Certame oferta 62 vagas para Perito Técnico.

Quer construir uma carreira no setor público? Então, temos uma boa notícia para quem está na região Sudeste do Brasil! A Receita Federal lançou um concurso público para selecionar 62 novos funcionários, que serão alocados na Alfândega do Porto do Rio de Janeiro. O certame contempla diversas áreas profissionais, como Engenharias e Medicina.

Os selecionados no concurso vão ocupar o cargo de Perito Técnico, lidando diariamente com as encomendas que desembarcam na unidade. As inscrições serão abertas em novembro e a contratação ocorrerá ainda este ano.

Tem interesse em participar? Confira, abaixo, tudo que você deve saber para não perder essa oportunidade!

Quem pode participar?

No total, a Receita Federal está oferecendo 62 vagas para profissionais formados no ensino superior. Conforme informado, há 15 postos para Engenharia e Arquitetura, com experiência em Arqueação, 10 postos para Engenharia Mecânica, 4 postos para Engenharia Operacional, 3 postos para Engenharia Eletrônica, 3 postos para Engenharia Elétrica, 3 postos para Engenharia de Telecomunicações, 2 postos para Engenharia Naval, 2 postos para Avaliar Pedras Preciosas e Joias, 4 postos para Engenharia Têxtil, 6 postos para Engenharia Química, 3 postos para Farmácia, 3 postos para Avaliar Obras de Arte e Antiguidades, 2 postos para Engenharia Aeronáutica, 2 postos para Medicina, Biomedicina ou Odontologia.

Em se tratando da remuneração que será paga aos aprovados, a mesma vai ser efetuada de acordo com a previsão estabelecida nos artigos 34 e 40 da Instrução Normativa RFB nº 1.800, que foi instituída em 21 de março de 2018, e afirma que:

Para os peritos autônomos, o pagamento em decorrência dos serviços prestados será realizado a partir do RPA (Recibo de Pagamento Autônomo), estando em conformidade com os cumprimentos das normas tributárias devidas. É preciso emitir duas vias, sendo que uma fica anexada à declaração aduaneira.

Já para os peritos vinculados, a entidade privada vai receber de forma direta, como receita própria a remuneração proveniente dos serviços prestados.

Como será o processo seletivo?

Segundo o edital do concurso da Receita Federal, o processo seletivo será feito por meio da avaliação pessoal para posterior credenciamento. Para tal, serão analisados o tempo de experiência do profissional como autônomo ou empregado em sua área de atuação, curso de pós-graduação de lato sensu ou stricto sensu.

O resultado final do certame vai ser divulgado até o dia 28 de dezembro. Os participantes poderão verificar a lista oficial com o nome dos aprovados na página da Receita Federal, e presencialmente no quadro de avisos que será disponibilizado no prédio da Alfândega, no Rio de Janeiro.

A validade do credenciamento dos peritos é de dois anos, e começa a contar no dia da homologação do concurso. Esse período pode ser prorrogado somente uma vez por tem igual, levando em consideração as necessidades do órgão.

Como se inscrever?

Quer participar desse concurso? Os interessados precisam se inscrever do dia 26 a 30 de novembro de 2018, de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 16h00, exceto em feriados. É necessário comparecer pessoalmente no Protocolo Geral da Alfândega Porto do Rio de Janeiro, que está situado na Avenida Rodrigues Alves, número 81, no Térreo, que fica na Praça Mauá.

Para se inscrever, é indispensável apresentar os seus documentos pessoais, comprovante de endereço e documentos que atestem a sua formação no ensino superior, bem como experiências profissionais e aptidão para exercer a função.

Feito isso, a instituição vai recolher os seus dados e analisar se o seu perfil está adequado às exigências para cada vaga. Aqueles que forem aprovados serão contatados e convocados a comparecer na unidade para dar início ao processo de contratação.

Por Simone Leal

Concurso Receita Federal

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 8 Média: 3.1]

Novo pedido de 5 mil vagas está em análise.

A Receita Federal do Brasil, a RFB, encaminhou um novo pedido para concurso público referente ao preenchimento de um total de 5 mil vagas para o seu quadro de pessoal. A informação teve a sua divulgação pelo diretor Paulo de Tarso Cancela de Oliveira, diretor do Departamento de Trabalho no Serviço Público, o Deret/SGP.

No momento, a expectativa é grande para que a autorização seja lançada muito em breve, devido à grande falta de funcionários no órgão. Conforme dados oficiais, a situação da Receita Federal está se tornando cada vez mais crítica, isso pela grande defasagem de pessoas que vem aumentando progressivamente a cada levantamento.

Por isso, caso uma nova seleção não seja feita, a tendência é de que a quantidade de servidores seja cada vez mais escassa. Tal defasagem foi demonstrada, inclusive, diversas vezes nos últimos meses pelos sindicatos da categoria, dando conta da necessidade urgente de um novo certame.

Em caso de não realização do concurso pelo governo, a situação será ainda mais alarmante, uma vez que os serviços que são prestados pela RFB à população poderão ser gravemente prejudicados.

Em último levantamento realizado recentemente, no mês de agosto de 2018, foi apontado que a Receita Federal estaria com 21.237 postos disponíveis, número esse em constante crescimento. Desse déficit, 10.040 são para analista e 11.197 para auditores. A situação poderá ser ainda mais grave, uma vez que cerca de 20% do pessoal que atualmente atua na Receita já está apto para a sua aposentadoria.

Sobre o concurso da Receita Federal

Em solicitação feita pela Receita Federal, o concurso público teria um total de 2 mil vagas para o cargo de auditor-fiscal e outras 3 mil oportunidades para analista-tributário. Em ambas as carreiras é necessário que os profissionais tenham formação superior completa nas mais diversas áreas de atuação.

O salário inicial corresponde a R$ 9.714,42 para auditor e de R$ 16.201,64 para analista. O mesmo já inclui um vale-alimentação no valor de R$ 458.

Outro concurso da Receita Federal

Uma outra seleção muito aguardada pela Receita Federal é voltada para a área administrativa, contemplando um total de 400 vagas para os cargos de analista administrativo e assistente-técnico administrativo. Esse também é para lotação no quadro de pessoas da RFB.

É importante lembrar que, feita a autorização pelo MPDG, o lançamento do edital é realizado pelo Ministério da Fazenda. Esse distribui as vagas tanto para o seu próprio quadro como para o da Receita Federal.

Para o cargo de assistente, é preciso ter o ensino médio completo. O salário inicial é de R$ 4.137,97, com vale-alimentação de R$ 458 já incluso. Ainda, o cargo de analista tem como pré-requisito a formação em nível superior, oferecendo um vencimento de R$ 5.490,09 com o benefício de mesmo valor.

Sendo esse concurso autorizado, as vagas serão destinadas, em boa parte, para o Estado de São Paulo. Isso ocorre pois essa região não foi contemplada durante a última seleção feita para os cargos administrativos.

Sobre o último processo de seleção

Para o caso de assistente técnico-administrativo, o último concurso realizado ocorreu há quatro anos, em 2014, sendo a responsável pela sua organização a Escola de Administração Fazendária, a Esaf. A prova aplicada teve um total de 70 questões, sendo dessas 20 sobre conhecimentos específicos e 50 sobre conhecimentos básicos.

Nos conhecimentos específicos foram abordados os seguintes temas: gestão de pessoas e o atendimento ao público (5 questões), ética do servidor em administração pública (5), administração pública brasileira (5) e regime jurídico de agentes públicos (5). Já nos básicos, foram matemática e raciocínio lógico (10), língua portuguesa (20) , atualidades (10) e conhecimentos em informática (10). Esses dois últimos temas tiveram peso um, enquanto as demais disciplinas tiveram peso dois.

Kellen Kunz

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 17 Média: 2.9]

Ministério do Planejamento ainda estuda pedido de seleção.

É grande a expectativa para a abertura do concurso da Receita Federal, muitos agora estão na torcida para que o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão acelere o processo ao máximo e venha a dar logo a autorização. O pedido para um novo concurso foi enviado pela Receita Federal do Brasil, que alega precisar preencher ao menos 2.083 vagas, para garantir um quadro de pessoal eficiente, podendo atender assim as atuais necessidades da população.

E a falta de servidores na Receita Federal pode se agravar ainda mais se o concurso demorar a ser autorizado, pois enquanto o tempo vai passando, novas vagas vão surgindo devido aos postos que são desocupados e com isso o serviço vai acumulando cada vez mais. Se esse edital demorar muito para ser lançado, pode ser que o número de vagas nem atenda mais à nova realidade do órgão. E o problema ficará mesmo sério é se o concurso não for autorizado.

No ano passado foi feito um levantamento e o resultado foi realmente surpreendente, pois foram apontados mais de 20 mil postos abertos no país e com esse número crescendo sem parar. O pedido desse concurso é para 2.083 vagas, ou seja, não chega nem à metade do que realmente seria necessário. Hoje seria preciso contratar cerca de 11 mil auditores e 10 mil analistas, mesmo assim não seria o ideal, pois mesmo assim haveriam postos a serem preenchidos.

Um outro dado que causa grande preocupação é que 20% dos funcionários da RF estão prestes a se aposentarem, o que irá gerar um número ainda maior de postos abertos.

Diante de tudo isso, muitos candidatos estão intensificando os estudos, pois acreditam que o MPDG não irá negar o pedido. Quando o edital for publicado, esses candidatos querem estar bem adiantados na preparação, pois sabem que o concurso será bastante concorrido.

Solicitação para concurso

Em maio do ano passado, o Ministério do Planejamento recebeu do Ministério da Fazenda, a solicitação para que fosse liberado o edital para o preenchimento de 2.083 vagas, sendo divididas entre analista tributário e auditor-fiscal.

A divisão seria feita da seguinte forma: 1.453 vagas seriam destinadas ao cargo de analista e 630 para auditor. Para se candidatar a qualquer um destes cargos, os candidatos precisam ter curso superior já concluído, sendo aceitas diversas áreas. A remuneração para auditor seria de R$ 16.201,64 e para analista de R$ 9.714,42. Nestes valores já estaria incluso o vale-alimentação que é de R$ 458 mensais.

Concurso para área administrativa

Também é grande a expectativa para que seja aprovado o concurso que visa preencher 400 vagas em cargos administrativos, sendo eles: assistente técnico e analista, sendo que todas as vagas também seriam para a Receita Federal. Depois que o MPDG autoriza o edital, então o Ministério da Fazenda precisa verificar e distribuir as oportunidades no quadro de pessoal da Receita.

No caso das vagas para assistente, os candidatos deverão já ter concluído o ensino médio. A remuneração inicial é de R$ 4.137,97 já incluso o vale-alimentação, que é de R$ 458 mensais. Os interessados nas vagas para analista administrativo deverão ter o nível superior completo, sendo que o salário é de R$ 5.490,09 já com o vale-alimentação.

A maior parte das vagas será destinada para o estado de São Paulo, uma vez que quando foi realizada a última seleção, não foram abertas vagas para cargos administrativos nesta região do país.

Como se preparar para este concurso

Não há dúvidas de que esse é um dos concursos mais concorridos do Brasil, então o melhor a fazer é começar a se preparar desde agora. Conquistar uma das vagas na RFB não é nada fácil, pois as provas são disputadíssimas e já tem muita gente se preparando há mais tempo.

Os interessados devem pesquisar os processos seletivos realizados anteriormente, assim podem começar os estudos, enquanto o edital não é divulgado.

Por Russel

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 26 Média: 2.9]

Seleção deverá contar com mais de 2 mil vagas.

A um ano atrás, em maio de 2017, o Ministério da Fazenda solicitou autorização do MPDG (Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão) para a realização de um novo concurso público para a ocupação de oportunidades de emprego disponíveis no órgão da Receita Federal. Ao total, são 2.083 vagas abertas, sendo 1.453 oportunidades direcionadas para o cargo de Analista Tributário e 630 vagas ofertadas para a ocupação do cargo de Auditor Fiscal.

Para as duas carreiras, é exigida formação completa no ensino superior, podendo ser em diversas áreas do conhecimento. A remuneração inicial para o cargo de Analista Tributário é no valor correspondente a R$ 9.714,42, estando incluso o valor de R$ 458,00 do vale alimentação. Já o salário inicial para o cargo de Auditor Fiscal é no valor de R$ 16.201,64, também estando inclusos os R$ 458,00 do vale alimentação.

Estima-se que este concurso público da Receita Federal do Brasil (RFB) seja realizado ainda neste ano (2018), mas até o momento, o MPDG ainda não se manifestou quanto à autorização, deixando uma grande expectativa, pois o órgão apresenta uma grande defasagem em seu quadro de pessoal, com tendência a aumentar o número de cargos vagos, devido à aposentadoria de 20% dos atuais contratados. De acordo com o último levantamento, realizado no fim do ano de 2017, a Receita Federal apresenta quase 21 mil cargos em aberto, sendo quase 20 mil referentes aos cargos citados acima.

Concurso Receita Federal: área administrativa

Além disso, também se aguarda a autorização do MPDG para a realização de um processo seletivo que tem como objetivo ocupar 400 vagas abertas no setor administrativo, relacionados aos cargos de Analista Administrativo e Assistente Técnico Administrativo.

Para ocupar o cargo de Assistente Técnico Administrativo, é necessário que o candidato tenha concluído o Ensino Médio e o salário inicial oferecido é no valor de R$ 4.137,97, contando com o vale alimentação de R$ 458,00. E para o cargo de Analista Administrativo, a remuneração inicial é no valor de R$ 5.490,09, junto do vale alimentação de mesmo valor, necessitando ter concluído o Ensino Superior.

Concurso Receita Federal: o último concurso

O último concurso para preencher as vagas do cargo de Assistente Técnico Administrativo foi realizado no ano de 2014, pela Esaf (Escola de Administração Fazendária). O processo seletivo ocorreu por meio de uma prova objetiva, de 70 questões, sendo 50 questões sobre conhecimentos básicos e 20 questões sobre conhecimentos específicos. A parte de conhecimentos básicos abordou conteúdos sobre Matemática e Raciocínio Lógico, Língua Portuguesa, Informática e Atualidades. Já sobre conhecimentos específicos foram cobrados assuntos como Ética, Gestão de Pessoas, Administração Pública Brasileira, Regime Jurídico dos Agentes Públicos, Atendimento ao Público, entre vários outros.

Para o cargo de Analista Administrativo, o último concurso público também foi realizado pela Esaf e ocorreu no ano de 2013. O processo de seleção contou com a aplicação de duas provas. A primeira possuía 65 questões objetivas, abordando assuntos de conhecimentos gerais como Atualidades, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Informática, além de conhecimentos específicos como Direito Administrativo, Direito Constitucional, entre outros. Já a segunda prova foi de caráter discursivo, abordando os mesmos assuntos.

Concurso Receita Federal: como se preparar?

É de praxe que se preparar para um concurso público não é uma tarefa fácil, ainda mais quando se trata de um processo seletivo da Receita Federal, que recebe milhares de candidatos, sendo considerado um dos concursos mais concorridos do país. Portanto, é de extrema importância que os estudos se iniciem com determinada antecedência.

As maiores estratégias de estudo que se pode tomar, nessa circunstância, é a preparação para a prova a partir do conteúdo programático disposto no edital e a realização de provas de processos seletivos anteriores, para que se acostume com a forma que os exames abordam os conteúdos solicitados. Lembrando que essa última prática ajuda a saber quais temas mais caem, de forma que é possível focar nestas matérias.

Felicia Lopes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 7 Média: 2.4]

Edital deve ser publicado no primeiro trimestre e contará com vagas para diversos cargos.

Se você estuda para ser aprovado em concurso público e aguarda o lançamento do edital da Receita Federal do Brasil (RFB), confira aqui algumas novidades sobre o próximo certame desse órgão.

Pedido de autorização

Em 2017 o Ministério da Fazenda solicitou ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) a autorização para realizar o processo seletivo de modo a preencher cargos de nível médio e superior. Caso o pedido seja aprovado e haja previsão na lei orçamentária anual (LOA) de 2018, o edital pode ser publicado no primeiro trimestre do próximo ano. A solicitação contempla postos de trabalho de várias funções como analista tributário, assistente administrativo, auditor fiscal e analista administrativo.

Segundo os sindicatos dessas categorias, a Receita Federal tem um déficit de pessoal de mais de 20 mil servidores, considerando apenas as vagas que estão desocupadas. Além disso, espera-se que o quantitativo aumente, tendo em vista que há previsão de grande parte de servidores entrarem com pedido de aposentadoria. Isso se deve devido ao direito de incorporação de valores, que pode garantir uma boa remuneração, com valores próximos aos integrais da gratificação por desempenho. Assim, a necessidade de realização do concurso é urgente. Essas carreiras são fundamentais para a continuidade dos trabalhos da RFB.

Vagas Oferecidas

Há expectativa que haja 630 chances para o cargo de auditor fiscal, 1.453 para a função de analista tributário e 400 oportunidades para analista e assistente da área administrativa. A remuneração inicial para quem ingressar na carreira de auditor é de R$ 16 mil. Já para analista da área tributária equivale a R$ 9,7 mil. O salário de analista administrativo, que exige nível superior em qualquer área, é de R$ 5,4 mil. Já o cargo de nível médio oferece remuneração de R$ 4 mil. Além disso, todos os cargos têm direito aos seguintes benefícios: auxílio creche, adicional por qualificação, auxílio alimentação, adicional de cursos de capacitação e auxílio saúde. Para as funções da área administrativa a jornada de trabalho é de 40 horas semanais. No caso de auditor e analista tributário, depende da delegacia em que o candidato aprovado venha trabalhar, podendo ser jornada flexível, por exemplo. Como a defasagem é grande, em caso de o MPDG autorizar a realização do certame, haverá vagas para vários estados do país.

Último Concurso Público da Receita Federal do Brasil

A última seleção para auditor fiscal ocorreu no ano de 2014. Na ocasião, foram anunciadas 278 vagas. Já para o cargo de analista tributário, a última seleção foi em 2012 e ofereceu 750 oportunidades. As matérias cobradas foram: português, raciocínio lógico quantitativo, administração geral, direito tributário, direito administrativo, contabilidade geral, direito constitucional, legislação tributária, inglês ou espanhol e legislação aduaneira.

O último concurso para assistente técnico administrativo ocorreu em 2014 e foram anunciadas 1.026 chances e obteve mais de 263 mil inscrições em todo o Brasil. Nessa oportunidade, as disciplinas cobradas foram: administração pública, língua portuguesa, atualidades, informática, ética, regime jurídico, gestão de pessoas e atendimento ao público. Para analista administrativo a RFB não faz concurso desde 2013 em que foram disponibilizadas 347 vagas para as seguintes especialidades: arquitetura e urbanismo, pedagogia, ciências contábeis e engenharias. A banca costuma ser a Escola de Administração Fazendária (Esaf).

Mais detalhes

Se você deseja trabalhar na Receita Federal, deve iniciar sua preparação o quanto antes. Assim, quando o edital for publicado, você poderá revisar o conteúdo, fazer mais questões e incluir em sua programação alguma matéria nova ou assunto que não foi contemplado nos editais anteriores.

Uma informação importante é saber que a nota de corte varia de cargo e de concurso, pois cada um tem um nível de dificuldade.

Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 152 Média: 3.1]

Oportunidades são temporárias e os interessados podem se inscrever até o dia 25 de outubro de 2017.

Se você tem o sonho de trabalhar na Receita Federal do Brasil (RFB), pode ser que essa notícia seja a oportunidade pela qual você esperava.

O órgão anunciou o processo seletivo para o cargo de perito autônomo. Confira mais informações a seguir.

Inscrições

Os candidatos devem realizar as inscrições de 16 de outubro (segunda-feira) até o dia 25 de outubro (quarta-feira). O cadastro pode ser feito pessoalmente ou por meio de procuração pública ou privada. Nesse caso, há um formulário no anexo 1 do edital que deve ser preenchido.

Para efetuar a inscrição, é necessário comparecer ao atendimento da Seção de Interação com o Cidadão ( SAVIC) da própria alfândega do Aeroporto Internacional de Guarulhos, que fica situado no terminal de cargas, edifício 2 no térreo. O endereço é Rodovia Hélio Smidt, sem número, Cumbica, São Paulo.

Mas antes é importante que você acesse o endereço eletrônico da RFB e faça o agendamento do atendimento. Para isso você deve clicar em "Serviços para o cidadão", em seguida "Agendamento", depois selecionar "Agendar Atendimento" e escolher "Processo, Senhas e Procuração", por fim, "Entrega de documentos".

Oportunidades

As oportunidades são para credenciamento de 127 técnicos que possuam nível superior. Há chances para as seguintes áreas de formação: medicina (5), química (25), agronomia (3), engenharia mecânica (20), identificação de obras de arte (3), eletrônica e telecomunicação (25), engenharia têxtil (5), engenharia aeronáutica (3), elétrica (5), gemologia (6), engenharia de alimentos (3), engenharia metalúrgica (5), engenharia de materiais (5), odontologia (3), meio ambiente (3), veterinário (3) e farmácia (5).

Todas as oportunidades são para atuação na alfândega do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.

O principal requisito para concorrer às chances é ter formação de nível superior. Além disso, exige-se vivência na área de atuação pretendida de, no mínimo, 2 anos.

Quem for aprovado vai atuar como perito autônomo credenciado pela Receita Federal e prestará serviço para identificar e quantificar mercadorias a serem exportadas ou que foram importadas de qualquer outro país para o Brasil.

Outra atribuição do perito é emitir laudo pericial referente às condições e valores dos bens. Esse documento faz-se necessário quando há procedimento fiscal solicitado pela fiscalização aduaneira.

Processo Seletivo

Os concorrentes serão avaliados por análise curricular. Para isso, é importante que você atualize seu currículo com suas experiências mais recentes. O resultado preliminar será divulgado na data provável de 28 de novembro (terça-feira).

O credenciamento será válido por 2 anos, podendo ser prorrogado por mesmo tempo, uma vez, a partir de 1º de janeiro de 2018 e a critério do inspetor responsável pela alfândega do Aeroporto de Guarulhos.

Os aprovados serão contratados em regime temporário. Curso de pós-graduação também conta pontos na avaliação.

Atribuições

Para quem for da área de geologia, saiba quais são as atividades a serem realizadas: emitir laudos de quantificação e identificação de gemas e metais preciosos, laudos de identificação de minerais diversos, quilatagem e avaliação de valor de mercado, entre outras.

Se você é especialista em farmácia, confira as principais atribuições do perito dessa área: identificar e quantificar medicamentos a serem exportados do Brasil ou importados, bem como emitir laudos de produtos farmacêuticos.

Caso você pretenda ser técnico na alfândega da área de avaliação de obras de arte, confira as atividades a serem realizadas: identificar e aferir a autenticidade e valor de mercado, emitir laudos de descrição, entre outras tarefas.

Quem possuir graduação em biologia ou engenharia ambiental será responsável pela identificação de produtos químicos e biológicos, inclusive pela emissão de laudos referentes a essas mercadorias para exportação ou importação.

Remuneração

Quem arcará com o pagamento dos serviços prestados pelos peritos serão importadores, transportadores, exportadores ou depositários interessados.

Para mais detalhes, acesse a página eletrônica da Receita Federal do Brasil.

Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 20 Média: 3.3]

Certame deverá contar com vagas para assistente técnico-administrativo, auditor-fiscal e analista tributário. Salários podem chegar a R$ 19 mil.

Quem está sempre ligado no mundo dos concursos públicos precisa saber que a Receita Federal do Brasil anunciou suas pretensões de realizar o seu aguardado certame para as carreiras de assistente técnico-administrativo, auditor-fiscal e analista tributário. O salário inicial é de até R$ 19 mil.

Até o momento, o pedido para a realização da seleção do Ministério da Fazenda está tramitando no Ministério do Planejamento. Por meio de solicitação, que possui o objetivo da realização dos concursos para o preenchimento dos cargos em carreiras fazendárias, conforme o próprio processo, o cadastro do plano foi feito na noite de quinta-feira, dia 25 de maio, sendo que os avanços já começaram a ocorrer na data da última segunda-feira, dia 29 de maio.

No total, o concurso da Receita Federal irá ofertar 400 vagas. Essa informação está na Lei de Orçamentária Anual, a LOA, que foi sancionada pelo governo federal e já está em execução. Há a expectativa de que esse processo seja incluído entre todos os casos tidos como excepcionais do governo federal, uma vez que há uma grande necessidade de preenchimento destes cargos por pessoas capacitadas, dada a importância da atividade para o desenvolvimento do órgão e para a recuperação da economia no Brasil.

Um dos problemas constatados pelo Tribunal de Contas da União, o TCU, é a falta de servidores. O fato foi identificado em auditorias realizadas nas fronteiras. A realidade atual é de que existe um quadro de 10.500 auditores, porém, desde o ano de 2002 foi registrado pela Receita uma média de 600 aposentadorias em cada ano de carreira de auditor.

Sendo assim, entre 2009 e 2017, aproximadamente 3.246 servidores saíram do seu trabalho no órgão. Por outro lado, nesse tempo, somente 1.204 foram recolocados nos lugares, totalizando um déficit de 2.042 auditores.

Em relação aos requisitos colocados para quem quer futuramente se candidatar para as funções, é preciso saber, primeiramente, que o cargo de assistente técnico-administrativo (ATA) necessitará de pessoas formadas em nível médio. Já para os cargos de auditor e analista fiscal, é exigida uma formação superior. Nesses dois casos, é importante ressaltar que as contratações serão realizadas pelo regime estatuário e, dessa forma, terá previsão de estabilidade.

Kellen Kunz

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 54 Média: 3]

Certame tem previsão de ofertar 400 vagas para cargos de Assistente Técnico Administrativo, Auditor Fiscal, Analista Administrativo e Analista Tributário.

O aguardado concurso público da Receita Federal abrirá processos seletivos para as vagas de Assistente Técnico Administrativo, Auditor Fiscal, Analista Administrativo e Analista Tributário. O concurso, que promete acontecer em pouco tempo, contará com 400 vagas. A informação já está notificada na Lei Orçamentária Anual (LOA) desde dezembro do ano passado (2016), quando foi sancionada pelo Governo Federal.

Segundo um levantamento realizado pelo Poder Executivo, a Receita Federal está com quase 20 mil vagas em aberto, todas para serem preenchidas através de concurso público. Por essa estatística, o certame que vai preencher – apenas – 400 vagas se faz urgente.

As oportunidades contemplam os níveis superior e médio. Duas dentre as carreiras citadas, fazem parte do quadro do Ministério da Fazenda, isto é, o Ministério da Fazenda faz a realização do concurso e após isso faz o redirecionamento para seu quadro de vagas e também para o da Receita Federal.

Para o cargo de assistente, é preciso possuir o segundo grau completo, sendo que o salário inicial é de R$3.756,82 com o benefício de vale-alimentação no valor de R$458,00. Já as carreiras de analista tributário, analista administrativo e auditor, requerem o ensino superior concluído. O salário para o cargo de analista administrativo, por exemplo, gira em torno de R$4.996,02, com o vale-alimentação incluso. Os cargos de nível superior, que exigem graduação em qualquer área para serem concursados, têm salários no valor de R$9.714,42 e R$16.201,64.

As vagas do concurso para as vagas da Receita Federal prometem ser disponibilizadas em diversos estados e cidades, incluindo a Grande São Paulo.

Por conta do salário atraente juntamente com os benefícios, o concurso promete ser bem disputado. O último certame da Receita Federal foi realizado em 2014 e disponibilizou mais de 1.000 vagas e estima-se que a concorrência girava em torno de 250 para cada vaga.

Nas últimas edições, a prova objetiva abordou língua portuguesa, língua estrangeira, lógica, administração, direito tributário, administrativo e constitucional, informática e contabilidade.

Por Carolina B.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 16 Média: 2.6]

Certame irá contratar profissionais para os cargos de Analista e Assistente Técnico-Administrativo.

Para os concurseiros que sonham em ingressar num carreira pública na Receita Federal, este ano de 2017 promete ser de boas novidades. Apesar da imposição feita pelo governo quanto à restrição de concursos públicos, a seleção que poderá ser feita neste ano para o órgão não deverá ser afetada pela decisão do governo.

Em resolução tomada desde o ano passado, a instituição decidiu enviar ao ministério do Planejamento um quantitativo de vagas destinadas ao preenchimento de cargos dentro do órgão com a finalidade de atender as demandas que crescem a cada dia. Para tanto, a proposta foi incluída no plano orçamentário de 2017, enviado ao Congresso Nacional ainda no ano passado para ser analisado, votado e aprovado. Para tal, o pedido inclui a realização de concurso público para o preenchimento de cerca de 400 vagas, tanto para nível superior quanto para nível médio.

Um dos cargos mais cobiçados pelos candidatos e que, por isto, requer uma preparação mais rigorosa será o de auditor. Para concorrer a tal posto, o candidato deverá ter obrigatoriamente o nível superior completo. Além destes, incluiu-se no pedido vagas para o cargo de analista, que também requer nível superior e de assistente técnico-administrativo, que exige o nível médio concluído.

Para o cargo de auditor, segundo os dados liberados pela própria Receita Federal, a remuneração inicial será de R$ 16.000,00, mas caso seja, aprovado um projeto de Lei que tramita na Câmara, esta remuneração poderá chegar a mais de R$ 21.000,00 ainda neste ano. Talvez, este seria um dos empregos dos sonhos da maioria dos candidatos que, além de contar com um salário considerável, poderão desfrutar da tão sonhada estabilidade no emprego, livrando-se, portanto, do pesadelo de uma demissão inesperada.

De acordo com a instituição, a organizadora do concurso deverá ser a ESAF, já conhecida da maioria dos candidatos que já estão na estrada há algum tempo e bastante famosa por dificultar a vida de todos, principalmente, de quem está se candidatando a um cargo de tão alto nível.

Para que está pensando em encarar este desafio, recomenda-se ler o último edital do concurso que foi realizado em 2014 (Para acessá-lo, clique aqui – www.esaf.fazenda.gov.br/assuntos/concursos_publicos/em-andamento-1/afrfb-2014/edital-18-aber.pdf). Para os mais experientes, a dica, é já ter começado a preparação. Alguns especialistas afirmam que para este tipo de seleção, a preparação requer de dois a três anos de estudo e sem perder o foco. Para quiser ter acessar

Os candidatos mais dispostos já podem ir tomando notas das disciplinas que são ‘cadeira cativa’ nas provas. São elas: Língua portuguesa, uma língua estrangeira, geralmente inglês ou espanhol, princípios da Administração pública e Direito Constitucional e Administrativo. Além disto, existem as disciplinas que constituem o foco principal para quem quer disputar os cargos mais concorridos. São elas: Legislação aduaneira e Comercio internacional, Contabilidade geral e avançada, Direito Tributário e Auditoria.

Por Emmanoel Gomes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 5 Média: 2.2]

Vagas serão para Analista e Assistente.

Boa notícia para quem almeja uma vaga na carreira pública: previsto o concurso da Receita Federal com 400 vagas. O certame consta no projeto de lei orçamentária do ano que vem, por isso, os interessados devem manter o foco e a continuidade nos estudos, a fim de conquistar uma boa classificação.

Anteriormente, o Ministério do Planejamento tinha solicitado 1000 vagas, que seriam distribuídas entre as carreiras de analista tributário e auditor. Entretanto, a expectativa é que sejam autorizadas 400 vagas e contemplarão as carreiras de analista e assistente, que fazem parte do Ministério da Fazenda.

Em relação ao cargo de assistente, é fundamental ter nível médio completo e a remuneração inicial para o cargo é de R$ 3.756,82. Para as carreiras de analista, é necessário ter nível superior e dependendo do cargo a remuneração inicial pode chegar a R$ 16.201,64. Além disso, o concurso deve contemplar vários estados do País.

Que tal aproveitar a oportunidade? Geralmente o concurso da Receita Federal é organizado pela Escola de Administração Fazendária (ESAF), portanto, direcione os seus estudos para a organizadora. Além disso, este é um dos certames mais cobiçados do País, sobretudo pela remuneração e carreira.

O último concurso para o cargo de analista tributário foi em 2012 e feito pela ESAF. Que tal organizar os seus estudos de acordo com o documento publicado? É só clicar aqui.

Leia o edital, a fim de programar os seus estudos. Organize os conteúdos por meio de um planejamento, ou seja, defina as matérias que serão estudadas em cada dia da semana. Porém, priorize as específicas, que geralmente têm um peso maior.

Aproveite os fins de semana, feriado e férias, para revisar e resolver exercícios. Desta forma, você estuda de forma estratégica e consegue descobrir os tipos de questões mais recorrentes em cada disciplina. Por exemplo, geralmente as questões de língua portuguesa contam com enunciados longos e frases extensas, o que demanda muita atenção do candidato.

Além disso, inclua no seu planejamento uma alimentação saudável e exercícios físicos que estimulam e melhoram a concentração e disciplina. Que tal começar a sua preparação para o concurso da Receita Federal? Bons estudos e muito sucesso!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 5 Média: 2.2]

Receita Federal solicitou 5 mil vagas para a realização de um concurso público.

A Receita Federal do Brasil (RFB) almeja abrir neste ano de 2016 com uma solicitação de 5 mil vagas, o concurso para os cargos de Auditor Fiscal e Analista Tributário, ambos exigindo nível superior completo em diversos cursos. Sendo ele um dos concursos mais esperados pelos concurseiros que possuem esse grau de escolaridade, devido aos salários e aos benefícios serem altos, ainda está no aguardo da liberação pelo Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão.

O último concurso da Receita Federal ocorreu em 2014, onde foram oferecidas 278 vagas para Auditor Fiscal, com remuneração de R$ 14.965,44. Do total das vagas oferecidas, 264 eram para ampla concorrência e 14 para candidatos com deficiência.

Apesar da solicitação do concurso de 2016 ser de alta demanda de vagas, o órgão MPOG liberará somente uma parcela delas, pois o costume é liberar uma quantidade bem menor das vagas solicitadas. Isso ocorreu com o concurso do INSS, foram solicitadas 2 mil vagas para o concurso e foram liberadas apenas 800 vagas.

De acordo com a solicitação da Receita Federal, as vagas do concurso serão divididas em 2 mil vagas para Auditor Fiscal e 3 mil para Analista Tributário. As remunerações para ambos os cargos são muito boas, R$ 9.629,42 para Analista e R$ 16.116,64 para Auditor, incluindo R$ 343,00 como auxílio-alimentação.

O concurso ainda não tem uma data oficial para acontecer, porém suas provas serão realizadas pela instituição ESAF (Escola de Administração Fazendária) e compostas por provas objetivas, subjetivas (dissertativa para Analista e discursiva para Auditor), além de sindicância de vida pregressa.

As inscrições serão realizadas pela internet, facilitando para os candidatos que moram longe e não tenham possibilidade de realizar as inscrições pessoalmente.  Antes de qualquer outra coisa, deverá ser paga a taxa solicitada para a inscrição e somente depois dessa taxa, o candidato estará apto para participar do concurso da Receita Federal.

Os candidatos interessados no concurso deverão estudar com antecedência, pois esse é um dos concursos mais concorridos do Brasil. As provas terão assuntos como Língua Portuguesa, Inglês, Espanhol, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Tributário, Raciocínio Lógico, Administração Geral, Administração Pública, Auditoria, Contabilidade Geral, Contabilidade Avançada, Legislação Tributária, Comércio Internacional e Legislação Aduaneira. Existem diversos sites, apostilas e escolas com conteúdos para a preparação o concurso da Receita Federal.

Por Aline Aparecida Feitosa Dias

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame poderá ser realizado em breve e oferecerá 2.000 vagas de emprego.

A Receita Federal enviou ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) o pedido para a realização do concurso visando ao preenchimento de 2.000 vagas. A expectativa é que o concurso tenha vagas para nível médio e superior.

Em relação ao nível superior, a oportunidade será o cargo de Analista, que tem remuneração inicial de R$ 8,7 mil, e Auditor, que é de R$ 14,9 mil. Para nível médio, o concurso vai contemplar ofertas na área administrativa e o salário inicial é de R$ 3.050,82.

A suspensão temporária de concursos públicos prejudica e afeta o concurso da Receita Federal, além de agravar a falta de servidores no Órgão. Segundo o Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do País, o concurso precisa ser realizado a fim de contratar novos servidores para suprir a demanda no órgão, que é urgente.

O último concurso realizado pela Receita Federal foi em 2014 e foi para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Federal e teve a nomeação de 272 pessoas. A remuneração inicial na função foi de R$ 14.965,44 e para concorrer ao cargo era necessário ter nível superior em qualquer graduação.

Que tal conferir algumas dicas de estudo?

O concurso da Receita é um dos mais cobiçados da carreira pública. O candidato deve se organizar e planejar um cronograma com as matérias do cargo no seu tempo de estudo. Além disso, é necessário estudar com dedicação e muita força de vontade.

Estude as disciplinas por meio de materiais atualizados e específicos. Na internet, há várias possibilidades de curso online. Assim, é possível estudar em qualquer hora e lugar, inclusive no conforto de casa.

O estudante deve começar o planejamento por meio das disciplinas básicas, e depois incluir as específicas.

Apareceu outro concurso com matérias parecidas? Faça para treinar o seu desempenho, e quem sabe conseguir a aprovação?

Confie no seu potencial e na sua capacidade para conseguir fazer uma boa prova.

Boa sorte e muito sucesso!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Um dos concursos mais aguardados deste ano é o da Receita Federal, e tudo indica que o Órgão deve lançar edital em breve.

As vagas já foram solicitadas para o Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG). O concurso será para os cargos de Auditor Fiscal, Analista Tributário e também para a área administrativa. O certame terá oportunidades para nível médio e superior.

A remuneração muda de acordo com o cargo, sendo de R$ 15.743,64 para o cargo de Auditor e de R$ 9.256,42 para o cargo de Analista. O último concurso realizado pela Receita foi no ano de 2014 e na ocasião foram oferecidas 278 vagas para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Federal. A organizadora foi a ESAF.

Desta forma, o edital deve ser publicado em breve e este é um dos concursos mais cobiçados do país, por isso, os interessados devem intensificar os estudos e manter o foco. Para programar, o candidato pode ter como base o último edital e por meio dele elaborar um cronograma de estudo, que deve ser cumprido com determinação e foco.

O candidato deve montar a sua planilha de estudo no seu tempo diário. Ou seja, se ele tem duas a três horas por dia para estudar, ele pode ver uma ou duas matérias. O cronograma deve ser feito semanal e o candidato deve separar tempo para o estudo teórico, revisão e resolução de questão.

Além disso, ele deve, também, separar um tempo no fim de semana para intensificar os estudos. Mas, é importante que o candidato saiba estudar com equilíbrio: reservando um tempo para o lazer e também fazer atividade física, para aliviar o estresse e as tensões.

Quando o edital for publicado, ele deve ajustar o cronograma e manter o foco. No dia da prova, é fundamental ter tranquilidade e confiar no seu potencial para conquistar uma as vagas.

Boa sorte e sucesso!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Faz poucos dias que as provas do concurso para Auditor-Fiscal foram aplicadas, e aqueles que realizaram o concurso e não obtiverem um bom desempenho podem ter outra oportunidade para conseguir preencher o cargo correspondente ao perfil estabelecido.

Referente a informações expostas pelo secretário da Receita, Carlos Alberto Barreto, foi pedido para que seja promovido outro concurso que contribuirá para atuação de outros colabores que irão compor o órgão. A solicitação teve iniciativa no dia 16 de maio, e foi concedida após ter sido convocada uma reunião com auditores-fiscais para a decisão de permitir ou não o desenvolvimento de uma nova seleção.

O objetivo a ser alcançado é realizar mais de uma convocação que irá propiciar aos candidatos a execução de distintas funções para a colaboração do desenvolvimento do cargo que se implica tanto para o Auditor quanto para Analista-Tributário, que devem apresentar nível superior para que sejam agregados a carreira de Auditoria da Receita Federal.

Os salários iniciais são de R$ 15.338,44 interligado ao Auditor e de R$ 9.171,88 para Analista. As remunerações integram auxílio-alimentação que fornece ao mesmo o valor de R$ 373. Porém, já foi considerada a possibilidade de haver um reajuste em janeiro de 2015, aumentando os valores citados para R$ 16.116,64 e R$ 9.629,42 juntamente ao auxílio proposto. As contratações são efetuadas pelo regime estatuário, que promove aos participantes estabilidade.

O empenho em gerar novas oportunidades de concursos que são conectados ao órgão apresentado se justifica pela carência de servidores que contribuem com o desenvolvimento de funções destinadas ao mesmo. Concernente a informações expressas por Sílvia Felismino (Presidenta do Sindicato dos Analistas-Tributários da Receita Federal), estão trabalhando e ativando as funções propostas atualmente 8 mil Analistas sendo que, o necessário para obterem bons resultados e conseguirem realizar todas as questões propostas são 17 mil.

Este ano já foram registradas 238 aposentadorias até o mês de abril. Ou seja, os trabalhos estão aumentando progressivamente e os trabalhadores estão sobrecarregados de serviços que devem ser concretizados rapidamente para o início e conclusão de outros.

O atual concurso para Auditor tem resultado especificado para 4 de julho. A aprovação e seleção será válida por 6 meses, ou seja, o colaborador irá desempenhar suas funções até 4 de janeiro de 2015 podendo haver prorrogação até o dia 4 de julho de 2015. No período de contratação podem ser convocados 528 aprovados, desde que haja liberação e número de aprovados que consigam preencher as vagas propostas.

Por Lorena de Oliveira

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 2]




CONTINUE NAVEGANDO: