Concurso da PC-RN irá ofertar 302 vagas. Salários chegam a R$ 15 mil.

Foi publicado no Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Norte, nesta quarta-feira, dia 28 de novembro de 2018, pela Secretaria Estadual de Administração e Recursos Humanos (SEARH), a comissão que será responsável pelo concurso público para a Polícia Civil estadual (PC/ RN). Serão ofertadas 302 vagas para atuação em todo o estado, com salários de até R$ 15.288,00. A próxima etapa para a realização do concurso será a escolha da banca examinadora, o que deve impactar significativamente os estudos dos interessados.

A distribuição das vagas será a seguinte: delegado de polícia, com 41 vagas; escrivão, 26 vagas; e agente de polícia, com o total de 235 vagas.

É requerida formação superior para os três cargos. No caso de delegado, é necessário ser bacharel em Direito, embora não seja requisito ser aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) ou ter experiência. Para os cargos de escrivão e agente de polícia é permitido a concorrência de profissionais com qualquer formação superior.

Além do farto número de vagas, a remuneração inicial dos cargos é um atrativo que deve atrair o concurseiro. A remuneração de um delegado é de R$ 15.288,00, valor que inclui o recebimento de benefícios. Para os cargos de escrivão e agente, o salário inicial é de R$ 3.755,00. Todas os cargos possuem jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Atribuição dos cargos

Delegado de Polícia: Atua em delegacias, lidera investigações e inquéritos criminais. Tem como objetivo identificar a autoria de um crime, bem como estabelecer como ele ocorreu. Após fazer o inquérito policial, o delegado faz um relatório para o juiz, que encaminha para o Ministério Público, que decidirá sobre fazer ou não a denúncia. A Polícia Civil, diferente da Federal, possui atuação em âmbito estadual.

Escrivão: Documenta o desenvolvimento dos processos policiais. Ele acompanha os trabalhos dos agentes e faz a formalização do inquérito policial. O escrivão desenvolve também diversas atividades administrativas.

Agente de Polícia: O agente de polícia deve fazer a lei ser cumprida. Estão entre suas atividades interrogar suspeitos, atender ocorrências, efetuar prisões, fazer investigações, conduzir veículos policiais para realizar buscas, dentre outras. O agente de polícia reúne evidências para documentação do caso, para assim ser aberto o inquérito policial.

Suspensão do concurso

Os preparativos para esse concurso se desenrolam desde 2017. Naquele ano, foi escolhida a primeira comissão organizadora e estava prevista a disponibilidade de 142 vagas. Após meses de indefinição, em dezembro foi oficialmente suspenso o concurso. A SEARH alegou que havia falta de recursos disponíveis para o orçamento do concurso.

Posteriormente, porém, conforme parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e do Ministério Público (MP), foi divulgada a existência de diversas irregularidades no processo do concurso. Uma delas foi a participação de uma estagiária na comissão organizadora, o que não é permitido. Também não foram respeitadas normas como a participação de membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público Estadual na comissão organizadora.

Com a suspensão, também foi revogado o processo licitatório que havia escolhido a banca organizadora. A empresa selecionada havia sido o Instituto Acesso.

Último concurso

Não há concursos para a Polícia Civil do Rio Grande do Norte desde 2008. Na ocasião, foram ofertadas um total de 438 vagas. A distribuição foi: 107 vagas para escrivão, 263 vagas para agente de polícia e 68 vagas para delegado. A banca responsável pela prova foi o Cespe/ UnB, atualmente denominado Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

O processo seletivo de 2008 foi formado por provas objetivas e discursivas acerca de conhecimentos básicos e específicos. Na etapa seguinte, os candidatos ao cargo de delegado passaram por avaliação física, além de prova prática para os candidatos ao cargo de escrivão. Por fim, também houve teste psicotécnico e cursos de formação.

Por Luís Fernando Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 18 Média: 3.4]

Seleção deve ocorrer ainda no mês de dezembro de 2019.

O novo concurso para Polícia Civil do Estado do Ceará tem previsão para ocorrer neste mês de dezembro.

O concurso contará com as vagas de delegado, escrivão e inspetor, com salários que variam desde R$2.946,19 a R$14.592,39, com jornada de trabalho cerca de 40 horas semanais.

Vagas e pré-requisitos para concorrer aos cargos

Para concorrer um dos três cargos oferecidos pelo concurso da Polícia Civil é necessário ter no mínimo curso superior em seu currículo, além do CNH B.

No total devem ser disponibilizadas cerca de 1.496 vagas, porém, não definiu a quantidade exata que cada área será dada.

O anúncio foi feito no início do ano, porém, somente agora conseguiu a solicitação para poder abrir o concurso devido a falta de verbas que deveriam ser destinadas para completar os devidos processos legais essenciais para a realização da mesma.

Provas

Com relação as provas, para o cargo de escrivão contará com questões objetivas de informática, direito constitucional, direito penal e legislação penal extravagante.

Para a vaga de inspetor o que muda são apenas as questões de Língua Portuguesa, direito administrativo, direito penal e direito processual penal, o restante das questões é base para o cargo de escrivão.

Na vaga selecionada para delegado, a prova contará com questões de informática, língua portuguesa, direito administrativo, direito penal, direito processual penal, legislação penal extravagante, medicina legal, direitos humanos, direito civil, direito processual civil, direito tributário, legislação ambiental, criminologia, legislação ambiental, peça processual e duas questões discursivas.

Além da prova para as vagas de escrivão terão que ser avaliados na questão de digitação, ou seja, não basta apenas conhecer sobre os assuntos que estão em pauta todos os dias nos jornais, mas sim, praticar com agilidade e eficiência documentos importantes que serão desempenhados em caso de classificação, fora avaliações psicológicas e avaliação médica.

Os cargos de inspetor serão avaliados além das provas com conhecimento prévio, a capacidade física, avaliação psicológica, avaliação médica e exame toxicológico.

Cuidado com as pegadinhas e tenha certeza do que quer

Para quem acredita que passar em concursos é uma tarefa fácil, se engana, pois, exige muita das vezes disciplina e comprometimento naquilo que tanto almeja. Buscar estabilidade, qualidade de vida, paz e principalmente satisfação em um emprego que é o sonho de quase 100% das pessoas é formidável para a vida profissional e pessoal que se adquire.

Entender os desafios que sociedade lhe permite( jornais, revistas, amigos, pesquisas, dados estatísticos, funções desempenhadas) é fundamental para todos os cargos, incluindo principalmente as de inspetor e delegado.

A criminalidade só aumenta e as políticas públicas precisam estar melhor preparadas para combater com essa perigosa ameaça chamada crime organizado, já que muita das vezes, o próprio profissional está desprotegido, sendo alvo fácil de bandidos de maneira geral

Os desafios lhe permitem perigo e audácia de acreditar que é possível ser eficiente mesmo com pouco dinheiro em caixa. Ações que premiam ideias novas, capazes de serem utilizadas com eficácia gastando o menos possível, ajudando milhões de pessoas.

Trabalhar em qualquer uma das três áreas é entender que não é apenas a questão dos salários que premiam toda sua estrutura, é correr perigo todos os dias, se faz o uso deste perfil, faça e tente dar o melhor de si para que sempre.

Valorizar os profissionais desta área é importante, entretanto é preciso se reciclar sempre, independente do quanto de experiência o indivíduo possui, pois, quem não muda, fica preso a ideias que podem não dar certo ao combate nas premissas realizadas ao longo de sua profissão.

A consequência de todas essas ações são menos efetividade, maior reclamação por parte da sociedade, profissionais desacreditados e desmotivados a ponto de deixarem o que mais gostam por outras profissões que serviriam como ‘tapa-buraco’, diante ao medo, insegurança e incerteza que atualmente invade nos mais diversos cantos do Brasil.

Thalles Cakan

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 28 Média: 3.3]

Seleção deverá ofertar quase 1.500 vagas.

Nas próximas semanas deve ser divulgado o concurso para Polícia Civil do estado do Ceará. Diante disso, haverá oportunidades consideradas bastante amplas e que exigem o máximo de atenção ao candidato que irá concorrer uma dessas vagas.

A oferta inicial é significativa, pois contará com um total de 1.496 vagas, entretanto, não divulgaram a quantidade específica que cada cargo terá.

Como foram as provas realizadas no último concurso do órgão

Um dos cargos que eram ofertados no último concurso realizado em 2014 foi para inspetor e escrivão.

Os salários eram por volta de R$2.946,19 para escrivão e inspetor e R$14.592,39 para delegado.

Nesta prova continha as disciplinas como língua portuguesa, informática, direito constitucional, direito administrativo, direito penal, direito processual penal e legislação penal.

Neste sentido, a prova não é das mais simples, pois envolve paciência, ler e reler diversas vezes para colocar a resposta correta, caso contrário devido ao nível de exigência da prova, poderá ser sucumbido pelo cansaço e pela má administração do tempo ofertado.

As questões muita das vezes te deixa perplexo, pois envolve não apenas a vontade de passar no concurso, mas sim uma disciplina muito direcionada a uma ‘leitura com qualidade’, ou seja, não adianta ler e não compreender de maneira rápida e precisa, pois durante a prova perderá todos os macetes que poderiam ser utilizados para encontrar a resposta correta com mais facilidade.

A resposta para tudo isso define o futuro do candidato, responder todas as questões, principalmente da Constituição Brasileira, exige plano estratégico que serviria como facilitador para aprender com mais esmero, sem o famoso ‘decoreba’ nos concursos, já que a maioria utiliza esse artifício para conseguir se classificar.

Após a classificação das provas objetivas, o selecionado terá que passar por mais uma etapa, a seleção da formação profissional.

Além da própria formação profissional, as condições foram realizadas nos exames de psiquiatria para ver se estava apto a conseguir exercer as funções desempenhadas, além da digitação ser rápida e eficiente para o cargo selecionado. As questões físicas também foram analisadas.

Para o cargo de delegado, além das questões mencionadas para o cargo de inspetor e escrivão, o exame ainda contou com análise de desempenho nas seguintes áreas: medicina legal, direitos humanos, direito civil, direito processual civil, direito tributário, legislação ambiental, criminologia, legislação especial, peças processuais e questões discursivas.

O cargo de delegado pode ser um facilitador na construção de carreira, por isso, se preparar do início ao fim é fundamental para quem almeja um cargo de tamanha relevância como este. Os desafios de ler, interpretar, compreender, ir a fundo dos direitos e deveres das pessoas.

O delegado pode desempenhar um papel importante na sociedade, combatendo e auxiliando nos processos gerais que acompanham os índices de criminalidade, sendo um aliado para a população que pode contar.

Concurso 2019

Espera-se que a licitação seja promulgada brevemente, para que os candidatos possam concorrer a esses 3 importantes cargos.

Outro fator que deve ser analisado neste concurso de 2018 será a liberação do dinheiro na realização do concurso, cerca de R$ 4,5 milhões.

A busca por novas conquistas e desafios em sua carreira dignifica qualquer candidato, seja ele experiente ou não. Buscar sua colocação no mercado, compreender os desvios padrões que a sociedade insiste em cometer, desacreditando das possibilidades existentes que um concurso em si oferece para a vida e para o mundo em questão.

O concurso molda o profissional nas diferentes áreas, desde o psicológico até a organização fundamental que se passa no dia-a-dia, seja um simples bocejar a um boa noite. A tão sonhada disciplina é traduzida no concurso através de pequenos fatos e atos que todos precisamos para conquistar todos os objetivos que pretendemos atingir algum dia. Não necessitamos de opiniões, precisamos de atitude capaz de transformar qualquer lugar onde esteja.

Thalles Cakan

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 25 Média: 2.9]

Concurso da Polícia Civil de Minas Gerais oferta mais de 100 vagas para cargos que exigem Nível Superior de ensino.

Quem tem interesse em ser aprovado no concurso público pode conferir nessa matéria uma boa oportunidade. O Governo do Estado de Minas Gerais publicou no dia 5 de julho (quinta-feira) o edital do próximo concurso da Polícia Civil de Minas Gerais (PC MG). Há mais de 100 chances para quem tem formação de nível superior. A remuneração inicial é de R$ 4 mil. Veja outros detalhes do certame a seguir.

Como posso me inscrever no processo seletivo da PC de Minas Gerais?

Para se cadastrar no concurso público da PC MG você deve seguir o procedimento: 1) acessar o portal eletrônico da Fundação Mariana Resende Costa (FUMARC) – www.fumarc.com.br/concursos/detalhe/cargo-para-escrivao-de-policia-civil/121, que é a banca responsável pela organização do certame; 2) preencher o formulário de inscrição com seus dados pessoais; 3) imprimir e pegar o boleto bancário para efetuar seu cadastro.

As inscrições são realizadas exclusivamente pela internet.

O prazo tem início em 12 de setembro (quarta-feira) e terminará na segunda-feira, dia 22 de outubro.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 160.

Veja quem pode solicitar isenção do pagamento da taxa de inscrição: 1) candidato que esteja desempregado; 2) pessoas em condições de hipossuficiência.

O prazo final para solicitar isenção é 18 de setembro (terça-feira).

Caso você deseje concorrer às cotas de pessoa com deficiência (PCD) deverá enviar laudo médico e saiba que passará por perícia médica.

Quais são as vagas disponíveis na PC de Minas Gerais?

A Polícia Civil de Minas Gerais anuncia 119 vagas para a função de Escrivão de Polícia I. A remuneração para aqueles que ingressarem nessa carreira é de R$ 4.098,39.

A jornada de trabalho corresponde a 40 horas por semana.

Sobre os requisitos para tomar posse

Além de ser aprovado no concurso e possuir diploma de nível superior que seja emitido por instituição de ensino devidamente regular junto ao Ministério da Educação (MEC), para tomar posse você deve atender aos seguintes requisitos: estar em dia com as obrigações da justiça eleitoral, possuir idade mínima 18 anos de idade, estar em pleno gozo dos direitos civis e políticos, ter nacionalidade brasileira, estar em dia com as obrigações militares, caso seja do sexo masculino, ter capacidade mental e física, entre outras exigências.

Quais são as atribuições do Escrivão da Polícia Civil?

Dentre as principais responsabilidades que você terá, quando for escrivão da Polícia Civil de Minas Gerais são: realizar inquéritos, registrar depoimentos, formalizar autos, lavrar os autos, realizar autuações, prestar assessoria ao Delegado de Polícia, confirmar autenticidade de documentos, expedir notificações, realizar a gestão dos cartórios, prestar apoio às investigações, entre outras atividades.

Quais são as etapas do concurso da PC MG?

O processo seletivo é composto pelas seguintes fases: 1) prova objetiva – com data programada para aplicação no domingo, 2 de dezembro; 2) prova prática – prevista para a semana de 4 a 7 de fevereiro de 2019, em que os candidatos serão examinados quanto à habilidade de digitar; 3) exames médicos de saúde; 4) avaliação de títulos; 5) investigação social. Todas essas etapas ocorrerão na capital de Minas Gerais, Belo Horizonte.

A prova de múltipla escolha conterá 60 questões e os candidatos devem respondê-las e ainda preencher o cartão de respostas em 4 horas. As matérias exigidas são: noções de medicina legal, português, noções de direito, criminologia, direitos humanos e informática.

Na quarta fase, serão consideradas experiências de mestrado, especialização e doutorado, além de cursos na área de segurança pública.

Sobre outros detalhes do edital

Mais detalhes sobre o concurso podem ser acessado no edital, disponível portal eletrônico da FUMARC (www.fumarc.com.br/concursos/detalhe/cargo-para-escrivao-de-policia-civil/121).

Não fique de fora dessa chance. Realize sua inscrição e conquiste estabilidade tanto no trabalho, quanto financeira.

Por Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 23 Média: 3.1]

Certame da Polícia Civil de Roraima recebe inscrições dos interessados até o dia 16 de outubro.

Você quer trabalhar na área de segurança pública com boa remuneração e residir na Região Norte do Brasil? Então confira aqui uma ótima chance de se tornar servidor público.

No estado de Roraima, o governo anuncia a abertura do período de inscrições para o certame da Polícia Civil (PC RR) que visa prover mais de 300 vagas. Os cargos disponíveis exigem escolaridade de nível superior e também há chances para quem tem ensino médio completo. A remuneração varia entre R$ 3 mil e R$ 18 mil. Veja mais informações sobre o certame da PC RR a seguir.

Sobre as inscrições no concurso da PC de Roraima

Quem está interessado em participar do processo seletivo deve acessar o site www.vunesp.com.br/PCRR1701, preencher o formulário eletrônico, imprimir o boleto e efetuar o pagamento da taxa de inscrição que custa a partir de R$ 120, R$ 160, R$ 240 até R$ 260, a depender do cargo pretendido.

O prazo de início para você se inscrever no certame é 31 de agosto (sexta-feira) e terminará em 16 de outubro (terça-feira).

Se você for doador de sangue com regularidade, pode solicitar isenção do pagamento da taxa de inscrição até a quarta-feira, dia 5 de setembro.

A banca escolhida para ser a responsável por organizar o processo seletivo da PC RR é a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Fundação Vunesp).

Sobre as vagas disponíveis na Polícia Civil do Estado de Roraima

A PC de Roraima visa preencher 330 vagas para as seguintes funções: auxiliar de necropsia, agente de polícia, perito papiloscopista, auxiliar de perito, escrivão de polícia, médico legista, odontologista, perito criminal e delegado substituto.

Para concorrer a esse último cargo você deve ter diploma de graduação em Ciências Jurídicas.

Já para ser perito criminal você deve ser graduado em uma das seguintes especialidades: engenharia mecânica, civil, eletrônica ou elétrica, sistemas da informação ou computação científica, ciências contábeis, farmácia, física, química ou engenharia química, engenharia florestal ou geologia.

Para todos os postos de trabalho a jornada semanal é de 40 horas. O salário inicial para quem ingressar na carreira varia entre R$ 3.035,16 e R$ 18.387,42.

Quem for aprovado pode ser alocado para qualquer município do estado de Roraima, inclusive no interior ou na própria capital, Boa Vista.

Há vagas exclusivas para pessoas com deficiência (PCD).

Confira os requisitos exigidos para tomar posse na Polícia Civil: estar em pleno gozo dos direitos políticos e civis, ter no mínimo 18 anos, ser brasileiro, estar em dia com as obrigações militares, se for do sexo masculino, possuir carteira nacional de habilitação (CNH) de categoria B, estar em dia com as exigências da justiça eleitoral, entre outros.

Sobre as etapas do concurso da PC RR

Os candidatos serão avaliados nas seguintes fases: 1) prova objetiva – que será realizada em dezembro; 2) prova discursiva – sendo estudo de caso para o cargo de delegado e redação para os demais; 3) exame psicológico; 4) avaliação médica; 5) exame de aptidão física; 6) prova oral – apenas para quem concorrer ao cargo de delegado; 7) avaliação de títulos; 8) curso de formação profissional e 9) investigação social.

O curso de formação terá caráter eliminatório e seu prazo de duração é de 6 meses.

Mais detalhes do certame da PC RR

O concurso da Polícia Civil terá validade de 2 anos. Caso seja do interesse da administração pública estadual, pode haver prorrogação desse prazo, pelo mesmo tempo, uma única vez, a contar de quando for homologado.

Veja outros detalhes do edital do processo seletivo e realize sua inscrição no certame da Polícia Civil de Roraima no portal eletrônico da Fundação Vunesp – www.vunesp.com.br/PCRR1701.

Por Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 14 Média: 3.8]

Concurso da Polícia Civil do Estado de Roraima teve o Edital publicado e oferta 330 vagas de emprego em diversos cargos.

Finalmente. O tão esperado edital foi publicado no Diário Oficial do Estado na última sexta-feira, dia 17 de agosto, que oficialmente abre o novo concurso público para cargos no departamento de Polícia Civil do Estado de Roraima, o Concurso PC-RR de 2018. O objetivo está em preencher em torno de 330 postos de trabalho em carreiras. A banca organizadora, já determinada, está por conta da Fundação Vunesp, a qual administrará o certame.

De acordo com os dados registrados no edital, do concurso da Polícia Civil do Estado de Roraima de 2018, a distribuição das vagas se dará para os seguintes cargos: posto de Delegado de Polícia na Classe Substituta, com 35 vagas; posto de Médico Legista, com 6 vagas; posto de Odonto-Legista, com 2 vagas; posto de Perito Criminal, com 14 vagas; posto de Escrivão, com 120 vagas; posto de Agente de Polícia Civil, com 100 vagas; posto de Perito Papiloscopista, com 15 vagas; posto de Auxiliar de Perito Criminal, com 23 vagas e posto de Auxiliar de Necropsia, com 15 vagas. Entre assas vagas muitas estão previamente reservadas para pessoas com deficiência, conforme o documento dispõe.

No caso da carreira de Perito Criminal de Polícia Civil, em Classe Inicial, todas as vagas serão distribuídas de acordo com a especialidade: posto de Engenharia Mecânica, com 2 vagas; posto de Engenharia Civil, com uma vaga; posto de Engenharia Elétrica ou de Engenharia Eletrônica, com 2 vagas; posto de Química, de Engenharia Química ou de Farmácia, com uma vaga; posto de Ciências Contábeis, com 2 vagas; posto de Engenharia Florestal, com uma vaga; posto de Geologia, com uma vaga; posto de Física, com uma vaga e posto de Computação Científica ou Sistemas de Informação, com 3 vagas.

Os pré-requisitos que tornam aptos os candidatos na participação este certame público são os seguintes:

– Ser brasileiro nato; estar, no mínimo, em idade de dezoito anos; estar inteiramente quite com os deveres militares e com as eleitorais; não possuir nenhum antecedente criminal; possuir carteira nacional de habilitação, com autorização especial e legal para a condução dos veículos automotores oficiais, a habilitação na categoria B ou até superior; possuir Curso de Bacharelado na área de Direito, realizado em escola oficial.

Sobre o período de inscrição no Concurso Polícia Civil PC-RR de 2018 as informações são as seguintes:

O cadastro deverá ser realizado entre o dia 31 de agosto e o dia 16 de outubro de 2018, por meio do próprio site oficial da banca organizadora deste concurso: www.vunesp.com.br. O valor da taxa de inscrição está estipulado entre duas somas, 120 reais e 260 reais.

Com relação às fases deste Concurso Polícia Civil do Estado de Roraima de 2018, as informações são as seguintes:

Os cadernos de provas a serem ministrados, na primeira etapa, consistirão em provas objetivas; em provas discursivas; na devida avaliação psicológica; na prova de capacidade física; na prova oral; na prova de títulos e na devida investigação social sobre a vida pregressa do concorrente. Na segunda etapa, todos os selecionados participarão do curso de formação de oficiais.

Sumarizando as informações essenciais:

Concurso público para cargos na Polícia Civil do Estado de Roraima; a banca organizadora será a Fundação VUNESP; o nível de escolaridade cobrado é médio e superior de formação; o número oficial de vagas é de 330; o valor da remuneração chega até a 18 mil reais; o período de inscrições se dará entre o dia 31 de agosto e o dia 16 de outubro de 2018, a taxa de inscrição está entre 120 reais e 260 reais. A realização das provas se dará entre os dias 15 e 16 de dezembro.

Por Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 9 Média: 2.8]

AOCP foi a escolhida para organizar o concurso.

A expectativa para o concurso da Polícia Civil do Pará é que o edital seja lançado nos próximos meses, já que a banca organizadora já foi contratada e agora faltam poucos detalhes a serem acertados. Quem já vem se preparando para esse concurso fica ainda mais ansioso para o lançamento do edital e quem não deu início aos estudos ainda deve começar logo, pois já está atrasado.

No dia 27 de julho foi divulgado no Diário Oficial do Estado, as informações a respeito do contrato, revelando que a AOCP – Assessoria em Organização de Concursos Públicos Ltda é a organizadora desse certame. É quase certo que até dezembro o edital venha a ser divulgado.

O objetivo desse concurso é preencher 11 vagas, sendo que para Administrador são 5 oportunidades, para Assistente Social é apenas 1 vaga, assim como para o cargo de Psicólogo, mas para Psiquiatra estarão sendo oferecidas 4 oportunidades. E de acordo com edital de licitação para definir a organizadora, pode-se ver que também deverão ser oferecidas vagas para técnico em gestão pública e também médico.

Os salários chegam a R$ 2.727,54 e a taxa de inscrição deve ser de R$ 109,83. Os interessados já podem ir reservando o valor da inscrição. Esse concurso já definiu sua Comissão Especial de Licitação, que ficará responsável por todo planejamento, definindo os requisitos que constarão para todos os candidatos.

A última vez que teve um concurso público para a Polícia Civil do Pará foi em 2016, quando houve a divulgação do edital para o cargo delegado. Os interessados naquela ocasião precisavam ter curso superior completo de bacharel em Direito para poder se inscrever e a conclusão do curso precisava ser feita em uma instituição de ensino superior com reconhecimento do MEC. A remuneração oferecida para os aprovados foi de R$ 12.250,00.

E teve vagas também para outros cargos, como de escrivão, investigador, papiloscopista, mas todos exigiram nível superior completo e o salário ficou na média de R$ 5.204,05. Pelo que conta neste último edital, a jornada de trabalho era integral, sendo que os contratados precisariam se dedicar exclusivamente às atividades dos cargos para os quais se inscreveram, sendo 44 horas semanais, mas em algumas situações pode ser que o profissional seja chamado a qualquer instante, de acordo com as necessidades da Administração da Polícia Civil do Pará.

Os candidatos inscritos neste último concurso se submeteram a uma avaliação por prova objetiva com questões de múltipla escolha, sendo esta de caráter eliminatório e também classificatório. Depois veio a prova de capacitação física, que foi de caráter eliminatório. Em seguida eles seguiram para o exame médico e exame psicológico, sendo ambos de caráter eliminatório. Teve ainda a fase de investigação criminal e social.

Outro detalhe muito importante para quem deseja se inscrever no concurso da Polícia Civil PA 2018 é verificar no edital que será lançado, o local onde as provas serão aplicadas e já ir vendo sobre a viagem, para quem não morar nas cidades indicadas. No último concurso realizado, a prova objetiva foi aplicada em Marabá, Belém, Santarém e também em Altamira.

A prova para delegado, no concurso anterior, teve questões de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Direito Civil, Direito Ambiental, Medicina Legal, Direito Penal, Direito Constitucional, entre outras matérias abordadas, sendo que ao todo foram 80 questões. Teve ainda a prova discursiva onde foi preciso criar uma Peça Processual de Representação.

Já que o concurso da Polícia Civil do Pará 2018 terá o edital divulgado nos próximos meses, a melhor forma de já ir se preparando desde agora é verificar todas as matérias abordadas no concurso anterior, através do último edital e assim o candidato terá uma boa ideia do que poderá ser pedido dessa vez, já que muda muito pouco.

Por Russel

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 14 Média: 2.9]

Edital deverá ser publicado no dia 17 de agosto.

Você é de Roraima e seu sonho é trabalhar no Polícia Civil? Então, temos uma boa notícia: o edital do concurso público PC RR deve ser lançado no próximo dia 17 de agosto. Segundo o que foi divulgado pela governadora do estado, estima-se que o processo seletivo seja realizado até o final desse ano.

O certame tem como objetivo aumentar o seu quadro de pessoal, a fim de melhorar a qualidade do serviço prestado pela instituição. A seleção vai contratar desde peritos criminais até auxiliares de necropsia, compreendendo cargos de nível médio e superior.

Quer saber mais? Confira, abaixo, mais informações sobre o concurso PC RR 2018!

Vagas oferecidas

Conforme o que se sabe sobre a nova edição do concurso, cerca de 315 vagas serão oferecidas, sendo 35 para o posto de delegado, 06 para médicos legistas, 14 para peritos criminais, 02 para odontolegistas, 100 para agentes de polícia, 120 para escrivães, 15 para auxiliares de necropsia e papiloscopista e 23 para auxiliar de perícia criminal.

Para as áreas de auxiliar de necropsia, papiloscopista e escrivão, os candidatos devem ter o Ensino Médio completo. Nesse caso, o salário inicial é de R$ 2.647,03. Já para as demais é preciso ter formação completa no Ensino Superior, tendo o diploma devidamente registrado pelo seu respectivo órgão regulatório. A remuneração inicial para esses cargos é de R$ 3.970,56, com exceção do posto de delegado, que paga R$ 18.387,00.

Quem será a organizadora do Concurso Público PC PR 2018

A PC RR divulgou por meio do Diário Oficial do Estado a banca organizadora do concurso, que vai ser a Fundação Vunesp, que já participou das edições anteriores e é conhecida por aplicar provas com um nível de complexidade médio.

De acordo com a publicação, depois de terem sido apresentadas quatro propostas de instituições diversificadas, o melhor projeto foi o da Fundação Vunesp, o que se deve ao fato de ter capacidade comercial e técnica comprovada a partir da documentação evidenciada.

Como foi o último concurso

A última edição do concurso da PC de Roraima foi realizado em 2003, quando abriu 930 vagas. Na ocasião, o certame selecionou 25 médicos legistas, 05 odontolegista, 30 peritos criminais, exigindo graduação no Ensino Superior. Para o nível fundamental, as ofertas eram de 20 vagas para auxiliar de perito criminal e 20 vagas para auxiliar de necropsia. Além disso, também foram disponibilizadas 100 oportunidades para escrivão, 400 para agente de polícia civil, 200 para agente carcerário, 30 para perito papiloscopista e 100 para delegado.

Os participantes foram avaliados a partir de uma prova objetiva, e discursiva, teste psicológico, exames biométricos e psicológicos, mais a comprovação da capacidade física. Também é feita uma investigação social e funcional, cuja finalidade é verificar se o candidato não possui nenhum impedimento para assumir a função.

Para o posto de delegado, a prova objetiva era composta por 50 questões de conhecimentos gerais, 100 de conhecimentos específicos, mais uma prova discursiva. Para o agente de polícia civil, escrivão, agente carcerário e perito papiloscopista, o exame teve 150 questões, abordando conhecimentos gerais e específicos.

Como se inscrever

Com base no cronograma do concurso, o edital será lançado no dia 17 de agosto, entre os dias 20 e 22 é o prazo final para impugnação do documento, e as inscrições deverão ser realizadas 31 de agosto e 16 de outubro, diretamente no site da banca organizadora. Estima-se que as provas serão aplicadas entre 15 e 16 de dezembro.

Portanto, se você tem interesse em participar do processo seletivo, fique atento às próximas divulgações para não perder nenhum prazo e garantir que a sua inscrição seja feita corretamente.

Texto por Simone Leal

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 5 Média: 3]

Edital deverá ser publicado no segundo semestre deste ano.

Está previsto para o segundo semestre de 2018 um novo edital que anuncia o próximo processo seletivo, destinado a prover cargos no departamento de Polícia Civil do Estado de Sergipe, a PC-SE, na Região Nordeste do Brasil. O concurso está em fase de estruturação final, portanto, a divulgação deste mesmo certame público está próxima de acontecer, agendada para as semanas vindouras, que iniciam o segundo semestre desse ano. Este será um dos melhores concursos realizados em 2018.

Trata-se de um dos concursos mais aguardados, devido a uma longa demanda e ao bom salário pago. Este processo de seleção se destina ao provimento de vagas para o cargo de delegado. Entretanto, depois de solicitada a liberação o evento depende, ainda, de diversos acertos finais sobre o documento oficial, cujos procedimentos estão sendo realizados em conjunto com a banca que será responsável pela organização deste novo certame, a qual ficará por conta do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação, em Seleção e na Promoção de Eventos, o conhecido Cebraspe.

Com relação ao critério adotado para a organização distributiva das vagas e a quantidade das mesmas, a informação lançada ao público foi a de que são dez postos de trabalho disponíveis, sendo que para participar deste processo seletivo será necessário que as pessoas interessadas apresentem o diploma de formação em curso de nível superior na área de direito. A remuneração paga aos servidores do cargo em questão está no valor de 11.500 mil reais.

O histórico registrado sobre o último concurso promovido para o mesmo cargo de delegado, realizado no ano de 2005, indica que a quantidade de vagas ofertadas chegou ao número de 61. Naquela ocasião a banca responsável pela organização foi a instituição Cespe da unB, ou seja, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos, que consiste no órgão que integra a Fundação Universidade de Brasília, o qual está encarregado da realização de diversos concursos públicos no Brasil.

O itinerário de organização e realização dos exames classificatórios e eliminatórios foi o seguinte:

As provas objetivas consistiram em um caderno composto de 120 questões de múltipla escolha, das quais 50 versaram sobre os conhecimentos básicos e as demais 70 questões versaram sobre diversos conhecimentos específicos.

Houve uma segunda etapa na avalição, em que todos os participantes estavam obrigados a se submeter a prova discursiva (redação), na qual foi necessário dissertar sobre uma típica petição inicial, sobre um parecer ou uma dissertação abrangendo o tema a respeito do direito penal ou do direito processual penal, além de uma final avaliação oral, em que os candidatos dissertaram sobre matérias de direito penal e direito processual penal.

Em seguida, depois dos testes classificatórios e eliminatórios, foram realizados os devidos exames admissionais, ou seja: a avalição psicológica; e a devida análise sobre os títulos. A fase seguinte consistiu na realização do curso de formação profissional, no sentido de efetivação dos candidatos nomeados e convocados.

Com relação à estrutura da prova objetiva, em termos de conteúdo programático, o caderno com questões sobre conhecimentos básicos abrangeu os seguintes temas: matéria de língua portuguesa; questões versando sobre conhecimentos específicos, como a matéria de direito administrativo; matéria de direito constitucional; matéria de direito penal; matéria de direito processual penal; matéria de legislação especial e matérias versando sobre os conteúdos de medicina legal.

Este concurso ainda está em fase de oficialização, portanto, todas as pessoas interessadas poderão observar bem as matérias que compõem o conteúdo programático e começar a preparar-se desde agora, no sentido de ganhar tempo e conhecimento. Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 2.7]

Organizadora do certame será a Certame ofertará vagas para os cargos de Delegado, Escrivão e Inspetor.

Está crescendo a expectativa de que em breve será realizado um novo concurso público para preenchimento de postos de trabalho na Polícia Civil do Ceará (PC/CE), concurso que foi anunciado no dia 22 de fevereiro por Camilo Santana, o governador do estado, durante sua entrevista no Programa Paulo Oliveira.

Na entrevista, o governador afirmou que o concurso terá como objetivo a contratação de pessoal para ocupar os cargos de delegado, escrivão e inspetor, porém, não informou a quantidade de vagas que serão oferecidas.

Camilo Santa disse que a Procuradoria Geral do Estado está avaliando a possibilidade de convocar os candidatos do último concurso. Caso isso não seja possível, o governador afirmou que convocará de imediato um novo certame, ainda este ano de 2018. Dessa forma, espera-se que o processo de seleção possa ser iniciado em meados do segundo semestre.

A primeira etapa para a seleção, já havia ocorrido no último dia 31 de janeiro de 2018, quando foi publicada, no diário oficial, a liberação de verbas complementares destinadas para a realização do novo concurso. Esse documento estipula um valor total de R$ 4,5 mi para a nova seleção.

Sobre as Vagas

Acredita-se que a oferta seja similar a do último concurso do órgão, que ocorreu no ano de 2014. Na ocasião foram ofertadas um total de 763 postos de trabalho, divididos entre os cargos de delegado, escrivão e inspetor.

Requisitos para concorrer à uma das vagas

Será exigido de todos os candidatos interessados nas carreiras citadas acima, o Ensino Superior completo e a carteira de habilitação de categoria ‘B” ou superior.

Remuneração

Os aprovados no processo de seleção de 2014 receberam remunerações iniciais entre R$ 2.946,19 e R$ 14.592,39.

Os aprovados no cargo de Inspetor e Escrivão contaram com o salário de R$ 2.946,19, já os aprovados na função de Delegado receberam um salário inicial de R$ 14.592,39.

Carga horária de trabalho

Todos os cargos tinham uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Sobre a Banca Organizadora

A banca organizadora do concurso que aconteceu no ano de 2014, foi a Fundação Vunesp.

Etapas das Provas

Ainda utilizando o concurso de 2014 como base, para os candidatos que estavam concorrendo aos cargos de Inspetor e Escrivão, o processo de seleção foi composto por duas fases. Na primeira foram aplicadas provas objetivas, já a segunda fase contou com o curso de formação profissional.

Os candidatos que estavam concorrendo às vagas para o cargo de Delegado, além das etapas de provas objetivas e curso de formação profissional, tiveram questões discursivas e análise de títulos.

Além disso, na segunda etapa, os concorrentes foram submetidos ainda a sindicância de vida pregressa, uma prova prática de digitação destinada a candidatos ao cargo de escrivão, um teste de capacidade física destinado a candidatos aos cargos de inspetor e delegado, uma avaliação psicológica, exame toxicológico e avaliação médica.

Conteúdo das Provas

Quem estava concorrendo ao cargo de escrivão, precisou realizar uma prova objetiva composta por 8 questões sobre noções de informática, 12 questões sobre noções de direto constitucional, 14 questões sobre noções de direito penal e 12 questões sobre legislação penal extravagante.

Para os candidatos ao cargo de inspetor, a prova objetiva foi composta por 10 questões sobre língua portuguesa, 8 questões sobre noções de informática, 12 questões sobre noções de direito constitucional, 12 questões sobre noções de direito administrativo, 14 questões sobre noções de direito penal, 12 questões sobre noções de direito processual penal e 12 questões sobre legislação penal extravagante.

Já aqueles que estavam concorrendo à uma das vagas, para o posto de delegado precisou realizar uma prova composta por 10 questões sobre língua portuguesa, 5 questões sobre noções de administração pública, 5 questões sobre noções de informática, 5 questões sobre direito constitucional, 6 questões sobre direito administrativo, 6 questões sobre direito penal, 14 questões sobre direito processual penal, 12 questões sobre legislação penal extravagante, 8 questões sobre medicina legal, 5 questões sobre direitos humanos, 4 questões sobre direito civil, 4 questões sobre direito processual civil, 4 questões sobre direito tributário, 4 questões sobre legislação ambiental, 4 questões sobre criminologia e 5 questões sobre legislação especial. Aprova também contou com uma peça processual e 2 questões discursivas.

Rosângela Rodrigues

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 6 Média: 3.2]

Concurso contará com 119 vagas para Escrivão.

Ontem, dia 26 de junho, a Polícia Civil de Minas Gerais (PC/MG) realizou a divulgação, por meio do seu diário oficial, da banca escolhida para ser a organizadora de seu novo concurso público, destinado para o cargo de escrivão de polícia. A banca eleita foi a Fumarc (Fundação Mariana Rezende Costa).

Agora, com a decisão da banca, é esperado que a publicação do edital ocorra nos próximos dias, junto do período de abertura das inscrições. Serão oferecidas um total de 119 vagas e o requisito básico para concorrer é a conclusão da formação superior, em qualquer área do conhecimento.

A remuneração inicial prevista para o cargo de Escrivão de Polícia é no valor de R$ 4.098,43, junto de demais benefícios, trabalhando numa jornada de 40 horas por semana. O chefe da Polícia Civil, João Octacílio Silva Neto se pronuncia otimista com o concurso, satisfeito com os avanços que estão ocorrendo na Polícia Civil de Minas Gerais.

Novo concurso para Escrivão de Polícia da PC/MG: Atribuições ao cargo

O servidor público do cargo de Escrivão de Polícia está encarregado de prestar seus serviços mediante condições adversas de segurança — colocando sua vida em risco — de modo que pode vir a cumprir horários normais ou irregulares, podendo estar sujeito a ser chamado a qualquer hora do dia ou para realizar plantões noturnos para efetuar as diligências policiais.

Novo concurso para Escrivão de Polícia da PC/MG: último concurso

O último concurso realizado pela PC/MG para o cargo foi no ano de 2011. Nesse processo seletivo foram oferecidas um total de 349 vagas, sendo 205 para o cargo de Escrivão da Polícia e 144 para Delegado. Nesta época, a banca selecionada para organizar o certame também foi a Fundação Mariana Resende Costa (Fumarc).

O processo seletivo do ano de 2011 era composto pelas seguintes fases:

  • Etapa 1: prova objetiva;

  • Etapa 2: prova de digitação;

  • Etapa 3: avaliação psicológica;

  • Etapa 4: exames biomédicos e biofísicos;

  • Etapa 5: investigação social; e

  • Etapa 6: curso de formação policial.

A prova objetiva continha 60 questões de múltipla escolha e o conteúdo programático cobrado se distribuía da seguinte forma:

  • Conhecimentos básicos na disciplina de Língua Portuguesa — 10 (dez) questões;

  • Conhecimentos básicos na disciplina de História — 10 (dez) questões;

  • Conhecimentos básicos na disciplina de Geografia — 10 (dez) questões;

  • Conhecimentos básicos na disciplina de Informática — 10 (dez) questões;

  • Conhecimentos básicos na disciplina de Direitos Humanos — 5 (cinco) questões;

  • Conhecimentos básicos na disciplina de Direito — 10 (dez) questões; e

  • Conhecimentos básicos na disciplina de Medicina Legal — 5 (cinco) questões.

Novo concurso para Escrivão de Polícia da PC/MG: previsão para 2018

Como visto, ainda não há previsão da data de publicação do edital oficial, nem da abertura do período das inscrições. No entanto, como no momento a banca já foi escolhida, o próximo passo é que as duas partes assinem o contrato. Após a assinatura do contrato, a banca recebe mais alguns dias para finalizar o certame e, logo em seguida, ele é publicado.

Por isso, acompanhe sempre o portal da Fundação Mariana Resende Costa (Fumarc) e também o da Polícia Civil de Minas Gerais para estar por dentro das informações e ter acesso ao edital assim que ele for publicado.

Vale ressaltar também a importância de ler todo o edital e, se possível, mais de uma vez, para que tenha a certeza de que absorveu todas as informações necessárias do certame. Além disso, também é importante ficar atento às datas para não perder nenhuma das etapas do processo seletivo.

O edital poderá ser publicado no portal da Fumarc ou no site da PC/MG.

Felicia Lopes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 10 Média: 3.2]

Processo Seletivo deverá ficar para o segundo semestre de 2018.

Quem está procurando um novo emprego sabe que está muito difícil conseguir uma oportunidade no mercado de trabalho. Afinal, este se mostra cada dia mais exigente e as vagas que existem são muito concorridas, o que deixa tudo mais difícil. O motivo deste quadro se deve ao fato de que o país atravessa uma forte crise econômica e também política que atingiu todos os setores. Muitas empresas de todos os portes tiveram que encerrar suas atividades, enquanto que outras para conseguirem se manter no mercado tiveram que realizar cortes em seus quadros de servidores. Daí, ocorreu um aumento no número de desempregados no país, buscando por novas formas de driblar esta crise.

E por falar em escapar da crise, muitas pessoas passaram a ver os processos seletivos e concursos em geral, como novas formas de se conseguir uma nova colocação. Dessa forma, o número de pessoas inscritas em concursos públicos aumentou muito desde o ano passado.

Desse modo, quem reside no estado do Mato Grosso e aguarda pela publicação do novo edital de abertura do concurso público da Polícia Civil deve esperar um pouco mais. É que a publicação do edital do certame foi adiada para o segundo semestre deste ano de 2018.

Inicialmente, de acordo com o que foi anunciado por Gustavo Gracia, que é o Secretário de Segurança Pública, o documento já estaria pronto para publicação no mês de março deste ano, porém isso não aconteceu.

O motivo do adiamento se deve ao fato de que o governador do estado, Pedro Taques, ainda não deu a autorização de modo formal, ou seja, não foi publicado no Diário Oficial o documento que autoriza a realização do concurso, documento este que deve conter todas as informações sobre o mesmo. Além disso, somente após essa autorização formal ser concedida é que se poderá contratar uma empresa para organizar e executar todo o processo do concurso.

Mas, ainda existe uma grande expectativa de que isso seja resolvido o mais pronto possível e assim o edital possa ser publicado com todas as informações sobre o certame.

Embora nada ainda tenha sido confirmado, a expectativa inicial é de que o novo concurso público da Polícia Civil do estado de Mato Grosso venha disponibilizar para a concorrência o total de 1.200 vagas, sendo que deste total 600 são para o posto de escrivão e outras 600 são para o posto de investigador de polícia.

Aos interessados em realizar o concurso vale saber que para concorrer a uma vaga, independente do cargo pretendido, o candidato precisará possuir formação em curso superior em qualquer área do conhecimento.
Um profissional que atua em qualquer uma dessas funções recebe inicialmente uma remuneração no valor de R$ 5.310,83, para o cumprimento de uma carga horária de trabalho no total de 40 horas por semana.

O concurso foi realizado em duas etapas, sendo que na primeira os candidatos tiveram que realizar uma prova objetiva, mais uma prova de digitação ( para o cargo de escrivão), exames de saúde, exames de aptidão física, teste psiscológico, além de pasarem por investigação social.

Assim, os aprovados nesta primeira etapa tiveram que na segunda realizar um curso de formação profissional na área de atuação.

O fato de a publicação do concurso ter sido adiada para o segundo semestre deste ano não significa que o concurso não será realizado. O governador do estado já havia confirmado a realização deste concurso, mas por motivos não revelados ainda não foi possível conceder a autorização oficial para que os preparativos tenham início e assim o edital possa vir a ser publicado. Mas, ao que tudo está indicando no próximo semestre tudo estará resolvido e o edital de abertura publicado.

Nesse sentido, se você possui interesse em realizar o Concurso Público da Polícia Civial do estado do Mato Grosso, fique atento à novas informações.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 9 Média: 1.8]

Inscrições poderão ser feitas entre os dias 12 de junho e 11 de julho de 2018.

O Governo do Estado de Goiás, através da sua Secretaria de Segurança, divulgou na última terça-feira, dia 15, o edital para o próximo concurso ao cargo de delegado da Polícia Civil daquele estado.

Esta é uma excelente oportunidade para quem é bacharel em Direito ou para aqueles que estão terminando o curso ainda este ano. Isto porque um dos requisitos básicos para o cargo é possuir curso superior nesta área.

Segundo as informações divulgadas pela instituição daquele estado, os aprovados para o cargo terão que cumprir uma jornada de trabalho de 40 horas semanais e terão uma remuneração inicial de pouco mais de R$ 19.000,00 para quem está em início da carreira.

Além disto, os aprovados não ficarão lotados apenas nas delegacias da capital, mas deverão ser realocados para as diversas delegacias espalhadas pelo interior do estado, de acordo com as necessidades de cada município.

Ao todo, serão selecionados um número inicial de 100 candidatos, sendo que desta, 05 vagas são destinadas aos portadores de deficiência física.

Este número inicial anunciado deverá cumprir um cronograma estabelecido pela própria Polícia Civil para que haja um reforço no esquema de segurança em diversas localidades do estado.

As inscrições deverão ser iniciadas a partir do dia 12 de junho e poderão ser feitas exclusivamente pela internet, até às 23:59hrs do dia 11 de julho.

O valor da inscrição será de R$ 200,00 e todo o processo seletivo ficará por conta da Universidade Estadual de Goiás (UEG). O endereço eletrônico para a inscrição será o seguinte: www.nucleodeselecao.ueg.br.

Vale lembrar aos interessados que somente a inscrição no site não garante a efetiva participação do candidato no processo seletivo. Os participantes deverão realizar o pagamento da respectiva taxa para garantir o seu acesso a todas as fases do concurso.

Os interessados em participar do processo seletivo deverão estar cientes de que deverão enfrentar uma verdadeira maratona de teste e avaliações. Para o cargo de delegado todo o processo seletivo constará de oito fases a serem cumpridas.

A primeira fase é composta de uma prova objetiva, a ser aplicada no dia 12 de agosto. A segunda etapa será composta por questões subjetivas e tem por finalidade de testar os conhecimentos mais aprofundados dos candidatos. Esta segunda etapa será realizada nos dias 25 e 26 de setembro.

Nas duas fases, os candidatos serão avaliados com relação ao grau de conhecimento teórico com relação às seguintes disciplinas: criminologia, medicina legal, legislação aplicada no estado de Goiás e do Brasil, noções de cultura, política e geografia de Goiás, legislação penal e conhecimento específico em algumas áreas do Direito como o penal, processual penal, administrativo, constitucional, administrativo, empresarial, civil, tributário e eleitoral.

Depois desta etapa teórica, os candidatos deverão ser submetidos a outras etapas que deverão constar de outros tipos de avaliação como avaliação médica, testes de aptidão física, exame psicotécnico, análises de títulos, investigação da vida pregressa, exame de aptidão e sanidade mental e a avaliação do formação do aspirante ao cargo em cursos de formação profissional.

O concurso anunciado pelo governo de Goiás terá a validade de apena seis meses, sendo passível de prorrogação por igual período.

Os interessados em participar do concurso podem ter acesso ao edital do referido pleito através da mesma página na qual poderão fazer a sua respectiva inscrição e a mesma já foi citada anteriormente neste artigo.

Se você é bacharel em Direito ou está concluindo o curso até o final do primeiro semestre deste ano, esta é uma boa oportunidade para ingressar numa carreira pública que , apesar dos riscos, poder garantir um salário razoável e uma boa estabilidade funcional. Então não perca tempo e começe a estudar agora ou intensifique seu ritmo de estudo para não perder mais tempo.

Emmanoel Gomes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Seleção contará com 2.750 vagas para Delegado, Investigador, Agente, Papiloscopista, Investigador e Auxiliar.

A rodada de editais da Polícia Civil do Estado de São Paulo está completa. Ao todo, são 2.750 vagas para ingressar na corporação. As oportunidades são para Polícia Civil do estado de São Paulo e contam com cargos de nível médio e superior. O salário mais alto é para o cargo de Delegado da Polícia Civil, onde o salário inicial bate os R$ 10,5 mil por mês.

Veja abaixo maiores informações sobre as carreiras específicas.

Delegado da Polícia Civil do Estado de São Paulo (PC/SP):

As inscrições para o concurso público no cargo de delegado vão até o dia 11 de maio. Serão 250 vagas ofertadas, com salário inicial de 10,5 mil por mês.

O candidato deve ser formado em direito, ter habilitação (CNH) categoria “B” ou superior e ter comprovadamente 2 anos de atividade jurídica e ou dentro da Polícia Civil.

Investigador da Polícia Civil (Investigador PC/SP):

Para o cargo de investigador da Polícia Civil do Estado de São Paulo as inscrições vão até o dia 15 de maio. Serão, ao todo, 600 vagas. O salário base do investigador é de R$ 4.435 por mês.

Para esse cargo, é necessário ter diploma de ensino superior em qualquer área e CNH “B”.

Escrivão da Polícia Civil (Escrivão PC/SP):

Os interessados na carreira de escrivão da Polícia Civil de São Paulo devem se inscrever no concurso público até o dia 15 de maio. O salário inicial é o mesmo do investigador, R$ 4.435 por mês.

Para essa função também é requerido nível superior em qualquer área do conhecimento e Carteira Nacional de Habilitação “B”. Ao todo, o edital oferece 800 vagas para escrivão PC/SP.

Agente de Telecomunicações da Polícia Civil:

O cargo de Agente de Telecomunicações da PC/SP cobra nível médio completo. As inscrições encerram dia 1º de junho. O salário inicial é de R$ 4.281 mês.

Também, o candidato deve possuir CNH “B”. Além desses pré-requisitos, todos os candidatos a cargos passarão por investigação social e devem ter conduta ilibada e idoneidade moral. No cômputo total, são 300 vagas para agente de telecomunicações da PC/SP.

Papiloscopista da Polícia Civil do Estado de São Paulo:

O cargo de Papiloscopista da PC/SP cobra nível médio completo. As inscrições encerram dia 1º de junho. O salário inicial é de R$ 4.281 mês. Similar ao cargo de Agente de Telecomunicações, é necessário ter CNH “B”. Ao todo, serão 200 vagas para Papiloscopista.

Auxiliar de Papiloscopia da Polícia Civil do Estado de São Paulo:

Para esse cargo as inscrições vão um pouco mais além das restantes, o candidato terá até o dia 8 de junho para se inscrever no concurso público. O salário inicial para o cargo de auxiliar de papiloscopia da PC/SP é de R$ 3.596 por mês. Ao todo, serão 200 vagas para esse cargo. Assim como nos demais, é necessário ter CNH “B” e Ensino Médio completo.

Agente de Polícia PC/SP:

Para o cargo de Agente Policial as inscrições no concurso público podem ser realizadas até o dia 8 de junho. O candidato, além de ensino médio completo, precisará ter Carteira de Habilitação Nacional Categoria “D”.

Ao todo, serão 400 vagas para o cargo de Agente de Polícia da Polícia de São Paulo. O salário inicial para esse cargo é de R$ 3.596 por mês.

Muitas Oportunidades, concurso Público PC/SP:

A rodada de editais para os cargos de Polícias Civis de São Paulo está completa. São 2.750 vagas para entrar na corporação, tanto para quem tem formação de nível médio, como também para aqueles que apostam em concursos públicos com salários mais altos e com maior grau de formação.

Ass: Matheus Griebeler

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 5 Média: 2.2]

Certame oferece vagas para papiloscopista policial e agente de telecomunicação policial.

Chegou ao fim a espera pelos editais do concurso PC-SP 2018, pois foram publicados os editais do concurso para os cargos de papiloscopista policial e agente de telecomunicação policial. Essa é uma ótima oportunidade para quem sonha em ingressar na corporação da Polícia Civil de São Paulo. Agora é só ficar atento a todas as informações dadas aqui nesse texto e se preparar da melhor forma possível, pois as vagas serão bem disputadas e tudo indica que o número de inscrições será alto. Veja as principais informações desse concurso logo abaixo.

Conheça o número de vagas para cada cargo

Foram confirmadas 500 vagas ao todo. E elas serão divididas assim:

– 200 Vagas para papiloscopista policial

– 300 Vagas para agente de telecomunicação policial

Muitas pessoas acham que esse número de vagas ainda é bem pouco, em vista da precisão de funcionários nas vagas citadas acima, porém, esse concurso tem um maior número de vagas, se comparado a muitos outros. O ideal é não deixar esse número causar um impacto negativo aos interessados em realizar a inscrição, pois tudo pode acontecer. Se você deseja entrar para a Polícia Civil de São Paulo, essa pode ser sua grande chance.

Informações sobre a remuneração para ambos os cargos citados acima

Ambas remunerações são boas e trarão estabilidade financeira para quem conseguir passar e entrar para essa corporação. A remuneração para as duas funções é a mesma e tem salário total de R$ 4.281,51, que é a soma do salário de R$3.589,87 somado ao valor de R$691,64 que é referente ao adicional.

Veja as exigências feitas para os candidatos que vão fazer a inscrição para o concurso da Policia Civil de São Paulo

Todos os candidatos devem seguir alguns critérios de inscrição para esse concurso, que são:

– Ter carteira de habilitação na categoria B

– Ter conduta impecável em sua vida privada e pública

– Ter concluído o Ensino Médio e possuir o diploma

Informações sobre a inscrição desse concurso

Os candidatos podem se inscrever a partir do dia 3 de maio e vão até o dia 1º de junho. As inscrições devem ser feitas no site www.vunesp.com.br. A taxa de inscrição tem valor único de R$56,54. Os candidatos devem ficar ligados para não perder a data de inscrição e é preciso muita atenção na hora de preencher a fixa de inscrição, para não colocar nenhuma informação errada.

Veja como serão as provas para os dois cargos do concurso da Polícia Civil de 2018.

Para o cargo de papiloscopista policial as provas terão 80 questões objetivas que serão divididas nas seguintes matérias:

– 20 Questões de noções de informática

– 20 Questões de língua portuguesa

– 5 Questões de noções de criminologia

– 5 Questões de noções de direito

– 8 Questões de noções de identificação

– 7 Questões de noções lógicas

– 5 Questões de noções de biologia

– 5 Questões de noções de medicina e odontologia legal

– 5 Questões de atualidades

Para o cargo de agente de telecomunicação policial as provas terão 80 questões objetivas e vão ser divididas nas seguintes matérias:

– 30 Questões de noções de informática e comunicação

– 30 Questões de noções de língua portuguesa

– 6 Questões de noções de direito

– 4 Questões de noções de criminologia

– 4 Questões de lógicas

– 6 Questões de atualidade

A primeira fase da prova desse concurso será com a prova preambular que é a mais importante e pode eliminar os candidatos e também vai classificá-los. As questões serão de múltipla escolha e os candidatos vão ter o total de 4 horas para conseguir terminar essa prova.

Vale lembrar que todos os candidatos devem chegar com pelo menos 1 hora de antecedência da hora marcada para prova.

Boa sorte a todos os candidatos!

Escrito por Cristiane Amaral

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 12 Média: 3.4]

Profissionais interessados podem se inscrever até o dia 15 de maio de 2018.

Teve início na última segunda-feira, dia 16 de abril, o prazo para as inscrições nos editais do concurso público da Polícia Civil do Estado de São Paulo, a PC/SP. As carreiras em aberto são as de investigador de polícia e de escrivão.

No total, o processo seletivo busca o preenchimento de 1.400 oportunidades, sendo que dessas 70 estão reservadas para as pessoas com algum tipo de deficiência. A distribuição das ofertas se dará da seguinte forma: 600 vagas para investigador de polícia e outras 800 para o cargo de escrivão de polícia.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o certame? Nós te damos todas as dicas que você precisa saber para não ficar de fora. Vamos a elas.

Pré-requisitos das vagas

Podem participar do concurso da PC/SP os candidatos que tiverem um diploma de conclusão de curso em ensino superior, não importando qual a sua área de conhecimento. Além disso, é fundamental a carteira de habilitação em categoria “B” e uma conduta correta tanto na vida pública como na privada.

Como faço para me inscrever?

As inscrições podem ser feitas no site da empresa que é responsável por toda a organização e pela execução do processo seletivo, a Fundação Vunesp. O endereço eletrônico, portanto, é o www.vunesp.com.br.

Vale lembrar que as inscrições somente são válidas até o dia 15 de maio, não sendo disponibilizado um local físico para a realização delas. Além disso, para efetivar a participação é cobrada uma taxa simbólica para ambas as funções no valor de R$ 84,81. O pagamento dessa é realizado por boleto bancário, devendo ser efetuado na data limite de seu prazo, sempre observando o horário de funcionamento da instituição bancária.

Processo seletivo do concurso

Serão diversas etapas que compõe o concurso da PC/SP. A primeira é a prova preambular, sendo ela de caráter eliminatório e classificatório.

Com 100 questões de múltipla escolha, sua aplicação será no dia 10 de junho, nas seguintes cidades: Bauru, Araçatuba, Campinas, Ribeirão Preto, Presidente Prudente, Santos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Piracicaba, São Paulo (região metropolitana e capital) e Sorocaba.

Para o cargo de investigador de polícia, o exame será distribuído em: 30 questões sobre noções de Direito, 30 de língua portuguesa, 10 de lógica, 10 de criminologia, 10 de atualidades e 10 de noções de informática.

Já para o escrivão de polícia, a prova preambular terá: 36 questões sobre a língua portuguesa, 30 sobre noções de Direito, 18 sobre noções de criminologia, atualidades e noções de lógica e 16 de informática.

Quem passar por essa etapa será convocado para realizar a prova escrita, de caráter eliminatório e classificatório.

O concurso da Polícia Civil de São Paulo também contará com outras etapas. São elas: comprovação sobre a idoneidade e a conduta correta do candidato mediante a investigação social (caráter eliminatório), prova oral (eliminatória e classificatória) e, por fim, a análise de títulos (classificatória).

Remuneração dos cargos

Tanto a remuneração inicial do investigador de polícia como a do escrivão é de R$ 4.435,62. Esse inclui o salário, que é de R$ 3.743,98 e corresponde à soma total dos valores baseados no salário e na gratificação do Regime Especial de Trabalho Policial, e o adicional referente à insalubridade, no valor de R$ 691,64.

Outro concurso da PC/SP

Além das oportunidades já mencionadas, a Polícia Civil de SP também está com as inscrições abertas em outro edital, para o preenchimento de 250 vagas como delegado. Dessas, 13 serão reservadas para pessoas com deficiência.

Com salário de R$ 10.579,71, as inscrições também são realizadas pela Fundação Vunesp e seguem até o dia 2 de maio. A carreira possui como exigência o diploma em nível superior no curso de Direito, bem como CNH categoria B ou superior e, ainda, a comprovação mínima de dois anos em atividade jurídica ou no exercício de um cargo como policial civil.

Kellen Kunz

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 6 Média: 3.7]

Seleção conta com 350 vagas para Agente, Perito e Delegado.

Nesta última Segunda-Feira, dia 16, foi aberto um novo concurso da Polícia Civil no estado do Piauí, com um total de 350 vagas para formação inicial de um cadastro de reserva.

Os cargos são respectivamente de Agente (com 250 postos), Perito (com 50 postos) e Delegado (com 50 postos).

Salários e Jornadas de Trabalho

Os cargos oferecidos terão jornada de 44 (quarenta e quatro) horas semanais e os salários ofertados são:

  • Cargo de Agente, R$ 5.7368,88.
  • Cargo de Perito, R$ 16.391,11.
  • Cargo de Delegado, R$ 16.391,11.

Especificamente para o cargo de Perito, são ofertados um total de 15 áreas para escolha:

  • Médico Legista com 9 vagas
  • Médico Legista de Patologia com 1 vaga
  • Médico Legista de Psiquiatria com 1 vaga
  • Criminal de Biologia com 6 vagas
  • Criminal de Contabilidade com 1 vaga
  • Criminal de Engenharia Agronômica com 3 vagas
  • Criminal de Engenharia Civil com 5 vagas
  • Criminal de Engenharia Elétrica com 2 vagas
  • Criminal de Engenharia Florestal com 3 vagas
  • Criminal de Engenharia Mecânica com 1 vaga
  • Criminal de Farmácia com 6 vagas
  • Criminal de Física com 5 vagas
  • Criminal de Informática com 1 vaga
  • Criminal de Medicina Veterinária com 2 vagas
  • Criminal de Química com 4 vagas

Requisitos Mínimos

O requisito mínimo pedido para os candidato é comprovada formação em Ensino Superior.

Inscrições

As inscrições estão sendo organizadas pelo órgão Nucepe (Núcleo de Concurso e Promoção de Eventos), com data e horário limite de recebimento para o dia 15 de Maio às 23h59, sendo o horário local.

Todo o registro é feito de forma online através do site da própria Nucepe (http://nucepe.uespi.br), o candidato interessado deverá pagar um valor de R$ 150,00 para inscrição nos cargos de Agente e Perito e R$ 200,00 para inscrição no cargo de Delegado.

As Provas e Etapas

Serão realizadas no dia 10 de Junho de 2018 para o cargo de Delegado e Agente e em 1 de Julho para o cargo de Perito.

As provas iniciais serão objetivas, haverá provas dissertativas, estas ocorrerão na mesma data das provas objetivas para os cargos de Agente e Perito.

Para os cargos de Delegado, as provas dissertativas serão realizadas no dia 8 de Julho.

Vencidas todas estas etapas, os candidatados passarão por exames para averiguação de saúde e checagem de antecedentes com investigação de cada candidato socialmente.

Os cargos de Delegado e Agente passarão ainda por avaliações psicológicas complementares, ainda no cargo de Delegado será feita uma análise de seus títulos.

Vale ressaltar que os editais ressaltam que todas estas fases serão realizadas na cidade de Teresina, capital do estado.

Editais e outras Informações

Em um total de três editais, a Secretaria de Administração do Piauí, informa que este concurso tem validade inicial de dois anos, com possibilidade de ser prorrogado para mais dois, sempre com aval do estado.

Atribuições para cada Cargo

O candidato ingressante deverá ter ciência das principais atribuições de cada cargo, são elas:

Agente

  • Terá autoridade para investigações, diligências e também coleta e elucidação de infrações.
  • Poder de realizar prisões em flagrante ou mesmo através de mandato.
  • Realizar demais atividades expedidas através das autoridades policiais competentes
  • Condução de viaturas e operação de equipamentos para comunicação.

Perito

  • Emissão de Laudos e identificação e execução de atividades periciais
  • Execução de ações de ordem administrativas no local do crime
  • Execução de ações em laboratórios necessários para atuação da parte pericial
  • Realizar determinações e responsabilidades designadas por seus superiores

Delegado

  • Cumprir através de sua competência e designação as principais atividades dos aspectos da Policia Judicial
  • Determinar e investigar autos policiais assim como designar diligências para investigação
  • Dirigir a Delegacia e praticar atos de cunho administrativo
  • Cumprir e fiscalizar todas as funções institucionais da Polícia Civil do Estado do Piauí.

Boa Sorte a todos.

Autor: C. B.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 6 Média: 3.8]

Interessados podem se inscrever até o dia 15 de maio de 2018.

Boas notícias para quem está na espera do concurso da Polícia Civil/MG.

Estão abertas as inscrições para o concurso de delegado da Polícia Civil/MG de 2018,, e a espera foi muita por muitos candidatos que almejam entrar nessa corporação. As inscrições foram abertas no dia 16 de abril desse ano e muitas pessoas estavam no aguardo desse dia. Essa é uma ótima oportunidade para quem quer ter uma ótima estabilidade financeira e ter uma carreira consolidada. Veja abaixo as principais informações sobre esse concurso.

Informações sobre a inscrição desse concurso

As inscrições devem ser feitas no site www.fumarc.com.br. Elas podem ser feitas até o dia 15 de maio, no horário máximo das 23h. o valor da taxa para o concurso de delegado da Policia Civil/MG 2018 é de R$212,00. Para quem acha que o valor da taxa está muito acima da média, a resposta é que o salário para esse cargo é alto.

Quem pode fazer o concurso para delegado da Polícia Civil/MG 2018

Os candidatos que tiverem o nível superior na área de direito podem concorrer as vagas para delegado desse concurso. Se esse é seu caso, faça logo sua inscrição.

Qual a quantidade de vagas para esse concurso?

Para esse concurso são apenas 76 vagas, que serão distribuídas entre as delegacias regionais dentro do interior do Estado.

Remuneração do cargo de delegado da Policia Civil/MG 2018

A remuneração para o cargo de delegado da Policia Civil/MG é de R$ 11.475,57 e a jornada semanal para esse cargo é de 40 horas de trabalho. Essa é uma ótima oportunidade para quem quer realizar esse sonho de entrar para essa corporação nesse cargo.

Veja como vai funcionar as provas desse concurso

Esse concurso será dividido em sete etapas, no qual a primeira delas será no dia 17 de junho. Nessa primeira fase os candidatos irão fazer uma prova objetiva que terá 70 questões de múltipla escolha. Essa prova tem o nível de dificuldade alto e por isso é bom estudar muito para ter mais chances de passar.

Os candidatos terão 4 horas e meia para realizar essa prova, pode ser que alguns desses candidatos achem esse tempo curto, porém, esse é o tempo médio para concursos desse segmento. Dentro dessa prova serão abordados os seguintes temas: Medicina legal, conteúdos de criminologia, direitos humanos, conhecimentos em direito civil, administrativo, processual pleno, penal e constitucional.

Já as demais etapas serão aplicadas prova dissertativa que será no dia 12 de agosto e prova oral que será no dia 2 de outubro. E nas outras fases serão feitos exames biomédicos/biofísicos, avaliação psicológica, investigação social e análise de títulos. As datas para esses exames ainda não foram decididas.

Veja algumas das funções do cargo de delegado da Polícia Civil

Ele vai decidir sobre indiciamento, vai requisitar a realização de exames periciais, pedindo informações, documentos e dados, entre outros, presidir inquéritos policiais, vai fazer a lavratura de autos de prisões em fragrantes, formalizar o ato de indiciamento, vai promover o bem-estar geral a garantia das liberdades públicas, vai ser responsável por termos circunstanciados de ocorrência, vai representar a autoridade judiciária para a decretação de medidas cautelares reais e pessoais, vai presidir a investigação criminal de acordo com seu livre conhecimento técnico-jurídico, entre outros.

Dicas para quem quer uma das 76 vagas desse concurso

O cargo de delegado da Policia Civil/MG é de muita responsabilidade, por isso o candidato vai encontrar diversas exigências dentro de todas as etapas da seleção. A primeira coisa a ser feita é estudar por muitas horas por dia, separe as horas de estudo de acordo com temas que vão ser abordados na prova. O mais indicado é fazer um curso pago, pois normalmente o estudo em casa ou sem ajuda não é tão completo. Veja o edital e vaja quais serão os exercícios que vão ter no teste físico. Tenha confiança nos seus conhecimentos e muita calma na hora de realizar cada etapa.

Boa sorte a todos os candidatos!

Escrito por Cristiane Amaral

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 3.7]

Comissão do Concurso já está formada. Salário pode passar dos R$ 5 mil.

Na última terça-feira, dia 27 de março, foi formada a comissão que vai escolher a banca organizadora do concurso público da Polícia Civil do Estado do Paraná, que deve selecionar um total de aproximadamente cem candidatos para ocupar aos cargos de escrivão. Além dessas vagas que serão disponibilizadas, ainda haverá CR, ou seja, cadastro reserva para aqueles que prestaram aos exames ficando em colocações próximas das cem primeiras. Até o momento, sabe-se que um dos requisitos estabelecidos para que os interessados possam inscrever-se é que ele possua formação de nível superior, além de estar por dentro de outras exigências. Há informações ainda de que, no início, o salário pode superar os R$ 5.000 que é o valor atual.

Sendo assim, se o leitor possui diploma no curso superior de Direito ou conhece alguém que o tenha e deseja participar de um processo seletivo como esse, não deixe de acompanhar as informações a seguir, pois elas podem ser de grande utilidade para a realização desse sonho.

É isso mesmo, a PC/PR (Polícia Civil do Estado do Paraná) anunciou, nos últimos dias, a publicação dos nomes de cada um dos membros que formam a mais nova comissão, que deve tratar da escolha da banca organizadora, responsável por elaborar o novo edital, assim como as etapas para a seleção dos candidatos nesse concurso público, que visa selecionar novos profissionais para desempenharem a função de escrivão da PC/PR.

Não é novidade para aqueles que se dedicam a estudar a fim de realizar aos mais variados tipos de provas de concursos públicos que, desde o início do mês de fevereiro, o Sinclapol (Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná) havia divulgado, por meio de nota, em um comunicado, que o governador do do Estado do Paraná, em exercício da função, Beto Richa, havia se pronunciado sobre a autorização de se realizar um novo concurso público, para ser realizado neste ano de 2018, com o intuito de selecionar entre os inscritos, cerca de 100 pessoas, para desempenharem as funções de escrivão e ainda garantiu o cadastro reserva.

Houve interesse? Quer saber mais sobre como participar desse concurso público? Então, para garantir a participação nesse certame e conquistar a tão sonhada vaga de escrivão do da PC do Estado do Paraná, é preciso que o candidato esteja por dentro de algumas exigências pré-estabelecidas que são as seguintes: possuir o mínimo de 21 anos de idade, ter a Carteira de Habilitação na categoria B, isto é, a necessária para a direção de automóveis e por fim, ser formado em nível superior no curso de Direito.

Vale salientar que uma vez que a comissão é formada, é esperado que seus membros possam reunir-se e, dessa forma, entrarem em consenso sobre qual a banca organizadora será a responsável pelo certame. Dessa forma, assim que chegarem em uma decisão, juntos, será anunciado o dia em que o edital deve ser publicado, assim como o início das datas de inscrição.

O Sinclapol se manifestou recentemente dizendo que o número atual de escrivães espalhados pelo Estado do Paraná é insuficiente para atender à demanda de tarefas que cresce exponencialmente. Por consequência, os atuais profissionais precisam trabalhar com uma sobrecarga de tarefas muito acima do aceitável. Sendo assim, ao que parece, essa é uma das maiores insatisfações dos membros de tal sindicato, já que trabalham muito mais que o esperado e o último concurso público foi realizado no ano de 2009, assim como, as últimas nomeações foram no ano de 2014.

Como todo concurso público da Polícia Civil, espera-se que este tenha um grande número de inscritos. Dessa maneira, para conseguir à vaga almejada, é preciso muita dedicação e foco nas matérias que mais caem no certame. Nesse caso, fique atento às próximas informações, pois é possível que o edital já tenha sido publicado no Diário Oficial e, a partir disso, é possível refazer as provas anteriores do concurso e assim ter uma maior base e preparo para o dia da prova.

Ana Paula Oliveira Coimbra

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 8 Média: 2.3]

Concurso foi autorizado e deverá oferta 119 vagas para o cargo de Escrivão da Polícia.

A Polícia Civil de Minas Gerais autorizou o concurso público que deve oferecer, pelo menos, 119 vagas de emprego.

É isso mesmo! A PC/MG fez a confirmação que a Câmera de Orçamento e Finanças autorizou a realização do novo certame, que abre vagas para a função de Escrivão da Polícia. Sabe-se que, no total, devem ser oferecidas aproximadamente cerca de 119 vagas.

Os interessados a participar do processo de seleção devem ter formação de nível superior, mas, nesse caso, não há especificação de área. Sabe-se que o salário inicial pode chegar a, aproximadamente, cerca de R$ 4.100.

Vale salientar que para trabalhar exercendo função desse cargo, o candidato precisa ter disponibilidade de tempo, uma vez que, a grade de horário é de cerca de 40 horas por semana. Sendo assim, durante os cinco dias da semana, o servidor precisa cumprir uma carga horária de aproximadamente oito horas por semana.

O que torna esse concurso público ainda mais concorrido, uma vez que, além do salário mensal, que não deixa a desejar, os aprovados ainda podem contar com outros benefícios como auxílio-alimentação e auxílio-transporte.

Até o momento, ainda não houve a publicação do edital. No entanto, devido à real necessidade de que o concurso público aconteça de forma mais rápida possível, a expectativa é que seja publicado muito em breve, isto é, ainda neste primeiro semestre do ano de 2018.

Segundo o chefe da Polícia Civil, as medidas para que a publicação do edital ocorra, no menor período de tempo possível, já estão sendo tomadas. O chefe da PC/MG realçou ainda que a autorização para que esse processo de seleção, que dá abertura a novas vagas de emprego, é um passo a frente não apenas para a Polícia Civil, que há tempos trabalha com um número defasado de funcionários, isto é, o número de profissionais atuantes na área, ainda é bastante inferior para a demanda de serviços da população. Sendo assim, a sociedade também sai ganhando, uma vez que, muitas vezes os funcionários não conseguem atender de forma satisfatória as necessidades da população, o que muitas vezes gera um grande descontentamento por parte do atendimento que é oferecido.

Sendo assim, a execução do concurso público, que antes era apenas um plano estipulado no papel e no momento está tomando forma, realça a preocupação do Estado em reforçar o quadro de funcionários na área de segurança pública. É necessário destacar isso, pois como se sabe, o Estado de Minas Gerais, não muito diferente da situação de outros Estados brasileiros, está sofrendo por uma grave crise econômica, mas, mesmo assim, tem como prioridade manter um número de mínimo de funcionários que consigam atender a demanda de serviços.

É necessário chamar a atenção de quem possui o interesse em participar do certame que apesar do salário oferecido não ser nada mal e ainda haver benefícios externos, aquele que ficar à frente do cargo precisa ter em mente que, por vezes, pode estar colocando a sua vida em risco. Além disso, além de cumprir o horário já estipulado, às vezes, é preciso ir em horários irregulares, ou seja, que não foram estipulados. Dessa forma, o profissional deve responder ao chamado a qualquer hora que o apoio for solicitado.

Como o edital não foi publicado, por hora, ainda não se tem informações sobre qual será a banca organizadora, responsável por elaborar a prova de seleção, bem como outras etapas, com o intuito de avaliar outras aptidões do candidato. No entanto, no último concurso, que ocorreu em 2011, ficou sob responsabilidade da Fundação Mariana.

Dessa forma, a prova era formada por 60 questões objetivas e de múltipla escolha, em que eram cobrados conhecimentos de várias áreas do conhecimento.

Por Ana Paula Oliveira Coimbra

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 13 Média: 2.8]

Concurso contará com 2.750 oportunidades

Muita gente se encontra em preparação e na expectativa da publicação do edital de abertura de um novo concurso da Polícia Civil de São Paulo. Bem, se essa for a sua situação, pode continuar dando sequência aos seus estudos preparatórios, pois as últimas notícias que chegam apontam que a empresa responsável pela organização do concurso já foi contratada, o que significa que o concurso realmente irá acontecer. Continue lendo este artigo e saiba de todas as informações sobre mais este certame.

É isso mesmo, a Polícia Civil do Estado de São Paulo irá realizar um novo concurso público. A notícia foi oficialmente confirmada nesta última sexta-feira, quando ocorreu a publicação no Diário Oficial do Estado do nome da empresa contratada para a organização do certame, que no caso será a Vunesp.

Assim, as primeiras informações sobre o concurso apontam que serão disponibilizadas para a concorrência um total de 2.750 vagas.

A contratação da banca se deu de forma direta, de modo que o processo licitatório foi dispensado. O Contrato entre as partes já foi assinado e a expectativa é de que em breve os editais já possam ser publicados, o que deve acontecer ainda neste mês de março.

Do total de vagas disponibilizadas no certame, 1.100 são para postos que exigem formação de nível médio e as restantes (1.650 vagas) são para cargos que exigem formação de nível superior.

Desse modo, quem possui ensino médio completo poderá concorrer aos seguintes cargos:

– Agente de telecomunicações: 300 vagas;

– Papiloscopista policial: 200 vagas;

– Agente de polícia: 400 vagas;

– Auxiliar de papiloscopista: 200 vagas.

Profissionais que atuam nos cargos de agente policial e de papiloscopista recebem inicialmente uma remuneração no valor de R$ 3.428,38, valor este em que já está incluído o adicional de insalubridade no valor de R$ 634,78. Já os profissionais que atuam nos cargos de agente de telecomunicações e papiloscopista, a remuneração inicial prevista é no valor de R$ 4.086,56, valor este em que também já está incluído o adicional de insalubridade no valor de R$ 634,78.

Já quem possui formação de nível superior os cargos disponíveis são:

– Delegado: 250 vagas;

– Escrivão: 800 vagas;

– Investigador de polícia: 600 vagas.

Um delegado da Polícia civil possui uma remuneração inicial no valor de R$ 10.142,55. Já profissionais que atuam nos cargos de escrivão e investigador de polícia recebem inicialmente uma remuneração no valor de R$ 4.194,76.

Como ainda não foi publicado o edital de abertura do concurso, não se pode afirmar com exatidão algumas informações. Porém, já se sabe que as provas para os cargos de escrivão e investigador devem ser realizados no mesmo dia e horário, pois assim os candidatos teriam que escolher concorrer a apenas um das carreiras disponíveis, pois é comum alguns candidatos passarem nas duas carreiras e restarem vagas em aberto, fazendo com que o processo de nomeação dos candidatos demore. Tanto que já no dia 09 do mês de novembro de 2017 foi publicada no Diário Oficial uma determinação que especifica que as provas para as carreiras de escrivão e de investigador devam ser realizadas no mesmo dia.

Nesse sentido, se você possui interesse em realizar este concurso já comece a se prepara para a realização das provas, pois ao que tudo indica após a contratação da banca organizadora o próximo passo é a publicação do edital de abertura do certame, assim como seu cronograma. Desse modo, para começar a se preparar verifique em editais de concursos passados para o cargo almejado, os conteúdos pragmáticos geralmente cobrados e assim já comece seus estudos preparatórios.

Fique atento às novas informações e a publicação dos editais que deve acontecer ainda neste mês de março.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 59 Média: 2.9]

Certame deverá oferecer 2.100 vagas.

Entre os melhores concursos em vias de oficialização está o processo seletivo para cargos na Polícia Civil-DF. Estão sendo solicitadas 2.100 vagas para o mesmo. Este certame está sendo programado para realização neste mesmo ano de 2018. Em realidade, este concurso foi anunciado no dia 21 de abril de 2017 e desde então tem despertado muitas expectativas. A divulgação ocorreu por meio da direção da instituição, ao longo de um evento ocorrido no dia do policial civil na Capital Federal.

Assim, os procedimentos de autorização permanecem em trâmite no interior da diretoria da Polícia Civil do Distrito Federal, PC-DF. A retomada do processo aconteceu a partir do dia 1º de fevereiro de 2018, estando em avaliação para a devida autorização, a qual validará este novo concurso público do órgão, já aguardado desde o dia 21 de abril de 2017. Conforme as informações angariadas da própria direção, oficialmente serão ofertadas exatamente 2.100 vagas para diversos postos de trabalho. Entretanto, informações sobre a distribuição de todas as vagas em conformidade com os cargos ainda não estão disponíveis. Assim que este processo de seleção for definitivamente autorizado, oficializado e publicado o seu edital, a quantidade de vagas será, então, revelada exatamente.

Apesar da quantidade elevada de oportunidades a serem oferecidas, foi anunciado pelo sindicato desta categoria que a demanda por vagas ainda pode ser insuficiente no que toca à urgência de se renovar o quadro de servidores da corporação, dado que até o ano de 2020 estima-se que mais de mil profissionais policiais estarão em vias de se aposentar. Desde o início do ano de 2017, mais de 150 policiais deram entrada às suas aposentadorias.

O histórico do concurso anterior, o qual abriu vagas para cargos na mesma corporação, foi realizado no ano de 2016, em que estavam disponíveis em torno de 100 postos destinados ao cargo de perito criminal, sendo que a meta da instituição era de 20 contratações imediatas e mais 80 destinadas à formação do cadastro reserva de pessoal. No concurso promovido no ano anterior a esse, em 2015, esta mesma corporação estava ofertando em torno de 417 vagas, para o preenchimento de postos de trabalho voltados apenas para candidatos com nível superior de formação acadêmica, das quais 170 estavam programadas para imediato preenchimento, ficando as demais 247 destinadas à formação do cadastro reserva de pessoal.

Naquela ocasião, as vagas em aberto estavam programadas para preencher postos de trabalho no setor de Papiloscopista, que estava com 50 vagas para imediato preenchimento e mais 107 vagas para a formação do cadastro reserva; também houve postos de trabalho de perito médico legista, com 20 vagas de imediato preenchimento e mais 40 para formação de cadastro reserva de pessoal e postos no setor de delegado de polícia com 100 vagas de imediato preenchimento e mais 100 vagas para formação de cadastro reserva de pessoal.

É um concurso para cargos na Polícia Civil da Capital Federal, Brasília, promovido pela própria corporação, ofertando inicialmente 2.100 vagas e próximo de sua publicação definitiva.

Professores e outros profissionais da CERS Cursos estão lançando diversos métodos de estudo e dicas importantes sobre a natureza desta vocação, ou seja, os trabalhos a serem realizados nessa área e a vantagem de se atuar nesse setor policial. Entretanto, todos os interessados nessa profissão precisam estudar muito por meio dos cursos preparatórios, dado que o número de concorrentes está crescendo a cada ano, tornando imprescindível uma preparação de grande qualidade.

É de grande valor ressaltar a importância, a gravidade e a responsabilidade que, entre tantas profissões, esta acarreta.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 68 Média: 3]

Inscrições podem ser feitas até o dia 15 de maio de 2018.

O início oficial do concurso público da Polícia Civil de Minas Gerais foi marcado pela publicação do edital oficial de abertura nº 01/2018. O certame tem como principal objetivo o preenchimento de nada menos que 76 vagas, sendo que todas as vagas são destinadas ao cargo de Delegado de Polícia Substituto. Os futuros contratados serão lotados em Unidades Policiais das Delegacias Regionais. Confira mais informações a respeito dessa oportunidade na continuação desta matéria.

Com organização da Fundação Mariana Resende Costa (FUMARC) e a Academia de Polícia Civil de Minas Gerais (ACADEPOL), este é um dos principais certames da região para 2018. Os futuros contratados terão direito a remuneração inicial no valor de R$ 11.475,57, que corresponde à carga horária de 40 horas semanais e ao Nível I, Grau A.

Para aqueles interessados em participar deste certame, é importante destacar que os candidatos devem atender aos pré-requisitos estabelecidos no edital para investidura no cargo ofertado. Com isso, é necessário: possuir idade mínima de 18 anos completos até a data da posse; estar em dias com as obrigações militares (no caso de candidatos do sexo masculino), bem como com as obrigações eleitorais; ser brasileiro nato ou naturalizado; possuir pleno exercício dos direitos políticos e civis; além de ter concluído curso de graduação em Direito em uma instituição de ensino superior devidamente reconhecida pelo MEC. Uma aprovado no certame, caso o candidato não comprovar o atendimento de todas essas exigências perderá o direito de tomar posse como delegado Substituto da Polícia Civil de Minas Gerais.

Inscrição

Para os interessados em participar deste certame, saibam que o período de inscrições se dará de 16 de abril a 15 de maio de 2018. Além disso, é importante destacar que o procedimento de inscrição se dará, de forma exclusiva, por meio da internet. Sendo assim, você poderá realizar sua inscrição através do site oficial da ACADEPOL (https://acadepol.policiacivil.mg.gov.br/) ou pelo site oficial da FUMARC (www.fumarc.com.br).

A inscrição do candidato só será devidamente confirmada após o pagamento da taxa de inscrição. Essa taxa será de R$ 212,00 para todos os candidatos. É possível solicitar a isenção do pagamento dessa taxa, caso o candidato atenda a uma das exigências para tal procedimento.

O candidato comprovadamente desempregado ou na condição de hipossuficiência econômica financeira ou que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) poderá solicitar a isenção do pagamento da taxa de inscrição. Será possível realizar o pedido entre às 09h00 do dia 16 de abril até às 23h00 do dia 20 de abril de 2018.

Para requerer a isenção do valor da taxa de inscrição basta preencher o formulário “Requerimento Eletrônico de Isenção”. Uma vez preenchido e confirmados os dados cadastrais, uma comissão irá avaliar o deferimento ou não do pedido.

Processo Seletivo

Confira abaixo todas as etapas desse certame:

· Provas de Conhecimentos: prova objetiva (de caráter eliminatório e classificatório), prova dissertativa (de caráter eliminatório e classificatório) e prova oral (de caráter eliminatório e classificatório);

· Avaliação psicológica, de caráter eliminatório e classificatório;

· Exames biofísicos e biomédicos, de caráter eliminatório;

· Provas de títulos, de caráter classificatório;

· Investigação social, de caráter eliminatório.

A prova objetiva deverá ser aplicada na data provável de 17 de junho de 2018, segundo consta no edital oficial de abertura. A mesma será aplicada em Belo Horizonte e terá duração mínima de duas horas e máxima de quatro horas e meia. Confira abaixo os assuntos abordados nesta prova bem como seu respectivo número de questões:

· 10 questões de Direito Administrativo;

· 10 questões de Direito Civil;

· 10 questões de Direito Constitucional;

· 10 questões de Direito Penal;

· 10 questões de Direito Processual Penal;

· 05 questões de Direitos Humanos;

· 10 questões de Medicina Legal;

· 05 questões de Noções de Criminologia.

Para mais detalhes acesse o edital oficial de abertura através do site oficial da FUMARC, por meio do link www.fumarc.com.br.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 11 Média: 2.8]

Certame deverá ofertar vagas para Delegado, Escrivão e Inspetor.

Está previsto para este ano o concurso público da Polícia Civil do Ceará. Foi divulgado no Diário Oficial do Estado, que o governo abriu crédito suplementar para área de segurança, e tudo indica que o certame vai ter oportunidades para as carreiras de delegado, escrivão e inspetor.

Mas, ainda não se sabe o quantitativo de vagas e a expectativa é que o concurso para PC-CE seja autorizado nas próximas semanas. Que tal antecipar e começar a programar os seus estudos?

Como foi o último concurso?

O último concurso para a PC-CE foi organizado pela Fundação VUNESP e contou com um total de 763 vagas, que foram distribuídas entre os cargos de escrivão, delegado e inspetor.

A remuneração inicial para os cargos foi de R$ 14.592,00 para delegado e R$ 2.946,19 para inspetor e escrivão. A jornada de trabalho era de 40 horas semanais.

Provas do último concurso PC-CE

Os cargos de escrivão e inspetor contou com provas objetivas e também curso de formação profissional. Para o cargo de delegado, além dessas fases, também teve prova discursiva e análise de títulos.

Além dessas etapas, para os cargos haverá sindicância de vida pregressa, prova prática de digitação (para escrivão), teste de capacidade física (para inspetor e delegado), além de avaliação médica, psicológica e exame toxicológico.

Que tal começar a programar os seus estudos? Para o cargo de escrivão, a prova objetiva foi composta por 8 questões de informática, 14 de direito penal, 12 de legislação extravagante e 12 de direito processual penal.

Em relação ao cargo de inspetor, foram cobradas 10 de português, 8 de informática, 12 de constitucional, 12 de direito administrativo, 14 de direito penal, 12 de processo penal e 12 de legislação penal extravagante.

Para o cargo de delegado, a prova teve 10 questões de português, 5 de noção de administração pública, 5 de informática, 5 de constitucional, 6 de administrativo, 6 de direito penal, 14 de processo penal, 12 de legislação penal extravagante, 8 de medicina legal, 5 de direitos humanos, 4 de direito civil, 4 de processo civil, 4 de legislação ambiental, 4 de direito tributário, 5 de legislação especial e 4 de criminologia. Os candidatos também fizeram uma peça processual e duas questões discursivas.

Requisitos para concorrer aos cargos da PC-CE

Ficou interessado na oportunidade? Para concorrer aos cargos de escrivão e inspetor é necessário ter nível superior em qualquer graduação e carteira nacional de habilitação de no mínimo categoria B.

Para o cargo de delegado, é requisito ser graduado em direito e também ter carteira nacional de habilitação de no mínimo categoria B.

Como estudar para o concurso PC-CE?

Comece a estudar antes da publicação do edital, para que você possa ter tempo para formar uma base de conhecimento nas disciplinas, principalmente se está começando nessa caminhada agora.

Faça um planejamento de acordo com o último edital do concurso, que pode ser acessado por esse link: https://documento.vunesp.com.br/documento/stream/UENDRTE0MDF8MDAwMDA0Nzk1.

Leia o documento com atenção e organize a sua rotina. Procure um preparatório online ou presencial e estude com apostilas atualizadas e específicas do concurso PC-CE.

Como a banca do último certame foi a VUNESP, faça muitos exercícios da organizadora, não só para fixar o conteúdo estudado, mas, principalmente, para aprender o estilo, a forma de cobrança e os tipos de questões mais recorrentes.

Quando o novo edital for publicado, refaça o seu planejamento e intensifique ainda mais a sua preparação. Abra mão de festas, encontro com os amigos e mantenha o foco no seu objetivo.

Estudar para concurso requer dedicação, principalmente se você quer resultado para estar entre os melhores e conquistar a sua vaga de uma vez no serviço público.

Que você tenha muito sucesso e compartilhe a dica com os seus amigos!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 120 Média: 2.9]

Editais devem ser publicados em fevereiro.

Para quem se encontra na expectativa de novas informações sobre um novo concurso público da Polícia Civil do estado de São Paulo, as informações que chegam são bastante animadoras. É que o concurso se encontra na fase de escolha da empresa que ficará responsável pela organização e execução do certame.

É isso mesmo, segundo as informações cedidas pela Divisão de Administração da Academia de Polícia, o órgão está analisando essas empresas. Pode ser que a contratação seja realizada por meio de processo licitatório, porém, isto não foi confirmado, mas de qualquer forma o concurso já está confirmado.

A confirmação do novo concurso da Polícia Civil do estado de São Paulo aconteceu no dia 02 deste mês, quando o governador do estado Geraldo Alckmin assinou oficialmente a autorização do certame.

Dessa forma, os primeiros passos para a sua organização já foram dados como a formação de uma comissão que já se encarregou de elaborar os editais de aberturas que se encontram em fase de finalização e só aguardam a contratação da banca organizadora para serem publicados.

A previsão inicial é que esses editais sejam publicados a partir do mês de fevereiro, principalmente se a banca for contratada de forma direta, o que irá agilizar o processo.

De acordo com as primeiras informações sobre o concurso, serão disponibilizadas para a concorrência o equivalente a 2.750 vagas, sendo que desse total 1.100 são para cargos que exigem formação completa no ensino médio. Já as outras 1.650 vagas são para cargos que exigem formação de nível superior.

Como os cargos são diferentes, serão confeccionados editais separados, conforme as informações da Secretaria de Defesa do estado, a previsão e de que os editais sejam publicados em uma mesma data, de modo que já está quase confirmado que as provas sejam realizadas no mesmo dia, impedindo assim que os interessados se inscrevam para os dois cargos, optando assim por uma carreira.

O motivo dessa medida se dá em razão de acontecer casos em que os candidatos são aprovados em duas carreiras e consequentemente algumas vagas não são preenchidas, o que faz com que o processo de efetivação se alongue.

A Secretaria já confirmou que as provas para os cargos de escrivão e investigador de polícia serão realizadas no mesmo dia e no mesmo horário, conforme foi determinado por uma resolução publicada no mês de novembro de 2017.

Dessa forma, quem possui formação de nível médio poderá entrar para a concorrência de vagas nos seguintes cargos:

Agente de telecomunicações: 300 vagas;

– Agente de polícia: 400 vagas;

– Papiloscopista policial: 200 vagas;

– Auxiliar de papiloscopista: 200 vagas.

A remuneração inicial para os postos de auxiliar de papiloscopia e agente policial é no valor inicial de R$ 3.428,38. Neste valor estão incluídos o salário no valor de R$ 2.793,60 mais de R$ 634,78 que se refere ao adicional de insalubridade.

Já os cargos de Papiloscopista e de agente de telecomunicações o salário inicial previsto é no valor de R$ 4.086,56. Neste valor já estão incluídos o salário no valor de R$ 3.451,78 mais R$ 634,78 de adicional.

Para quem possui formação de nível superior os cargos disponíveis no concurso serão de:

– Investigador de polícia: 600 vagas;

– Escrivão: 800 vagas;

– Delegado: 250 vagas;

O delegado da PC- SP possui uma remuneração inicial no valor total de R$ 10.142,55. Já os cargos de escrivão e investigador possuem uma remuneração no valor total de R$ 4.194.

Nesse sentido, se você possui interesse em realizar o concurso Público da Polícia Civil do Estado de São Paulo, fique atento à novas informações e a publicação dos editais que devem ser publicados a partir do mês de fevereiro.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 201 Média: 3]

Certame está na etapa de escolha da organizadora.

Outro concurso está sendo promovido na Região Centro-Oeste do Brasil. Trata-se da autorização concedida para o novo processo seletivo da Polícia Civil do Estado de Goiás, a qual abrange diversas oportunidades em cargos como os de delegado; cargo de agente e cargo de escrivão. A condição básica é a de que os candidatos possuam nível superior completo. A fase seguinte do procedimento de realização deste novo certame da Polícia Civil de Goiás será a determinação da devida banca organizadora, que está prestes a ser contratada. A meta deste novo concurso público se destina ao preenchimento de 650 vagas, cargos já enunciados.

A já mencionada autorização está à disposição do grupo organizador desde o dia 31 de outubro de 2017. O governador de Goiás já deu o seu aval, durante a realização de uma solenidade de formatura para 400 policiais civis. De acordo com a sanção, neste concurso público para cargos no departamento da Polícia Civil de Goiás 2018, serão 100 vagas destinadas à carreira de delegado e as demais 550 serão distribuídas entre os setores de agente e de escrivão. A totalidade dos cargos poderá ser ocupada somente por candidatos profissionais, que possuam ensino superior completo em muitas disciplinas, que constituem áreas de atuação. A única exceção é para o cargo de delegado, para o qual sempre é exigido bacharelado em direito.

Entretanto, até o presente momento não foi divulgada a data de publicação oficial definitiva do certame em questão. O edital permanece, portanto, inédito, porém, a data está prestes a ser definida, na medida em que o processo de escolha da empresa encarregada da organização esteja completo.

A descrição das atribuições dos cargos, referidos neste concurso, são:

A função de agente está em: realizar diligências no sentido de prender criminosos; atuar na apreensão objetos furtados e na localização de pessoas; realizar investigações, rondas noturnas e diurnas; realizar o policiamento de zonas inadequadas para menores; plantões; investigar e monitorar elementos suspeitos de infração penal; realizar coletas de informações úteis; atuar na prisão de infratores seja em flagrante ou em virtude de mandado expedido por autoridade idônea; conduzir indivíduos suspeitos à presença de autoridade da polícia judiciária, no sentido de obter esclarecimentos imprescindíveis sobre fatos delituosos; produzir relatórios sobre as investigações concluídas e demais funções.

O cargo de escrivão possui as seguintes funções: sintetizar os termos em ocorrências, em declarações e em depoimentos; realizar despachos de intimações, de citações e das devidas notificações; produzir em forma escrita as portarias, os ofícios, os mandados, os termos, os autos, as ordens de serviço, os editais e as circulares, os boletins; realizar o preenchimento de guias destinadas à identificação, ao recolhimento e à soltura de presidiários; realizar protocolo de ofícios, de requerimentos e das devidas representações; catalogação e arquivamento, nas pastas adequadas, de todos os documentos relacionados ao serviço prestado; organização de livros que contêm informações das cargas e das descargas de remessa dos autos, das conclusões de inquéritos e demais ofícios, dos documentos e registros de cartórios policiais.

O cargo de Delegado possui os seguintes atributos e funções: atuar na instauração e presidência nos inquéritos policiais, no reconhecimento de termos circunstanciados sobre ocorrências e demais procedimentos de autoridade policial legal, no sentido de apurar infrações penais ou ato infracionais; atuar nas atribuições previstas em legislação processual penal em cuja competência possa exercer autoridade policial; trabalhar na direção, coordenação, supervisão e fiscalização de atividades em logística e finalística de acordo com o sistema da sede sob sua direção; atuar na determinação de intimações, como também, em casos de ausência injustificada, na condução coercitiva do indivíduo intimado; produzir requisições para a realização dos devidos exames periciais e exames complementares, que se destinam a colher, recolher e resguardar os indícios ou provas de determinada ocorrência de infração penal e demais exames considerados imprescindíveis ao esclarecimento de fatos investigados.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 66 Média: 3]

Veja aqui mais detalhes sobre o concurso público da Polícia Civil da Bahia 2018.

Para quem se encontra na expectativa de novas informações sobre um possível concurso público da Polícia Civil do estado da Bahia, as notícias que chegam são bastante animadoras. É que o edital de abertura do novo concurso já foi publicado e de acordo com suas informações serão disponibilizadas o total de 1.000 vagas para lotação imediata.

É isso mesmo, quem é residente do estado da Bahia e deseja prestar concurso público para a Polícia Civil do estado, nesta última sexta-feira dia 19 do mês de janeiro de 2018 foi oficialmente publicado pela Secretaria da Administração do Estado o edital de abertura do concurso com todas as informações necessárias aos interessados.

De acordo com informações descritas no documento das 1.000 vagas disponibilizadas, 880 são para a função de investigador de polícia. Outras 82 vagas são para o cargo de delegado e as restantes 38 são para o cargo de escrivão.

Quem possui interesse em concorrer a uma vaga para o cargo de delegado precisa possuir formação completa em Direito, além de possuir experiência na área jurídica pelo período mínimo de 3 anos.

Já os interessados em concorrer ao cargo de investigador de polícia e escrivão precisam possuir formação e nível superior independente da área de conhecimento.

Os aprovados no certame, independente do cargo devem cumprir uma jornada de trabalho de 40 horas por semana.

Quem desejar se inscrever no concurso, o edital de abertura informa que as inscrições terão início no dia 01 do mês de fevereiro e serão encerradas no dia 02 do mês de março.

Para se inscrever os interessados poderão acessar o site da banca contratada para organizar o certame, a Vunesp, no endereço www.vunesp.com.br.

Os inscritos terão que pagar uma taxa de cujo valor é de R$140 para os cargos de escrivão e investigador e R$ 160 para o cargo de delegado.

Um profissional da Polícia Civil concursado no cargo de delegado possui uma remuneração no valor de R$11.389,96. Já um investigador da Polícia Civil possui um salário no valor de R$ 3.915,85. Por sua vez um escrivão concursado na Polícia Civil é remunerado com R$ 3.915,85. Todos esses valores de remunerações já estão incluídos o salário-base do cargo mais a gratificação de atividade.

Os inscritos no concurso terão que passar por um processo de seleção composto por sete fases, veja abaixo cada uma:

– 1ª e 2ª fases: Os candidatos realizarão prova objetiva composta por 100 questões sobre conteúdos de conhecimentos gerais e também conhecimentos específicos da área em questão. Assim, os classificados na 1ª fase realizarão uma prova discursiva. As provas estão previstas para serem realizadas no dia 22 do sem de abril na capital Salvador.

– 3ª fase: Os classificados passarão por exame biométrico a ser realizado nos dias 21 e 22 do mês de julho.

– 4ª fase: Realização de teste físico a ser realizado no dia 09 do mês de setembro.

– 5ª fase: Avaliação psicotécnica a ser realizada no dia 21 do mês de outubro

– 6ª fase: análise de títulos prevista para o dia 20 do mês de janeiro do ano 2019;

– 7ª fase: investigação de conduta pessoal e social.

A divulgação do resultado final está prevista para o dia 08 do mês de março de 2019.

Segundo as informações do edital o certame possui validade prevista para o prazo de um ano, período este que pode ser prorrogado por tempo igual, conforme necessidade e determinação da Polícia Civil do estado da Bahia.

Há reserva de vagas para candidatos negros em todos os cargos, assim como para pessoas portadoras de deficiência, em conformidade com as leis estaduais 13.182/2014 e 12.209/2011.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 32 Média: 3.1]

Certame prevê a contratação de mil profissionais, sendo 880 para o cargo de investigador de polícia, 38 para escrivão de polícia e 82 para o posto de delegado.

Quem tem interesse em seguir carreira na área policial pode saber aqui a respeito de uma boa notícia. No estado da Bahia, a Polícia Civil (PC BA) publicou o edital, no diário oficial do dia 19 de janeiro (sexta-feira), do seu próximo certame. São oferecidas mil vagas para profissionais com escolaridade de nível superior. Confira mais detalhes sobre o processo seletivo a seguir.

Como você pode se inscrever?

Para realizar seu cadastro no concurso público da PC BA é necessário acessar o endereço eletrônico www.vunesp.com.br/?b=concurso e preencher o formulário com seus dados pessoais. O prazo de inscrição terá início em 1º de fevereiro (quinta-feira) e se estenderá até o dia 2 de março (sexta-feira). As taxas custam entre R$ 140 e R$ 160 e o boleto pode ser quitado até o dia 5 de março (segunda-feira). Porém, quem for inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) poderá solicitar isenção do pagamento.

A banca responsável pela organização do concurso é a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (VUNESP).

Oportunidades na PC BA

O edital prevê a contratação de mil profissionais, sendo 880 para o cargo de investigador de polícia, 38 para exercerem a função de escrivão de polícia e 82 para o posto de delegado. Há vagas reservadas para pessoas com necessidades especiais (PNE) e também para quem se autodeclarar negro.

Quem pretende ocupar as funções de investigador ou escrivão deve saber que o principal requisito é possuir diploma de graduação em qualquer área de formação, emitido por instituição devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, para ser investigador ainda é necessário ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de categoria B, no mínimo, e dentro do prazo de validade. A remuneração inicial para essas funções é de R$ 3.915,85.

Já para ser delegado de polícia, faz-se necessário ser bacharel em Direito. O salário para quem ingressar nessa carreira é de R$ 11.389,96.

A jornada de trabalho para todos os cargos é de 40 horas por semana.

Atribuições de cada cargo

Os aprovados para o cargo de investigador terão como responsabilidade: realizar investigação criminal, planejar, coordenar e fiscalizar atividades administrativas de cada setor, entre outras atividades.

Quem for escrivão na Polícia Civil do estado da Bahia terá como atribuição: expedir certidões conforme solicitações e requerimentos, lavrar atos de inquéritos, entre outras tarefas.

Por sua vez, cabe a quem ocupar o cargo de delegado as seguintes responsabilidades: formalizar ocorrências, instaurar e presidir inquéritos, entre outras atribuições.

Etapas do processo seletivo da PC BA

Os candidatos serão avaliados nas seguintes fases: 1) provas objetivas – sobre conhecimentos gerais (30) e específicos (70); 2) provas discursivas – que consiste em estudos de caso e peça processual para a função de delegado e questões de dissertação para os demais cargos. A data prevista para aplicação dessas duas etapas é 22 de abril de 2018 (domingo); 3) exames biomédicos – para os quais somente serão convocados quem obtiver aprovação na etapa anterior.

Será necessário realizar exames laboratoriais como radiografia do tórax, sorologia parasitológico, entre outros, e também complementares, como eletrocardiograma, teste ergométrico, otorrinolariongológicos, e vários outros; 4) teste de aptidão física – em que os concorrentes farão natação e exercícios em barra e de flexão; 5) exame psicotécnico; 6) prova de títulos – em que serão considerados diplomas de mestrado, doutorado, certificado de especialização, curso de aperfeiçoamento em Direito Administrativo, Penal, Constituição e Processual Penal e experiência na área do Sistema Policial Civil; e 7) investigação social e conduta pessoal.

As disciplinas cobradas em conhecimentos gerais para todos os cargos são: português, raciocínio lógico, atualidades, informática, medicina legal, noções de administração, promoção da igualdade racial e de gênero e leis específicas.

Mais informações

Confira mais detalhes do concurso da PC BA do edital no site da Fundação Vunesp www.vunesp.com.br/?b=concurso.

O certame será válido por um ano e pode ser prorrogado por igual período, uma vez, a partir da homologação e a critério da Administração pública do estado da Bahia.

Por Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 6 Média: 4]

Certame conta com 1.200 vagas. Inscrições podem ser feitas até o dia 19 de janeiro de 2018.

Se você estuda para obter aprovação em concurso público na área policial, saiba a respeito de uma ótima chance aqui. No estado do Rio Grande do Sul, a Polícia Civil (PC RS) lançou edital recentemente. As inscrições já estão abertas. Podem concorrer quem tem escolaridade de nível superior completa. Há mais de mil oportunidades disponíveis. Saiba mais detalhes a seguir.

Como posso realizar a minha inscrição?

Os interessados em participar do processo seletivo devem acessar o endereço eletrônico para preencher o formulário de cadastro. O prazo para se inscrever começou em 19 de dezembro (terça-feira) e vai até 19 de janeiro de 2018 (sexta-feira).

A taxa custa R$ 182,41 e deve ser paga até o dia 22 de janeiro (segunda-feira). Quem for portador de necessidade especial (PNE) e estiver desempregado ou receba o valor de até um salário mínimo e meio per capita, poderá solicitar isenção do pagamento da inscrição. Lembre-se de apresentar os documentos que comprovem essas situações cabíveis de isenção até o dia 21 de dezembro.

A banca contratada para organizar o processo seletivo da polícia civil do Rio Grande do Sul é a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (FUNDATEC).

Quais são as oportunidades disponíveis?

A polícia civil oferece 1.200 chances para provimento das funções de inspetor (600) e escrivão (600). Há ainda vagas reservadas para pessoas com necessidades especiais e também para aquelas que se autodeclaram pretas e pardas.

A jornada de trabalho é de 40 horas por semana. O salário inicial ofertado para quem ingressar nessas carreiras é de R$ 5,6 mil. Contudo, de acordo com o plano de cargos e salários, há previsão de que a partir do mês de novembro de 2018 os servidores recebam R$ 6,3 mil. O regime de contratação é estatutário.

Quais são os requisitos e as atribuições dos cargos?

Para exercer as funções de inspetor e escrivão é necessário atender aos seguintes requisitos: possuir carteira nacional de habilitação (CNH) de categoria B, estar em dia com as obrigações eleitorais e militares, possuir graduação completa, ter mais de 18 anos de idade, possuir aptidão mental e física, ser brasileiro, entre outras exigências.

O escrivão tem por atribuição: expedir certidões, lavrar termos de declarações, lavrar ocorrências, escriturar ou orientar a escrituração dos livros de delegacias e fianças, entre outras atividades.

Por sua vez, o inspetor deve realizar diligências, cumprir mandatos, efetuar prisões, fazer buscas e apreensões, entre outras tarefas.

Etapas do Concurso da Polícia Civil do RS

As fases desse certame constituem-se em: 1) Prova objetiva e discursiva – de caráter eliminatório e classificatório. A data programada para aplicação das provas é 25 de fevereiro (domingo) em dois turnos; 2) Avaliação Física – em que os candidatos do sexo masculino devem fazer flexões e as mulheres devem sustentar em barra fixa; 3) Sindicância da vida pregressa e atual; 4) Avaliação de saúde – nesse concurso a novidade dessa etapa é inclusão do teste toxicológico; 5) Avaliação psicológica e 6) Curso de Formação Profissional.

Com relação à prova de múltipla escolha, os concorrentes farão no turno da manhã prova de redação, com no máximo 50 linhas e no mínimo 30 linhas e de português com 30 quesitos. Durante o período da tarde, os candidatos devem responder 50 questões sobre as seguintes matérias: Direito Administrativo, Direito Processual Penal, informática, Direito Constitucional, Direito Penal, Legislação Estatutária e Institucional, conhecimentos gerais, Direitos Humanos e raciocínio lógico.

Mais informações sobre o concurso

Para saber mais detalhes do edital do certame e se inscrever, acesse o site da Fundatec.

Se você sonha em seguir a carreira policial, aproveite essa chance e inicie seus estudos hoje mesmo.

Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 122 Média: 3.1]

Certame oferta 1,2 mil vagas de emprego para cargos de Escrivão e Inspetor.

Quem deseja seguir a carreira policial pode conferir aqui uma ótima informação. A Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul (PC-RS) publicou edital do seu próximo concurso. Há mais de mil vagas disponíveis. Saiba mais informações a seguir e veja também como você pode participar.

Inscrições

Para se cadastrar no processo seletivo, os candidatos devem acessar o endereço eletrônico. O prazo de inscrição teve início em19 de dezembro (terça-feira) e se estende até o dia 19 de janeiro de 2018 (sexta-feira). O valor da taxa é de R$ 182,41 e o prazo final para efetuar o pagamento é no dia 22 de janeiro (segunda-feira). Mas é possível solicitar isenção caso o concorrente do concurso seja portador de necessidades especiais (PNE) e esteja desempregado ou receba até um salário mínimo e meio per capita. Mas para isso é necessário enviar os documentos comprobatórios até o dia 21 de dezembro (quinta-feira).

A banca responsável por organizar o processo seletivo da PC RS é a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (FUNDATEC).

Oportunidades anunciadas

O edital da Polícia Civil oferece 1.200 vagas para os cargos de escrivão (600) e inspetor (600). Além disso, há vagas reservadas para pessoas que se autodeclaram pretas ou pardas e também para quem é portador de necessidade especial (PNE). A remuneração inicial oferecida para quem ingressar nessas funções é de R$ 5.641,20. Pelo plano de cargos e carreiras, a partir de novembro de 2018, os aprovados receberão R$ 6.366,80. A jornada de trabalho corresponde a 40 horas na semana e o regime de contratação é estatutário.

Confira alguns dos requisitos comuns a ambos os cargos: possuir formação de nível superior completa, ter carteira nacional de habilitação (CNH) de categoria B, ter no mínimo 18 anos de idade, estar em dia com as obrigações eleitorais e militares, ser brasileiro, ter aptidão física e mental para exercer as atividades da vida policial, entre outros.

O inspetor tem como atribuições: efetuar prisões, realizar diligências, fazer buscas e apreensões, cumprir mandatos, entre outras atividades.

Já o escrivão é responsável por lavrar termos de declarações, expedir certidões, escriturar ou orientar a escrituração dos livros de delegacias, lavrar ocorrências, fianças, entre outras atividades.

Fases do Concurso da PC RS

As etapas do processo seletivo são: 1) Prova objetiva e discursiva, 2) Avaliação Física, 3) Sindicância da vida pregressa e atual, 4) Avaliação de saúde, 5) Avaliação psicológica e 6) Curso de Formação Profissional.

O teste objetivo e discursivo será de caráter classificatório e eliminatório. A data prevista para aplicação é no dia 25 de fevereiro de 2018 (domingo). No turno da manhã, os candidatos responderão em 4 horas a 30 questões de português e uma redação de no mínimo 35 linhas e no máximo de 50.

Já à tarde, os concorrentes terão 4 horas para responder a 50 quesitos sobre as seguintes disciplinas: Direito Penal, raciocínio lógico, informática, Direitos Humanos, conhecimentos gerais, Direito Processual Penal, Legislação Estatutária e Institucional, Direito Constitucional e Direito Administrativo.

O local de prova será divulgado na data provável de 16 de fevereiro (sexta-feira).

Uma novidade no concurso desse ano é a inclusão do teste toxicológico nos exames de saúde. No teste de aptidão física, as mulheres devem sustentar em barra fixa e os homens devem fazer flexões.

Mais detalhes

Se você deseja saber mais informações no edital, acesse o portal eletrônico da Fundatec www.fundatec.org.br/portal/concursos/index_concursos.php?concurso=449.

Aproveite essa oportunidade e faça sua inscrição.

Para obter aprovação no certame da PC RS inicie sua preparação o quanto antes.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul, em breve também será lançado o edital para o cargo de delegado da polícia civil com 100 vagas.

Por Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 2.3]

Delegada confirma seleção para o próximo ano.

Os concursos públicos se tornaram mais uma das alternativas que os brasileiros buscam para driblar a crise e consequentemente o desemprego. Levantamentos recentes apontam que desde o final do ano de 2016 o número de inscrições em processos seletivos e concursos públicos em todo o país aumentou de forma considerável, o que significa que os concursos públicos e certames em geral deixaram de ser uma opção somente dos chamados “concurseiros” e passaram a ser vistos por toda a população que busca por estabilidade e segurança financeira, tão em falta em tempos em que uma forte crise tem atingido a economia de todo o país, contribuindo para que o número de pessoas em situação e desemprego aumente fazendo com que as vagas disponíveis no mercado de trabalho fiquem mais concorridas e o mercado se mostre mais exigente.

Falando de concursos públicos, Edineia Chagas, que é a atual delegada da Delegacia Geral da Polícia Civil de Roraima, afirmou no último dia 3 do mês de dezembro que ao que tudo indica no ano de 2018 será realizado um novo concurso público para o órgão.

A delegada disse que existe um déficit de profissionais na Polícia Civil, sendo que atualmente a corporação conta com o total de 400 agentes, sendo que seria necessário o quantitativo de 1.000 (previstos por lei) para atuarem em 66 delegacias.

Até mesmo a quantidade de profissionais atuando no cargo de delegado da Polícia Civil é muito baixa, sendo que todos os que atuam hoje são direcionados para atividades operacionais. São dados que apontam a necessidade de realização de um novo concurso.

Outro fator que contribui, ou melhor, pesa para que um novo certame seja realizado, é o fato de o número de crimes no estado ter aumentado muito, diminuindo a força de atuação da Polícia Civil.

Ainda de acordo com as declarações da delegada, existe ainda o interesse na elaboração de um projeto de lei que visa a criação do corpo técnico para a Polícia Civil, que deve deverá ser preenchido por meio de realização de concurso. Na prática, esse corpo técnico seria formado por profissionais da área de administração, contabilidade, psicologia, assistência social, entre outras formações, o que faz muita falta na delegacia para oferecer um serviço completo as vítimas que passam por ela.

Em relação ao novo concurso, este já está autorizado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e o seu edital de abertura encontra-se em fase de elaboração, de modo que sua publicação deve ocorrer em poucas semanas.

De acordo com a empresa contratada para organizar e executar o certame, a já conhecida Fundação Vunesp, restam apenas alguns detalhes a serem acertados para que tudo esteja pronto para a publicação do edital de abertura do período de inscrições.

O concurso irá disponibilizar para a concorrência o total de 330 vagas para todas as funções de carreira de Polícia, para atuação em diversas delegacias regionais.

Os aprovados no certame terão que realizar um curso de formação profissional, que está previsto para ser realizado na API, que é a Academia de Política Integrada.

As oportunidades disponibilizdas no certame serão para várias funções, sendo que somente para os cargos de auxiliar de necropsia e auxiliar de papiloscopia serão aceitos candidatos com formação de nível médio e que poderão contar com uma remuneração inicial no valor de R$ 2.647,03. Já as demais oportunidades são para candidatos com formação e nível superior em diversas especialidades, cuja remuneração inicial prevista é no valor de R$ 3.970,56. Também haverá vagas para delegado, cuja remuneração inicial é no valor de R$ 18.387.

Nesse sentido, se você possui interesse em realizar o concurso da Polícia Civil do Estado de Roraima, fique atento a publicação do edital, que deve acontecer nos próximos dias.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 49 Média: 3.2]

Edital do certame deverá ser divulgado até o início de 2018.

Os concursos públicos se tornaram nos últimos anos uma das melhores formas de se conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho. Visto que este tipo de processo seletivo oferece inúmeros benefícios para quem consegue uma vaga de trabalho em uma entidade por meio desta iniciativa. Assim, a cada anúncio de concurso público, os chamados concurseiros intensificam ainda mais as suas rotinas de estudo para enfim conseguir uma colocação. E uma oportunidade que acaba de ser anunciada informa que a Polícia Civil do Estado do Amazonas está organizando um concurso público para os próximos meses. Para saber os principais dados deste processo admissional leia o texto abaixo.

O último concurso realizado pela PC/ AM aconteceu no ano de 2009. Depois de 08 anos, um novo processo seletivo se faz necessário para que haja uma renovação nos profissionais. Para a edição de 2009, algumas informações já foram divulgadas. Mas, como nenhum documento oficial foi divulgado, algumas alterações podem acontecer. Por exemplo, sobre os números de vagas oferecidas. Inicialmente vão ser oferecidas mais de 500 vagas e essas oportunidades devem ser divididas da seguinte forma: 39 vagas para o cargo de delegado; 40 oportunidades para o posto de perito; 129 chances para a função de escrivão e por fim, 340 vagas para investigador. Essa quantidade de postos de trabalho pode ainda sofrer alterações. Visto que, muitos profissionais que atuam na Polícia Civil do estado do Amazonas até a data oficial deste novo concurso público, podem ter o vínculo empregatício terminado por diferentes questões, como: aposentadoria, contrato encerrado, dentre outros.

Este processo seletivo está sendo prometido há mais de três anos e as últimas informações dão conta que o edital deve sair ainda no mês de dezembro ou então em janeiro de 2018. Já as provas devem acontecer nos primeiros meses de 2018. Para concorrer a uma das vagas na Polícia Civil do estado do Amazonas, os candidatos precisam atender a alguns pré – requisitos. Pois, caso cheguem a ser aprovados e não se adequarem as regras da cooperação. podem ser desclassificados. Conheça agora os pré – requisitos: ter a formação necessária para ocupar um dos postos de trabalho; ser maior de 18 anos; possuir na certidão de nascimento a declaração que consta como nacionalidade a brasileira; não ter pendências eleitorais e militares (para os candidatos do sexo masculino); ter aptidão física e mental para ocupar a função preterida; não estar ocupando nenhum cargo público casos na época da efetivação do cargo, no caso de ser aprovado; passar por todas as fases do processo seletivo e ser aprovado no curso de formação de oficiais da PC/ AM.

Os aprovados vão ter direito a um bom salário e também a diferentes benefícios. Além desses dados, informações como: localidades de atuação no estado; período de inscrição; etapas do processo seletivo; validade do concurso público; taxa de inscrição; conteúdo das provas; valor da remuneração; carga horária diária; quantidade de vagas destinadas para portadores de necessidades especiais, dentre outras informações só vão poder ser confirmadas a partir da publicação do edital oficial. Por isso, os interessados neste processo seletivo precisam acompanhar diariamente o endereço eletrônico da Polícia Civil do estado do Amazonas, que é o: http://www.policiacivil.am.gov.br/. Além de acompanhar os veículos midiáticos do estado da região norte.

Como dito acima, o último concurso público da PC/ AM aconteceu no ano de 2009. Na ocasião foram oferecidas cerca de 1.010 vagas de trabalho, para as seguintes funções: perito odontolegista, perito legista, perito criminal, escrivão de polícia, investigador de polícia e delegado. Todas foram ocupadas. A remuneração variava entre R$ 2.500,00 reais e podia chegar até R$ 6.200,00 reais. O processo seletivo contou com diferentes etapas, como: prova de títulos, prova objetiva, avaliação discursiva, testes físicos, dentre outros. Sabendo que essas grandes instituições costumam ter uma padronização na forma de avaliar, por isso, confira as provas anteriores da Polícia Civil do estado do Amazonas. Boa sorte!

Isabela Castro.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 43 Média: 3.3]

Seleção deverá oferecer 1.300 vagas de nível superior.

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul está preparando para lançar muito em breve o concurso que irá oferecer 1.300 vagas, sendo que deste total, 1.200 são para os cargos de investigador e escrivão e as outras 100 vagas são para o cargo de delegado. Para todas as funções é exigido nível superior.

Nos próximos dias a Polícia Civil do Rio Grande do Sul já deverá disponibilizar o edital do concurso, sendo que até o momento não se sabe como será feita a divisão das vagas para investigador e escrivão, sabe-se apenas que no total serão 1.200 oportunidades. No último dia 17 deste mês, houve a confirmação no diário oficial, que serviu de alívio para milhares de pessoas que estavam esperando por este concurso. Também já ficou decidida a banca organizadora do certame, o que indica que o edital não vai demorar a ser publicado, é preciso apenas acertar alguns detalhes.

A remuneração inicial vai de R$ 5.180,71 para quem se inscrever nos cargos de investigador ou escrivão e para o cargo de delegado a remuneração inicial é de R$ 17.658,41. Muitos candidatos estão há meses se preparando, pois a última seleção foi realizada no ano de 2013 e desde então foram muitos rumores de um possível novo concurso, que só agora estará sendo realizado de fato.

Em 2013 foram apenas 700 vagas oferecidas e um grande número de inscritos, sendo 350 oportunidades para escrivão e 350 para investigador. Pode ser que desta vez seja dividido novamente e se isto acontecer serão 600 vagas para cada cargo, mas isto ainda não foi confirmado. A FDRH – Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos foi a banca organizadora e a seleção realizada em duas etapas, sendo que em ambas teve questões objetivas. Na primeira parte foram 30 questões de língua portuguesa mais a redação e na segunda etapa foram 50 temas sobre direito penal, direito constitucional, direito processual penal, direitos humanos, direito administrativo, conhecimentos gerais e informática.

Apesar do edital para este ano não ter sido lançado ainda, muitos candidatos já estão estudando, baseando-se no conteúdo exigido no concurso anterior. Este concurso de 2013, na verdade deveria ter sido realizado no ano anterior, mas acabou sendo anulado. As vagas foram divididas entre escrivão e inspetor, com remuneração inicial de R$ 2.827,00 para ambos os cargos, com jornada de 40 horas semanais, sendo exigido nível superior e CNH categoria B. Negros e pardos tiveram direito a 16% das vagas oferecidas e 10% foram reservadas a candidatos portadores de necessidades especiais.

O valor da taxa de inscrição para este concurso da PC/RS foi de R$ 137,19 e quem chegou a efetuar o cadastro no ano anterior teve a opção de manter a inscrição ativa ou solicitar a devolução do dinheiro.

Em 2013 as vagas oferecidas foram para os mais variados municípios, tanto na região metropolitana de Porto Alegre, como também pelo interior do estado e acredita-se que desta vez irá acontecer o mesmo. É preciso aguardar o edital do concurso deste ano para saber as cidades para onde as vagas estarão sendo ofertadas.

Comparando a remuneração do concurso anterior com a que é oferecida agora, pode-se esperar uma alta significativa também no valor da inscrição e os candidatos precisam ficar atentos ao prazo. E enquanto espera a publicação do edital, a dica é ir estudando muito, conferindo inclusive as provas e gabaritos do concurso anterior, pois esta é uma ótima forma para já ir se preparando para as provas que serão aplicadas. É esperado um grande número de inscrições e diante desta concorrência toda, o melhor a fazer é ficar bem preparado para garantir a tão sonhada vaga.

Por Russel

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 31 Média: 2.6]

Certame oferta 60 vagas temporárias para cargos administrativos.

A Polícia Civil de Goiás está com 60 vagas abertas para cargos administrativos e os candidatos precisam ter nível médio concluído para se inscreverem. O salário é de R$ 1,2 mil e as inscrições começam no próximo dia 20.

A Segplan – Secretaria de Gestão e Planejamento de Goiás, está responsável pelo processo seletivo simplificado. O prazo para inscrição termina no dia 20 de dezembro e o edital já se encontra disponível para os interessados.

As provas serão realizadas dia 14 de janeiro do ano que vem e até o dia 23 do mesmo mês o resultado já deve ter sido divulgado.

A Segplan informou que as vagas são temporárias, pois o objetivo é evitar que policiais deixem seu trabalho de combate ao crime para realizarem estas tarefas.

As vagas oferecidas são para apoio administrativo e a carga horária é de 40 horas semanais. Para a área geral são 16 vagas, na área de informática são 14 vagas, 2 são para auxiliar de enfermagem, 2 para área eletrotécnica e telefonia, 7 para auxiliar de manutenção predial e outras 19 vagas para auxiliar de serviços gerais.

A taxa de inscrição é de R$ 30,00 e os boletos devem ser pagos no máximo até dia 21 de dezembro. Do total de vagas oferecidas, 5% são destinadas aos candidatos com necessidades especiais.

Será aplicada uma prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, sendo realizada em Goiânia, Goiás, mas caso não haja locais suficientes, as provas poderão ser aplicadas também em outros municípios.

O prazo de validade deste concurso é de 2 anos, podendo ser prorrogado por igual período e o prazo de contratação é de 12 meses. Os candidatos precisam ficar atentos não só ao edital, como também às demais informações divulgadas posteriormente.

Nenhum dos candidatos será convocado pessoalmente, todas as informações ficarão disponíveis no site oficial do concurso. Caso receba algum contato por telefone ou e-mail, ignore imediatamente, pois pode se tratar de um golpe.

Os candidatos aprovados serão lotados na SSPAP de Goiânia, ficando responsável pelas seguintes funções: atendimento ao público de um modo geral, podendo ser por telefone, pessoalmente ou por e-mail; realizar todas as rotinas administrativas, entre outras funções que serão passadas pela chefia.

Para o cargo de Apoio Administrativo na área de informática, é preciso ter domínio do pacote Office (Word, Excel, Power-Point), saber lidar com memorandos, ofícios, despachos, entre outros documentos administrativos. O edital ainda pede que os candidatos tenham conhecimento em redes de computadores, análise de sistemas, montagem e manutenção de computadores e conceitos sobre desenvolvimento de sistemas orientados a objetos, pois poderá ser solicitado para dar suporte a problemas relacionados a software e hardware, editar vídeos e fotos, utilizar o Corel Draw, entre outros softwares.

Os candidatos para a área de enfermagem precisam ter domínio em segurança do paciente, ética profissional, noções de primeiros socorros, segurança do trabalho e assistência em saúde coletiva. Os selecionados ficarão responsáveis por atendimento ao público, suporte ao médico, controlar equipamentos dos servidores, fazer relatórios, entre outras atividades.

Para se inscrever, o candidato deve ser brasileiro nato ou naturalizado, idade acima dos 18 anos, estar em dia com a Justiça eleitoral e estar quite com o serviço militar (para os homens).

Aqueles convocados que não se apresentarem dentro do prazo estipulado, automaticamente serão declarados desistentes. As inscrições só podem ser feitas pela internet, através do site Portal do Servidor de Goiás, no endereço:
www.portaldoservidor.go.gov.br/post/ver/173041/concursos.

É de suma importância que o candidato acesse o edital e leia atentamente todos os requisitos, regras e as informações para o cargo pretendido. Para conferir todas estas informações, acesse o link abaixo e leia atentamente, para não ficar nenhuma dúvida: http://www.sgc.goias.gov.br/upload/arquivos/2017-11/edital-atualizadoanalise-adv_setorial_.pdf.

Por Russel

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 41 Média: 3.1]

Certame deverá oferecer vagas para Agente e Delegado.

Um novo edital está previsto para publicação no dia 15 de dezembro de 2017. Trata-se da oficialização do novo certame da Polícia Civil do Estado da Bahia, ou seja, processo seletivo destinado ao provimento de vagas na PC-BA, que está prestes a ser sancionado, no período que segue até dia 15 de dezembro. Foi lançada uma nota oficial na página de internet desta instituição confirmando a informação, sendo que o delegado-geral do órgão antecipou que os procedimentos legais para a oficialização estão em trâmite na Secretaria da Administração, Saeb, para tornar possível este novo concurso público.

Conforme as informações oriundas da divulgação anterior deste certame, o governador Rui Costa, em uma reunião em Salvador, teve a chance de confirmar o andamento do processo seletivo para o departamento da Polícia Civil do Estado, o Concurso PC-BA, para os repórteres da imprensa no interior da Bahia, ou seja, o processo já está em pauta há bastante tempo.

O mesmo governador declarou, na mesma ocasião, sobre o caráter de progressão nas remunerações pagas aos policiais civis e policiais militares. Assim, o setor da Polícia Técnica e do Corpo de Bombeiros será enriquecido com percentuais de 6% até 10% de benefícios nos salários. Portanto, se trata de um dos concursos mais disputados no país.

O escopo desse concurso público está no provimento de cargos no setor de agente e no posto de delegado. Mesmo assim, não foram passadas mais informações sobre o próximo concurso; ainda não foi definida uma data certa sobre publicação do edital tão esperado. O último concurso promovido pelo departamento da Polícia Civil da Bahia, certame da PC-BA, ocorreu no ano de 2013, sendo que os candidatos que foram aprovados, nomeados e convocados iniciaram sua atuação na Academia de Polícia apenas no último ano.

A divulgação do resultado classificatório ocorreu no dia 14 de abril do ano de 2015, levando em conta que o período de validade se estendeu por um ano, exatamente, fechando no dia 14 de abril do ano de 2016. Entretanto, conforme critério do mesmo governo do Estado, foi estabelecido o prolongamento da validade do mesmo processo seletivo por mais um ano, terminando definitivamente no dia 14 de abril de 2017. Deste modo, os interessados no próximo concurso já estão cientes de como as coisas funcionam.

Naquele ano, os salários iniciais estavam em torno do valor de 783,14 reais e 3.492,90 reais, de acordo com o tipo de cargo escolhido por cada candidato. Entretanto, o governo deste Estado necessita estabelecer os devidos reajustes, por lei, sobre esses valores. A carga horária de serviço está em 30 horas semanais.

A condição necessária para ser possível candidatar-se neste processo de seleção, que se destina a prover cargos para a função de delegado da polícia, será a apresentação do certificado, autenticado, de graduação em curso superior de bacharelado em Direito, cuja instituição onde o curso foi realizado possua aprovação do Ministério da Educação e Cultura (MEC).

No caso do cargo de agente, as vagas disponíveis abarcam os postos de investigador e de escrivão, sendo, também, exigido certificado legítimo de graduação em curso superior que possua reconhecimento no Ministério da Educação e Cultura, MEC, e também o porte de Carteira Nacional de Habilitação, CNH, na categoria B.

Os critérios adotados no último processo seletivo para classificar os candidatos se deram por meio de uma prova objetiva, sendo que os participantes necessitaram alcançar uma pontuação mínima de seis pontos na parte de conhecimentos básicos, na parte de conhecimentos específicos a pontuação deveria atingir um mínimo de 21 pontos e ao todo, para classificação, foram necessários trintas 30 pontos. No que tange à prova discursiva, a média mínima foi de oito pontos. Se esse padrão for repetido, muitas pessoas estarão interessadas em inscrever-se.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 193 Média: 3]

Concurso deverá oferecer 2.750 vagas com salários de até R$ 10 mil.

Se você está em busca de uma oportunidade de concurso público para a Polícia Civil do estado de São Paulo, as notícias que chegam são bastante animadoras. É que foram autorizados pelo governo do estado a realização de dois novos concursos que disponibilizarão o total de 2.750 vagas.

A autorização foi dada pelo governador do estado Geraldo Alckmin, no dia 02 do mês de novembro. A partir de então já se iniciaram os primeiros preparativos para a realização dos certames.

Pedro Tonelli Neto, que é o atual delegado da divisão de Polícia da Secretaria de Concursos Públicos, declarou que nos dias que seguem os primeiros procedimentos já serão adotados, inclusive a formação da banca que se encarregará de organizar os concursos.

De acordo com o delegado, assim como ocorreu em um concurso realizado no ano de 2013, será necessário que uma empresa se responsabilize pela aplicação das provas. Contudo, o órgão ainda não decidiu se fará a contratação por meio de processo licitatório ou de forma direta. Essa decisão deve ser tomada nos próximos dias para que os editais de abertura dos certames estejam prontos para serem publicados no próximo mês de dezembro, em concordância com o que foi anunciado por Mágino Alves Barbosa Filho, que é secretário estadual de Segurança Pública, que disse no mês de outubro que o edital estaria disponível em dezembro.

Embora ainda não tenham sido publicado os editais, já foram confirmados que serão disponibilizadas para a concorrência o total de 2.750 vagas , sendo que deste total 1.100 para cargos que exigem formação de nível médio e 1.650 para cargos que exigem formação de nível superior.

As remunerações inicialmente serão em valores de até R$ 10.142,55.

Outra questão que ainda deve ser definida é se os dois editais serão publicados no mesmo dia, o que se acontecer levará os candidatos a escolherem apenas uma concorrência. Uma vez que em outros concursos aconteceu de um mesmo candidato ser aprovados em duas carreiras e assim terem que optar por um cargo deixando o outro vago, o que atrasa a composição completa do quadro de novos servidores.

Assim, já foi definido que as provas para as carreiras de escrivão e investigador serão realizadas no mesmo dia, em concordância com o que foi anunciado no último dia 9 do mês de novembro, em que foi publicada no Diário Oficial a resolução SSP-118.

Neste documento está especificado que em casos em que forem disponibilizadas duas carreiras, as provas devem ser realizadas no mesmo dia e mesmo horário.

Quem possui ensino médio completo poderá concorrer aos cargos, de agente de telecomunicações, com 300 vagas disponíveis, agente de polícia (com 400 vagas disponíveis), papiloscopista policial (com 200 vagas disponíveis) e auxiliar de papiloscopista (com 200 vagas disponíveis).

Já profissionais que possuam formação em curso de nível superior poderão se inscrever para concorrer aos cargos de investigador de polícia (com 600 vagas disponíveis), escrivão (com 800 vagas) e delegado (com 250 vagas disponíveis).

Nesse sentido, se você possui interesse em fazer parte da Polícia Civil do estado de São Paulo, fique atento a publicação dos editais de abertura, que devem ser publicados no próximo mês de dezembro.

As provas devem ser aplicadas nos primeiros meses do ano de 2018. Assim, a recomendação inicial é de que os interessados já comecem a se preparar para o processo de seleção. Para isso, busque por editais de outros concursos públicos da PC para o cargo desejado e verifique os conteúdos pragmáticos a serem cobrados para que os estudos preparatórios já possam ter início, garantindo assim a realização e uma boa prova e o aumento das chances de ser aprovado.

Garanta a sua vaga na Polícia Civil de São Paulo.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 313 Média: 3.2]

Seleções da Polícia devem abranger mais de 23 mil vagas.

Muitas pessoas desde crianças têm o sonho de um dia fazerem parte de um órgão policial e ali construir uma carreira bem sucedida. Outras acabam se decidindo quando adultos em seguir uma dessas carreiras. Mas para ingressar em uma carreira de policial é necessário realizar um concurso público, além de atender a alguns pré-requisitos.

Estamos em uma época do ano em que se tem notícia de que muitos concursos públicos para a carreira policial estão sendo programados, o que representa novas oportunidades para quem possui ensino médio e também ensino superior.

A previsão inicial é de que sejam abertas nos próximos meses algo em torno de 23.159 vagas em todos os estados brasileiros. Os salários, a depender do cargo, podem chegar até R$ 22.102,37.

Grande parte dos concursos previstos já foi autorizada pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e se encontram na fase em que as comissões responsáveis estão sendo formadas, assim como as empresas organizadoras estão sendo escolhidas. Outros certames ainda dependem de autorização do governador para serem organizados.

Veja abaixo alguns concursos para a carreira de policial que devem ser realizados nos próximos meses:

– Concurso Polícia Rodoviária Federal: A previsão é de que sejam abertas o total de 2.778 vagas para a função de policial rodoviário federal. Para se inscrever é preciso possuir formação de nível superior. A remuneração é no valor de R$ 9.491,98. O concurso ainda não foi autorizado pelo MPDG.

– Concurso Polícia Federal: O orçamento para o concurso ainda não foi liberado. O órgão pretende disponibilizar o total de 1.748 vagas, para os cargos de escrivão, agente, delegado e perito. Todos os cargos exigem ensino superior completo e as remunerações chegam a R$ 22.102,37.

– Concurso Polícia Civil/SP: Já autorizado, o concurso vai oferecer o total de 2.710 vagas, sendo 1.100 para cargos que exigem ensino médio e 1.650 para cargos que exigem nível superior. As remunerações chegam a R$ 10.142,55.

– Concurso Polícia Civil/MG: Já autorizado, o concurso vai oferecer 76 vagas para delegado de polícia. É preciso possuir formação de nível superior em direito. A remuneração é no valor de R$ 12.500. A comissão está sendo formada.

– Concurso Polícia Civil/DF: O concurso ainda não foi autorizado, mas a expectativa é de que sejam disponibilizadas o total de 2.100 vagas.

– Concurso Polícia Militar/DF: Serão disponibilizadas o total de 2.024 vagas para os cargos de soldado, soldado especialista músico e soldado especialista corneteiro. A banca organizadora está sendo contratada.

– Concurso Polícia Civil/GO: Já está autorizado e visa oferecer 650 vagas para as carreiras de delegado, agente e escrivão. Para estes cargos é preciso formação de nível superior.

– Concurso Polícia Militar/MS: A comissão organizadora já está formada. Serão disponibilizadas 500 vagas para os cargos de soldado, que exige formação e nível médio.

– Concurso Polícia Civil/RN: A banca organizadora está sendo escolhida. Serão disponibilizadas 157 vagas para os cargos de delegado de polícia, escrivão e agente, que exigem formação de nível superior.

– Concurso Polícia Civil/AM: O edital será publicado até o próximo mês. Serão disponibilizadas 2.9394 em cargos diversos.

– Concurso Polícia Militar/AM: Serão disponibilizadas o total de 5.865 vagas para cargos de soldado, que exige ensino médio completo e oficial, que exige formação de nível superior.

– Concurso Polícia Civil/PA: Serão disponibilizadas 11 vagas para os cargos de técnico em gestão pública – assistente social, técnico em gestão de informática – engenharia de sistemas e técnico em gestão pública – contador. Todos os cargos exigem formação de nível superior. A remuneração inicial é de R$ 2.727,54. A banca organizadora está sendo escolhida.

– Concurso Polícia Civil/RR: O edital será publicado nos próximos dias. Serão disponibilizadas o total de 330 vagas para a função de policial.

– Concurso Polícia Militar/TO: A banca já foi contratada. Serão disponibilizadas 1.040 vagas para os cargos de soldado e oficial, que exigem respectivamente formação de ensino médio e superior.

– Concurso Polícia Civil/PR: Previsto para 2018, o concurso irá disponibilizar o total de 776 vagas para o cargo de investigador de polícia, que exige formação de nível superior.

– Concurso Polícia Militar/ES: Já autorizado, o concurso vai oferecer 310 vagas para as carreiras de soldado e oficial, que exigem ensino médio e ensino superior, respectivamente. A remuneração chega a R$ 6.971,84.

Nesse sentido, se você possui interesse em algum destes concurso, para mais informações acesse o site oficial da Polícia a qual deseja fazer parte.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 139 Média: 3.1]

Banca organizadora deve ser definida nos próximos dias e edital deve ser publicado em breve.

A realização de concursos públicos tem sido vista como mais uma alternativa que os brasileiros encontraram para tentar fugir da crise que levou tantas pessoas ao desemprego, fazendo com que o mercado de trabalho se mostrasse cada dia mais exigente e competitivo.

E se você está à procura de uma oportunidade de prestar um concurso público no estado do Maranhão, as notícias que acabam de chegar são bastante animadoras. É que na terça-feira ,dia 24 do mês de outubro, foi publicado no Diário Oficial do Estado o documento que autoriza o processo de licitação para contratar a empresa que se encarregará de organizar e executar o novo concurso público da Polícia Civil do Maranhão.

O Governador do Estado, o Sr. Flávio Dino, anunciou concurso para a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil.

Uma comissão setorial já foi formada pela Secretaria de Estado da Gestão e Previdência do Estado do Maranhão, a SEGEP.

O último concurso público realizado pela Polícia Civil do estado do Maranhão aconteceu no ano de 2012.

Como um dos concursos mais esperados deste ano de 2017, o concurso público da Polícia Civil do Maranhão está previsto para disponibilizar cargos efetivos em que os salários iniciais partem de R$ 4.900,90, podendo chegar a R$ 16 mil, a depender do cargo desejado.

De acordo com informações recentes, a LOA, que é a Lei Orçamentária Anual, para a realização de um novo concurso público na Polícia Civil do estado do Maranhão foram reservados o total de R$ 95 milhões.

A expectativa inicial é que sejam disponibilizadas o total de 1.400 vagas, que podem ser divididas em duas corporações.

Segundo informações sobre o último concurso público da PCMA, foram disponibilizadas na ocasião o total de 189 vagas, sendo que 10 desse total era para a função de auxiliar de perícia médica legal; 40 para a função de escrivão; 3 para a função de farmacêutico legista; 120 vagas para a função de investigador de polícia; 5 para a função de médico-legista; 3 vagas para a função de odontolegista e 8 para a função de perito criminal.

Para quem tem interesse em realizar este concurso e já quer saber um pouco sobre como geralmente é realizado, de acordo com o último concurso, os candidatos terão que realizar uma prova objetiva constituída por 70 questões de múltipla escolha. Essas questões serão sobre conhecimentos específicos e conhecimentos gerais. Para alguns cargos os candidatos ainda precisarão fazer uma prova discursiva.

Assim, os candidatos que forem classificados na provas terão ainda que realizar outras avaliações, como testes de digitação, avaliação de aptidão física, exame psicotécnico, exame odontológico e médico, além de passarem por uma investigação social e assim finalmente estarem aprovados para realizar o curso de formação.

Nesse sentido, se você possui interesse em realizar esse concurso, a recomendação é de que os estudos preparatórios para a realização das provas já tenham início, pois como este certame já vem sendo aguardado já faz um bom tempo, a expectativa é de que o número de inscritos seja bastante considerável.

Sendo assim, para se preparar busque por editais de concurso passados, verifique os conteúdos pragmáticos que são geralmente cobrados e faça um plano de estudos. Além disso, procure refazer provas de certames passados para assim ter uma noção sobre como esses conteúdos podem ser abordados.

Não deixe de se preparar, pois o concurso público da Polícia Civil do Maranhão está confirmados e assim que o processo licitatório for realizado e a banca organizadora contratada, não demorará muito para seu edital de abertura ser oficialmente publicado, assim como o período para a realização das inscrições.

Fique atento às novas informações.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 77 Média: 2.9]

Seleção oferecerá 11 vagas imediatas. Edital deverá ser divulgado após a escolha da banca organizadora.

Um dos concursos públicos mais esperados do Estado do Pará já está em fase de licitação. Trata-se do certame da Polícia Civil do Pará (PC-PA). Apesar da grande expectativa, vale destacar que o concurso será destinado a cargos administrativos e apenas 11 vagas de preenchimento imediato devem ser ofertadas. O pouco número de vagas é resultado direto do último concurso da PC-PA, que preencheu 650 vagas na época. Confira mais detalhes na continuação desta matéria.

Está marcada para o dia 04 de dezembro de 2017 a realização do processo licitatório, na modalidade concorrência, cujo principal objetivo será a definição da banca organizadora do concurso público da Polícia Civil do Pará. Essa é uma fase bastante importante do concurso, haja vista a definição da banca organizadora ser essencial na organização bem como execução do concurso. É através desta escolha que o candidato terá uma noção com respeito às provas e demais etapas do processo seletivo. Levando em consideração a banca escolhida, o candidato poderá ter uma noção do estilo de prova a ser aplicada, por exemplo.

Como já destacado nesta matéria, o certame terá como principal objetivo o preenchimento de 11 vagas, todas de caráter imediato, para compor o quadro de funcionários da instituição na área administrativa. O documento de licitação também especifica quais os cargos disponíveis e seus respectivos números de vagas: Técnico em Gestão Pública na especialidade de Assistente Social (9 vagas disponíveis), Técnico em Gestão Pública na especialidade de Contador (uma vaga disponível) e Técnico em Gestão de Informática na área de Engenharia de Sistemas (uma vaga disponível).

Os cargos disponíveis neste concurso são destinados a candidatos com formação superior na respectiva área de interesse da oportunidade ofertada. A remuneração inicial dos futuros contratados será de R$ 2.727,54 e a jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Também está presente no documento de licitação informações básicas referentes ao processo seletivo do certame. Foi definido que o processo seletivo será composto por prova objetiva com questões de múltipla escolha, prova discursiva e avaliação de títulos. Ou seja, a seleção se dará através de três etapas que serão realizadas na cidade de Belém, capital do Estado do Pará.

É de total responsabilidade da Comissão Especial de Licitação o planejamento de todos os requisitos básicos necessários para que sejam abertos concursos públicos com o objetivo de atender as demandas do quadro de funcionários da administração pública estadual do Pará.

Último concurso da PC-PA

No ano passado a Polícia Civil do Pará já havia realizado um concurso público com o objetivo de preencher 650 vagas para as carreiras de nível superior. Em relação ao número total de vagas, 300 delas foram para o cargo de Investigador, 180 para Escrivão, 150 vagas para a função de Delegado e 20 vagas destinadas ao cargo de Papiloscopista.

O concurso foi organizado pela Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt e seu processo seletivo foi composto por prova objetiva com 80 questões de múltipla escolha, além de peça processual, exames médico e psicológico, testes de aptidão física e investigação criminal e social dos candidatos aprovados nas fases anteriores.

Ainda não há previsão para a data de publicação do edital oficial de abertura, haja vista o concurso ainda estar em fase licitação. Porém, uma vez definida a banca organizadora do concurso, é esperado que rapidamente seja divulgado o edital oficial de abertura. É através deste documento que serão estabelecidas todas as condições, exigências e demais detalhes a respeito do concurso. Dessa forma, é muito importante que o candidato fique atento quanto à publicação desse documento, pois este será o seu principal guia durante a prestação deste certame, bem como no período de preparação. Portanto, a leitura do edital oficial de abertura é indispensável para aqueles que desejam participar deste ou de qualquer outro concurso público.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 12 Média: 2.8]

Concurso oferece 394 vagas para os cargos de Agente e Escrivão.

Há alguns dias foi divulgado que a Polícia Civil do estado de Santa Catarina iria realizar um concurso público que iria oferecer mais de 300 vagas para os cargos de agente e de escrivão. Pois, bem o processo seletivo de fato vai acontecer e na segunda – feira, dia 30 de outubro de 2017, foram divulgados os editais para esse processo admissional. Essa é uma grande chance para quem deseja entrar em uma entidade séria e que confere aos seus funcionários estabilidade financeira e alguns benefícios. Se você se interessou e quer saber mais informações a respeito desse concurso público, leia o texto abaixo. Essa pode ser a sua grande chance de mudar de vez a sua carreira profissional.

Como dito acima, o concurso público da Polícia Civil de Santa Catarina vai oferecer mais de 300 vagas, para ser mais precisa serão cerca de 394 oportunidades, sendo 200 vagas para a função de agente e 194 vagas para a função de escrivão. Para ambos os cargos, os candidatos precisam atender a alguns pré – requisitos para ser aprovado na seleção, como: ser maior de idade; possuir nacionalidade brasileira; ter um diploma em curso superior em uma instituição brasileira; possuir Carteira Nacional de Habilitação na categoria B, ou seja, de carro; estar em dia com as obrigações políticas, militares e eleitorais (para os candidatos do sexo masculino); ter bons antecedentes criminais; não possuir nenhum tipo de pendência judicial; estar apto tanto fisicamente quando mentalmente para ocupar um dos cargos; ser aprovado em todas as fases do processo seletivo e também ser aprovado no curso preparatório para uma das funções. Conheça agora cada etapa do processo seletivo para cada função.

Das 194 vagas oferecidas para o cargo de escrivão, cerca de 10 vão ser oferecidas a candidatos portadores de necessidades especiais e 184 vagas são para ampla concorrência. Para esse cargo, o candidato vai ser submetido às seguintes fases do processo seletivo: teste objetivo de caráter eliminatório e classificatório; teste de capacidade física de caráter eliminatório; avaliação da aptidão psicológica vocacionada de caráter eliminatório; investigação social de caráter eliminatório e exame toxicológico de caráter eliminatório. A prova objetiva vai contar com 120 perguntas de múltipla escolha, sendo 20 perguntas de Noções de Arquivologia, 10 perguntas de Raciocínio Lógico; 15 perguntas de Informática; 25 perguntas de Língua Portuguesa; 05 perguntas de Legislação Institucional; 05 perguntas de Noções de Direitos Humanos; 10 perguntas de Noções de Direito Penal; 10 perguntas de Noções de Direito Penal Processual; 10 perguntas de Noções de Direito Administrativo e 10 perguntas de Noções de Direito Constitucional.

A prova acontece no dia 16 de dezembro de 2017, no horário das 12:00 horas até às 18:00 horas e a taxa de inscrição é de R$ 120,00 reais. A remuneração para esse cargo é de R$ 5.317,94 reais.

Das 200 vagas oferecidas para o cargo de agente, cerca de cerca de 10 vão ser oferecidas a candidatos portadores de necessidades especiais e 190 vagas são para ampla concorrência. Para esse cargo, o candidato vai ser submetido às seguintes fases do processo seletivo: teste objetivo de caráter eliminatório e classificatório; teste de capacidade física de caráter eliminatório; avaliação da aptidão psicológica vocacionada de caráter eliminatório; investigação social de caráter eliminatório e exame toxicológico de caráter eliminatório.

A prova objetiva vai contar com 110 perguntas de múltipla escolha, sendo 15 perguntas de Raciocínio Lógico; 20 perguntas Informática; 25 perguntas de Língua Portuguesa; 05 perguntas de Legislação Institucional; 05 perguntas de Noções de Direitos Humanos; 10 perguntas de Noções de Direito Penal; 10 perguntas de Noções de Direito Penal Processual; 10 perguntas de Noções de Direito Administrativo e 10 perguntas de Noções de Direito Constitucional. A prova acontece no dia 17 de dezembro de 2017, no horário das 12:00 horas até às 18:00 horas e a taxa de inscrição é de R$ 120,00 reais. A remuneração para esse cargo é de R$ 3.842,20 reais.

Se você atende aos requisitos e quer se inscrever é muito simples, basta acessar o seguinte endereço eletrônico: http://ssp.fepese.org.br/. Clique na vaga que lhe interessa, informe todos os seus dados corretamente e boa sorte!

Isabela Castro.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 21 Média: 2]

Seleção deverá oferecer vagas para delegado e outras posições.

Novo concurso público está prestes a ser oficializado. Trata-se do certame da Polícia Civil/MA, pois o governador autorizou escolha da banca organizadora. Este processo seletivo promoverá oportunidades de vagas para o cargo de delegado, entre outros postos de trabalho. A comissão responsável pela organização está trabalhando na elaboração definitiva do edital.

De acordo com informações oriundas do gabinete do governador do Maranhão, foi assinada, no dia 23 de outubro, a portaria 33.505, autorizando a corporação da Polícia Civil do Estado do Maranhão – PC/MA – à abertura do procedimento que visa determinar a banca encarregada da importante tarefa de gerir este novo concurso público.

Este processo de seleção destina-se a cargos voltados para a carreira de delegado e para mais alguns outros cargos, sendo que a comissão designada, reunida no dia 6 de junho, atua intensamente na elaboração do edital final. Entretanto, ainda não há informações a respeito das demais carreiras, assim como o modo de oferta das vagas, que estão submetidas aos critérios de confirmação da mesma comissão. Portanto, existe uma expectativa de que a banca organizadora do processo seletivo venha a ser confirmada logo, já que é necessário que o órgão prossiga no fechamento do cronograma completo desse concurso público, inclusive a definição da data de publicação do mesmo edital.

O documento oficial redigido no dia seis de junho possui uma relação dos nomes de todos os integrantes da comissão setorial deste novo concurso, cujo papel principal está no auxílio dentro da comissão central, na medida em que esta prossegue no exercício das atribuições que lhe foram conferidas. Assim, foram estabelecidas duas comissões, uma delas empenhada para o cargo de delegado, enquanto a outra está encarregada de gerir as demais vagas, organizando a generalidade dos concursos da corporação. Portanto, a comissão especializada no posto de delegado está sendo gerida pelos seguintes servidores: servidora Christiane Morais Ribeiro de Melo; servidor Jorge Luís de Carvalho Nina; servidora Tauane Gleide Guimarães Brito Ramos; servidor Lawrence Melo Pereira e servidor Márcio Henrique Teixeira Araújo. A comissão que está organizando a parte mais geral apresenta a mesma lista de servidores, com exceção da servidora Tauane Gleide Guimarães Brito Ramos. O membro que está ocupando a sua posição na equipe é o servidor Daniel Augusto de Oliveira Rocha.

Conforme o histórico do último processo seletivo para o cargo de delegado e também para diversos outros cargos pertencentes à corporação, realizado no ano de 2012, o número de vagas ofertadas na ocasião foram de mais ou menos 229 postos, entre eles, dez vagas destinadas ao cargo de auxiliar em perícia médica legal; 40 vagas destinadas ao cargo de escrivão de polícia; três vagas no setor farmacêutico legista; 120 vagas destinadas à função de investigador de polícia; cinco vagas na área de médico legista; três vagas destinadas ao cargo de odontolegista; mais oito vagas no setor de perito criminal e principalmente as últimas 40 vagas foram destinadas à carreira de delegado, a qual foi confirmada também para a nova seleção. A banca responsável pela organização havia sido a Fundação Getúlio Vargas – FGV.

Em relação à carreira de delegado, conforme dados do último concurso, a remuneração inicial paga estava em torno do valor de 12.029,00 reais. Portanto, os interessados nesse cargo precisam de formação em nível superior na disciplina de direito.

O processo seletivo foi organizado em duas etapas distintas. Na primeira fase, os candidatos submeteram-se a uma prova com questões objetivas, em seguida houve uma avaliação discursiva e também a análise de títulos. Na segunda fase do processo de seleção foram realizados os testes de aptidão física, além de rigorosa avaliação por meio de psicotécnica, os demais exames médicos e odontológicos necessários, a devida investigação social e também curso de formação.

Os exames contaram com uma prova objetiva constituída de 100 questões, das quais 15 eram de língua portuguesa, cinco versando sobre a legislação específica, 15 questões sobre direito constitucional, 15 questões em direito administrativo, dez questões de direito civil e direito empresarial, 15 questões sobre direito penal, 15 questões na área de direito processual penal e mais dez na área de medicina legal.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 19 Média: 2.8]

Seleção irá oferecer 394 vagas para Escrivão e Agente.

Os concurseirsos de plantão do estado de Santa Catarina podem começar a se preparar, pois um novo concurso está com edital aberto no estado. Trata-se do Concurso Público da Polícia Civil de Santa Catarina, que vai disponibilizar para a concorrência o total de 394 vagas para os cargos de Escrivão e Agente.

De acordo com as informações mais recentes, o edital de abertura do certame já está pronto para ser publicado, uma vez que na última terça-feira, dia 26 de outubro, o documento foi assinado pelo delegado Aldo Pinheiro D 'Avila, que é também o secretário de segurança do estado de Santa Catarina.

Nesse sentido, agora que tudo está certo, a previsão é de que o edital de abertura do concurso seja publicado nesta semana.

Sendo assim, as inscrições podem começar a ser realizadas pelos interessados a partir desta sexta-feira, dia 27 de outubro. Os interessados em participar da concorrência possuem 30 dias para realizarem suas inscrições, que se encerram no dia 27 do mês de novembro.

A empresa contratada para realizar a organização e execução do concurso foi a conhecida Fepese, que é a Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos e que disponibiliza seu site para que as inscrições no certame possam ser realizadas.

Embora o edital ainda não tenha sido oficialmente cadastrado, algumas informações já foram confirmada pela PC –SC, como o quantitativo das vagas, que totalizam 394.

Os interessados em participar do concurso, independente do cargo pretendido, devem possuir formação em curso de nível superior. Além disso, é pré-requisito do concurso ser portador de Carteira Nacional de Habilitação.

Profissionais nestes cargos recebem uma remuneração inicial no valor de R$ 4.520,24.

No dia 28 do mês de junho foi formada a comissão que se responsabilizará pelo planejamento do concurso. Ela é formada por 7 integrantes, além de alguns suplentes. Todos são servidores da Polícia Civil do estado de Santa Catarina.

Os inscritos no certame devem realizar as provas no mês de dezembro. Sendo que no dia 16 serão aplicadas as provas para o cargo de escrivão e no dia 17 as provas são para o cargo de Agente.

Os inscritos poderão escolher onde querem realizar as provas, pois elas serão aplicadas nas cidades de Chapecó, Florianópolis, Itajaí, Joinville, Tubarão, Lages e Joaçaba.

A Polícia Civil de Santa Catarina teve seus últimos concursos públicos realizados nos anos de 2010 e 2014.

Geralmente o processo de seleção de novos servidores da PC-SC se dá por meio da realização de provas objetivas de múltipla escolha, sobre conteúdos de conhecimentos gerais e específicos. Além da realização e avaliação psicológica, avaliação física, testes vocacionais, investigação social e exame toxicológico.

Nesse sentido, se você possui interesse em participar da concorrência por um cargo na Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, não deixe de acessar o edital que será disponibilizado em breve e ter acesso a todas as informações sobre o concurso.

Também não deixe de realizar a sua inscrição e nem de verificar os conteúdos pragmáticos que serão cobrados na prova objetiva.

A participação dos brasileiros em processos seletivos e concursos públicos tem aumentado de forma considerável desde o ano passado, o que ocorre em decorrência de uma forte crise que se instalou na economia do país, levando milhares de empresas a diminuírem seus potencias de produção e até mesmo encerrarem definitivamente, resultando em um elevado número de pessoas em situação de desemprego.

Desse modo, os concursos públicos são uma excelente alternativa para quem busca por estabilidade e segurança financeira.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 26 Média: 2.5]

Concurso deverá ter 1.300 vagas com salários de até R$ 20 mil.

A cada novo anúncio de concursos públicos é mais oportunidade para as pessoas que buscam uma carreira profissional estável atingirem esse objetivo. E um dos processos seletivos que acabam de ser anunciados foi o da Polícia Civil do estado do Rio Grande do Sul. O edital ainda não foi divulgado, só que já se tem algumas informações acerca deste processo seletivo. Ao todo vão ser oferecidas mais de 1000 vagas para diferentes cargos, atribuições e níveis de escolaridade para cidades de todo o estado. Se você tem interesse nesse processo admissional, leia todas as informações que estão presentes no texto abaixo. Essa pode ser a sua grande chance de mudar de carreira.

Como dito acima, o edital ainda não foi divulgado e segundo algumas informações, ele deve ser divulgado entre o final do mês de novembro e o início do mês de dezembro. Vão ser oferecidas cerca de 1.200 vagas. Visto que o quadro de oficiais da corporação de tempos em tempos, assim como acontece em outras instituições como essa no Brasil, precisam ser modificados. Segundo os dados iniciais, vão ser oferecidos neste concurso público vagas para os seguintes cargos: Escrivão de Polícia, Inspetor Policial e Delegado. Para todas essas vagas é necessário que os interessados atendam alguns pré – requisitos, como: ser maior de idade; ser naturalizado brasileiro; possuir diploma em um curso superior; estar em dia com as obrigações políticas, eleitorais e militares (para os candidatos do sexo masculino): possuir bons antecedentes criminais, não ter nenhum problema com a justiça brasileira; possuir a Carteira Nacional de Habilitação na categoria “B”, ou seja, de automóveis; apresentar condições físicas e psicológicas para assumir o cargo e por fim participar do curso de formação para uma dessas vagas.

O salário inicial para as funções de escrivão e de inspetor é a partir de R$ 6.300,00 reais. Já para o cargo de delegado, a remuneração base é de R$ 20.300,00 reais. Ainda não se sabe os candidatos aprovados vão ter direito a benefícios e se sim quais serão eles. Já são conhecidas algumas fases do processo seletivo, que são: prova objetiva e uma redação. Para o cargo de Delegado, o teste objetivo consiste no total de 80 questões divididas em: 30 questões de Língua Portuguesa e 50 questões de Conhecimentos Específicos. Além da redação, no qual o tema é informado na hora, todas essas fases são de caráter classificatório e eliminatório. Já para as funções de escrivão e inspetor, os inscritos também vão ser submetidos a 80 questões, divididas em: 30 questões de Língua Portuguesa e 50 questões de Conhecimentos Específicos. O tema da redação também será conhecido no dia da prova e também todas as fases são de caráter classificatório e eliminatório. Após isso, ainda deve acontecer os testes de aptidão física, de aptidão mental, também de caráter classificatório e eliminatório. E depois o teste de formação para cada cargo, também do mesmo caráter que as fases anteriores.

Ainda não se tem informações exatas de quando a prova vai ser realizada, as cidades onde acontecem a primeira etapa, até quando vão as inscrições, por que meios as inscrições podem ser realizadas, os locais de prova, o valor que será cobrado pela taxa de inscrição, quando e onde vão ocorrer as outras etapas, a data que vai ser divulgado os gabaritos oficiais, nem quando os aprovados vão começar a trabalhar e por quanto tempo vai ser a validade deste concurso público.

Se você atende aos requisitos mencionados acima e tem o desejo de seguir na carreira de militar, essa pode ser a sua grande chance. Visite com frequência o site da Polícia Civil do estado do Rio Grande do Sul, que pode ser consultado através do seguinte endereço eletrônico: http://www.policiacivil.rs.gov.br/inicial. E também fique de olho nas notícias que saem pelos meios de comunicação dos municípios do estado. Boa sorte!

Isabela Castro.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 46 Média: 2.8]

Certame oferta 394 vagas para os cargos de Agente e Escrivão.

Muitos concursos públicos estão sendo confirmados para os próximos meses. Visto que, de tempos em tempo, as organizações precisam renovar o seu quadro de funcionários. E uma das entidades que vai realiza um processo seletivo é a Polícia Civil do Estado de Santa Catarina. O órgão vai oferecer mais de 300 vagas para diferentes funções. Está previsto para que o edital seja divulgado nos próximos dias. Mas, mesmo assim algumas informações a respeito desse processo admissional já foram reveladas.

Saiba agora tudo o que já foi divulgado, pois, essa pode ser a sua grande chance de mudar de emprego e conseguir uma carreira profissional ainda melhor.

Como mencionado acima vão ser oferecidas mais de 300 vagas, mais precisamente cerca de 394 oportunidades, sendo 200 para agentes e 194 para escrivães.

A princípio o edital deve ser divulgado na quinta-feira, dia 26 de outubro de 2017, e as inscrições devem ser iniciadas no dia seguinte, dia 27 de outubro de 2017 e devem ser realizadas até meados do mês de novembro de 2017. Não foi informado quanto vai ser cobrado de taxa de inscrição.

A banca organizadora desse processo seletivo vai ser Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos, a Fepese. Tradicional instituição que organiza concursos públicos. Com mais de 30 anos de atuação no mercado nacional, a Fesepe foi fundada na cidade de Curitiba e já atuou em diferentes organizações de processo seletivo em todo o país. As provas da instituição cobram a parte teórica, mas também são cobradas questões de atualidade. Então é preciso se informar sobre tudo o que está acontecendo no Brasil e no mundo, os principais fatos cotidianos, para também se ter uma boa visão crítica.

O concurso público da Polícia Civil do Estado de Santa Catarina propôs alguns pré-requisitos para os participantes. Confira agora essas regras: ser maior de idade, ter nacionalidade brasileira, estar em dia com as obrigações políticas, eleitoras e militares (para os candidatos do sexo masculino), ter bons antecedentes criminais e não ter nenhum problema judicial. Além disso, os candidatos precisam ter um diploma em um curso superior em uma instituição brasileira.

O salário inicial para os candidatos, para ambos os cargos, é de cerca de R$ 4.500,00, ainda não foi informado se os aprovados vão ter direito a benefícios e quais serão.

O processo seletivo deve contar com um teste objetivo, ou seja, de múltipla escolha; provas físicas para saber se o candidato está apto fisicamente; avaliação psicológica; levantamento dos antecedentes dos candidatos; exame toxicológico e por fim curso para a formação em cada uma das áreas que o candidato escolher. Lembrando que cada etapa é de caráter classificatório e eliminatório.

A prova para o cargo de Escrivão deve acontecer no dia 16 de dezembro de 2017 e para a função de Agente de Polícia. As provas vão ser aplicadas, nas seguintes cidades: em Joaçaba, em Itajaí, em Lages, em Tubarão, em Criciúma, em Chapecó, em Joinville e na capital Florianópolis. Para as etapas ainda não foram divulgados o calendário oficial. Essas informações também devem ser divulgadas nos próximos dias. Levando em consideração, que as provas objetivas da Polícia Civil do Estado de Santa Catarina seguem um certo padrão, essa etapa deve contar com 80 questões das seguintes matérias: 20 perguntas de Noções de Informática; 20 perguntas de Língua Portuguesa; 20 perguntas de Legislação Institucional e 20 perguntas de Noções de Direito.

Se você atende aos requisitos e quer saber mais informações acerca desse concurso, visite com frequência o site da Polícia Civil de Santa Catarina, que pode ser acessado através do seguinte endereço eletrônico: www.policiacivil.sc.gov.br, ou então o site da Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos, que é o http://novosite.fepese.org.br.

Boa sorte!

Por Isabela Castro

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 1.8]

Adiamento da seleção se deve a contenção de despesas por parte do Governo.

Fazer parte de uma das mais famosas instituições do nosso país, a Polícia, parece ser o sonho de muitas pessoas que querem ingressar na carreira pública e garantir assim um emprego que traga a tão sonhada estabilidade.

Se você pensa deste modo e está se preparando para encarar um concurso assim, é bom saber que vai ter que esperar um pouquinho mais.

Isto porque os estudantes e concurseiros, principalmente do estado do Paraná, foram surpreendidos pela notícia na sexta-feira, dia 20, de que o tão aguardado concurso para quem quer fazer parte da Polícia Civil daquele estado terá que ser adiado para o ano de 2018.

Segundo as informações divulgadas pelas autoridades oficias daquele estado, devido ao panorama de crise econômica que já vem atingindo o país há algum tempo, o estado está sendo obrigado a ter que racionalizar algumas despesas em relação às outras e o corte do orçamento já foi feito para este ano de 2017 e a realização da seleção ficou de fora das despesas estaduais para este ano.

Tudo isto porque todos os estados da federação são obrigados a se enquadrarem na chamada Lei de Responsabilidade Fiscal, o que obriga a todos a cortarem despesas com a contratação de novos servidores públicos.

Deste modo, quem já estava no aguardo de notícias sobre a divulgação de um possível edital do concurso, terá que aguardar um pouco mais, até que o ano de 2018 comece e a possibilidade da realização do mesmo volte a fazer parte da programação financeira do governo do estado do Paraná.

Segundo as principais fontes ligadas à realização de concurso do estado, o possível anúncio de um edital já vinha sendo aguardado ansiosamente desde o dia 21 de junho de 2017.

Caso a notícia tivesse sido confirmada, a expectativa é de que seria aberto o concurso para o preenchimento de cerca de 770 vagas, para a contratação de novos policiais para o estado. Isto seria suficiente para cobrir uma demanda exigida principalmente pelo sindicato da categoria, que alega um carência de novos profissionais em vista da aposentadoria de muitos policiais em curso. Este que estão se afastando, não estariam sendo substituídos por novos concursados.

A grande expectativa em torno do concurso cresceu bastante no estado em virtude do fato de que foi publicado no Diário Oficial do Estado uma deliberação da categoria sobre a necessidade de se realizar o concurso.

Muitos candidatos já estavam em ritmo frenético de estudos e já contavam com publicação do edital a partir de agosto deste ano. Como geralmente decorrem seis meses entre a publicação do edital e a realização das provas, muitos contavam com o processo seletivo ainda para este ano de 2017.

Mas, para quem trabalha com concursos há vários anos, recomendação é não desanimar e nem diminuir o ritmo de sua preparação. Isto porque a seleção para a Polícia Civil do estado não é nada fácil.

Os candidatos devem se basear principalmente pelo edital do último concurso feito em 2009.

A última seleção contou com a realização de cinco etapas, sendo que a aplicação das provas objetivas e discursivas fizeram parte apenas das duas primeiras etapas iniciais. As outras etapas foram compostas por teste de aptidão e capacidade física e mental, seguida de um última etapa que foi a investigação da vida pregressa de cada candidato.

Portanto, quem pensa em ingressar na Polícia, a hora agora é de aproveitar este tempo adicional para incrementar a preparação e se adequar para as diferentes etapas que terá que enfrentar para o tão aguardado concurso.

Se você não começou ainda, saiba que o tempo está a se favor e, portanto, não deixe de começar desde já os estudos.

Emmanoel Gomes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 101 Média: 2.9]

Seleção irá ofertar 76 vagas. Certame está em processo de seleção da comissão organizadora.

Nos últimos dias, a Polícia Civil de Minas Gerais divulgou a autorização para que seja realizado um concurso público a fim de selecionar novos profissionais a ocuparem as 76 vagas destinadas aos cagos de delegado.

Não é surpresa para ninguém que a crise política que se iniciou no ano de 2015, interferiu em diversos setores da sociedade, especialmente na economia. Dessa forma, inúmeras empresas e indústrias, para não entrarem em falência, tiveram que demitir funcionários ou, então, deixar de fazer novas contratações. Por isso, nos dias de hoje, as estatísticas apontam para cerca de 14 milhões de desempregados. Apesar de no segundo semestre de 2018, tenha havido uma pequena melhora nesse índice, mesmo assim, ainda há inúmeros desempregados.

Desse modo, as pessoas veem nos concursos públicos uma forma de conquistar um emprego melhor, que garanta certa estabilidade financeira e também profissional.

Sendo assim, se o leitor tem interesse em realizar um concurso a fim de disputar por uma vaga de delegado, a oportunidade é agora. Não a deixe escapar.

Na última terça-feira, no dia 17 do mês de de outubro, a Polícia Civil do estado de Minas Gerais divulgou por meio de nota que foi autorizado a realização de um processo seletivo com o intuito de escolher novos profissionais para ocuparem as vagas oferecidas para delegados.

De acordo com a informação fornecida no site da PC, eles tentam acelerar o andamento do concurso. Dessa forma, já estão formando uma comissão com os membros que vão fazer a escolha da banca organizadora. Após essa etapa, a instituição escolhida deve fazer o edital e, posteriormente, elaborar a prova com todos os conteúdos que serão cobrados.

Desde o início de 2018, a Polícia Civil tentou várias vezes conseguir a autorização para o processo seletivo. Isso porque, o número de funcionários está em defasagem se comparado ao número de funcionários atuando na área com o tamanho da população que cresce a cada dia, e, desse modo, aumenta o número de trabalho e investigações que precisam ser concluídas para o bem da sociedade. A instituição espera que ainda esse ano seja também autorizada a decisão para o processo seletivo visando escolher outros profissionais para o cargo de Escrivão.

Como já foi relatado anteriormente, a banca organizadora e o edital estão para serem escollhidos. No entanto, pode-se fazer algumas comparações usando informações do último concurso público, que foi realizado em 2011.

Naquele ano, a banca organizadora do concurso foi a Fundação Mariana Resende Costa. Na época, foram ofertadas 205 vagas para o cargo de Escrivão e outras 145 para a profissão de Delegado Civil. Desse modo, os funcionários precisam preencher uma carga horária de cerca de 40 horas por semana. Os salários eram os seguintes: para o cargo de escrivão a remuneração podia chegar a até R$ 2.100, já para delegado o salário chegava a até R$ 5.800.

Vale ressaltar ainda que os candidatos devem passar por várias etapas de seleção.

A primeira etapa é composta por uma prova objetiva com 70 questões de múltipla escolha, com quatro alternativas cada uma. O candidato deve possuir formação acadêmica no curso de Direito. Além disso, precisa dominar os seguintes conteúdos: Direito Processual Penal; Direito Penal; Direito Civil; Direito Administrativo; Direito Constitucional; Direitos Humanos; Medicina Legal; Geografia; História; Noções de Informática e, por fim, Língua Portuguesa.

Uma técnica muito usada por estudantes que vão prestar vestibulares ou concursos públicos é refazer as provas anteriores, pois dessa forma podem treinar o tempo para fazer cada questão, além de treinar as condições emocionais e, ainda, pode acontecer de cair na prova, questões semelhantes às anteriores.

Os interessados devem ficar atentos para as novidades do certame, bem como as novas informações.

Ana Paula Oliveira Coimbra

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 89 Média: 2.8]

Seleção deverá ofertar mais de 500 vagas para diversos cargos.

Muitas crianças sonham em um dia poderem fazer parte da corporação da Polícia Civil de seu estado e muitas delas quando crescem prestam concurso público e conseguem a tão sonhada vaga. Se você reside no estado do Amazonas e possui o sonho de ser um policial civil do seu estado e no momento se encontra com expectativas por novas informações sobre um novo concurso público da Polícia Civil do Estado do Amazonas, as notícias que chegam são bastante favoráveis. É que conforme o Secretário de Segurança Pública do Estado, um novo concurso será realizado em breve, com a disponibilidade de várias vagas em diversos cargos.

É isso mesmo, Bosco Saraiva, que é o atual secretário da área de Segurança Pública do estado do Amazonas, revelou em entrevista recente que a expectativa inicial é de que o novo concurso público da Polícia Civil/AM disponibilize para a concorrência o equivalente a 548 vagas, sendo que estas devem ser distribuídas em cargos de escrivão, investigador, delegado e perito.

Ainda de acordo com informações do secretário, o concurso deve ser realizado o quanto antes seja possível, uma vez que o último concurso realizado para esta categoria ocorreu no ano de 2009. Já se passando quase uma década sem novas contratações.

A expectativa para a realização deste concurso é bem grande, visto que ele foi anunciado no ano de 2014 pelo governador do estado do Amazonas da época, José Melo. Contudo, em decorrência de uma forte crise instalada na economia do país, o processo seletivo teve que ser postergado e somente agora é que há condições para a sua realização.

Assim, de acordo com as primeiras informações sobre o concurso, este se encontra sendo elaborado.

Mesmo estando em fase de elaboração, alguns detalhes ainda não foram divulgados oficialmente, como a quantidade certa de vagas a serem disponibilizadas. A expectativa que existe é de sejam oferecidas no mínimo 540 vagas, conforme foi anunciado anteriormente, mas nesse sentido nada ainda foi confirmado.

Contudo, se o concurso da Polícia Civil do Estado do Amazonas deste ano seguir o que estava previsto no concurso anunciado no ano de 2014, o que pode ser que ocorra, visto que já se passaram 8 anos sem concurso.

Dessa forma, se a previsão inicial for seguida serão ofertadas para a concorrência o total de 548 vagas, sendo elas distribuídas da seguinte maneira:

– Investigador: 340 vagas;

– Escrivão: 129 vagas;

– Perito: 40 vagas;

– Delegado: 39 vagas.

Poderão se inscrever no concurso, pessoas que possuem graduação em cursos de nível superior, que tenham realizado o curso em instituição de ensino que seja reconhecida pelo MEC, que é o Ministério da Educação.

No ano de 2009 a Polícia Civil do Estado do Amazonas divulgou que realizaria um novo concurso público que disponibilizaria o total de 1.010 vagas que seriam distribuídas entre cargos que exigiam como pré-requisitos formação em curso de nível superior. Os salários anunciados na época partiam de R$ 2.514,24 a R$ 6.104,16.

De acordo com o edital do certame, foram oferecidos os seguintes quantitativos de vagas:

– Delegado de polícia: 100;

– Investigador de polícia: 500;

– Escrivão de polícia: 290;

– Perito criminal: 80;

– Perito Legista: 35;

– Odontologista: 5.

Na ocasião, o concurso foi realizado por meio de etapas, sendo elas a realização de prova objetiva, prova discursiva, avalição médica, avalição física, análise de títulos e prova prática de digitação (para o cargo de escrivão).

Assim, se tudo correr conforme o esperado, até o final deste ano o edital de abertura será publicado e a prova deve ser marcada para o início de 2018. Assim, os interessados já podem começar a se preparar para as provas.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 50 Média: 2.9]

Seleção ofertará 11 vagas.

O edital​ ​do​ ​próximo​ ​concurso​ ​da​ ​Polícia​ Civil​ ​está​ ​disponível,​ ​oportunidades​ ​para​ ​vagas​ ​de​ ​técnico​ ​em gestão​ ​pública​ ​e​ ​também​ ​para​ ​técnico​ ​em​ ​gestão​ ​de​ ​informática.​ ​Veja as informações acerca das 11​ ​vagas​ ​para​ ​trabalhar​ ​na​ ​Polícia​ Civil​ ​do​ ​Pará. É​ ​claro​ ​que​ ​para​ ​entrar​ ​na​ ​equipe​ ​da​ Ppolícia​ ​Civil​ ​é​ ​necessário​ ​prestar​ ​concurso​ ​e​ ​ter​ ​o​ ​melhor desempenho​ ​que​ ​todos​ ​os​ ​outros​ ​participantes.​ ​Por​ ​isso​ ​traremos​ ​aqui​ ​neste​ ​post​ ​as​ ​informações gerais​ ​sobre​ ​as​ ​provas, para que você se prepare e saiba o que vai enfrentar.

O​ ​órgão​ ​responsável​ ​já​ ​está​ ​em​ ​fase​ ​de​ ​escolha​ ​da​ ​banca​ ​organizadora​ ​e​ ​o​ ​processo​ ​licitatório​ ​já​ ​está agendado​ ​para​ ​o​ ​dia​ ​4​ ​de​ ​dezembro​ ​de​ ​2017.​

​As​ ​vagas​ ​que​ ​estarão​ ​abertas​ ​são para​ ​o​ ​quadro​ ​pessoal​ ​do grupo​ ​da ​Polícia​ Civil.​ ​Sendo​ ​que​ ​as​ ​oportunidades​ ​são​ ​para​ ​cargos​ ​técnicos​ ​de​ ​nível​ ​superior.

Segundo​ ​o​ ​documento​ ​licitatório,​ ​as​ ​vagas​ ​são,​ ​especificamente:​ ​9​ ​vagas​ ​para​ ​assistente​ ​social,​ ​1​ ​vaga para​ ​técnico​ ​em​ ​gestão​ ​pública​ ​(contabilidade)​ ​e​ ​1​ ​vaga​ ​para​ ​técnico​ ​em​ ​gestão​ ​de​ ​informática (engenharia​ ​de​ ​sistemas).​ ​Todas​ ​as​ ​vagas​ ​serão​ ​para​ ​trabalhar​ ​no​ ​estado​ ​do​ ​Pará.​ ​E​ ​a​ ​remuneração inicial​ ​é​ ​comum​ ​para​ ​todas​ ​as​ ​vagas. Segundo​ ​o​ ​documento​ ​oficial,​ ​a​ ​remuneração​ ​ficará​ ​em​ ​torno​ ​de R$​ ​2.727,54, um salário razoável para um momento inicial, fator que torna o concurso bem competitivo.

A​ ​prova​ ​para​ ​entrar​ ​na​ ​equipe​ ​da​ ​Polícia​ ​Civil​ ​do​ ​Pará​ ​será​ ​aplicada​ ​na​ ​cidade​ ​de​ ​Belém,​ ​capital​ ​do estado​ ​do​ ​Pará,​ ​sendo​ ​que​ ​os​ ​candidatos​ ​passarão​ ​por​ ​uma​ ​prova​ ​de​ ​múltipla​ ​escolha,​ ​também​ ​por uma​ ​prova​ ​de​ ​análise​ ​de​ ​títulos​ ​e,​ ​por​ ​fim,​ ​um​ ​teste​ ​discursivo,​ ​como​ ​foi​ ​no​ ​último​ ​concurso​ ​aplicado pela​ ​mesma​ ​equipe. Os​ ​profissionais​ ​capacitados​ ​que​ ​possuírem​ ​interesse​ ​no​ ​concurso​ ​terão​ ​que​ ​ser:​ ​maiores​ ​de​ ​18 anos,​ ​possuir​ ​possibilidade​ ​de​ ​trabalhar​ ​e​ ​morar​ ​no​ ​estado​ ​do​ ​Pará,​ ​além de possuir​ ​ensino​ ​superior​ ​completo na​ ​área​ ​específica​ ​do​ ​cargo.

Último​ ​concurso​ ​organizado​ ​pela​ Polícia​ Civil​ ​do​ ​Pará

O​ ​último​ ​concurso​ ​organizado​ ​pela​ Polícia​ Civil​ ​do​ ​Pará​ ​foi​ ​em​ ​2016,​ ​no​ ​ano​ ​passado,​ ​sendo​ ​que foram​ ​650​ ​vagas​ ​abertas,​ ​todas​ ​exigindo​ ​nível​ ​superior,​ ​as​ ​vagas​ ​eram​ ​para:​ ​Delegado​ ​(150​ ​vagas), investigador​ ​(300​ ​vagas),​ ​escrivão​ ​(180​ ​vagas)​ ​e​ ​papiloscopista​ ​(20​ ​vagas). Para​ ​entrar​ ​na​ ​equipe,​ ​o​ ​concursando​ ​precisou​ ​se​ ​submeter​ ​à​ ​uma​ ​prova​ ​de 60 questões da modalidade multipla escolha. Além disso, os candidatos passam por uma investigação que averigua a aptidão para pleitear uma vaga na corporação, nos quesitos criminal e pessoal.O que chama atenção em concursos para a Polícia Civil é a estabilidade e a segurança. Ao contrário de outros nomes da polícia, como é o caso da militar, por exemplo, não há o trabalho fardado, apesar da academia de treinamento ser voltada para atividades policiais. A civil possui distintivo e atua em nome da polícia, mas sem a necessidade se usar a farda. Isso preserva a identidade dos agentes. Ademais, a carreira civil adquirida através de concurso, elege funcionários do Estado. Sendo assim, a garantia do salários e benefícios chama muita atenção. A base salarial é alta desde a efetivação, além disso, é possível fazer carreira pleiteando outros cargos.Se você deseja realizar esse certame, não perca tempo.

Agilize sua inscrição seguindo os passos descritos neste artigo e não se esqueça de se preparar para o processo seletivo. Em bancas de jornal e livrarias, é possível encontrar apostilas específicas. Além disso, existem cursos preparatórios. Não se esqueça também de conferir o edital.

David Ferreira

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 34 Média: 3.1]

Concurso contará com 330 vagas e terá como organizadora a Fundação Vunesp.

Os concursos públicos promovidos pelas Polícias (Civil, Militar, Rodoviária etc) estão entre os mais concorridos do país. Ingressar na Polícia em um cargo efetivo traz para o profissional oportunidade de estabilidade financeira, além de outros benefícios.

A última novidade vem da Polícia Civil do Estado de Roraima. De acordo com as informações divulgadas até o momento, serão oferecidas aos interessados um total de 330 vagas para diversas funções da instituição de segurança pública.

Confira logo a seguir os principais detalhes e como fazer para aproveitar as chances abertas.

Concurso Público Polícia Civil de Roraima

Nos últimos meses muita expectativa foi criada em torno deste concurso, mas somente agora é que foram anunciados com mais detalhes as vagas e qual será a banca organizadora do certame.

Mesmo que o edital ainda não tenha sido divulgado, já há informações suficientes sobre as vagas, os cargos, entre outros pontos.

Concurso Público Polícia Civil de Roraima – Cargos que oferecem Vagas

Como apontamos, serão 330 vagas que serão distribuídas entre as funções de: delegados da polícia civil (nível superior), escrivães (nível superior), agente da polícia civil (ensino superior), peritos (nível superior), dentistas (nível superior), auxiliar de necropsia (nível médio), auxiliar de papiloscopista (nível médio) e perito papiloscopista (nível superior).

O número exato de vagas para cada uma dessas funções ainda não foi divulgado.

No caso do concurso deste ano, a banca organizadora escolhida foi a Fundação Vunesp.

Concurso Público Polícia Civil de Roraima – Salários iniciais previstos por nível

As funções que requerem dos candidatos formação de nível médio tem salários iniciais na faixa de R$ 2.700.

No caso dos cargos que exigem formação de nível superior, os salários podem chegar ao valor inicial de R$ 4.000,00. O cargo com maior remuneração é o de delegado, com salários iniciais de R$ 18.400.

Pelo fato de o edital de abertura ainda não ter sido divulgado, não é possível termos mais detalhes sobre os principais pré-requisitos que serão cobrados dos candidatos, datas de aplicação das provas, benefícios oferecidos para cada função em específico, valor da taxa de participação ou locais de aplicação das provas, entre outros detalhes.

Polícia Civil Estado de Roraima – Último concurso público

O último concurso público realizado pelo Polícia Civil do Estado de Roraima ocorreu no ano de 2003. Na época foram oferecidas aos interessados um total de 900 vagas. Entre os cargos que contaram com oportunidades estavam os descritos abaixo:

– Auxiliar de Perito Criminal e Auxiliar de Necropsia para o nível fundamental.

– Perito papiloscopista policial, escrivão de polícia, auxiliar de perito criminal, agente de necropsia, agente penitenciário, agente de polícia e agente carcerário para o nível médio.

– Perito papiloscopista, perito criminal, papiloscopista policial, odontólogo legista, odonto legista, médico legista e delegado de polícia para o nível superior.

Esse concurso teve sua organização técnica-administrativa a cargo da organizadora Cespe/UnB.

Este certame contou com um total de 50 questões.

Para obter maiores informações e acompanhar todas as novidades acesse o endereço eletrônico da Polícia Civil de Roraima, no site www.pc.rr.gov.br.

O atual concurso da Polícia Civil de Roraima foi confirmado no último dia 21 de setembro pela própria instituição. No caso da organizadora, a escolhida já era de conhecimento público, uma vez que no dia 19 de julho, a governadora do estado, Suely Campos, havia dado a informação a respeito.

As vagas oferecidas neste certame estão sendo distribuídas entre várias regiões do estado. Além disso, outra informação certa é que a segunda fase do certame será composta pelo curso de formação profissional. Essa etapa será feita na Academia de Política Integrada – API.

Com o andamento dos processos para a abertura do concurso a expectativa é de que o edital saia ainda este ano e que as provas já possam ser aplicadas no início de 2018.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 24 Média: 3.1]

Certame deverá oferecer 330 vagas para diversos cargos. Edital deverá ser divulgado em breve.

Um dos concursos públicos mais disputados de todo o território nacional são os promovidos pela Polícia seja ela a Civil, a Federal, a Militar, a do Meio Ambiente, do Tânsito, dentre outras. Conseguir um cargo efetivo na Polícia significa que sua vida profissional vai estar estabilizada, pois você tem vários benefícios e também uma boa remuneração. E uma das últimas corporações a anunciar o seu processo seletivo foi a Polícia Civil do estado de Roraima, que vai oferecer mais de 300 cargos para diferentes funções dentro do órgão. Para saber todas as informações que já foram divulgadas até agora, leia o texto abaixo.

Nos últimos dias o governo de Roraima anunciou que o estado vai realizar um concurso público para a Polícia Civil nos próximos meses. Ainda não divulgado o edital oficial desse processo seletivo, mas já se sabe algumas informações. A primeira é que vão ser abertas cerca de 330 vagas para diferentes cargos. A realização desse concurso vai acontecer devido a necessidade de aumentar o quadro de funcionários da Polícia Civil no estado. O concurso já foi aprovado agora falta escolher a banca examinadora que vai organizar, preparar e aplicar as provas do concurso. Inicialmente, as vagas vão ser oferecidas para as seguintes cargos, confira também o nível de formação exigida: perito papiloscopista (ensino superior), auxiliar de papiloscopista (ensino médio), auxiliar de necropsia (ensino médio), dentistas (ensino superior), peritos (ensino superior), agentes (ensino superior), escrivães (ensino superior) e delegados (ensino superior). Não foi divulgado o número de vagas destinadas para cada função.

Para os cargos de ensino médio, a remuneração é em torno de R$ 2.700,00 reais inicialmente, para os de ensino superior os pagamentos são em torno de R$ 4.000,00 reais e para o cargo de delegado é de R$ 18.400,00 reais.

Como mencionado acima, ainda não foi divulgado o edital oficial sobre o concurso público, devido a isso, não foram divulgadas informações como: dia e horário das provas, quantas etapas teriam o processo seletivo, os locais de realização da prova, os benefícios para cada função, os pré-requisitos, além da formação acadêmica, para que as pessoas se candidatem ao cargo, valor de taxa de inscrição e como realizar a inscrição do concurso, uma possível validade de algumas funções, dentre outras informações.

O último concurso da Polícia Civil do estado de Roraima aconteceu no ano de 2003. Na ocasião foram oferecidas mais de 900 vagas, divididas nos seguintes cargos:

– Nível Fundamental: Auxiliar de Necropsia e Auxiliar de Perito Criminal.

– Nível Médio: Agente Carcerário; Agente de Polícia; Agente Penitenciário; Agente de Necropsia; Auxiliar de Perito Criminal; Escrivão de Polícia e Perito Papiloscopista Policial.

– Nível Superior: Delegado de Polícia; Médico Legista; Odonto Legista; Odontólogo Legista; Papiloscopista Policial; Perito Criminal e Perito Papiloscopista.

A banca organizadora que fez o concurso da Polícia Civil de Roraima em 2003 foi organizada pela Cespe/UnB. Uma das fundações mais conhecidas do mundo dos concursos e que já realizou centenas de processos seletivos em todo território nacional. A Cespe/ UnB costuma ter como característica principal abordar todo o conteúdo principal pertinente aos cargos oferecidos, além disso, também cobra assuntos atuais contextualizado com os temas acerca das profissões com vagas abertas. Todas as provas continham cerca de 50 questões e os candidatos precisavam analisar os itens corretos e incorretos. Logo após isso, os resultados e gabaritos foram divulgados e os aprovados foram sendo chamados para começar a trabalhar.

Se você quer participar desse concurso, se prepare e fique de olho nos meios de comunicação do estado de Roraima, pois são através da mídia local que vai ser divulgado todas as informações sobre o processo seletivo. Acesse também o endereço eletrônico da Polícia Civil de Roraima, através do seguinte link: http://www.pc.rr.gov.br/. Boa sorte!

Isabela Castro.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 13 Média: 2.6]

Certames irão ofertar mais de 200 vagas e formar cadastro de reserva.

Na última semana, o governo do Amapá, através da sua assessoria de comunicação, anunciou que ainda em 2017 vai realizar dois concursos públicos um para Polícia Civil e o outro para Polícia Técnico-Científica no estado. Segundo o comunicado, serão oferecidas mais de 200 vagas para as duas entidades e mais de 700 oportunidades para cadastro de reserva.

Na Polícia Civil vão ser ofertadas as seguintes funções:

– Delegado de Polícia: 25 vagas diretas / 76 vagas para cadastro reserva.

– Oficial de Polícia Civil: 60 vagas diretas / 240 vagas para cadastro reserva.

– Agente de Polícia: 120 vagas diretas / 380 vagas para cadastro reserva.

O concurso para a Polícia Civil vai ser composto por diferentes fases, as avaliações vão depender de cada cargo. Mas na maioria dos casos, o concurso vai contar com prova objetiva, um teste prático, a processual, prova oral, exame de aptidão física, exame documental e médico, teste psicológico, avaliação de investigação social, dentre outros. A remuneração varia entre R$ 4.000,00 e R$ 13.000,00. Os interessados para qualquer um desses cargos precisa ter a formação necessária, possuir carteira de habilitação para automóveis.

As inscrições vão ser realizadas, exclusivamente, pela internet através deste endereço: www.concursosfcc.com.br. A inscrição pode ser realizada até o dia 08 de agosto de 2017.

Já para a Polícia Técnico-Científica vão ser ofertados as seguintes funções:

– Perito Médico Legista com Especialização em Psiquiatria: 02 vagas diretas / 08 vagas para cadastro reserva.

– Perito Médico Legista: 18 vagas diretas / 52 vagas para cadastro reserva.

O concurso para a Polícia Técnico-Científica também vai ser composto por etapas, as avaliações também vai depender da função. Mas no caso dessas funções, os candidatos vão ser submetidos a testes como provas objetiva, redação, prova de título, exame documental, exame de saúde, programa de formação, dentre outros. A remuneração gira em torno de R$ 10.000,00 reais para as duas funções. A inscrição também deve ser realizada pela internet, através deste link: www.concursosfcc.com.br. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até o dia 07 de agosto de 2017.

As provas objetivas acontecem em setembro. A banca que vai organizar o concurso será a Fundação Carlos Chagas, a FCC.

Boa sorte!

Por Isabela Castro

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 3.7]

Certames ofertam 981 vagas para cargos imediatos e cadastro de reserva. Inscrições podem ser feitas até o dia 7 ou 8 de agosto de 2017.

Dois editais foram lançados recentemente no Estado do Amapá, com o objetivo de iniciar oficialmente o concurso destinado a Polícia Civil bem como a Polícia Técnico-Científica do referido Estado. Vale destacar que são nada menos que 981 oportunidades, sendo 225 vagas para preenchimento imediato e 750 vagas para formação de cadastro de reserva.

O concurso para as duas instituições é organizado pela Fundação Carlos Chagas. Os interessados nas vagas da Polícia Civil deverão realizar suas inscrições através do site oficial da FCC. O período de inscrições já se encontra aberto e seu encerramento está previsto para 08 de agosto de 2017. A taxa de inscrição é de R$ 120,00 (cargos de Agente e Oficial) e R$ 180,00 (cargo de Delegado).

Para quem pretende se candidatar a uma das vagas de Perito também deverá acessar o site oficial da FCC. O período de inscrições para a Politec já se encontra aberto e seu encerramento se dará em 07 de agosto de 2017. A taxa de inscrição é de R$ 220,00 para todos os candidatos.

O edital nº 001/2017 da Polícia Civil é responsável por 25 vagas imediatas para o cargo de Delegado, além de no máximo 75 vagas para formação de cadastro de reserva para o cargo em questão. Além disso, são mais 120 vagas imediatas para Agentes da Polícia Civil e 380 vagas para formação de cadastro de reserva. Já o cargo de Oficial da Polícia Civil conta com 60 vagas imediatas e até 240 para formação de cadastro de reserva. Os cargos de Agente e Oficial preveem remuneração inicial de R$ 4.139,53, além de auxílio indenização no valor de R$ 700,00. Já o cargo de Delegado conta com remuneração inicial de R$ 13.280,01.

Vale ressaltar que os cargos de Agente e Oficial da Polícia Civil tem como pré-requisito a formação superior em qualquer área de atuação, sendo que o candidato também deverá possuir Carteira Nacional de Habilitação na categoria B. Já os interessados no cargo de Delegado deverão possuir formação superior em Direito.

Outro edital nº 001/2017 também foi publicado para a Polícia Técnico-Científica do Amapá. Neste edital são oferecidas 18 vagas imediatas para o cargo de Perito Médico Legista, além de 52 vagas para formação de cadastro de reserva. O cargo de Perito Médico Legista com especialização em psiquiatria conta com duas vagas imediatas e até oito vagas para cadastro de reserva. Os candidatos aos cargos de Perito deverão possuir diploma de formação superior no curso de medicina, bem como registro no Conselho Regional de Medicina. A remuneração inicial é de R$ 10.067,96.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 6 Média: 2.2]

Governo libera seleção para 190 vagas.

Nesta semana, foi autorizado pelo Governador do Piauí, Wellington Dias (do PT) a realização do concurso público da Polícia Civil do Estado, visando preencher 190 vagas disponíveis. Este anúncio aconteceu depois de uma reunião com Fábio Abreu, Secretário de Segurança, com Merlong Solano, o secretário de governo, e com Riedel Batista, o delegado geral. Está previsto que as provas deverão ser aplicadas ainda este ano.

Segundo informa o secretário de governo, Merlong Solano, a segurança do estado é algo fundamental, todavia, das 190 vagas oferecidas, metade delas se destinará ao cadastro de reserva. De acordo com o secretário, o governador deu autorização para que seja feito concurso para 120 policiais civis, 10 escrivães da Polícia Civil, 20 delegados e 40 peritos. Essas vagas foram definidas e divulgadas no final da reunião.

Por outro lado, o governo não deu informações acerca da estimativa de quantos profissionais irão deixar a Polícia Civil, contudo, é fato reconhecido que há necessidade de preenchimento das vagas em aberto.

Ainda de acordo com o secretário do governo, existe uma rotatividade dentro desse setor e muita gente acaba prestando concursos para diversas áreas, também existem diversos policiais que estão se aposentando e é preciso que seja reposto o quadro, tendo em vista que recursos humanos constituem fator relevante em qualquer política pública.

Para Fábio de Abreu, secretário de Segurança, visando à busca por reduzir o impacto do número de policiais que saem da corporação, existe um projeto de lei que será apresentado na Assembleia Legislativa e que permitirá o retorno de aposentados. De acordo com o secretário, tendo em vista tal possibilidade que não é real, o governador do estado implantou que a Polícia Civil possa dispor do mesmo sistema que a Polícia Militar, ou seja, o policial pode voltar caso quiser.

A Secretaria de Segurança Pública será o órgão responsável por escolher a banca examinadora responsável pelo concurso, bem como cuidará do andamento do processo de seleção. No que se refere à data da prova, a estimativa do governo é que ocorra ainda este ano.

Fique atento ao lançamento dos editais e prepare-se para o processo seletivo.

Iris Gonçalves

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 53 Média: 2.4]

Certame deverá ofertar 776 vagas. Edital deverá ser divulgado no segundo semestre deste ano.

Muita gente possui o desejo de fazer parte da corporação da Polícia Civil, sendo concursado e contando assim com segurança e estabilidade, características tão necessárias nos dias de hoje em que o país vem passando por uma forte crise na economia.

Para quem reside no estado do Paraná e deseja prestar concurso para a Polícia Civil do Estado, as notícias que chegam são favoráveis. É que segundo informações recentes, a PM-PR irá realizar um novo concurso, que visa preencher 776 postos de investigador de polícia na corporação.

A notícia foi anunciada no dia 21 do mês de junho, última quarta-feira, sendo realizada a sua publicação oficial no Diário Oficial.

Nesse sentido, espera-se que o edital de abertura seja publicado a partir do segundo semestre deste ano.

Segundo as primeiras informações, poderão concorrer ao cargo de Investigador pessoas que possuam idade maior que 21 anos, que possuam graduação em curso superior (independente da área) e CNH de categoria partir da “B”.

Um profissional do cargo de Investigador possui uma remuneração mensal de R$ 4.950,29.

Dessa forma, se você possui interesse em participar do concurso, já pode dar início a sua preparação. Para isso verifique nos editais de concursos passados do órgão, os conteúdos pragmáticos cobrados.

E por falar em último concurso, a Polícia Civil do Paraná realizou seu último processo de seleção no ano de 2009, quando a banca responsável pela sua organização foi a Cops/ UEL, que é a Coordenadoria de Processos Seletivos da Universidade Estadual de Londrina.

Para entrar para a corporação da Polícia Civil, geralmente o processo de recrutamento se dá por meio de etapas, sendo elas a realização de prova objetiva de conhecimentos gerais, prova de conhecimentos específicos da área, testes de aptidão física, testes psicológicos e investigação social.

Para quem ainda não conhece, um investigador social deve ter disponibilidade para exercer suas atividades policiais em qualquer horário quando requerido por superior. Atuando sempre para promover o benefício público, respeitando a lei e observando sempre as normas.

Assim sendo, se você deseja se inscrever e entrar para a concorrência e ser aprovado como Investigador de Polícia, fique atento as novas informações e já inicie seus estudos.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 49 Média: 2.6]

Certame deverá ser realizado no segundo semestre deste ano de 2017.

Os concursos públicos têm sido vistos pelos brasileiros como uma importante ferramenta na conquista de um novo trabalho. Alguns concursos já são consagrados no país e muito concorridos, como é o caso do Concurso da Polícia Militar e da Polícia Civil.

E por falar em Concurso para a Polícia Civil, quem reside no estado do Maranhão e estava na expectativa de novas informações sobre um novo concurso, o órgão informa que prevê a realização de novo processo seletivo já no segundo semestre desse ano de 2017.

Na realidade, Flávio Dino, o governador do estado já havia anunciado em ocasião propícia a realização do novo concurso. Além disso, a comissão que se responsabilizará pelo novo concurso já foi selecionada. No dia 06 do mês de junho foram publicados no Diário Oficial os nomes que compõem a comissão.

Segundo as primeiras informações serão disponibilizados cargos para delegados, além de outras vagas em outros cargos. Contudo, como o concurso está em fase de definições inicias, ainda não se tem informações precisas sobre o número de vagas, nem os cargos que serão disponibilizados. Ao que tudo indica, é o governador quem deve autorizar oficialmente a liberação de cargos e vagas, fato que ainda não aconteceu, mas que não deve demorar muito visto que a previsão é de que ele seja realizado no próximo semestre.

Segundo informações da Polícia Civil do Estado do Maranhão, o último concurso realizado aconteceu no ano de 2012 e na ocasião foram disponibilizadas vagas para delegado e outras carreiras da corporação, somando o total de 229 oportunidades. Na época a banca organizadora escolhida por meio de processo licitatório foi a Fundação Getúlio Vargas,

Para o concurso desse ano ainda não se sabe qual será a banca, mas se todos os trâmites legais se desenvolverem conforme o previsto, logo novas informações devem ser publicadas.

Diante disso, se você possui interesse em realizar o novo Concurso Público da Polícia Civil do estado do Maranhão, a recomendação é de que você já inicie a sua preparação, pois o processo de seleção para o órgão se dá em fases, incluindo prova objetiva.

Para isso verifique editais de concurso passados para saber os conteúdos a serem cobrados na prova.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 22 Média: 3.1]

Seleção deverá ofertar 240 vagas para Delegado, Agentes e Escrivães.

Para quem reside no estado do Amapá e estava na expectativa de notícias sobre concursos públicos para a Polícia Civil do Estado, as notícias que chegam são animadoras. É que está previsto para o próximo mês o lançamento do edital de abertura do mais novo concurso para a corporação da Polícia Civil do Amapá.

A novidade foi anunciada no dia 29 de maio, por Waldez Góes, governador do estado. O anúncio foi feito durante uma cerimônia em que o governador fez a entrega de uma nova delegacia, a Delegacia Integrada Distrital, a DID, assim como novas viaturas, equipamentos, lanchas e coletes balísticos.

A comissão do Concurso que se encarrega de todos os trâmites relacionados ao certame foi devidamente publicada no Diário Oficial da União no mês de Dezembro do ano passado.

Segundo as primeiras informações, serão disponibilizadas o total de 240 oportunidades, todas para agentes de polícia. Contudo, devido a um elevado número de aposentadorias previstas, o número de oportunidades pode até dobrar.

O documento que diagnostica o número de vagas disponíveis foi elaborado pelo órgão responsável que é a Delegacia Geral da Polícia. Desse modo, a previsão inicial é de que sejam contratados 30 delegados, 120 agentes e 90 escrivães de polícia.

Mesmo sendo realizadas estas contratações que estão previstas, elas ainda não serão suficientes para suprirem o déficit de servidores da corporação, mas pelo menos deve amenizar a carência de agentes que a instituição passa. Afinal, são quase 7 anos sem a realização de novos concursos.

O próximo passo é a contratação de uma banca que se responsabilizará pela organização e aplicação das provas, o que deve ser realizado nos próximos dias por meio de processo licitatório.

Nesse sentido, se você reside no estado do Amapá e deseja prestar o Concurso Público da Polícia Militar, o edital deve ser publicado nas próximas semanas para que as provas sejam realizadas no segundo semestre deste ano.

Desse modo, a recomendação é de que os interessados fiquem atentos à abertura do período de inscrições e que já comecem a se preparar. Para saber o conteúdo pragmático é só consultar editais de concursos já realizados.

Entre para a corporação da PC-AP. Prepare-se e boa sorte!

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 1]

Concurso deve ofertar 210 vagas para Delegado, Investigador e Escrivão.

Pode começar a estudar, pois foi definida a banca orgaizadora para 210 vagas da Polícia Civil do Estado do Mato Grosso do Sul (PC/MS), com oportunidades para delegado, investigador e escrivão. A responsável pelo certame será a Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura do Mato Grosso do Sul (Fapems). Desta forma, o edital deve ser lançado nos próximos dias.

No total, serão oferecidas 210 vagas, sendo 30 para delegado, 100 para investigador e o restante para escrivão. A remuneração para delegado pode chegar a mais de R$ 14 mil e para as outras funções mais de R$ 3 mil.

Ficou interessado? Para o cargo de escrivão e investigador é necessário ter nível superior em qualquer área de graduação e para investigador também é necessário ter carteira de habilitação nas categorias B, C ou D. Em relação à função de delegado, é necessário ter formação superior em direito.

O último concurso realizado pela PC/MS ocorreu em 2013 e teve oportunidades para os cargos de perito, escrivão e investigador. Os candidatos foram avaliados por meio provas objetivas, análises de título, avaliação psicológica, avaliação médico odontológica, prova de aptidão física, investigação social e como última fase curso de formação profissional.

Dicas para estudar com foco até o dia da prova:

Não espere o edital ser publicado para começar a estudar. Com a concorrência alta, é fundamental iniciar os estudos antes da publicação do documento, a fim de ganhar tempo e qualidade. Assim, você sairá na frente de muitas pessoas.

Faça um planejamento para alinhar as disciplinas que serão vistas no decorrer da semana. Assim você controla a ansiedade e ainda descobre os assuntos que mais domina e qual precisa melhorar os seus conhecimentos.

Aproveite todos os momentos do dia para estudar ou revisar o conteúdo: hora do almoço, no trânsito, fila de banco, entre outros. Grave a matéria em áudio, resolva questões no celular, carregue sempre os seus resumos com você e use a criatividade para manter o conteúdo na sua memória.

Estude com vontade de passar e ser classificado no certame. Não escute pessoas negativas e confie no seu potencial, para conquistar a sua classificação.

Que tal começar a estudar? Sucesso e boa sorte.

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 14 Média: 2.7]

Seleção deverá ofertar vagas para Agente, Escrivão e Peritos.

Quem deseja obter aprovação em concursos da carreira policial, pode conferir aqui uma boa notícia. O governo do estado de Santa Catarina anunciou a autorização para o concurso da Polícia Civil (PC SC). O lançamento do edital ainda não foi divulgado, mas há previsão para o provimento de vagas nos cargos de perito, agente e escrivão. Os iniciantes na carreira receberão cerca de R$ 4.500.

Veja quais são os requisitos necessários para fazer parte da corporação: estar em dia com as obrigações militares e eleitorais, ter 18 anos completos, estar em pleno gozo dos direitos políticos, possuir carteira nacional de habilitação e possuir formação de nível superior.

O último concurso foi realizado em 2014. Na oportunidade foram ofertadas 340 vagas para a função de agente de polícia civil e 66 para delegado de polícia substituto. A remuneração oferecida variava entre R$ 3.201,84 e R$ 3.842,20 para agente e de R$ 13.184,05 até R$ 15.820,84 para delegado.

Aqueles que concorreram ao cargo de delegado deveriam possuir diploma no curso de Direito com no mínimo 600 horas-aula em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. Já para agente a exigência era a formação em qualquer curso reconhecido pelo MEC, desde que tivesse duração mínima de 400 horas-aula.

As fases do processo seletivo foram: prova objetiva, exame de aptidão física, teste psicológico, investigação social e exame toxicológico. Para o cargo de delegado ainda houve prova oral e avaliação de títulos.

No certame de 2014 as taxas de inscrição custaram R$ 100 e R$ 200. Foram mais de 32 mil candidatos inscritos.

Confira as disciplinas cobradas naquela época: português, informática, direito constitucional, administrativo, medicina legal, legislação institucional, direitos humanos, penal, processual penal, entre outras.

Na prova objetiva, os candidatos responderam 80 quesitos para o cargo de agente e 120 questões para ocupar a função de delegado.

O objetivo do governo estadual é reforçar a segurança pública, combatendo as ações criminosas e violentas. Recentemente foram chamados 320 aprovados na última seleção, sendo 25 delegados, 234 agentes, além de 61 auxiliares de perícia do Instituto Geral de Perícias (IGP).

Se você quer conquistar uma vaga na PC SC, inicie logo sua preparação. Há expectativas de muitas nomeações.

Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 37 Média: 2.9]

GDF anuncia abertura de 2.100 vagas. Oportunidades são para Agente e Escrivão.

Foi anunciado pela Diretoria-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal, o concurso público que promete contemplar 2.100 pessoas, entre os cargos de agentes e escrivões. O governo afirmou que mais tardar ano que vem, deve fazer o lançamento do concurso para ocupar as vagas na corporação.

O diretor Eric Seba fez uma promessa à categoria, no evento de Dia do Policial Civil: o processo para a realização do certamente sairá o mais rápido possível. De acordo com o Sinpol-DF, o quantitativo, mesmo alto, não dá conta de preencher todo o déficit.

Seba tem a difícil tarefa de amenizar a situação, uma vez que existem protestos para a equiparação salarial com os policiais e cargos federais. Essa reivindicação tem sido resistida pelo Palácio do Buriti. O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF), Rodrigo Franco, apesar de reconhecer a necessidade da abertura desse concurso, assume o posicionamento de que as vagas não serão suficientes para cobrir a necessidade da corporação.

O número de cargos não é suficiente porque, segundo Franco, existem 4000 vagas de cargos em aberto, que devem ser assumidos num prazo de 2 anos, quando presume-se que o déficit será maior.

O sindicalista apura ainda que até o ano de 2020, mil policiais pretendem se aposentar, sendo assim, a tentativa do governo de abrir esse concurso para manter o número de policiais que estão na ativa é um pouco duvidosa, já que em 2016 houve 350 aposentadorias, enquanto no primeiro trimestre de 2017, já aposentaram-se 150 policiais. Apesar da urgência, o sindicalista põe em dúvida o prazo dado por Seba, reiterando que resta esperar o concurso acontecer.

No último concurso realizado para os cargos de agentes e escrivões foram ofertadas 300 vagas para pessoas de ambos os sexos, sendo que o salário inicial de cada função era de R$ 8.284,55, para trabalhar cumprindo jornada de 44 horas por semana.

Com tamanha urgência na realização do concurso, os interessados devem ficar atentos às notícias a fim de não perder nenhuma atualização acerca do andamento da realização do certame.

Carolina B.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 39 Média: 2.9]

Certame deverá ofertar vagas para investigador, escrivão e delegado.

Aqueles que se preparam para a carreira policial podem conferir uma ótima notícia. O Governo do Estado do Mato Grosso anuncia a autorização para realização de novo concurso público que visa preencher cargos da Polícia Civil (PC/MS). A data para lançamento do edital e abertura das inscrições não foi informada, mas a expectativa é ainda para o mês de abril.

A Secretaria de Justiça e Segurança Pública (SEJUSP) e a Secretaria de Administração e Desburocratização visam ocupar 210 vagas para os cargos de investigador da polícia judiciária (100), escrivão de polícia judiciária (80) e delegado da polícia (30). A jornada de trabalho corresponde a 40 horas semanais.

Os salários para iniciantes das carreiras são em torno de R$ 14 mil para delegados e R$ 3 mil para escrivão e investigador. Para essas últimas funções, os candidatos devem ter escolaridade de nível superior em qualquer área, desde que em instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação. Além disso, é necessário ter idade entre 21 e 45 anos. Se tiver interesse no cargo de investigador, também é importante ter carteira nacional de habilitação nas categorias D, C ou B. Os concorrentes a delegado devem ter graduação no curso de Direito.

O último certame realizado pelo órgão ocorreu em 2013. Todos os 79 aprovados foram nomeados. Naquele ano, as vagas oferecidas foram para perito papiloscopista, delegado, perito oficial forense, agente de polícia judiciária – escrivão e investigador. Além da prova objetiva, os concorrentes foram avaliados em mais seis etapas com prova de aptidão física, análise de títulos, teste médico odontológica, exame psicotécnico e investigação social. Os aprovados ainda realizaram curso de formação profissional, de caráter eliminatório e classificatório e duração mínima de 600 horas. A avaliação objetiva conteve 80 quesitos sobre as matérias de informática, português, noções de direito e conhecimentos específicos. A inscrição custou R$ 143,36.

Confira outros requisitos exigidos, segundo o último edital: estar em dia com as obrigações eleitorais e militares, ter nacionalidade brasileira, ter pleno gozo dos direitos políticos e não possuir antecedentes criminais.

Como o edital de 2013, o concurso de 2017 deve prever oportunidades para pessoas com necessidades especiais.

Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Edital deverá ser publicado em breve.

Para todos que procuram estabilidade, bons salários, aposentadoria especial, além de algumas regalias oferecidas pelo serviço público brasileiro, estão lendo o artigo certo, que vai dar uma forcinha. A Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Norte (PC/RN) já está agilizando todos os trâmites para seu novo certame.

Conforme a banca organizadora do concurso, o edital deverá ser publicado em breve para a expectativa dos milhares de concurseiros espalhados pelo estado.

No total, deverão ser oferecidas 142 vagas distribuídas da seguinte forma: 25 para delegado civil, 11 vagas para escrivão e 106 para agente da polícia civil.

Para concorrer a qualquer uma das funções é necessário possuir curso superior de ensino concluído em qualquer área do conhecimento e para concorrer ao cargo de delegado, o candidato precisa ser formado em direito, obrigatoriamente.

Os vencimentos para o cargo de delegado são de R$ 15.288,00 (já com todos os benefícios inclusos) e para as funções de agente e escrivão os salários são de R$ 3.755,00, para uma carga horária de 40 horas por semana. Vale sempre lembrar aos interessados em fazer o concurso que fiquem de olho na publicação do edital e comecem a se preparar para o concorrido certame, pois o prazo entre a publicação e a realização das provas não será extenso como em concursos anteriores, devido a carência de profissionais na área policial.

Para se ter uma ideia, o último certame da PC/RN aconteceu em 2008 e na ocasião foram oferecidas 438 vagas, sendo 263 para agente civil, 68 para delegado e 107 para a função de escrivão civil. A Cebrasp foi a banca responsável pelo concurso e as provas foram dissertativas, objetivas, de teste físico, prova prática, exame psicológico, pesquisa de antecedentes criminais e curso de formação profissional.

Segundo o sindicato da categoria, existe uma grande carência de profissionais no estado, pois muitos policiais se aposentaram ou estão perto disso e os que ainda se encontram na ativa estão muito sobrecarregados com a alta demanda de serviço relativos a área. Esse concurso vai suprir uma pequena parcela de profissionais, cerca de 15%, segundo o sindicato.

Boa sorte a todos no concurso.

Rodrigo Souza de Jesus

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 12 Média: 2.5]

Certame deverá contar com vagas de nível médio e superior.

É de São Paulo e está só esperando finalmente liberarem o concurso de polícia civil para poder se inscrever e colocar em prática tudo o que você estudou e se preparou especialmente para a prova? Realmente não está fácil. Muitos estados do país estão segurando os concursos por conta das reformas do governo, mas já não é de hoje que a situação para os concursos anda parada e sem uma previsão de melhora.

Quem está organizando o concurso para a Polícia Civil só está aguardando a liberação do governador para que possa “ser dada a largada”. Enquanto isso não acontece, vamos entender a razão por qual esse concurso é tão aguardado e concorrido, principalmente no Estado de São Paulo.

Para se ter uma noção, para o próximo concurso que vai ser aberto estão sendo solicitadas cerca de 4.450 vagas, sendo quase 2.100 para novos concursos e o restante para pessoas que ainda não foram chamadas. Podem concorrer pessoas com ensino médio e também com ensino superior, podendo variar o salário entre R$ 3.365 (três mil trezentos e sessenta e cinco reais) e R$ 10.079,28 (dez mil e setenta e nove reais e vinte e oito centavos). Sem contar com os benefícios, claro.

As vagas destinadas a Ensino Médio são de fotógrafo, desenhista, atendente e auxiliar.

As vagas destinadas ao Ensino Superior são de investigador, escrivão, perito, médico e delegado.

Ainda há uma proposta de reestruturação interna da polícia militar e abertura de novas formas de profissão. Isso não deve interferir no concurso que está próximo de ter seu edital aberto, porém, é necessário ficar atento, pois existiu um grande número de aprovados, mas um acúmulo de pessoas que ficaram de serem convocadas, ficando assim em espera pelos próximos servidores que viriam a se aposentar ou terminar seu tempo de serviço.

Nesse ano de 2017, foi sancionada uma lei que liberava verba para a contratação de mais força de trabalho, dando a entender que concurso já estava pronto para ser liberado, mas ainda há uma grande espera. Os policiais civis de São Paulo vem tentando de todas as formas conseguir melhorias em seus salários e nas condições de trabalho, essa pode ser uma das questões também para a pausa no processo de abertura do concurso.

Yamí de Araújo Couto

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 4]

Inscrições podem ser feitas até o dia 2 de maio de 2017.

Para todos aqueles que sonham em se ingressar no funcionalismo público, ter altos salários, estabilidade e uma carreira de sucesso, temos uma ótima notícia. A Polícia Civil do estado do Mato Grosso está com várias vagas em aberto para formação do cadastro de reserva para o cargo de delegado substituto. Os salários iniciais são bastante atraentes e começam em R$ 19.316,49 mais benefícios trabalhistas pertinentes ao cargo.

As inscrições podem ser feitas somente pela internet, através do site da comissão organizadora do certame, que é http://www.cespe.unb.br/concursos/pjc_mt_17_delegado/, entre as datas de 27 de março e 2 de maio de 2017. A taxa de inscrição foi fixada no valor de R$ 180,00 e poderá ser paga em qualquer banco credenciado.

As exigências é que os candidatos tenham curso superior em Direito e tenham idade entre 21 e 45 anos, além de no mínimo três anos de experiência na área policial ou jurídica.

A carga horária para cargo de delegado é de 40 horas semanais e os concurseiros de plantão já podem ir se preparando para o aguardado certame, pois a concorrência será grande.

Toda a seleção dos futuros delegados será feita em um processo de seis fases: no dia 09 de julho ocorrerá um prova objetiva e dissertativa, uma prova sobre a análise de títulos feitas de forma oral será aplicada entre os dias 26 e 29 de agosto. A avaliação de saúde será feito entre os dias 20 e 22 de outubro, uma prova de aptidão física será dada entre 20 e 21 de janeiro de 2018, avaliação psicológica será nos dias 3 e 4 de março e a investigação social dos candidatos será nos dias 17 e 18 de abril.

O concurso para delegado da Polícia Civil terá validade de dois anos para os aprovados e pode ser prorrogado por igual período, dependendo do órgão e conforme a necessidade da polícia local. Segundo a banca organizadora do certame, a Cespe/UnB, se faz extremamente necessário a realização desse concurso, devido a grande demanda de serviço nas cidades do estado do Mato Grosso, além dos funcionários que estão na ativa, estarem se aposentando ou muito atarefados com as inúmeras ocorrências diárias.

Se você preenche os requisitos das vagas, não perca mais tempo e faça já a sua inscrição no concurso da polícia civil do Mato Grosso. Boa sorte a todos os candidatos.

Rodrigo Souza de Jesus

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 3]

Inscrições vão até o dia 16 de abril de 2017.

A Polícia Civil do estado do Acre anunciou a abertura das inscrições do seu concurso. Os candidatos devem efetuar o cadastro no site do Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (IBADE), até o dia 16 de abril (domingo).

São oferecidas 250 vagas para os seguintes cargos: agente de polícia civil (176), escrivão de polícia civil (36), auxiliar de necropsia (20) e delegado de polícia civil (18). A remuneração inicial é de R$ 3.007,78. Já para a carreira de delegado o valor é de R$ 15.378.

Para todas as funções é necessário ter formação de nível superior completa. Além disso, exige-se 3 anos de atividade policial ou jurídica para assumir como delegado. Esse profissional será responsável por zelar pelo cumprimento dos princípios e funções institucionais da Polícia Civil, – dirigir, coordenar, supervisionar e fiscalizar as atividades administrativas e operacionais do órgão ou unidade policial sob sua direção, praticar todos os atos de polícia na esfera de sua competência, visando diminuir a violência e a criminalidade, entre outras atribuições.

Confira o valor da taxa de inscrição: R$ 125 para o cargo de delegado e R$ 75 para os demais. A prova objetiva terá 100 quesitos, no caso de delegado, e 80 questões para as outras funções. Os concorrentes terão que respondê-las em 5 horas. Haverá também prova discursiva que corresponde a uma peça processual de representação para o cargo de delegado e uma redação para os demais.

Além disso, a seleção terá exame de títulos, avaliação física, exame médico, investigação criminal, exame toxicológico, investigação social, teste psicotécnico, prova prática de digitação, exclusivo para o caso de escrivão e curso de formação profissional.

A primeira etapa está programada para ocorrer no dia 7 de maio (domingo) nas seguintes cidades: Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Sena Madureira, Tarauacá e Brasiléia.

Os aprovados serão regidos pelo regime jurídico, que garante estabilidade após certo período na função e atendidos alguns critérios de desempenho.

A validade do certame é de 6 meses, prazo contado a partir da homologação do resultado final. Para esse caso, o órgão não fez previsão de prorrogação.

Se você deseja a tão sonhada estabilidade e se identifica com a área policial, essa é sua chance.

Acesse o site e cadastre-se.

Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 2]

Seleção deverá ofertar vagas para Delegados, Investigadores e Escrivões.

Uma das entidades que mais realizam concursos públicos no Brasil é a Polícia. A instituição todos os anos abre editais para a contração de novos oficiais tanto para as categorias de civis, militares, federais, rodoviários, dentre outras. E dessa vez é a Polícia Civil do estado do Mato Grosso do Sul que vai realizar provas para contratar novos profissionais para este ano.

Segundo informações da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, a Sejusp, o concurso vai oferecer cerca de 300 vagas para diferentes cargos, sendo 100 para investigadores, 50 para delegados e 150 para escrivões. Para todas essas funções são oferecidos alguns benefícios como: plano de saúde e odontológico, que são estendidos aos dependentes do militar, plano de carreira, dentre outros, além é claro, da excelente remuneração, que varia de R$ 3.000,00 reais a R$14.000,00 reais, dependendo da função exercida.

Para os interessados em uma dessas vagas, existem alguns pré-requisitos como: para a ocupação de delegado, o interessado precisa ser formado em direito. Já para os ofícios de investigador e de escrivão é imprescindível que os interessados tenham concluído algum curso que esteja relacionado ao Ministério da Educação. Os pretendentes ao trabalho de investigador também é necessário possuir carteira de habilitação de automóvel, caminhão ou ônibus.

Segundo o órgão organizador do concurso, a Sejusp, o processo seletivo vai ser composto por prova oral, escrita, de títulos, de digitação, teste de saúde, exame de aptidão física, investigação social, testes psicológicos e um curso de formação primária de técnico profissional, lecionado por oficiais da Academia de Polícia Judiciária Civil, lembrando que todas as fases são eliminatórias e classificatórias. Ainda não foi informado o dia, horário e nem o local onde aconteceriam os exames. Mas a previsão é que o edital seja publicado no mês de março.

O último exame realizado pela Polícia Civil do Mato Grosso do Sul foi em 2013 e também contratou pessoas para os cargos descritos acima. A remuneração também girava em torno do valor estabelecido para este concurso, a carga horária era de 40 horas semanais e tinham-se escalas estabelecidas por militares superiores. É de grande valia conferir o edital do último exame, para isso acesse aqui.

Se você atende aos requisitos e tem interesse pela carreira de oficial, participe do concurso. Fique atento aos meios de comunicação, sites especializados em concursos e claro ao site da instituição, que pode ser acessado através deste endereço: http://www.pc.ms.gov.br/. E se você quer ter uma noção do que é este concurso, você pode estudar pelas provas anteriores, através deste link: https://www.pciconcursos.com.br/provas/policia-civil-ms/. Uma ótima preparação e boa sorte!

Isabela Castro.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Governador do Amazonas confirma realização de concurso para Polícia Civil. Certame deverá ser realizado no primeiro semestre deste ano.

Os concurseiros do Amazonas começaram a semana com uma ótima notícia. De acordo com José Melo, atual Governador, haverá concursos públicos esse ano tanto para a Polícia Civil e Militar quanto para o Corpo de Bombeiros. A informação também foi confirmada pelo Comandante Geral da Polícia Militar. Os concursos devem conter centenas de oportunidades.

Os 03 comandos já estão realizando a análise da quantidade necessária de vagas. Segundo o Chefe de Estado, as oportunidades abertas serão provavelmente destinadas às patentes mais baixas, dessa forma, será possível promover os funcionários que já ingressaram nas corporações há mais tempo.

Em 29 de Dezembro de 2016, o Chefe do Executivo já havia feito esse comunicado no CBN Amazonas Notícias. Ele informou que haveria a realização de concurso para a Polícia Civil e que o mesmo estaria previsto para o primeiro semestre deste ano. Ainda de acordo com ele, todos os dias há membros do quadro se aposentando e estas vagas precisam ser repostas.

Embora não saibamos ao certo quantas vagas serão abertas, a expectativa gira em torno de 660 oportunidades divididas entre as funções de Delegado, Assistente Adm, Auxiliar Adm, Escrivão, Auxiliar de Perito, Perito, Datiloscopista e Investigador, sendo esse último um dos que conterá mais chances, com aproximadamente mais de 300 vagas.

A banca organizadora ainda não foi definida, no entanto, com base nos últimos concursos realizados pelas corporações, é possível afirmar que o processo de seleção será estruturado em etapas que incluem a aplicação de provas discursivas e objetivas, testes de capacidade física, exame médico, avaliação de títulos e avaliação psicológica. Haverá ainda, para os aprovados na primeira fase, teste prático de digitação (caráter eliminatório) para as funções de investigador e escrivão de polícia.

O último concurso realizado aconteceu em 2009 e teve a COPEC (Comissão Permanente Concursos) como banca organizadora. O edital contou com 930 oportunidades distribuídas entre as funções de Delegado de Polícia, Investigador de Polícia, Escrivão de Polícia, Perito Legista, Perito Odontolegista e Perito Criminal. As remunerações iniciais variavam entre R$ 2.514,00 e R$ 6.100,00. Todos os candidatos aprovados foram contratados através do regime estatuário. A validade do processo foi de 02 anos (prorrogada pelo mesmo período).

Por Beatriz

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 46 Média: 2.9]

Oportunidades serão para os cargos de escrivão e investigador. Salários podem chegar a R$ 4 mil.

O governador do Mato Grosso, Pedro Taques, revelou no último dia 12 (janeiro), que lançará o edital para o Concurso da Polícia Civil do estado. As vagas serão para os postos de escrivão e investigador, totalizando 1.200.

Das 1.200 vagas, 900 serão para investigador, enquanto 300 serão para escrivão. Ambos são cargos concorridos e com salários altos.

A previsão é de que os aprovados tomem posse dos cargos em 2018, o que significa que as provas devem ser realizadas ainda em 2017, com tempo hábil para qualificar os profissionais.

O gestor afirma que é preciso de mulheres e homem que trabalhem em prol da segurança e que para isso é necessário planejamento e estratégia, além de liderança e espírito de equipe.

Pedro Taques diz que é preciso de mais gente para servir na área, pois mesmo com o último concurso, ainda é preciso expandir o quadro de funcionários público do setor, como delegados, escrivães, investigadores, policiais militares e bombeiros.

Tanto o cargo de Investigador, quanto de Escrivão, resumidamente, auxiliará na coleta e análise de dados, além de encaminhar procedimentos, sempre com supervisão de autoridade policial.

Ambas as funções exigem nível superior completo. O cargo de investigador ainda exige carteira de habilitação (B, C ou D).

A remuneração é em torno de R$ 4.741,59 inicial. Tendo um aumento de acordo com o tempo de carreira, sendo o posto mais alto a de nível 10 com classe E, no valor de R$ 14.267,73.

Em 2012, o último certame contou com prova objetiva composta por 70 questões, dividas em Conhecimentos Básicos, Gerais e Específicos, passando pelos temas relacionados a Língua Portuguesa, Ética e Filosofia, Atualidades, Geografia e História do Mato Grosso, Noções de Informática e Direito (Constitucional, Administrativo, Penal e Processual Penal), Estatuto e Organização da Polícia Judiciária Civil do Mato Grosso.

Na segunda fase, os candidatos aprovados nas provas passaram por análise de títulos, testes físicos, exame de saúde, avaliação psicológica e investigação social.

O concurso teve validade por dois anos, sendo possível prorrogar por mais dois.

A banca organizadora do atual concurso ainda não foi definida, mas é certo que o concurso será realizado ainda esse ano.

Caroline Silvério

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 44 Média: 2.5]

Cebraspe recebe as inscrições até o dia 12 de dezembro de 2016.

Já foi divulgado o edital de abertura para a realização de mais um concurso público para o Cargo de Delegado de Polícia Civil do Estado de Goiás. Segundo as informações preliminares apontadas no documento em questão, o certame estará disponibilizando aos interessados um total de 36 vagas. Veja os principais detalhes logo abaixo:

O Concurso de Delegado PC-GO 2016 terá sua organização técnica administrativa a cargo do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos, o Cebraspe. O período de recebimento das inscrições dos candidatos interessados em aproveitar mais esta oportunidade será aberto a partir do dia 22 de novembro de 2016 e seguirão até o dia 12 de dezembro de 2016. Para validar a participação é requerido o pagamento de uma taxa no valor de R$ 200,00.

Durante o período das inscrições aqueles candidatos que preferirem poderão ainda solicitar a isenção do pagamento das taxas de participação.

Para participar deste concurso os candidatos interessados deverão contar com bacharelado na área de Direito. Porém, não será cobrado dos mesmos a prática profissional para que estejam aptos a participar.

De acordo com as informações constantes no edital que dispõe sobre as regras para a realização deste certame, os contratados para a função de Delegado de Polícia Civil Substituto deverão receber salários iniciais no valor de R$ 15.250,02. A este valor já se encontram incluídas as bonificações previstas para o cargo. As atividades serão desenvolvidas em jornadas de trabalho de 40 horas por semana. É importante destacar que a função requer dos contratados viagens e prestação de serviço fora do local e também do expediente de trabalho. Os concursandos que tiverem suas inscrições aceitas serão avaliados e selecionados por meio da aplicação de provas objetivas, discursivas, exames médicos, testes físicos, teste psicotécnico, exame de vida pregressa, investigação social, análise de títulos e por fim, curso de formação. A previsão é de que a primeira etapa da seleção ocorra na cidade de Goiânia/GO, na data do dia 05 de fevereiro de 2017.

A segunda etapa deverá acontecer no dia 21 de março de 2017.

Para maiores informações e inscrições acesse http://www.cespe.unb.br/concursos/pc_go_16_delegado/.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 13 Média: 2]

As oportunidades são para candidatos com nível superior, salários podem chegar a R$ 16.8 mil.

Atenção, as inscrições para o concurso público da Policia Civil do Distrito Federal foram prorrogadas até a próxima segunda-feira, 16 de maio às 22h. Serão ofertadas 100 vagas para provimento do cargo de perito criminal, das quais 20 será para preenchimento imediato e 80 para formação de cadastro reserva.

A seleção do concurso será aberta para homens e mulheres desde que tenham idade igual ou superior a 18 anos no ato da inscrição, bem como curso superior nas áreas especificas como as listadas abaixo:

Ciências biológicas, ciências contábeis, ciência da computação/informática, engenharia, farmácia/bioquímica, física, geologia, odontologia e química.

O salário inicial para o cargo de perito criminal é de R$ 16.830,35, para cumprir uma jornada semanal de 40 horas.

As inscrições serão realizadas exclusivamente via internet pelo site eletrônico do organizador do processo de seleção, Instituto Americano de Desenvolvimento – IADES (www.iades.com.br).

O valor da taxa de inscrição será de R$ 210 podendo ser pago via boleto em qualquer agência bancária.

As etapas do concurso:

Provas Objetivas: O candidato responderá questões de Conhecimentos Gerais e Específicos de caráter eliminatório e classificatório – Prova Discursiva: Segue o mesmo estilo eliminatório/classificatório –  Prova de Aptidão Física – será de caráter unicamente eliminatório – Avaliação psicológica – será de caráter unicamente eliminatório – Prova de títulos – caráter classificatório – Curso para formação profissional (em caráter eliminatório/classificatório) será ministrado na Academia da Policia Civil do distrito federal.

Das provas:

As provas discursivas e objetivas terão que cumprir o horário obrigatório de 5 (cinco) horas. A aplicação deverá ser na data provável de 19 de junho. Continua mantido, bem como local e horários das provas que serão divulgados  a partir do dia 8 (oito) de junho pelo site do iades – www.iades.com.br.

Ficha técnica do concurso para Policial Civil

 Concurso: Policia Civil – área de trabalho: Seguranã Pública

Número de vagas: 100 – faixa salarial:R$ 16.830,35

Cargo: Perito Criminal – Valor da taxa de inscrição: R$ 210

Escolaridade: Nível Superior – organizador do concurso: Iades

Estado com vagas: distrito federal

Outras informações o candidato deverá obter através do edital para o concurso da policia civil.

 Por Ruth Galvão

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 5]

Certames oferecem 966 vagas para diversos cargos. Inscrições podem ser feitas até o dia 26 de abril de 2016.

Apesar de o contexto econômico atual enfrentado pelo país não estar muito favorável, os concurseiros de todo o Brasil estão com algumas boas oportunidades para tentar ingressar na carreira pública. Os estudantes da região sudeste estão com duas excelentes oportunidades que são os Concursos para as Polícias Civil e Científica do Estado do Pernambuco. A instituição que foi escolhida pelos órgãos para ser organizadora dos dois certames foi o Centro Brasileiro e Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), conhecido nacionalmente como antigo Cespe/Unb. Vale ressaltar que todas as oportunidades que estão sendo oferecidas nestes dois concursos são destinadas a candidatos que possuem formação em nível superior.

As inscrições para estes concursos estão abertas, sendo que serão disponibilizadas o total de 966 vagas, destas 650 serão destinadas para a Polícia Civil, as quais serão subdivididas nos seguintes cargos: 100 vagas para delegado, 500 vagas para agentes de polícia e 50 vagas para escrivão.

Já o concurso que será destinado ao preenchimento de vagas na Polícia Científica serão disponibilizadas 73 vagas para o cargo de auxiliar de legista, 96 vagas para auxiliar de perito, 40 vagas para médico legista, 51 vagas para papiloscopista, bem como 56 vagas para perito criminal.

Os interessados em participar destes dois certames deverão fazer as suas inscrições por meio do portal eletrônico www.cespe.unb.br, até a data limite do dia 26 de abril de 2016, sendo que as inscrições serão recebidas pelo site até às 23h59 (horário de Brasília). O valor da taxa de participação nestes certames varia entre R$ 160,00 e R$ 200,00, conforme o cargo escolhido pelo candidato.

As pessoas que comprovadamente sejam membros de família de baixa renda ou que estejam inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) poderão participar dos concursos por meio da solicitação da isenção da taxa de inscrição, o período destinado à realização da referida solicitação encerra-se juntamente com o período de inscrição mencionado acima.

O processo seletivo destes concursos será composto por duas fases distintas, sendo que a primeira será composta por seis etapas, sendo elas as seguintes: prova objetiva de conhecimentos gerais e específicos, prova discursiva, teste de aptidão física, avaliação psicológica, exame médico e investigação social. Já a segunda fase será composta pela submissão dos candidatos aprovados na primeira fase do Curso de Formação Profissional, o qual será realizado na Academia Integrada de Defesa Social (ACIDES).

Para maiores informações a respeito dos certames faça a leitura completa dos editais.

Por Adriano Oliveira

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 6 Média: 2.8]

Seleção oferece 100 vagas para o cargo de Perito Criminal. Salários chegam a R$ 22 mil.

A Polícia Civil do Distrito Federal publicou o edital para o Concurso Perito PCDF 2016 e informou que terão 100 vagas para o posto. Para quem está interessado em participar, é interessante lembrar que o cargo de Perito Criminal possui suma importância em relação à carreira policial.

A ótima remuneração é um dos requisitos que tornam o cargo atraente e o concurso cada vez mais concorrido. Antes de realizar a inscrição é de extrema importância conhecer as atribuições do cargo, entre elas analisar os vestígios do local que ocorreu o crime, apresentar provas técnicas, estudar minuciosamente o corpo do objeto, realizar exames laboratoriais, averiguar e reconstituir a cena do crime com o objetivo de descobrir os autores, como ocorreu o crime, armas usadas até as vítimas.

Além disso, o participante selecionado pode atuar em operações isoladas ou operações especificas em companhia de outros departamentos de justiça.

Outro requisito que deve ser levado em consideração são as características que o candidato deve ter para se tornar um Perito Criminal, um deles é ter o interesse em desvendar mistérios, ter certa frieza (pois o profissional trabalhará com cenas fortes de diversos crimes), ser responsável, concentrado, curioso e imparcial.

Primeiramente, o concurso é dividido em duas etapas, sendo que a primeira possui sete avaliações que consistem em: prova discursiva, prova objetiva, sindicância de vida pregressa e investigação social, exames biométricos e avaliação médica, avaliação psicológica e prova de títulos. Todas as etapas tem caráter unicamente eliminatório, com exceção da prova de títulos, que será meramente classificatório, além de curso de formação profissional, compondo a segunda etapa.

Essa oportunidade é destinada a quem tem o diploma nas áreas de Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Ciências da Computação/Informática, Engenharia, Farmácia/Bioquímica, Física, Geologia, Odontologia e Química.

Outros requisitos que são cobrados é ser habilitado para condução de automóveis, ter no mínimo 18 (dezoito) anos de idade na data da posse, ter boa saúde e aptidão mental e física para conseguir realizar com tranquilidade as atribuições do cargo.

O salário oferecido começa com o valor de R$ 16.830,85 para a terceira classe e termina em R$ 22.805 para a classe especial, além do auxílio alimentação.

A carga horária estabelecida é de 40 (quarenta) horas semanais, conforme os termos da Lei Federal no 4.878/1965.

O concurso possui muitas etapas e por esse motivo o candidato que quiser ingressar em uma das mais respeitadas corporações do nosso país tem que se dedicar e estudar para conseguir um resultado satisfatório.

Raquel Alice Moreira

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 3.5]

Certame oferece salários de até R$ 16 mil. Inscrições podem ser feitas do dia 30 de março ao dia 5 de maio de 2016.

Foi publicado o edital do concurso da Polícia Civil do Distrito Federal (PC/DF), visando ao preenchimento de 100 vagas, sendo 20 imediatas e o restante para a formação de cadastro reserva. A remuneração inicial é de R$ 16.830,85 e a jornada de trabalho é de 40 horas semanais. As inscrições começam no dia 30 deste mês e seguem abertas somente até o dia 5 de maio. O valor da taxa de inscrição é de R$ 210,00.

Os interessados serão avaliados por meio de provas objetivas e discursivas que estão previstas para serem aplicadas no dia 19 de junho. A organizadora do concurso é a IADES e as provas serão aplicadas no turno da tarde, com duração de 05 horas. Para concorrer é necessário ter nível superior e o edital pode ser acessado por este link: www.iades.com.br.

Que tal direcionar os seus estudos para este concurso?

Comece separando os materiais. Antes de investir o seu dinheiro, verifique se eles são de qualidade e de acordo com o edital do concurso. Peça dicas de outros estudantes para não gastar dinheiro à toa. Infelizmente, no mercado existem vários tipos de apostilas, livros e muitos pecam pela qualidade. Um dos principais erros é estudar pelo material errado. Além de perder dinheiro, perde-se tempo.

A organizadora do concurso é a IADES. Direcione os seus estudos para a banca, a fim de conhecer o estilo da prova, as possíveis pegadinhas e as questões que podem ser recorrentes. Existem assuntos que os “preferidos” das bancas. Que tal mapeá-los? Assim, você direciona e foca os seus estudos.

Qual imagem você tem de si mesmo? Você faz dos estudos uma obrigação ou um objetivo? Não encare a rotina como tédio e sim como uma realização pessoal e profissional. Lembre-se de que você deve ser feliz durante a caminhada. Seja equilibrado e separe um tempo para estar com os seus amigos, familiares e pessoas que torcem por você. Faça um planejamento, seja “chato” com o seu sonho, organize-se e inspire outras pessoas com o seu exemplo. Não desista do seu cargo por nada deste mundo e aproveite todas as possibilidades que o estudo pode te oferecer. Boa sorte e muito sucesso na prova!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Seleções deverão oferecer cerca de 3 mil vagas. Edital deverá ser divulgado em breve.

Em breve deve ser anunciado o edital de abertura para o concurso público da Secretaria de Segurança Pública de Goiás. A realização do certame para as polícias civil e militar deverá ser anunciada depois que aconteceu a primeira reunião da força-tarefa que foi criada em fevereiro de 2016 com o intuito de reduzir a criminalidade no Estado de Goiás.

A assessoria do concurso aponta que o certame contará com 3 mil vagas. Deste total, 2,5 mil são voltadas para policiais militares e outras 500 para policiais civis. Esse número de vagas foi decidido devido a várias reuniões feitas pelos secretários de segurança, da Sefaz e da Segplan.

Segundo o governador de Goiás, com o corte de gastos feito desde o ano passado, agora abre a possibilidade de elevar o efetivo policial do Estado. A intenção é que o concurso seja realizado ainda no primeiro semestre de 2016 para que todos os candidatos aprovados façam os cursos de formação e possam estar na ativa até o final do ano em questão ou no início de 2017.

A população de Goiânia reivindica a algum tempo que seja aumentado o efetivo policial para a segurança pública.  

Para mais informações sobre o concurso acesse também o site da Secretaria de Segurança Pública de Goiás – www.ssp.go.gov.br.

Dicas para concurseiros:

  • É necessário que o concurseiro estabeleça hora para o início e término de seu estudo. Pessoas que são próximas a você não devem interromper esse momento que é importante.
  • Você deverá dormir, ao menos, seis horas por noite. É nesse momento de descanso que o seu cérebro vai memorizar os estudos. Se for possível, estude em bibliotecas. Outra dica importante é beber dois litros de água por dia. Isso faz com que o funcionamento do seu cérebro seja melhorado.
  • Em termos de alimentação, o recomendado é se alimentar a cada três horas, pois nosso cérebro consome energia ao estudar.
  • Uma boa caminhada três vezes na semana faz o seu cérebro oxigenar, além de produzir neurotransmissores que faz a redução do estresse.

É muito importante, se possível, fazer um curso, seja ele presencial ou via internet. O estilo vai depender da necessidade de cada pessoa.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 2]

Seleção deve ofertar vagas para Delegado, Escrivão, Investigador e Papiloscopista.

O início do mês de março contará com a publicação para o edital do Concurso da Polícia Civil do Pará (PC/PA). As informações são do setor de concursos da Seap do Pará. A primeira ideia era de que o documento fosse liberado no mês de novembro do ano passado, porém, o mesmo ainda conta com os últimos ajustes junto a organizadora, a Fundação Carlos Augusto Bittencourt, a Funcab.

Esse concurso da Polícia Civil terá um total de 650 vagas de trabalho. Destas, 150 serão para atuação como delegado da polícia, 180 voltadas para o cargo de escrivão, 300 para investigador e outras 20 para trabalhar como papiloscopista.

Todas as oportunidades citadas acima exigem o nível superior completo. Para o cargo de delegado será necessário o bacharelado em Direito para a participação. Em termos de vencimentos, os cargos de escrivão, papiloscopista e investigador terão salários de R$ 4.896. O cargo de delegado conta com uma base salarial de R$ 11.500. A jornada de trabalho será de 30 horas pela semana para todos.

Quando a inscrição for anunciada com suas datas, os candidatos deverão também efetuar o pagamento das taxas de cadastros nos valores de R$ 110 até R$ 140, de acordo com a função desejada.

O efetivo da Polícia Civil do Pará, atualmente, conta com 2.694 profissionais. Deste total, 612 já estão aptos para entrar em processo de aposentadoria já nos meses seguintes. O último concurso que foi realizado pela corporação foi em 2013 com um total de 670 oportunidades. Destas, apenas 388 tiveram o seu preenchimento adequado. Com isso, é de muita importância que aconteça uma seleção nova.

Para esse novo concurso público que está por ser lançado, as provas do mesmo serão aplicadas nas cidades de Marabá, Belém, Altamira e Santarém.

Comece antecipadamente os seus estudos para esse concurso para que suas chances de êxito sejam elevadas. Faça um planejamento para estudar antes e depois que o edital do concurso for publicado. 

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 55 Média: 2.7]

Seleção deve oferecer 100 vagas com salários de até R$ 16 mil.

Está previsto o edital da Polícia Civil do Distrito Federal (PC/DF) para este ano. A organizadora já foi escolhida e a decisão já foi publicada no Diário Oficial do Estado. A responsável pelo certame será o Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES). O valor da taxa de inscrição será de R$ 210,00 e o certame vai oferecer oportunidades para o cargo de perito criminal.

A expectativa é que o edital tenha 100 vagas, sendo 20 para preenchimento imediato e o restante para formação de cadastro reserva. Os interessados devem ter nível superior em áreas específicas, além carteira de habilitação de categoria B. A remuneração inicial para a função é de R$ 16.830,85. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

O último concurso realizado pela Polícia Civil do Distrito Federal foi em 2011 e na ocasião para concorrer era preciso ter nível superior nas áreas relacionadas à física, química, ciências biológicas, ciências da computação, informática, geologia, odontologia, farmácia, bioquímica, mineralogia ou engenharias. A responsável pelo certame foi a Fundação Universa.

Esta é uma boa oportunidade para quem almeja ingressar na carreira pública. Que tal aproveitar esta chance?

A previsão é que o edital seja publicado em poucos meses, principalmente, porque a organizadora já foi definida. Faça um planejamento e foque em três pontos principais: estudo teórico, revisão e exercício da IADES.

Faça as revisões em fichas de leitura ou caderno. Assim, você pode carregar para qualquer lugar. Procure ler duas vezes cada conteúdo. A primeira apenas para conhecer e a segunda procurando descobrir os pontos principais, e grife-os.

Tenha o hábito de estudar mesmo o conteúdo que “acha” que sabe. Os detalhes devem ficar fixos na memória a longo prazo.

Além de estudar, é preciso acreditar que vai conseguir passar. Por isso, tenha fé e estude com muita dedicação, a fim de alcançar, conquistar e atingir o seu objetivo. Boa sorte e muito sucesso!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 5]

Concurso tem previsão de abertura em fevereiro de 2016. Vagas abertas serão para o cargo de Perito Criminal.

A Polícia Civil do Distrito Federal está com previsão de abertura do concurso público na área de perícia, para Perito Criminal, em fevereiro. Ao todos é aguardada cerca de 100 vagas abertas sendo que 20 serão imediatas e outras 80 no conhecido cadastro reserva. A exigência para a investidura do cargo é de nível superior em áreas específicas  e carteira de habilitação a  partir de categoria B.

No site da Procuradoria Geral do Distrito Federal aparece a contratação com dispensa da licitação, do Instituto Americano de Desenvolvimento (Instituto Iades) que será a banca organizadora do concurso.

Com base no último concurso de 2011, onde a organizadora fora a Fundação Universa, que ofertava apenas 14 vagas imediatas e 44 para formação de cadastro reserva, para concorrer ao cargo era necessário possuir Ensino Superior nas seguintes áreas: Química, Física, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Informática, Geologia, Odontologia, Farmácia, Bioquímica, Mineralogia e Engenharia. Os diplomas precisam ser emitidos por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

As provas contarão com duas fases:

A primeira que será composta por prova objetiva, avaliação discursiva, exame biométrico, avaliação médica, prova de capacitação física além da investigação social e sindicância de vida pregressa, análise de títulos, avaliação psicológica e perícia para os candidatos com deficiência.

A segunda fase contará com o curso de Formação Profissional.

A remuneração inicial é de R$ 16.830,85 com jornada de trabalho de 40 horas semanais, podendo ainda chegar a R$ 17.330,34.

Ainda com base no último edital as provas foram compostas de Conhecimentos Gerais para todos os cargos em Língua Portuguesa, Noções de Informática, Atualidades, Raciocínio Lógico, Noções de Direito Penal, Direito Processual Penal, Administrativo, Constitucional, Legislação Especial e os Conhecimentos Específicos a cada área de atuação. A prova então contava com 50 questões de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos, além da prova discursiva a elaboração de texto narrativo, dissertativo e/ou descritivo, com, no máximo 30 linhas.

Mente em movimento, estudos em dia e boa sorte!

Por Helen Galvão

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame irá oferecer 120 vagas para Delegado.

A Polícia Civil do Estado do Mato Grosso deve publicar edital no próximo ano com 120 vagas para a função de Delegado. Para concorrer ao cargo, é necessário ter nível superior na área de direito e a remuneração inicial é de R$ 9.049,00. A expectativa é que o concurso tenha 60 vagas para provimento imediato, e o restante para formação de cadastro reserva.

O último certame organizado pela Polícia do Mato Grosso foi em 2009 e na ocasião a banca responsável foi a Funemat. Na ocasião, foram oferecidas 60 vagas para o cargo de Delegado, 140 para Escrivão e 60 para Investigador.

Que tal direcionar os seus estudos para este concurso?

Como o edital está previsto para 2016, este é o melhor momento para garantir a sua preparação. Busque se organizar e fazer um planejamento com as disciplinas pertinentes do cargo. A carreira de Policial é uma das mais cobiçadas da carreira pública, por isso, estude com afinco para garantir uma boa classificação.

Como a organizadora ainda não está definida, faça o seu cronograma de estudo com base no último edital. Para auxiliar o aprendizado, busque fazer um curso online ou presencial. Os professores passam dicas valiosas sobre as bancas e suas peculiaridades.

Além disso, mantenha o pensamento e o foco no cargo que deseja. Não perca o seu tempo pensando nos fatores negativos como concorrência, por exemplo. Seja determinado e obstinado em passar, para alcançar a sua aprovação.

Quando a organizadora da Polícia Civil for definida, refaça o seu planejamento e faça o maior número de questões que puder. Lembre-se de que o estudo pode mudar a sua história de vida e a vitória só depende da sua dedicação e esforço. Além do estado do Mato Grosso, pesquise outros concursos da área policial em outras localidades do País. Desta forma, você aumenta as chances de aprovação.

Boa sorte e muito sucesso!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame oferece vagas nos cargos de Perito Médico Legista e Perito Criminal.

A partir desta quarta-feira, dia 12 de agosto de 2015, os interessados em participar do concurso público da Secretaria de Estado de Polícia Civil do Acre (SEPC) já podem se inscrever. Neste concurso o órgão irá ofertar 17 vagas, sendo que todas serão destinadas para a Polícia Civil do Estado, sendo que a remuneração mensal dos cargos é de R$ 7.680.

Conforme o que está previsto no edital deste certame, para o cargo de Perito Médico Legista serão disponibilizadas 2 vagas e para o cargo de Perito Criminal haverá outras 15 vagas. Os candidatos que quiserem concorrer a estas vagas devem possuir formação em nível superior em qualquer área, já para aqueles que forem atuar na área de contabilidade do órgão será exigido os seguintes cursos de formação: Engenharia Civil, Contabilidade, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Florestal, Farmácia-Bioquímica, Engenharia da Computação, Ciências da Computação, Sistemas da Informação e Informática.

Os candidatos que forem aprovados neste certame serão designados para as cidades de Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Sena Madureira e Brasileia.

As inscrições deste concurso estarão abertas até a data limite de 13 de setembro do ano de 2015, sendo que estas estarão sendo feitas, exclusivamente, pelo portal eletrônico www.funcab.org. A taxa de participação que será cobrada dos candidatos neste concurso será de R$ 125,00.

O processo de seleção dos candidatos será composto por três fases distintas, sendo elas as seguintes: provas objetiva, discursiva e de títulos, exame de aptidão física, exames médicos, psicotécnico, entrevista pessoal, investigação social e criminal. Após passarem por todas as etapas os candidatos serão submetidos ainda ao Curso de Formação Policial, sendo que necessitarão ter frequência e aproveitamento mínimo nas disciplinas para serem aprovados.

O principal objetivo que levou ao lançamento deste edital foi a criação de novas bases para realizar o atendimento da demanda do estado, fator este que fará com que o estado, que atualmente possui duas regionais, após a efetivação dos servidores deste concurso passe a contar com cinco bases para atender todo o estado do Acre.

Por Adriano Oliveira

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 2.3]

A previsão é que as seletivas sejam feitas ainda esse ano, mas as contratações fiquem apenas para 2016

Recentemente, Sérgio Fontes, responsável titular pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), confirmou para a imprensa em geral que em 2015 serão realizados concursos públicos com foco no Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Polícia Civil do estado. Entretanto, mesmo com a certeza de que os concursos serão promovidos, o secretário disse que ainda não é possível afirmar quantas vagas serão oferecidas para cada um dos certames previstos. Já a convocação dos aprovados, segundo a SSP-AM, deverá ser feita em meados do início de 2016.

O secretário justificou que as contratações não poderiam ser feitas este ano. De acordo com ele, nos últimos seis anos houve um aumento de profissionais (policiais) de mais de 50%. Outro ponto abordado é o fato de que para 2015 há a impossibilidade de se aumentar a folha de pagamentos.

Esses novos concursos para esses setores estratégicos e importantes para a sociedade ganharam força com a aproximação das Olimpíadas. Aliás, esse foi um ponto destacado pelo secretário que disse que realização desses concursos farão parte da preparação das cidades onde acontecerão os jogos de futebol em 2016.

É importante também considerar outro aspecto abordado por Sérgio. Conforme ele ressaltou, apesar do governo do estado ter determinado certas medidas de economia, tal ponto não deverá afetar os certames. Ele ainda chama a atenção para o fato de que haverá até mesmo um ganho de tempo, já que os concursos devem ser realizados este ano e as convocações no início do ano que vem.

O secretario informou que os profissionais que forem aprovados nestes concurso não serão contratados imediatamente. A previsão é de que os mesmos estejam nas ruas no meio do ano (2016). Isso se dá pelo fato de que esses profissionais ainda terão pela frente um curso de formação, em especial nos casos da polícia militar e civil.

Continue acompanhando nossas atualizações diárias para não perder nenhuma novidade sobre este e diversos outros certames.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

A previsão é que sejam abertas mais de 3 mil vagas para nível médio e superior

A Polícia Civil do estado de São Paulo (PC/SP) está se programando para realizar uma série de seleções ainda no ano de 2015, pois no final do ano passado foi encaminhada uma solicitação para a Secretaria Estadual de Gestão Pública.

Essa solicitação visa o preenchimento de 3.176 vagas dos quais serão disponibilizadas das seguintes formas:

– Para aqueles que possuem o ensino médio, a previsão é de 851 vagas, das quais serão disponibilizadas 249 vagas para agente policial, 54 vagas para atendente de necrotério, 136 vagas para auxiliar de papiloscopista, 72 vagas para papiloscopista policial, 252 vagas para agente de telecomunicações, 36 vagas de auxiliar de necropsia, 11 vagas para desenhista técnico e 41 vagas para fotógrafo técnico pericial.

– Para aqueles que optarem pelos cargos de agente policial, atendente de necrotério e auxiliar de papiloscopista a remuneração é de R$ 3.336,86, já incluindo o adicional de insalubridade no valor de R$ 543,26, enquanto que para os cargos de papiloscopista, agente de telecomunicações, auxiliar de necropsia, desenhista técnico e fotógrafo, o salário é de R$ 3.995,04, já com o adicional.

Outra coisa é com relação aos cargos acima, no qual a diferença se refere justamente à lei complementar 1.249, que foi sancionada pelo governador Geraldo Alckmin na data de 3 de Julho de 2014, que realiza a alteração da escolaridade dos cargos de agente, atendente de necrotério e auxiliar de papiloscopista de ensino fundamental para médio, sem ser compatível com a alteração salarial.

Já para os candidatos que apresentam ensino superior, serão 2.325 vagas, dos quais 922 vagas são direcionadas para o cargo de escrivão de polícia, 985 vagas para investigador de polícia, 68 vagas para médico legista, 129 vagas para perito criminal e 221 vagas para delegado de polícia.

Para os cargos de investigador e escrivão, a remuneração inicial de R$ 4.018,16, para legista e perito o valor é de R$ 8.510,24, enquanto que, para delegado, essa remuneração fica em R$ 8.795,85.

Para qualquer um dos cargos descritos acima, independente se a formação é no nível médio ou senão no nível superior, a carga horária é de 40 horas semanais.

Por Fernanda de Godoi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 3]

Quem tem formação superior completa em Direito e quer ingressar na carreira pública tem uma boa oportunidade aberta para trabalhar em Pernambuco. As Secretarias de Administração e de Defesa Social do Estado abriram concurso para Delegado de Polícia Civil no Estado de Pernambuco.

No total, são 100 vagas abertas para serem ocupadas no estado, com concurso válido por dois anos. A exigência para a prestação da prova é possuir diploma registrado de nível de graduação de bacharel em Direito, por instituição reconhecida pelo MEC.

As inscrições devem ser realizadas através do site da organizadora do concurso (www.upenet.com.br), até o dia 29 de março de 2015. A taxa de inscrição é no valor de R$ 138,00.

O concurso é dividido em diversas etapas, que constituem, nessa ordem: Prova Objetiva, Prova Discursiva, Avaliação da Capacidade Física, Avaliação Psicológica, Exame Médico e Investigação Social. Depois de aprovado em todas essas etapas, o candidato ainda deverá realizar um curso de formação profissional na área. Na prova objetiva, serão aplicadas 100 questões no total, sendo 3 do Estatuto dos Policiais Civis de Pernambuco, 5 de Medicina Legal, 20 de Direito Constitucional, 15 de Direito Administrativo, 20 de Direito Penal, 20 de Direito Processual Penal e 17 de Legislação Especial.

A prova está prevista para ser realizada no dia 26 de abril de 2015, no período da manhã e da tarde.

Entre as atribuições do cargo, estão supervisionar, dirigir, coordenar, orientar, planejar, controlar e executar a administração da polícia civil estadual, além de realizar investigações e operações policiais, e instaurar e presidir procedimentos policiais.

O salário é bem atrativo, de R$ 9.069,81, para carga horária de 8 horas diárias, totalizando 40 horas semanais.

Entre os pré-requisitos para participação do concurso, estão: não possuir antecedentes criminais, estar quite com as obrigações eleitorais, estar quite com as obrigações do serviço Militar (no caso de candidato do sexo masculino), ter no mínimo dezoito anos, possuir carteira nacional de habilitação no mínimo de categoria B, entre outros requisitos a serem conferidos no decorrer da aprovação nas etapas do concurso.

Por Felipe Villares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Um novo concurso público vai ser lançado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PC-DF), pois o órgão menciona que deseja aumentar o seu quadro de colaboradores para melhorar na segurança local.

Através desse processo seletivo, serão contratados funcionários para começar de imediato, e será realizada a formação de Cadastro de Reserva para as próximas vagas que ainda poderão surgir durante a vigência do edital.

São 170 ofertas para admissão imediata, e 247 vagas são para o Cadastro de Reserva. Vale ressaltar que também serão reservadas vagas para profissionais que possuem necessidades especiais.

Esse concurso público visa realizar a contratação de novos Delegados, Papiloscopistas e Peritos-Médico Legistas.

Todas as pessoas interessadas em se inscrever deverão ter o ensino superior completo em qualquer área de atuação, menos para a vaga de Delegado, onde é necessário ser formado em Direito.

Para se inscrever a vaga de Delegado o profissional ainda precisa já ter atuado em uma área jurídica por um período mínimo de 3 anos.

Caso esteja dentro do perfil de alguma das vagas e deseja se inscrever nesse concurso, saiba que as inscrições vão começar ser recebidas a partir no dia 9 de fevereiro de 2015 pelo site  www.universa.org.br.

As inscrições estarão sendo recebidas pelo site da empresa organizadora até o dia 16 de março de 2015.

Para validar a sua participação no processo, indicamos que faça o pagamento da taxa de inscrição. O valor cobrado varia de R$ 168,00 ou R$ 192,00.

Processo seletivo:

Depois de se cadastrar corretamente, o ideal é se preparar para participar da seleção. Ela será realizada em diversas fases, como por exemplo, a aplicação de prova objetiva, prova discursiva e oral.

Na sequência, todos deverão passar por análise de capacidade física, avaliação de títulos, perícia médica (no caso dos candidatos que possuem necessidades especiais), investigação social, e por fim, à avaliação psicológica.

Esse concurso vai ter a validade de um ano, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

Por Yasmin Fernandes Robles

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

A Secretaria de Gestão e Planejamento (SEGPLAN) do Governo do Estado de Goiás está com inscrições abertas para o concurso público para o cargo de Papilocopista Policial de 3° classe da Polícia Civil do Estado.

Para concorrer ao cargo, o candidato deve possuir diploma de nível superior em qualquer área. Conforme o edital, a remuneração inicial do cargo é de R$ 3.357,12. Quanto o local de lotação, ao anuir a vaga, deverá realizar a escolha conforme a disponibilidade de vagas e classificação no presente certame.

A taxa de inscrição é de R$ 110, 00, devendo ser realizada exclusivamente via internet pelo endereço eletrônico: www.universia.com.br. O período de inscrição vai de 23 de dezembro de 2014 a 18 de janeiro de 2015.

A prova será constituída de uma parte objetiva e outra discursiva, com duração de 4h30 minutos, sendo aplicadas na data provável de 22 de março de 2015. Os locais de prova serão divulgados no dia 06 de março de 2015 por meio do site da SEGPLAN (www.segplan.gov.br).

Cabe ainda destacar que a prova objetiva será composta de 60 questões,  com 20 perguntas sobre conhecimentos gerais e 40 versando sobre os conhecimentos específicos.

A prova discursiva, segundo o edital, será composta da elaboração de um texto na modalidade dissertativa, visando avaliar a capacidade do candidato de se expressar dentro da norma culta da Língua Portuguesa.

O certame contará ainda com prova de aptidão física, de caráter eliminatório, sendo o candidato considerado apto ou inapto.

Para entender a função de um Papilocopista, o próprio edital traz uma breve descrição das atribuições, entre elas: emissão de pareceres técnicos, colher, classificar e comparar e impressões digitais, realização de levantamentos papiloscópicos dos locais de crime, reprodução da face humana através de computação gráfica, atividades de natureza administrativa, entre outros.

Para maiores informações acessem: www.universia.com.br ou www.segplan.gov.br.

Por Thiago José Fernandes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 1.5]

Com a finalidade de garantir que sejam preenchidas 120 vagas para início imediato a Polícia Civil do Estado de Sergipe decidiu abrir mais um concurso público. Vale ressaltar o fato de que candidatos que se declararem portadores de necessidades especiais também poderão se inscrever para participar. A reserva feita para essa categoria corresponde a 20% das vagas.

Confira os detalhes sobre as oportunidades oferecidas:

De acordo com as informações constantes no documento que dispõe sobre as regras de realização deste certame poderão participar do mesmo candidatos que tenham formação de nível superior. Neste caso, as chances se encontram no cargo de agente de polícia judiciário substituto e também para escrivão substituto.

A remuneração oferecida para ambos os casos é no valor inicial de R$ 4.500. Essa cifra é paga em referência a uma carga horária de 40 horas por semana.

Mais detalhes:

O edital que regulamenta a realização deste concurso foi divulgado na data de 30 de setembro de 2014. De acordo com o documento os interessados em participar, desde que preencham todos os requisitos solicitados, poderão se inscrever via internet. As candidaturas estão sendo aceitas no site da organizadora do certame, o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (www.ibfc.org.br). As inscrições só serão consideradas válidas após o pagamento de uma taxa de R$ 87. O encerramento das inscrições será no dia 29 de outubro de 2014.

Como serão feitas as seleções:

Segundo a organização deste concurso público para avaliar e selecionar os candidatos participantes serão aplicadas provas objetivas, teste de aptidão física e exames psicotécnicos. Os aprovados ainda deverão passar por um curso de formação que tem uma duração total de 360 horas.

Os exames objetivos, que constituem a primeira fase de seleção deste certame, estão previstos para serem realizados no dia 30 de novembro de 2014. Os testes acontecerão em Aracaju.

Para obter mais informações, consultar o conteúdo programático sugerido para as provas e o edital na íntegra clique aqui.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

A Secretaria de Defesa Social, por meio do Departamento de Polícia Civil do Estado do Ceará, comunica aos interessados que realizará um concurso público para o cargo de nível superior.

Há uma oferta de 168 vagas para os cargos de Delegado com formação em Bacharelado em Direito que possuam carteira nacional de habilitação na categoria “B”. Haverá um percentual correspondente a 27 vagas reservadas para os candidatos portadores de necessidades físicas.

Os interessados em participar do certame poderão realizar suas inscrições das 10h do dia 06/10/2014 às 16h do dia 07/11/2014, pelo endereço eletrônico www.vunesp.com.br. O valor da taxa de inscrição é de R$ 150,00. Haverá isenção da taxa de inscrição para os candidatos que forem servidores públicos estaduais, para os candidatos doadores de sangue, para os deficientes físicos, para os membros de baixa renda e para os inscritos no cadastro único para programas sociais do governo federal. Para isso, esses candidatos deverão solicitar a isenção através do site da VUNESP.

Os candidatos serão submetidos ao exame de Provas Objetivas previstas para acontecerem no dia 18/01/2015, no período da manhã, na cidade de Fortaleza, com 5h de duração. A Prova Discursiva terá duração de 3h e será aplicada no dia 18/01/2015, no período da tarde. Os candidatos passarão por uma Sindicância de Vida Pregressa e Investigação Social. Haverá Exame de Capacidade Física com apresentação de atestado médico comprovando que poderão fazer esforço físico que consiste em teste de flexão de cotovelos sobre o solo em apoio no banco, teste de resistência abdominal, corrida de 50 metros e corrida de 12 minutos. Haverá Avaliação Psicológica, Avaliação de Títulos e Exames Médicos Admissionais. Haverá a segunda etapa que consiste de Curso de Formação e Treinamento Profissional, com duração de 4 meses, sob a responsabilidade a Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará. Todas as fases desse concurso serão realizadas na cidade de Fortaleza – CE. As datas, os horários e os locais das provas serão publicados no Diário Oficial do Estado do Ceará e no site da VUNESP.

O salário é de R$ 14.592,39. A jornada de trabalho é de 40h semanais, no regime de plantões diurnos e noturnos e finais de semana e feriados.

Para mais informações sobre o certame, acesse o edital aqui

Por Alexandre de Sá

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

A Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro está com as inscrições abertas a um concurso público para os cargos de nível superior. É exigido que os candidatos tenham na data da posse idade mínima de 18 anos, carteira nacional de habilitação categoria “B” e conclusão de curso superir em qualquer área.

O certame oferece 100 vagas para os cargos de Papiloscopista Policial de 3ª classe, sendo que desse total 20 vagas serão destinadas a candidatos negros ou índios e 5 vagas para pessoas com deficiência física.

As inscrições poderão ser realizadas entre as 00h do dia 01/09/2014 as 23h59 do dia 12/10/2014, pelo site www.ibfc.org.br ou pessoalmente na mesma data nos horários das 10h às 16h, no posto de inscrição localizado na Rua Anfilófio de Carvalho, 29, sala 618, bairro castelo, Rio de janeiro. A taxa de inscrição é de R$ 90,00 e boleto deverá ser pago até  dia 13/10/2014. O pedido de isenção da taxa de inscrição poderá ser solicitado em formulário próprio disponível no site do IBFC e destinados aos candidatos inscritos no cadastro único para programas sociais do governo federal (CadÚuico).

Os inscritos serão avaliados através de duas fases nesse concurso: a primeira fase será composta de exames de Provas Objetivas previstas para acontecer no dia 16/11/2014, em horário e local a ser divulgados oportunamente. Haverá também nessa primeira fase Prova de capacidade Física, Exame Psicotécnico e Exame Médico. Na segunda fase será o Curso de Formação Profissional (CFP) e Prova de Investigação Social. Todas às informações sobre local, data e horário das provas, bem como a convocação para segunda etapa do concurso serão divulgados no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro e no site do IBFC.

A remuneração inicial é de R$ 4.830,63. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

Para mais informações sobre o concurso, acesse o edital aqui.

Por Alexandre de Sá

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 1]




CONTINUE NAVEGANDO: