, todos os candidatos que se inscreverem neste concurso deverão ser submetidos à aplicação de provas objetivas. Os exames contarão com questões de língua portuguesa, noções de informática, noções de direito além de atos de ofício.

Resumo das atribuições para o cargo de Oficial Judiciário:

O oficial judiciário atua na detenção ou na apreensão do menor abandonado ou infrator. Ele deverá apresentar o mesmo em caráter imediato diante do juiz ou a outra autoridade competente previamente estabelecida.

Também é de sua responsabilidade lavrar autos de infração respeitando a lei de assistência e proteção ao menor. A fiscalização dentro dos termos da lei a entrada bem como a permanência do jovem em diversos âmbitos tais como emissores de rádio ou de televisão, bares, casas de diversão, cabarés e ginásios esportivos.

Por fim, ele ainda executa atividade gerais que são previamente identificadas pelo superior imediato.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 3]

Seleção deverá ofertar vagas para Oficial de Apoio Judicial e Oficial Judiciário. Organizadora do concurso será a Consulplan.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) vai publicar um edital de concurso público em pouco tempo. A banca Consulplan foi definida como organizadora do certame, que vai oferecer oportunidades para o cargo de Oficial de Apoio Judicial (Justiça Comum) e Oficial Judiciário (Comissão de Infância e da Juventude).

Os aprovados serão contratados sob o regime estatutário e a remuneração para ambas as funções é de R$ 3.238,54. Alguns detalhes do concurso já estão definidos como por exemplo, o valor da inscrição, que é de R$ 60,00.

Além disso, as provas objetivas estão previstas para serem aplicadas em Belo Horizonte, Governador Valadares, Diamantina, Juiz de Fora, Uberlândia, Montes Claros e Varginha. Para a função de oficial de apoio judicial também haverá prova prática de digitação, além da objetiva.

Entre outros detalhes, a prova terá 80 questões, sendo 20 de português, 15 de informática, 20 de noções de Direito e 25 de atos de ofício. A organizadora do último certame, que foi em 2009, foi a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (FUNDEP).

Que tal aproveitar a oportunidade e estudar para o TJMG?

Com a organizadora definida (Consulplan), a expectativa é que o edital seja lançado em poucas semanas. Por isso, foque os seus estudos na banca, sobretudo a resolução de exercício.

Divida o seu estudo em teoria, revisão e resolução de questão. Desta forma, você mantém o aprendizado na memória de curto/longo prazo, conhece o estilo da organizadora e estuda de forma estratégica, a fim de ganhar tempo e otimizar a sua preparação.

Faça um planejamento com as matérias do cargo no seu tempo disponível de estudo. Cronometre o tempo e cumpra o seu planejamento.

Sucesso é sinônimo de dedicação, esforço, disciplina e força de vontade. Portanto, foque no seu objetivo e mantenha a confiança em si mesmo.

Além do TJMG, busque fazer outras provas que tenham conteúdos parecidos. Desta forma, você avalia os seus conhecimentos nas disciplinas.

Estude por meio de materiais atualizados e que sejam de acordo com o edital do seu concurso. Invista na sua preparação.

Separe tempo para o lazer e atividade física. A mente precisa descansar, Além disso, procure dormir e se alimentar bem.

Tenha pensamentos positivos e busque se motivar diariamente.

Boa sorte e muito sucesso nos seus estudos.

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Inscrições podem ser feitas até o dia 29 de fevereiro e a taxa de participação é de R$ 181.

São aceitas as inscrições para o concurso do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP). Todas as vagas são para a função de Notário. Ele é quem recebe a outorga (concessão de cartórios de ordem pública). São 95 oportunidades de trabalho para novos profissionais e outras 50 para a remoção.

Para fazer parte deste concurso é necessário que apresente o grau de bacharel em Direito ou conte com experiência de até dez anos com trabalho de serviço notarial ou de registro. A base salarial dos profissionais não são dados como fixos. Os mesmos serão calculados tendo como base os lucros que o cartório em questão obtém.

As chances de trabalho do Tribunal de Justiça de São Paulo são divididas em três grupos, sendo que todos estão situados no Estado de São Paulo. Todos eles podem ser verificados através do edital de abertura do certame, que se encontra no site da organizadora, a Fundação Vunesp (vunesp.com.br). No documento o candidato também encontra informações como o conteúdo programático do concurso.

A inscrição para esse processo seletivo deve ser feita no site da Vunesp (vunesp.com.br), até o dia 29 do mês de fevereiro deste ano de 2016. A taxa para efetuar o seu cadastro fica no valor de R$ 181. Há a possibilidade de efetuar cadastro para mais de um grupo de vagas.

Esse concurso contará com uma prova objetiva, prova escrita, prova prática, prova de ordem oral e avaliação de títulos. O teste objetivo para os inscritos no concurso terá a sua aplicação no dia 10 do mês de abril deste ano. Serão questões de múltipla escolha e será apenas um exame para todos os grupos.

Vagas para a Remoção:

Para aquelas 50 chances de remoção do concurso, os interessados deverão apresentar mais de dois anos exercendo trabalho notarial ou de registro em São Paulo. As inscrições e taxa do cadastro serão as mesmas para as vagas novas. A única mudança fica na aplicação da prova, que será no dia 03 do mês de abril do ano de 2016.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 3]

Oportunidades são para os cargos de Juiz Leigo e Conciliador. Inscrições podem ser feitas até o dia 29 de fevereiro de 2016.

Foi publicado o edital para o processo seletivo simplificado visando ao preenchimento de 40 vagas, sendo 21 para o cargo de juiz leigo e 19 para conciliadores, além da formação de cadastro de reserva no Tribunal de Justiça do Acre. A remuneração varia de acordo com o cargo e pode chegar a R$ 5.225,00.

As inscrições começam no dia 25 de janeiro e o prazo permanece aberto somente até 29 de fevereiro. O valor da taxa de inscrição é de R$ 50,00. Os interessados no cargo de juiz leigo devem ter graduação em Direito e dois anos de atividade jurídica na área. Para o cargo de conciliador, as oportunidades serão preferencialmente para bacharéis em Direito ou graduados em qualquer nível superior.

No momento da inscrição, os candidatos devem escolher a comarca que desejam atuar e a localidade para fazer as provas, que estão previstas para serem aplicadas na data provável de 20 de março. Os interessados serão avaliados por meio de avaliações objetivas e subjetivas, sendo que no turno da manhã serão aplicadas as provas para o cargo de conciliador e na parte da tarde para juiz leigo.

A jornada de trabalho é de 40 horas semanais e o processo seletivo tem a validade de dois anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo prazo, a critério do Tribunal de Justiça do Acre. O edital e as inscrições podem ser acessados por meio deste link: http://www.tjac.jus.br/.

Como falta pouco tempo para a prova, os interessados devem manter o foco e fazer um planejamento para conseguir uma boa colocação no processo seletivo. Organizando a rotina e com muita dedicação, além de força de vontade, é possível conciliar o estudo com outras atividades como trabalho, por exemplo.

Além disso, o candidato pode procurar fazer outras provas que tenham conteúdos parecidos, para ampliar a chance de aprovação. Que tal começar a focar? Boa sorte e não deixe de compartilhar essas dicas.

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 1.5]

Organizadora do certame e a quantidade de vagas ainda não foram informadas.

O Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (TJ-PE) deve publicar um edital ainda este ano. O número de vagas e a organizadora ainda não foi definida. A expectativa é que o documento seja publicado ainda no primeiro semestre de 2016. Por isso, os interessados podem começar os estudos, para ganhar tempo e conhecimento nas disciplinas.

O último certame organizado pelo Órgão, que ocorreu em 2011 e foi organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC), permanece válido apenas até fevereiro deste ano. Na ocasião teve oportunidade para o cargo de técnico judiciário (nível médio) e analista (nível superior). A remuneração, dependendo do cargo, podia chegar a R$ 5.643,46.

Além disso, foram oferecidas 203 vagas e foram cobrados conhecimentos como português, legislação específica, raciocínio lógico, informática, constitucional e conhecimentos específicos, que mudavam de acordo com a função. A expectativa é que o concurso tenha muitas nomeações ao longo da validade do certame, uma vez que no último foram convocados 2.778 técnicos, 1.600 analistas e 671 oficiais.

Como se preparar de forma eficiente para este concurso?

O edital deve ser publicado em poucos meses, por isso o candidato deve estudar com foco e determinação através de planejamento, disciplina e dedicação. Faça um quadro horário e no seu tempo livre distribua as disciplinas do seu cargo.

No fim de semana, o estudante pode aproveitar o tempo disponível para rever um conteúdo, focar um ponto específico e resolver questões de provas anteriores. Mas é fundamental que ele separe um período para o lazer. Equilíbrio é essencial na maratona de estudo, para evitar a ansiedade e desgaste de energia.

Atividade física também deve fazer parte da rotina, pois ajuda na memorização e aprendizado, além de uma alimentação equilibrada. Além disso, é fundamental focar em estudo teórico e revisão, além de exercícios da banca organizadora.

Enquanto o edital ainda não é lançado, que tal começar a separar os materiais e iniciar os estudos? Sucesso!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Seleção oferece vagas de nível médio e superior. Salários podem chegar a R$ 4 mil.

Por meio da publicação do edital nº 22/2015/GSCP, tivemos o início oficial do concurso público 2016 do Tribunal de Justiça do Mato Grosso. O certame aqui destacado está sendo realizado com o apoio técnico da Universidade Federal do Mato Grosso, a UFMT. São nada menos que 168 vagas disponíveis, sendo que 110 são destinadas ao cargo de Analista Judiciário, 55 vagas são reservadas para o cargo de Técnico Judiciário e outras 3 vagas são para Distribuidor, Contador e Partidor. Haverá reserva de vagas para pessoas com deficiência, bem como para candidatos declarados negros.

Dadas às vagas disponíveis, o concurso aqui destacado é destinado a candidatos de nível médio e superior. Além disso, as vagas destinadas a candidatos de nível superior são para graduados nos seguintes cursos: Ciências Contábeis, Engenharia Civil, Administração, Economia ou Direito. É importante destacar que os futuros contratados de nível médio, especificamente para o cargo de Técnico Judiciário, terão direito a remuneração inicial de R$ 2.150,56. Os demais cargos de nível médio dispõem de remuneração de R$ 2.365,60. Já os candidatos de nível superior possuem remuneração inicial de R$ 4.107,57, referente a jornada de 30 horas semanais.

Para aqueles que estão interessados, saibam que o período de inscrição terá o seu início em 11 de janeiro de 2016 e término em 31 de janeiro de 2016. O procedimento de inscrição deve ser feito por meio exclusivo da internet. Dessa forma, os candidatos devem acessar o site oficial da UFMT, em sua página de concursos. A taxa de inscrição é de R$ 100,00 (nível superior) ou R$ 80,00 (nível médio). Os candidatos que atendem aos pré-requisitos estabelecidos podem solicitar a isenção da taxa de inscrição.

O processo seletivo deste concurso será composto por provas objetiva e discursiva, tanto para os cargos de nível médio quanto para os de nível superior.

Através do edital oficial os candidatos poderão saber as cidades onde serão realizadas as provas deste certame. O documento oficial pode ser encontrado clicando AQUI.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame oferece 16 vagas para Juízes Substitutos.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro lançou um edital para o concurso público que visa à contratação de 16 Juízes Substitutos, aprovados serão contemplados com remuneração superior a R$ 26.000,00.

Para participar, é necessário possuir título de Bacharel no curso de Direito há no mínimo de 03 anos e dispor ainda de 03 anos de atividade jurídica. A idade máxima para participação no certame é de 65 anos e os candidatos não podem ter antecedentes criminais.

A Vunesp é a organizadora do concurso e receberá inscrições até as 16h do dia 11 de dezembro. Os candidatos deverão preencher a ficha de cadastro e posteriormente efetuar o pagamento da taxa que custa R$ 250,00. O método de pagamento é através de boleto bancário.

Das 16 vagas, 1 é reservada para portadores de deficiência e 3 delas são destinadas a candidatos negros. O processo de seleção é composto de várias etapas e todas serão realizadas na cidade do Rio de Janeiro.

A primeira etapa será a aplicação da prova objetiva que acontecerá no dia 21 de fevereiro de 2016 com duração de 5 horas e total de 80 questões. Os aprovados na primeira fase serão convocados para aplicação da Prova Escrita e caso obtenham resultado satisfatório, ainda passarão pelas etapas de Inscrição Definitiva (15 dias úteis); Investigação Social e Sindicância da Vida Pregressa; Exame de Sanidade; Avaliação Psicológica; Prova Oral e também Avaliação de Títulos. 

A aplicação da prova escrita está prevista para o dia 10 de abril de 2016, já as provas orais têm previsão para início de novembro de 2016.

O conteúdo programático do certame é bastante extenso e inclui: Direito Civil, Processual Civil, Difusos e Coletivos; Penal, Processual Penal, Constitucional, Empresarial, Tributário, Ambiental, Administrativo, Sociologia do Direito, Psicologia Judiciária, Ética e Estatuto Jurídico da Magistratura Nacional, Filosofia do Direito e ainda Teoria Geral do Direito e da Política.

O concurso terá validade de 02 anos e poderá ser prorrogado apenas 01 vez por igual prazo.

Para conferir o edital na íntegra ou realizar a inscrição, acesse: www.vunesp.com.br/tjrj1501.

Por Beatriz

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 2]

Certame oferece 60 vagas para o cargo de Juiz de Direito Substituto no Rio Grande do Sul.

Por meio da publicação do edital nº 13/2015 foi iniciado oficialmente o concurso público do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul. Tal certame tem como principal objetivo o preenchimento de 60 vagas para o cargo de Juiz de Direito Substituto da Carreira da Magistratura do Estado. O concurso em si terá a sua organização realizada pela Comissão de Concurso do TJ-RS juntamente com a Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, a FAURGS.

Para aqueles que estão interessados nesta oportunidade, saibam que o valor da remuneração inicial dos futuros contratados é de R$ 22.213,44.

O período de inscrições já se encontra aberto e o seu encerramento se dará em 30 de novembro de 2015. É importante destacar que o procedimento de inscrição deve ser feito por meio exclusivo da internet. Portanto, os interessados devem acessar o site oficial da FAURGS (www.faurgsconcursos.ufrgs.br/2015/TJRS1512/TJRSEdital1512.htm) para realizarem suas respectivas inscrições. A taxa de inscrição é de R$ 222,00 para todos os candidatos.

O processo seletivo deste concurso será composto por nada menos que cinco etapas. A primeira etapa será a responsável pela prova objetiva; já a segunda etapa será composta pela prova discursiva e prática de sentença; a terceira etapa abrange a sindicância sobre a vida pregressa, bem como a investigação social do candidato, serão realizados exames de sanidade física e mental além do psicotécnico; a quarta etapa tem como avaliação a prova oral; a quinta etapa será a realização da prova de títulos que é de caráter classificatório. Além disso, saiba que as primeira, segunda e quarta etapas são de caráter eliminatório e classificatório.

A prova objetiva, primeira avaliação oficial do certame, está prevista para ser aplicada em 3 de abril de 2016. A mesma será aplicada em Porto Alegre, RS. Informações como dias, local e horário da prova ainda serão divulgados pela comissão responsável.

Para mais detalhes em relação ao concurso é de extrema importância que o candidato leia atentamente o edital oficial. O documento pode ser encontrado no site AQUI.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame oferece 14 vagas imediatas mais formação de cadastro reserva para o cargo de Juiz Substituto. Salário oferecido é de R$ 26.125,16.

Para aqueles que residem no estado de Sergipe e estão em busca de oportunidades relacionadas à área de Direito, saibam que o Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe está com certame em andamento. Foi por meio da publicação do edital nº 01/2015 que tivemos o início oficial do certame que tem por objetivo o preenchimento de 14 vagas imediatas para o cargo de Juiz Substituto. Além das vagas imediatas também haverá a formação de cadastro de reserva. Um dos principais destaques do certame é o subsídio mensal dos futuros contratados: R$ 26.125,16. A Fundação Carlos Chagas é a responsável pela organização do certame.

Um detalhe bastante importante é que em relação ao número total de vagas ofertadas, 5% serão destinadas a candidatos com deficiência e 20% aos candidatos afrodescendentes.

Os candidatos interessados em participar deste certame deverão realizar suas respectivas inscrições até o dia 1º de outubro de 2015, data em que se encerra o período de inscrições. O procedimento de inscrição é bastante simples e deve ser feito por meio exclusivo da internet. Sendo assim, os candidatos devem acessar o site oficial da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br/concursos/tjuse114/index.htm). A inscrição será devidamente confirmada após o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 261,25. A data limite para o pagamento da taxa é 2 de outubro de 2015.

A fase de seleção deste certame será composta por: prova objetiva seletiva; prova discursiva; prova de sentença; sindicância de vida pregressa juntamente com investigação social; exame de sanidade física e mental; exame psicotécnico; prova oral; e avaliação de títulos.

Sendo assim, os candidatos que forem aprovados na fase de seleção do certame deverão realizar o requerimento de inscrição definitiva juntamente a Comissão do Concurso para Juiz Substituto. Tal requerimento deve ser devidamente protocolado na Sala da Comissão do Concurso do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe. A mesma está localizada no Anexo Administrativo Desembargador Antônio Góes, 7º andar, que fica na Rua Pacatuba, nº 55, Centro, Aracaju – SE.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame oferece vagas para a função de Juiz Leigo no Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Foi iniciado oficialmente pelo Desembargador e Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, o TJ-MG, o concurso público regido pelo edital 001/2015. Para aqueles que não sabem, o certame aqui destacado tem por objetivo o preenchimento de 54 vagas para o cargo de Juiz Leigo. Além disso, saiba que 10% do número total de vagas será reservado para candidatos com deficiência. Confira mais detalhes na continuação desta matéria.

Para aqueles que estiverem interessados, saibam que as 54 oportunidades são destinadas à lotação em juizados especiais das comarcas de Belo Horizonte, bem como de outras 44 cidades do interior mineiro. A distribuição de vagas se dará da seguinte forma: 10 vagas serão destinadas a lotação em Belo Horizonte e uma para cada outra cidade que faz parte do certame.

Além disso, saiba que estarão aptos a participar deste certame os candidatos que estiverem devidamente inscritos na Ordem dos Advogados Brasileiros (OAB). Outra exigência bastante importante é que os mesmos deverão possuir, pelo menos, dois anos de experiência jurídica.

Também é importante destacar que a remuneração do Juiz Leigo não é fixa. O mesmo receberá de acordo com o número de atos praticados durante o mês. Tais atos possuem valores entre R$ 20 e R$ 40. Os mesmos devem possuir uma produtividade mínima mensal de 80 audiências e de 80 projetos de sentença.

O período de inscrições já se encontra em aberto e terá o seu encerramento no dia 21 de setembro de 2015 às 23h59. O procedimento de inscrição deverá ser realizado por meio exclusivo da internet. Portanto, os candidatos devem acessar o site oficial da CONSUPLAN (www.consulplan.net/concursosInterna.aspx?k=KtX5kGgpYw0=), instituição responsável pela execução e organização do certame aqui destacado. A taxa de inscrição é de R$ 50,00.

Os candidatos devidamente inscritos neste certame deverão passar pelas seguintes fases: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; prova dissertativa que também será de caráter eliminatório e classificatório; avaliação de títulos que será de caráter classificatório; além do curso de capacitação que será de caráter eliminatório.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame poderá oferecer vagas nos cargos de Analista Judiciário, Técnico Judiciário e Distribuidor, Contador e Partidor. Edital está previsto para ser publicado no 2º semestre.

O Tribunal de Justiça do Estado do Mato do Grosso (TJ-MT) vai realizar um concurso público para o preenchimento de cargos de nível médio e superior. A expectativa é que o edital seja publicado ainda neste segundo semestre e vai contemplar as seguintes funções: Analista Judiciário, Técnico Judiciário e Distribuidor, Contador e Partidor. O quantitativo de vagas ainda não foi definido pelo Órgão, mas a organizadora do concurso já foi contratada: Universidade Federal de Mato Grosso (UFMG).

O último concurso realizado pelo TJ-MT foi no ano de 2012 e na ocasião ele foi feito pela VUNESP. Os interessados já podem começar os estudos, uma vez que este concurso tende a ser concorrido.

Como fazer uma rotina produtiva de estudo?

  • Durante o tempo disponível do seu estudo concentre-se. Desligue celulares e não fique perdendo tempo com redes sociais. É necessário ter foco para assimilar o conteúdo. A sua capacidade de aprendizagem está diretamente ligada à sua concentração.
  • Não fique com pensamentos longes, ou seja, concentre-se na atividade que esta desenvolvendo. Desta forma, a sua capacidade de síntese do conteúdo será melhor.
  • Marque o tempo do seu estudo e veja a quantidade de horas líquidas que você está estudando diariamente. Assim, vai poder avaliar se a sua rotina está sendo ou não produtiva.
  • Faça pausas durante o seu estudo. A mente precisa descansar. Aproveite para beber um café, esticar o corpo e andar um pouco pela casa.
  • Faça atividades físicas para aliviar e relaxar. Caminhadas e corridas, por exemplo, são excelentes exercícios. A atividade física melhora a sua concentração e a sua capacidade de aprendizagem.
  • Cuidado com pensamentos negativos e derrotistas. Estude e faça a sua parte. Você colhe o que planta, portanto, foco e confie no seu potencial para alcançar o sucesso.
  • Lembre-se de que você é o responsável por sua aprovação. Por isso, não desista e estude com qualidade, sempre.
  • Organize e planeje os seus estudos.

Boa sorte e sucesso!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Foi feita a confirmação sobre a realização do certame que irá oferecer 154 vagas de trabalho no TJ-RO.

Novidades para os concurseiros de plantão. Recentemente, o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ/RO) confirmou que irá promover a realização de um novo concurso público para o órgão. A informação foi divulgada no dia 12 de junho. De acordo com os detalhes informados o concurso em questão deverá ser realizado ainda neste ano. Confira o que foi divulgado até o momento:

– Vagas e cargos:

A previsão inicial é de que sejam oferecidas aos participantes 154 vagas. Essas oportunidades seriam distribuídas entre duas funções, a de Técnico e a de Analista. Além disso, ainda há a informação de que diversas áreas serão atendidas pelo certame. Essa última informação, porém, ainda falta ser confirmada.

De acordo com a informação divulgada pela assessoria de imprensa do referido órgão o processo para a realização do concurso público está indo bem. No atual momento a organização está na fase da determinar qual será a banca organizadora da seletiva.

Este concurso público é muito aguardado e provavelmente não irá demorar muito para sair. Isso se justifica pela pressa do tribunal em realizar o certame.

O que será necessário para estar habilitado a concorrer para os cargos apontados?

Inicialmente o que se pode informar é apenas sobre o nível de escolaridade que será de nível médio e de nível superior. Para Técnicos o primeiro e Analistas o segundo.

As vagas, segundo informado até agora, deverão atender a demanda exigida na capital e outras comarcas do estado.

Um dado importante é o fato de que já está formada a comissão que será responsável pela organização da seleção.

No presente momento esse grupo está trabalhando na questão do levantamento de informações para posteriormente decidirem sobre a distribuição das vagas. Somente depois que isso acontecer é que será possível determinar a data em que o edital será lançado.

Já a aplicação das provas está prevista para ocorrer entre os meses de setembro e outubro deste ano.

Fique atento às nossas atualizações para não perder nenhuma novidade sobre este concurso.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame oferece vagas para o cargo de Juiz Substituto. Inscrições podem ser realizadas até 23 de junho.

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) está realizando um concurso público onde estão sendo oferecidas 20 oportunidades e também a modalidade de cadastro reserva na carreira de Juiz Substituto. O rendimento mensal dos profissionais será de R$ 23.727,47 acrescido dos complementos de vale-alimentação no valor de R$ 667,80 e auxílio moradia de R$ 4.377,73. Do total destas oportunidades, 5% serão destinadas para pessoas portadoras de necessidades especiais. A banca organizadora será a Fundação Carlos Chagas.

Para concorrer a este posto existe a exigência de ter concluído a graduação na área de Direito, idade inferior a 65 anos até a data de posse no cargo e ter uma experiência mínima de 3 anos nos serviços jurídicos depois de ter finalizado a graduação.

Os candidatos que tiverem interesse neste concurso devem acessar o portal da banca organizadora: www.concursosfcc.com.br/concursos/tjual114/index.html. O período das inscrições será finalizado no dia 23 de junho de 2015 no horário de 14h. Para tornar a inscrição válida, será necessário que os candidatos efetuem o pagamento de uma taxa no valor de R$ 280,00.

O certame contará com as seguintes fases: teste objetivo com uma modalidade eliminatória, avaliações escritas, período de inscrições definitivas, avaliação social, teste psicológico, avaliação oral, sindicância da vida pregressa, entrevista individual e verificação de títulos.

O teste objetivo acontecerá no dia 9 de agosto na cidade de Maceió (AL). Esta prova contará com 100 perguntas referentes aos assuntos de: Direito Processual Penal, Direito Ambiental, Direito Processual Civil, Direito Empresarial, Direito Civil, Direito Administrativo, Direito do Adolescente, Direito Eleitoral, Direito do Consumidor, Direito Tributário, Direito Penal, Direito da Criança e Direito Constitucional.

As avaliações escritas sucederão nos dias 8 até o dia 15 de novembro. Nesta prova escrita os candidatos serão avaliados nas seguintes disciplinas: Direito Processual Civil, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil e Direito Processual Penal. Na avaliação prática os candidatos irão elaborar 2 sentenças, sendo uma delas na área penal e a outra no ramo cível. 

Por Felipe Couto de Oliveira

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

As oportunidades são para nível superior e as inscrições iniciam no dia 04 de maio de 2015

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina irá realizar um exame seletivo com o objetivo de disponibilizar 14 vagas na carreira de Juiz Substituto. Além disso, também será oferecida a modalidade de cadastro reserva com o intuito de recrutar os candidatos quando surgir alguma vaga no setor jurídico. O rendimento mensal dos profissionais será de R$ 22.521,20.

Os requisitos para participar do concurso consistem em ter certificado do ensino superior na área de Direito em uma faculdade que tenha o reconhecimento do MEC, ter uma idade abaixo de 65 anos e experiência mínima de 3 anos no ramo jurídico. Maiores informações podem ser verificadas no edital do processo seletivo, no seguinte portal da empresa organizadora: www.concursosfcc.com.br.

O período das inscrições terá início no dia 04 de maio e se encerrará no dia 02 de junho. Para participar do exame seletivo, é essencial realizar o cadastro no site da Fundação Carlos Chagas (FCC): www.concursosfcc.com.br.

Para validar a inscrição é exigido que os candidatos paguem uma taxa de R$ 196,00, através de boleto bancário. Também é necessário que os inscritos enviem, logo após a inscrição, a documentação que está prevista no edital, utilizando os Correios ou a internet.

No exame seletivo, os candidatos passarão por diversas etapas, sendo elas: teste objetivo, avaliação de sentença, cadastro definitivo, avaliação da sanidade mental e física, teste oral, verificação social, sindicância da vida pregressa e exame psicotécnico. Os candidatos que forem aprovados nestas etapas, em seguida serão submetidos a uma verificação de títulos e também participarão de um curso de formação, antes de tomarem posse no cargo de juiz.

O teste objetivo está previsto de acontecer no dia 12 de julho. As avaliações irão acontecer no município de Florianópolis. O certame será válido no decorrer de dois anos, tendo a possibilidade deste período ser prorrogado de acordo com a decisão do Tribunal Pleno. 

Por Felipe Couto de Oliveira

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Inscrições abertas até 24 de abril

Bacharéis em Direito podem se inscrever no concurso do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul (MS), que foi divulgado na última segunda-feira, 30 de março.

10 vagas disponíveis no concurso e, todas são para lotação na secretaria do Tribunal de Justiça e na comarca de Campo Grande. Das dez, nove são para acesso universal e, uma é para candidatos com deficiência.

O concurso será composto de prova objetiva, que já tem data definida: dia 24 de maio, com quatro horas de duração. No entanto, o local de prova ainda não foi informado e, será divulgado via edital no Diário Oficial de Justiça e no site da organizadora, a PUC-PR. O exame terá duração de 4 horas, com início às 7h40, de acordo com o horário oficial do Mato Grosso do Sul. A prova será composta por 60 questões distribuídas em 20 de língua portuguesa, 20 de conhecimentos gerais e 20 de conhecimentos específicos. Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Penal, Direito Processual Penal e Legislação Específica caem na prova de específicos.

Dentre as atribuições do cargo estão realizar atividades de auxílio técnico aos magistrados e órgãos julgadores, executar trabalhos de redação, elaborar boletins, relatórios e ofícios e expedir os atos decorrentes dos termos processuais. Os candidatos que se classificarem precisarão fazer uma série de exames para perícia médico-admissional, como hemograma completo, glicemia, hepatite B e C, ultrassom de punhos, ombros e cotovelos, todos com laudo e avaliação de saúde menta.

As inscrições podem ser realizadas no site www.pucpr.br/concursos até o dia 24 de abril de 2015. O valor da taxa é de R$ 80,00. Ainda, é possível ganhar isenção da taxa de inscrição. Para isso, é necessário enviar documentos comprobatórios que justifiquem o pedido da isenção. A listagem final dos beneficiados será publicada no dia 17 de abril, a partir das 15h.

Por Andréa Corneli Ortis

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Está aberto o período de inscrições para o concurso público do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima (TJRR). Este processo de seleção tem o intuito de efetuar a contratação de seis novos profissionais para o cargo de Juiz Substituto. Além das vagas para inicio imediato, haverá a formação de um cadastro reserva. 

Do número total de oportunidades, 5% são destinadas ao preenchimento por pessoas portadoras de nececssiddades especiais. A execução do certame está a cargo da Fundação Carlos Chagas.

Para concorrer, é necessário que o interessado possua graduação completa em Direito e que conte com uma experiência de, no mínimo, três anos no exercicio da atividade jurídica.

As pessoas que quiserem participar do certame deverão efetuar a sua inscrição no endereço eletrônico abaixo, da empresa responsável pela organização do concurso, a Fundação Carlos Chagas: 

www.concursosfcc.com.br/concursos/tjurr114/index.html.

As inscrições estarão sendo aceitas até o dia 24 de março. O valor da taxa de participação é de R$ 226,14.

A avaliação dos participantes será feita mediante a realização de prova objetiva, prova discursiva, Prova de sentença (cível e criminal) e prova oral. O teste objetivo está marcado para o dia 10 de maio. O exame objetivo consta de 100 questões de múltipla escolha, a partir do inicio desta prova, o candidato terá cinco horas para conclui-la.

O discursivo será realizado no dia 17 de julho, consta de cinco questões e, para realizá-lo, o candidato terá quatro horas. Na prova de sentença o participante deverá elaborar uma sentença cível e outra criminal. A primeira prova da sentença será no dia 18 de julho, já a segunda ocorrerá no dia 19 do mesmo mês. 

A avaliação oral será realizada no período compreendido entre 24 e 28 de fevereiro de 2016.

Os aprovados no processo de seleção receberão um salário de R$ 22.614,52.

A lotação das vagas será feita de acordo com a necessidade de serviço e com a situação orçamentária.

O concurso público terá validade de dois anos, a partir da data de homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período. 

Consultando o edital você poderá saber mais acerca do processo de seleção e tirar todas as suas dúvidas.

Por Melina Menezes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) está com inscrições abertas para o processo seletivo visando ao preenchimento de 759 vagas para Conciliadores e 500 vagas para Juízes Leigos. 12 vagas são para pessoas com necessidades especiais.

As oportunidades deste certame são voltadas para 237 municípios da Bahia e os aprovados terão uma carga de trabalho de 30 horas semanais. A remuneração é por meio de abono variável, que tem cunho indenizatório, que são regulados através de unidade de valor que é instituída por meio da Resolução de 07/2014. Os valores não podem passar de R$ 3.091,26 para o cargo de Conciliador e R$ 8.558,52 para o cargo de Juiz Leigo.

Os interessados em aproveitar essa oportunidade para o cargo de Juiz Leigo devem ter formação em Direito e também registro na OAB. Os candidatos que quiserem concorrer para o cargo de Conciliador é preciso ser bacharel em Direito, Administração, Psicologia ou Serviço Social, ou também estar matriculado em algum destes cursos a partir do 4º ano ou do 7º semestre letivo.

Os candidatos devem ficar atentos ao prazo de inscrição que já estão abertas e permanecem somente até o dia 2 de março. O processo seletivo será realizado pela Consultec e os valores são de R$ 11,14 para o cargo de Conciliador e R$ 19,00 para o cargo de Juiz Leigo.

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas e também provas de títulos. Os testes serão compostos por 100 questões de múltipla escolha para o cargo de Juiz Leigo e 80 questões para o cargo de Conciliador.

Para fazer a inscrição e ter acesso ao edital do processo seletivo é só clicar no link: www.consultec.com.br.

Leia o documento com atenção, faça a inscrição para o cargo que deseja concorrer e não se esqueça de elaborar um planejamento de estudo. Separe diariamente um tempo para dedicar ao estudo e assim conquistar a vaga que almeja.

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Mais uma oportunidade para concurseiros do estado de São Paulo. O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ/SP) lançou edital que normatiza a realização de concurso público com intuito de preencher 345 vagas no posto de Escrevente Técnico Judiciário. Para participar da seleção é preciso ter o nível médio completo e se inscrever até o dia 6 de março de 2015. Os aprovados serão lotados nas 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª, 8ª, 9ª e 10ª Regiões Administrativas Judiciárias.

O salário inicial para escrevente é de R$ 3.878,07, valor referente a 1º de março de 2014, acrescidos de auxílios para alimentação, saúde e transporte. A jornada semanal de trabalho é de 40 horas. O concurso será de responsabilidade da Fundação para o Vestibular da UNESP – VUNESP, que ficará a cargo das etapas que compõem a seleção.

Os interessados podem se inscrever pela internet, no  site da organizadora www.vunesp.com.br, até o dia 6 de março de 2015. A taxa de participação é de R$ 50,00, paga em qualquer agência bancária até o vencimento.

Os candidatos que tiverem suas inscrições homologadas serão submetidos a prova objetiva, que será realizada na data provável de 26 de abril de 2015. Lembrando que o candidato somente poderá realizar a prova na respectiva data e no local informado no edital, no cartão de convocação e no site da organizadora do certame. O gabarito está previsto para ser divulgado no dia 28 de abril de 2015.

O certame irá reservar 5% das vagas aos candidatos portadores de necessidades especiais, desde que as atribuições do cargo sejam compatíveis com as limitações do candidato, se aprovado.

O concurso terá validade de um ano, contado a partir data da homologação no DJE. Este prazo pode ser prorrogado por mais um ano, conforme os critérios adotados pelo Tribunal de Justiça, podendo ou não abranger os cargos vagos e os que vierem a ser criados no durante o prazo de validade do concurso. 

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Nesta segunda-feira, 19 de janeiro, foi aberto o período para realizar as inscrições no concurso público do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco. O concurso visa à contratação de 50 novos Juízes Substitutos. Quem estiver interessado em participar do processo seletivo deverá acessar o endereço eletrônico da Fundação Carlos Chagas. As pessoas que pretendam se inscrever deverão fazer a sua inscrição até o dia 19 de fevereiro. O valor a ser pago pela taxa de participação é de R$ 193,83. 

Se você está pensando em entrar para a carreira pública na área da justiça fique atento às oportunidades oferecidas pelo TJ-PE. Quem quiser concorrer a uma das oportunidades deverá cumprir com algumas exigências, os interessados em participar deverão ter domínio da atividade jurídica há, no mínimo, três anos e ter obviamente, a graduação de Direito concluída. 

A avaliação dos candidatos será feita por meio de uma prova objetiva, prova discursiva, de sentença tanto cível como criminal, análise de vida pregressa e avaliação social. Além destas instâncias deverão ser feitas, exames físicos e psicológicos, psicotécnico e também uma prova oral. A primeira prova é constituída por uma avaliação objetiva de múltipla escolha que será aplicada no dia 29 de março de 2015. Já a avaliação discursiva ocorrerá no dia 5 de junho de 2015. De acordo com as datas presentes no edital a prova de sentença cível será feita no dia 6 de junho e a criminal no dia 7 de junho. Conforme as informações presentes no edital do certame, a última etapa composta por provas orais serão concluídas em dezembro de 2015, e o resultado final do processo seletivo será divulgado em janeiro de 2016. 

O processo seletivo terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período. O aumento da vigência do certame ficará a critério da Corte Especial do Tribunal de Justiça. 

Atualmente, existem 200 vagas em aberto, no entanto, a situação orçamentária do Poder Judiciário permite somente 50 vagas para lotação imediata. 

Por Melina Mariel Menezes Pereda

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Publicado o edital do Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina visando ao preenchimento de 32 vagas. As oportunidades são para nível médio e superior, e o salário muda de acordo com a função sendo de R$ 2.858,68 para nível médio e R$ 4.920,93 para nível superior. A carga horária de trabalho é de 35 horas para nível médio.

Os aprovados no concurso serão contratados sobre o regime estatutário, que garante a tão sonhada estabilidade. O certame vai ser realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e as inscrições começam dia 22 de dezembro e o prazo segue aberto até o dia 20 de janeiro.  O valor da taxa de inscrição é de R$ 68,00 para o cargo de nível médio e R$ 85,00 para nível superior.

As provas serão realizadas nas seguintes cidades: Florianópolis, Criciúma, Lages, Joinville, Blumenau, Itajaí, Canoinhas, Chapecó e Joaçaba. O concurso do TJSC tem a validade de dois anos, mas pode ser prorrogado pelo mesmo prazo.

Os interessados devem iniciar os estudos, uma vez que a data provável da prova esta prevista para o dia primeiro de março de 2015. No turno da manhã serão aplicadas as avaliações para nível médio, e no turno da tarde para superior.

Para fazer a inscrição e ter acesso ao edital do concurso do TJ-SC é só clicar aqui. Leia todo o documento com atenção e fique atento ao prazo de inscrição para não perder. O ideal é que o candidato faça um planejamento de estudo com as disciplinas do cargo que deseja e resolva muitas questões, sobretudo da banca FGV, organizadora do concurso.

Para o cargo de nível médio serão cobrados os seguintes conteúdos: português, raciocínio lógico matemático (parte básica), direito constitucional, administrativo, direito penal, processo civil e direito processual penal. Desta forma, é preciso manter o foco e a disciplina para conseguir a classificação em uma das vagas do TJ-SC.  

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Estão abertas as inscrições para o novo concurso público do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), que objetiva o provimento de 189 vagas de provimento e remoção para cartórios. O concurso será regido pela banca COPEVE – Comissão Permanente do Vestibular.  

Requisitos: 

Para o provimento, o candidato deve ter nacionalidade brasileira, idade mínima de 18 anos e estar em pleno exercício dos direitos políticos. Além disso, deve ser bacharel em Direito ou ter dez anos de exercício em atividades notarial ou de registro. 

Para remoção, o candidato deve possuir regularidade dos serviços em sua serventia no período de dois anos, exercício de delegação em serviço notarial ou registral por mais de dois anos, ausência de condenação em processo por crime doloso nos últimos cinco anos e conduta digna para o exercício da atividade delegada.  

Inscrições: 

Os interessados podem se inscrever até o dia 8 de dezembro de 2014, através do endereço www.copeve.ufal.br. Quem não tem acesso a computador para fazer a inscrição pela internet, poderá fazer a inscrição nos equipamentos disponibilizados na sede da COPEVE/UFAL, no seguinte endereço: Campos A.C. Simões, Avenida Lourival Melo Mota, s/nº, Tabuleiro dos Martins, CEP 57.072-970, Maceió – Alagoas, de segunda-feira a sexta-feira, nos horários das 08h às 12 e das 13h às 17h. O preço da taxa de inscrição é de R$ 200,00. O Tribunal de Justiça de Alagoas esclarece que as inscrições realizadas no período de 23 de abril a 22 de maio permanecem válidas.  

Sobre as provas: 

Os candidatos farão prova objetiva, em etapa eliminatória e preliminar. Haverá também prova discursiva; técnica e oral em etapa eliminatória e classificatória; prova de títulos em etapa classificatória; avaliação de vida funcional e pessoal; exames de saúde física e mental; aptidão psicológica. As provas objetivas serão aplicadas na data provável de 22 de março de 2015 em Maceió, e terá os seguintes conteúdos: Conhecimentos Gerais, Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Comercial/Empresarial, Direito Constitucional, Direito Penal, Direito Processual Civil, Direito Tributário e Registros Públicos.

Para mais informações, acesse o site da banca organizadora: www.copeve.ufal.br 

Por Nathalia Henderson

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

O concurso público é, na atualidade, uma das principais modalidades quando o assunto é oferta de vagas de emprego. Vale destacar que anualmente são oferecidas milhares de vagas para ingresso no serviço público brasileiro, seja de caráter federal, estadual ou municipal. Por esses e outros motivos o concurso público é extremamente procurado em todas as regiões do país, haja vista as boas oportunidades que se encontram nesta área.

E se você está em busca de oportunidades relacionadas a concurso público no estado de Goiás, saiba que o Tribunal de Justiça de Goiás, o TJ-GO, deu início recentemente ao 56º concurso público. O certame já se encontra com período de inscrições aberto e edital oficial publicado. Na continuação desta matéria será possível conferir as demais informações a respeito do certame.

É importante destacar que o certame em questão tem por finalidade o preenchimento de 57 vagas para o cargo de Juiz Substituto. A remuneração dos futuros contratados pode superar o valor de R$ 21.000,00. Além disso, saiba que 5% do número total de vagas serão reservados para candidatos portadores de necessidades especiais.

Como já foi citado no início desta matéria, o período de inscrições já se encontra aberto. É importante ressaltar que o período de inscrições terá o seu encerramento no próximo dia 10 de dezembro de 2014. O procedimento de inscrição deve ser realizado por meio da internet, dessa forma, o candidato deve acessar o site oficial da Fundação Carlos Chagas para realizar sua inscrição. Para que sua participação no concurso seja confirmada é necessário o pagamento de uma taxa no valor de R$ 200,00.

O concurso será dividido em cinco etapas. A primeira etapa é responsável pela prova objetiva seletiva, que é de caráter eliminatório e classificatório. A segunda etapa contará com duas provas escritas que também são de caráter eliminatório e classificatório. A terceira etapa irá contar com: sindicância de vida pregressa e investigação social; exame de sanidade física e mental além de exame psicotécnico, essa fase também é de caráter eliminatório e classificatório. A quarta etapa será composta por prova oral de caráter eliminatório e classificatório. A quinta e última etapa será responsável por avaliação de títulos, fase de caráter classificatório.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Estão abertas as inscrições para o novo concurso público do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA). O certame visa ao provimento de 200 vagas de níveis médio, técnico e superior, com remuneração entre R$ 3.091,21 e R$ 5.117,24, dependendo do cargo escolhido. Além da remuneração, os novos concursados terão direito a benefícios como o auxílio alimentação, convênio médico e ao auxílio transporte, tendo que cumprir uma carga horária de 30 horas semanais (para todos os cargos).

A banca organizadora do concurso é a Fundação Getúlio Vargas – FGV. Do total de vagas, 5% estão reservadas aos candidatos portadores de deficiência. 

Sobre as vagas e cargos:

As vagas serão distribuídas da seguinte forma:

– Analista Judiciário (Nível Superior) – 107 vagas;

– Técnico Judiciário (Nível médio) – 81 vagas;

– Técnico Judiciário (Nível Técnico) – 12 vagas.

70% das vagas serão destinadas aos cartórios judiciais. 

As vagas de nível superior são para as seguintes áreas de formação: Administração, Arquitetura, Assistência Social, Biblioteconomia, Comunicação com habilitação em Jornalismo, Contabilidade, Direito, Economia, Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Estatística, Medicina, Odontologia, Psicologia e Tecnologia da Informação.

Sobre as Inscrições:

As inscrições podem ser feitas pelo site da Fundação Getúlio Vargas www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/tjba, até o dia 4 de dezembro de 2014. Os valores das taxas de inscrição variam entre R$ 68,00 e R$ 85,00 de acordo com o cargo escolhido. 

Sobre as provas:

Os candidatos farão prova objetiva e discursiva, nas cidades de Barreiras, Feita de Santana, Ilhéus, Juazeiro, Porto Seguro, Salvador e Vitória da Conquista. As provas, que serão compostas de matérias como Língua Portuguesa, Conhecimentos específicos e Noções de informática, serão aplicadas na data provável de 25 de janeiro de 2015, nos turnos matutino e vespertino. Para os candidatos aos cargos de Analista Judiciário haverá avaliação de títulos, com caráter apenas classificatório.

O concurso terá validade de até dois anos, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período.

Para mais informações, acesse o edital no site da banca organizadora: www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/tjba.

Por Nathalia Henderson

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Visando prover 118 vagas, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) lançou os editais n° 02, 03, 04 e 05/2014 que estabelecem as condições para realização de concurso público. O cargo é o de Analista Judiciário cujo salário chega a R$ 5.794,26, acrescido de gratificação de locomoção no valor de R$ 1.738,27 para a especialidade de Execução de Mandados, além de auxílio-refeição e Assistência médica e auxílio-creche. O certame tem o apoio técnico da empresa FGV Projetos.

Para participar é necessário ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior nas áreas de Direito, Sociologia, Administração, Serviço Social, Psicologia ou Pedagogia. Das vagas, 34 são para especialidade de Execução de Mandados; 15 vagas para Psicólogo; 23 para especialidade de Comissário de Justiça, da Infância, da Juventude e do Idoso e 46 vagas para Assistente Social. O certame reserva 5% das vagas aos candidatos portadores de necessidades especiais, desde que as atribuições do cargo sejam compatíveis com as limitações do candidato, se aprovado.

As inscrições foram prorrogadas e podem ser feitas até o dia 10 de novembro de 2014, pela internet, no site www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/tjrj. A taxa de inscrição é de R$ 68,00, paga em qualquer agência bancária até o vencimento.

Os candidatos serão submetidos à prova objetiva, com questões de língua portuguesa, CODJERJ – Consolidação normativa e legislação complementar, noções de direito administrativo e constitucional, conhecimentos específicos entre outros, além de redação. A prova objetiva será aplicada na data prevista de 14 de dezembro de 2014, nas cidades do Rio de Janeiro, Niterói, Petrópolis, Duque de Caxias, Vassouras, Itaguaí, Nova Friburgo Volta Redonda, Campos dos Goytacazes, Itaperuna e Cabo Frio. Os locais serão divulgados no site www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/tjrj. O gabarito será disponibilizado no mesmo site a partir do dia 16 de dezembro.

A validade do concurso será de um ano, contado da data de homologação dos resultados, com possibilidade de prorrogação. 

Por Robson Quirino de Moraes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia realizará um concurso público para os cargos de nível médio e superior.

Ao todo, o certame oferece 200 vagas para os cargos de Técnico Judiciário nas áreas administrativas e de Tecnologia da Informação, Técnico Judiciário Escrevente e Analista Judiciário nas áreas de: Subescrivão da Área Judiciário/especialidade de Direito, Área Administrativa, Área de Apoio Especializado de Administração, Arquitetura, Biblioteconomia, Comunicação/Jornalista, Contabilidade, Economia, Enfermagem, Estatística, odontologia, Medicina, Psicologia, Tecnologia da Informação de Engenharia Civil, Elétrica e Mecânica e Assistência Social.

Haverá uma reserva de 9 vagas para os candidatos portadores de deficiência física. O endereço para o qual os candidatos deverão enviar laudo Médico referente à deficiência física será por meio de Sedex à Caixa Postal nº 205, Muriaé-MG. CEP 36880-970.

As inscrições começam das 14h do dia 29/10/2014 às 23h59 do dia 04/12/2014, pelo endereço eletrônico www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/tjba. A taxa de inscrição é de R$ 68,00 e R$ 85,00. Há isenção da taxa de inscrição para os candidatos inscritos no cadastro único para programas sociais do governo federal e os que forem membros de família de baixa renda.

Os inscritos serão submetidos ao exame de Provas Objetivas e Discursivas com data prevista para acontecer no dia 25/01/2015, com início às 8h e término às 12h para os cargos de Técnico Judiciário e das 14h30 às 19h30 para os cargos de Analista Judiciário. Haverá Provas de Títulos para os cargos de Analista Judiciário, cujos documentos deverão ser enviados, via Sedex para o nº da Caixa Postal acima. As Provas serão realizadas nas cidades da Bahia, são elas: barreiras, Feira de Santana, Ilhéus, Juazeiro, Porto Seguro, Salvador e Vitória da Conquista. Os locais, datas e resultado final com a lista dos candidatos aprovados serão publicados no DJE – Diário da Justiça eletrônico e no site da FGV em www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/tjba.

O vencimento inicial é de R$ 3.091,21 a R$ 5.117,24. A jornada de trabalho é de 30h semanais.

Para mais informações sobre o concurso, acesse o edital aqui.

Por Alexandre de Sá

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Trabalhar meio período, com uma boa remuneração e estabilidade certamente é o sonho de milhares de brasileiros. Por isso, se você é uma dessas pessoas fique de olho, pois o Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (TJ/MT) irá abrir um novo concurso com 135 oportunidades entre os níveis médio e superior de escolaridade.

As vagas serão para os cargos de Técnico Judiciário, Analista Judiciário e Distribuidor, Contador e Partidor. Os candidatos que almejam os cargos de Técnico Judiciário e Distribuidor, Contador e Partidor precisam ter o certificado do ensino médio completo. Já nos casos do cargo de Analista Judiciário é imprescindível o diploma de graduação. Das vagas oferecidas 104 serão para Técnico e 30 para Analista.

 Os futuros aprovados serão lotados nas seguintes cidades: Alto Taquari, Alto Garças, Apiacás, Araputanga, Arenápolis, Aripuanã, Brasnorte, Campinápolis, Vila Bela da Santíssima Trindade, Água Boa, Alto Araguaia, Campo Verde, Canarana, Chapada dos Guimarães, Colíder, Jaciara, Juara, Dom Aquino, Feliz Natal, Guarantã do Norte, Colniza, Cotriguaçu, Nova Canaã do Norte, Poconé, Porto Alegre do Norte, Rio Branco, São José dos Quatro Marcos, Sapezal, Vera, Barra do Bugres, Campo Novo dos Parecis, Coformaro, Juína, Lucas do Rio Verde, Paranatinga, Poxoréu, Vila Rica, Alta Floresta, Sinop, Cuiabá, Rondonópolis e Várzea Principal.

Entretanto, é importante destacar que os concursos para o poder judiciário estão cada vez mais concorridos e você precisa estudar muito se quer uma das vagas, pois os candidatos dos últimos concursos que foram classificados tiveram de acertar um número mínimo de 90% das questões. Isso se dá devido às regalias que os aprovados terão. Se há dúvidas sobre o que estudar, recomendamos que você procure se informar com professores de cursinhos ou com outros candidatos que já foram aprovados.

Nos dias de hoje os melhores cursinhos são online ou telepresencial, haja vista eles investirem nos profissionais e ter professores de altíssimo nível. Por isso, fique de olho e não perca tempo. 

Por Luciana Viturino

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo está em busca de novos servidores para agilizar os seus trabalhos na justiça paulistana. Com esse objetivo, acaba de lança edital de concurso público para contratação de 471 funcionários que possam trabalhar no cargo de Escrevente Técnico Judiciário. Esse certame tende a ser bem concorrido por exigir dos candidatos apenas o nível médio como escolaridade, oferecendo um atraente salário de R$ 3.878,07, além de outros benefícios como auxílio  alimentação, saúde e transporte.

Todo o processo de desenvolvimento do concurso será feito pela Fundação VUNESP e jornada de trabalho dos aprovados será de 40 horas por semana.

É importante que os interessados leiam o edital completo do concurso, que consta no www.vunesp.com.br para que tenha conhecimento de todos os outros requisitos a serem exigidos pelos candidatos.

Outra informação importante é que as inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo site  www.vunesp.com.br, pelo prazo de até as 16h do dia 24 de outubro de 2014. O valor da taxa de inscrição do concurso é de R$ 50,00, que deve ser pago dentro do prazo limite de inscrição em qualquer agência bancária.

No mesmo portal acima, os candidatos que provem não ter como pagar a taxa de inscrição podem solicitar a  isenção da taxa – essencial ler atentamente as condições estabelecidas no edital.

Todos os inscritos passarão por duas etapas, as quais serão decisivas para a seleção dos futuros serventes do Tribunal de Justiça de São Paulo. A primeira etapa será composta por Prova Objetiva, que será realizada em 7 de dezembro de 2014 (a data pode passar por alguma modificação). Para saber como foi o rendimento na prova, a  previsão é de que divulgação do gabarito seja feita no dia 10 de dezembro.

Já a segunda etapa será a Prova Prática, que buscará avaliar as habilidades e conhecimentos do candidato, vendo se possuem domínio com o editor de texto em microcomputador do tipo PC e  Microsoft Windows.

Mais informações constam no site www.vunesp.com.br. É só acessar e ficar informado sobre um dos mais aguardados concursos públicos de São Paulo.

Por Michelle de Oliveira

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Após tanta espera, saiu na noite de sexta-feira, 19 de setembro, o edital para Técnico Judiciário do TJ-RJ. Este é um dos concursos mais esperados e concorridos.

As vagas são para nível médio e serão oferecidas 90 vagas para o cargo. A remuneração inicial é de R$ 3.518,13 que, somado ao vale-refeição de R$825, resulta em R$4.343,13 mensais.

As inscrições serão abertas no dia 29 de setembro, com atendimento aos interessados até o dia 15 de outubro. A taxa de inscrição será de R$58.

A prova objetiva está marcada para o dia 23 de novembro, e o resultado final para o dia 10 de dezembro, e homologação do resultado no dia 12 de dezembro. O concurso será organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Agora a expectativa se volta para o cargo de Analista Judiciário. Neste caso, as vagas serão destinadas a graduados de diversas áreas, cuja remuneração será de R$6.619,26.

Já os graduados em Direito poderão se candidatar ao cargo de Analista com Especialidade em Execução de Mandados, com remuneração que chega a R$8.357,54. Neste valor já está incluído o valor do vale-refeição de R$825. No regulamento do concurso, recém-publicado pelo TJ-RJ, foram definidas as áreas destinadas ao Analista com Especialidade. De acordo com o regulamento, também haverá chances para Psicólogo, Assistente Social e Comissário da Justiça, da Infância, da Juventude e do Idoso. Nas duas primeiras oportunidades, os candidatos deverão ser formados nas respectivas áreas. Já do candidato a Comissário, será exigida a graduação em Direito, Administração, Serviço Social, Sociologia, Psicologia ou Pedagogia.

Conquistar uma vaga no TJ-RJ proporciona ao servidor, além de uma boa remuneração e a contratação sob o regime estatutário (garante estabilidade), diversos benefícios. Entre eles estão o plano de saúde e dentário (Amil Blue IV), auxílio-locomoção, de R$10,50 diários, e auxílio-creche de R$874,75, para os que têm filho, enteado, ou é responsável por algum menor entre seis meses e sete anos. A Alerj, a qualquer momento pode votar o projeto de lei que institui ainda o auxílio-educação, que pagará o valor de R$874,75 para cada dependente (até três) do servidor.

Serão cobrados na prova, além das disciplinas cobradas no último edital, Raciocínio Lógico Matemático e mais rigor nas provas de Informática e Legislação.

Para mais informações sobre o edital, acesse o site fgvprojetos.fgv.br/concursos/tjrj. 

Por Camilla Batista

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

O Tribunal de Justiça do Estado do Amapá (TJ-AP) publicou o edital visando ao preenchimento de 100 vagas. Além das vagas iniciais, também há formação do cadastro reserva.

As oportunidades contemplam nível médio/técnico e superior. Os interessados em participar deste concurso poderão escolher as oportunidades de Analista e Técnico Judiciário, nas áreas de Administração, Arquitetura, Arquivologia, Contabilidade, Biblioteconomia, Enfermagem, Engenharia Civil e Elétrica, História, Jornalismo, Medicina do Trabalho, Psiquiatria, Museologia, Psicologia, Serviço Social, Taquigrafia e Tecnologia da Informação.

A remuneração inicial, que também é muito atrativa, é de R$ 6.009,16 para os cargos de nível superior e de R$ 4.619,00 para os cargos de nível médio. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais e os aprovados serão contratados sobre o regime estatutário, que garante a tão sonhada estabilidade no serviço público.

A banca organizadora do concurso do TJ-AP será a Fundação Carlos Chagas, ou seja, os interessados devem direcionar os estudos por meio da banca. Para conferir o edital e todas as informações é só acessar www.concursosfcc.com.br. A taxa de inscrição é de R$ 92,97 para o cargo de Técnico e de R$ 112,97 para o cargo de Analista.

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas que estão marcadas para a data provável de 7 de dezembro em Macapá. Além disso, os classificados serão lotados nos seguintes municípios: Macapá, Santana, Mazagão, Porto Grande, Ferreira Gomes, Cutias do Araguari, Itaubal do Piririm, Tartarugalzinho, Amapá, Pracuúba, Lourenço, Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio, Laranjal do Jari, Vitória do Jari e Oiapoque.

O concurso do TJ-AP tem a validade de dois anos, e pode ser prorrogada pelo mesmo prazo. Os participantes devem focar os estudos e procurar conciliar a teoria com a prática de resolução de exercício, que é uma das melhores formas para revisar e treinar o conteúdo cobrado no certame.  

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Concurseiros do estado do Goiás já podem se preparar para o concurso público do Tribunal de Justiça de Goiás – TJ-GO, que abriu edital para o preenchimento imediato de 474  vagas, mais formação de cadastro de reserva. O cargo é de Analista Judiciário (áreas Judiciária, Especializado e Apoio Judiciário e Administrativo) que irá reforçar o Quadro Único de Pessoal do Poder Judiciário do Estado de Goiás. Vale ressaltar que as vagas serão preenchidas pelo regime estatutário. Entre os requisitos está a escolaridade, que deve ser de nível superior, com diploma devidamente fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

A responsabilidade do certame será da Fundação Getúlio Vargas (FGV Projetos), que ficará a cargo das etapas que compõem a seleção. Os aprovados receberão salários que oscilam entre R$ 3.093,48 e R$ 3.437,20, pelo cumprimento de jornadas que chegam a 40 horas semanais. Acrescido ao salário está o valor de R$ 442,71, referente ao auxílio alimentação.

Os interessados podem se inscrever entre os dias 14 de agosto e 8 de setembro de 2014, somente pela internet, na página dedicada a seleção www.fgv.br. As taxas de participação são nos valores de R$ 63,00 a R$ 68,00 de acordo com o cargo escolhido. Os candidatos devem imprimir o boleto de arrecadação e efetuar o pagamento até a data de vencimento.

Os candidatos serão submetidos à prova objetiva que será realizada no dia 19 de outubro de 2014, das 08h às 12h, em Goiânia, para o cargo de Analista Judiciário – Área de Apoio Judiciário e Administrativo. Já o cargo de Analista Judiciário – Área Judiciária e Área Especializada, a prova será aplicada no mesmo dia, no horário das 14h às 18h. Os locais e horários serão disponibilizados no site das inscrições, em tempo hábil a aplicação da prova.

A validade do certame é de dois anos, com possibilidade de prorrogação por igual período, conforme as necessidades da instituição. 

Por Robson Quirino de Moraes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

O edital para o cargo de Escrevente Técnico Judiciário do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo deve ser publicado ainda no mês de julho. Por isso, os interessados já devem começar os estudos, uma vez que muitos aprovados deverão ser convocados para o cargo. O certame vai ser organizado pela Vunesp, e antes da publicação do edital alguns detalhes finais precisam ser definidos.

Além disso, é provável que o concurso do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo conte com 1.000 vagas, mas algumas regiões podem ter um número menor se comparado com o último concurso realizado pelo órgão. Entre outros detalhes, o esperado é que a inscrição ocorra no mês de agosto e a prova objetiva para o cargo aconteça no mês de setembro. Todavia, o cronograma poderá sofrer modificações, por isso, os interessados devem ficar atentos e programar os estudos.

O cargo tem uma remuneração inicial correspondente a R$ 4.628,31, sendo que neste valor já está incluso alguns benefícios. Para concorrer a oportunidade, os candidatos precisam ter nível médio. O certame vai ser composto por duas fases sendo o primeiro de provas objetivas e o segundo por prova prática de digitação. A primeira etapa vai ter provas das seguintes disciplinas: língua portuguesa, conhecimentos em direito e também a parte de conhecimentos gerais que inclui atualidades, matemática e informática. A maior parte de lotação dos aprovados deve ser em São Paulo, capital.

Os interessados em aproveitar essa oportunidade devem fazer uma programação de estudos com os conteúdos que serão cobrados no cargo. A probabilidade é que a prova seja em setembro, por isso, os estudos devem ser de forma antecipada.

Além disso, os estudantes devem acessar ao site da organizadora – VUNESP – para ficar por dentro das novidades do certame e assim que o edital for publicado é fundamental intensificar os estudos, fazer revisões dos conteúdos e muitos exercícios.

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]




CONTINUE NAVEGANDO: