Concurso deve oferecer 46 vagas para especialista e analista em regulação.

Já está em andamento o processo para a escolha da banca organizadora do novo concurso público da Agência Reguladora de Saneamento e de Energia do Estado de São Paulo, a Arsesp. Aguardado desde a data de 10 de maio de 2017, logo que foi autorizado pelo governador Geraldo Alckmin, a expectativa é de que, a qualquer momento, a empresa responsável por todo o processo do certame já seja confirmada, dando encaminhamento ao edital de abertura das inscrições até o prazo máximo de dezembro.

Com trabalho intensificado desde 9 de agosto, no processo para a elaboração do documento oficial, sabe-se que serão oferecidas um total de 46 vagas, sendo dessas 42 para a função de especialista em regulação de serviços públicos e outras quatro para o cargo de analista de suporte à regulação. Para ambas as carreiras, é necessário atender alguns pré-requisitos importantes no que se refere à formação e experiência profissional.

Partindo disso, as duas precisam de pessoas com diploma em nível superior em áreas específicas e de acordo com as atividades. Além disso, ainda é necessário ter experiência profissional de pelo menos três anos na respectiva área.

Quais as áreas de atuação?

Para a carreira de analista de suporte à regulação, as atribuições são voltadas para as seguintes áreas de atuação: fluxo de documentos, administração geral, orçamento, tecnologia da informação, comunicação e relacionamento com os usuários e planejamento estratégico.

Já para a de especialista, as atividades são três e as seguintes: saneamento básico, gás canalizado e energia elétrica.

Remuneração e plano de carreira

Ambos os cargos citados possuem um plano de carreira que é composto por seis níveis distintos. Sendo assim, durante o exercício, quem for aprovado para o cargo de analista contará, posteriormente, com um total de mais cinco reajustes, elevando assim as remunerações iniciais, que são de R$ 5.207. Dessa forma, os valores podem chegar a até R$ 10.473.

Já para os especialistas em regulação de serviços públicos, o valor inicial de R$ 6.214 chega, ao fim, a um vencimento de até R$ 12.499,50. É importa ressaltar que, para ambos os cargos, a jornada de trabalho é de 40 horas por semana.

Sobre o concurso anterior da Arsesp

A última seleção da Arsesp também foi destinada para as duas carreiras. O certame ocorreu no ano de 2009, pela banca organizadora responsável na ocasião, a Fundação Vunesp. É possível acessar no site da mesma todo o conteúdo programático desse processo, no https://www.vunesp.com.br/.

Uma prova de conhecimentos gerais foi a primeira etapa a que foram submetidos os candidatos. Foram, no total, 40 questões, além da realização de uma redação sobre assunto específico. Essas ocorreram no período da manhã. Já no período da tarde, foi realizada uma prova sobre conhecimentos específicos e com 30 questões.

Na etapa de conhecimentos gerais, foram cinco questões de matemática, 12 de língua portuguesa, quatro de noções sobre direito constitucional, cinco sobre raciocínio lógico, três sobre as noções de direito administrativo, três sobre noções de informática, três sobre atualidades e cinco sobre língua inglesa.

Em cargos técnicos, as 30 questões de conhecimentos contaram com uma divisão de quatro grupos com 15 questões, sendo que os candidatos deveriam escolher dois. Isso ocorreu da seguinte forma: 15 de conhecimentos técnicos relacionados ao setor de distribuição de gás canalizado e a sua regulação; 15 sobre conhecimentos técnicos do setor elétrico e a sua regulação dos serviços de energia; 15 sobre conhecimentos técnicos sobre a economia e a regulação; e, por último, 15 sobre conhecimentos técnicos do setor de saneamento básico e a sua regulação.

Para analistas, foram cinco grupos de 10, necessitando da escolha de três. A divisão ficou assim: dez de tecnologia da informação, dez de administração geral e sobre contratações, dez de orçamento público e as finanças, dez de comunicação e sobre relacionamento com o usuário e dez de recursos humanos e planejamento.

Na classificação final foram considerados também os títulos dos candidatos. O limite desses era de 15 pontos.

Kellen Kunz

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 3.3]

Confira aqui mais detalhes sobre a FURB e o estilo de sua prova.

A FURB consiste em uma banca organizadora pertencente a universidade de Blumenau, que atua há vários anos, com organização e execução de concursos públicos para professores desta faculdade, se mostrando como uma instituição de excelência e que tem como principal característica de ser uma das mais bem conceituadas bancas organizadoras do momento. Se mostrando com uma forte atuação no mercado e como uma organização das mais idôneas em termos de prestação de serviços, a FURB é um braço da universidade de Blumenau que foi criado única e exclusivamente para esta finalidade de proporcionar a execução e a organização de processos seletivos de professores.

Dentre os vários concursos públicos que esta organização acadêmica fez podemos citar o concurso de desenvolvimento de sistemas, que é um segmento que é fortemente procurado pelos alunos, por isso esta banca tem se destacado e muito na organização de provas para a entrada de professores neste ramo. Outra área que esta banca examinadora também tem se mostrado como sendo uma excelente referência está na atuação junto a processos de seleção de professores de Zootecnia promovido por meio desta universidade, que é uma área que está sempre em alta.

Como é a banca examinadora da FURB:

A banca examinadora desta que é uma das maiores e mais bem conceituadas universidades do momento, é uma banca que é composta em essência por pessoas que tem uma forte atuação e até mesmo formação na área acadêmica e que na sua maioria das vezes possuem mestrado e doutorado, em alguns casos até mesmo pós-doutorado, assim esta banca se mostra como sendo uma excelente alternativa principalmente para quem ainda tem alguma dúvida sobre esta banca.

Os concursos, na sua maioria das vezes, costumam ser mais direcionado para professores mesmo, portanto, são aplicados dois tipos de provas dadas em dois momentos, a primeira com questões de múltipla escolha, onde se faz necessário e até mesmo vital que o professor possa raciocinar de maneira rápida e ao mesmo tempo eficaz, se mostrando como sendo uma das provas mais difíceis da atualidade. Tento em vista isto, o professor deverá antes de mais nada se preparar para quando for fazer esta prova que é uma prova de nível de strict sensu, portanto, quem for fazer esta prova tem que partir da ideia de que vai fazer algo voltado para pessoas que tem mestrado em determinadas áreas de conhecimento

E a prova como é?

A prova escrita basicamente adota a ideia de conhecimentos interligados, onde se busca por uma forte conexão entre diversas áreas do conhecimento, transpassando cada área, por isso quando for fazer a prova é de vital importância que você esteja lendo de maneira bem atenta e tenha conhecimentos específicos altos de sua área como, por exemplo, desenvolvimento de sistemas, que é uma área que é carente por professores de nível superior e que precisa ter um bom conhecimento de como desenvolver um sistema computacional.

A prova prática já tem como principal objetivo de ser uma prova que visa analisar e verificar como vai ser e como será a aplicação de conhecimentos práticos, por parte do professor, por isso é preciso que antes e acima de tudo, quando for fazer esta prova, que você busque por se preparar de forma muito específica e até mesmo prática para que você possa desenvolver esta prova, procurando treinar diante do espelho e sempre tendo conhecimentos de procedimentos e processos que se devem ter em um curso superior.

Andre Luis de Jesus Fonseca

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 8 Média: 2.8]

Confira aqui mais detalhes sobre a Fundação Sousândrade e o seu estilo de prova.

A Fundação Sousândrade faz parte da categoria de bancas de concursos. Isso significa que ela é uma empresa que consegue fazer diferentes níveis de prova, tanto escritas quanto de cunho prático, para que sejam selecionados funcionários públicos.

Apesar de esse ser mesmo o maior tipo de colaboradores que são decididos pelas suas provas, essa fundação também pode realizar o que é chamado de processo seletivo, sendo ele requerido quando empresas de grande porte querem que seus cooperadores sejam contratados também por essas provas.

Onde é que a Fundação Sousândrade atua?

As provas que são criadas por essa banca específica são aplicadas preferencialmente no Estado do Maranhão. De fato, são para as contratações para os órgãos públicos que estão nessa unidade federativa que elas são pedidas, lembrando que as suas empresas particulares também podem requerê-las.

Fundada no ano de 1982, essa instituição também realiza provas que são para áreas do Nordeste. Além das provas, é comum que as corporações dessa região solicitam a ela algumas consultorias: com elas, as empresas são direcionadas nas suas admissões.

Quais são os órgãos para os quais essa organizadora já fez provas?

Os concursos que são feitos por intermédio dessa organizadora, bem como os processos seletivos, já englobaram instituições bem famosas da área Norte e da Área Nordeste do país. O Conselho Regional de Contabilidade do Maranhão é uma das companhias que já teve admissões organizadas por ela, da mesma maneira que a Empresa Maranhense de Administração Portuária e também a Prefeitura Municipal de Porto Franco.

O Serviço Autônomo de Água e Esgotos que atua no Maranhão também já se serviu dessa organizadora, lembrando que a Prefeitura Municipal de Codó e a Prefeitura Municipal de Açailândia também estão incluídas.

Mencionou-se que a maioria das companhias públicas que solicitam concursos públicos e das privadas que requerem processos seletivos ficam na parte de cima do Brasil, mas existem concursos de Goiás que também têm organização feita pela Sousândrade, como a do Corpo de Bombeiros Militares desse Estado.

Para quais níveis essa banca organizadora faz provas?

Os tipos de admissões que as empresas fazem por essa banca organizadora são diferentes e a Fundação Sousândrade abarca o ensino técnico em suas provas, por exemplo, tendo certames feitos apenas para o ensino superior e claro, questões que abarcam exclusivamente o ensino médio.

Para quando ela tem de criar certames para o ensino superior, ressalva-se que ela tem questões que são aplicáveis a todos os tipos de profissões. A razão para que essa banca tenha questões tão diversas à disposição é que ela tem um banco de perguntas, além de ter professores e diferentes especialistas que ajudam a preparar todos os certames.

Se alguma companhia pede algum concurso público, então ela usa esse banco de perguntas e descobre algumas que podem ser reformuladas e incluídas em provas novas. No caso de ser preciso que se façam mais questões, então ela busca os seus professores para que elas sejam criadas.

Estilo das provas

A Fundação Sousândrade coloca em suas provas os temas de Informática, podendo apresentar ícones diversos no papel para que os candidatos determinem a qual utilidade eles estão ligados. Outro assunto que essa fundação põe em seus certames é a Língua Portuguesa e é certo que os temas gramaticais serão mencionados por intermédio da análise de texto.

No geral, a Sousândrade inclui muitos textos, normalmente pequenos, e são nas questões dedicadas à interpretação que se abarcam os temas de sintaxe e outros. Quase todos os órgãos solicitam que se incluam perguntas legislativas e que se abarquem os conhecimentos gerais.

Confira algumas modelos aqui:

Por G.P

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 2.7]

Conheça aqui um pouco mais sobre a Funvapi e o seu estilo de prova.

Os cursos profissionalizantes existentes no Brasil possuem um longo histórico de formação e capacitação intelectual de candidatos e alunos, para concursos e vestibulares. Cada Estado do país, normalmente, tem alguma instituição sem fins lucrativos que oferece diversos serviços à sociedade em geral. Instituições oriundas de alguma cidade e que expandem seus serviços por todos os cantos do país. Entre as instituições de grande influência e importância está a Fundação Vale do Piauí – FUNVAPI. Esta instituição ou empresa sem fins lucrativos é a responsável por ofertar atividades profissionais na área de consultoria, pesquisa e cursos de extensão destinados a entidades, órgãos do governo e empresas privadas. A FUNVAPI também possui funcionários qualificados nas disciplinas de comunicação, tecnologia da informação, administração, contabilidade, entre outras competências, os quais atuam profissionalmente, sendo treinados e capacitados para a organização de concursos públicos e provas vestibulares e outros processos seletivos realizados em diversos Estados, tais como Tocantins, Pará, Piauí, Maranhão e Rio Grande do Norte.

A empresa coloca à disposição cursos que abrangem as matérias na área de planejamento estratégico, informática, administração, relacionamento e comunicação, legislação, liderança, didática, língua portuguesa, relações humanas, educação infantil, oficinas pedagógicas, massagem, fabricação de doces, bolos, pães e salgados e outras disciplinas. São cursos profissionalizantes e preparatórios. Esta mesma empresa está na frente de muitas outras instituições e companhia, sendo privilegiada pela segurança que oferece por meio de aparelhagem de primeira linha utilizada na elaboração de provas e testes. Na FUNVAPI serviços dessa natureza não são terceirizados, portanto, a empresa é diretamente responsável pela qualidade do trabalho realizado, garantindo que não ocorram fraudes nos certames, mantendo o rigor e precisão de seus serviços. A banca é especializada em avaliações dentro dos conhecimentos gerais de Português e Matemática, no que se refere às provas objetivas.

Alguns dos concursos que a empresa FUNVAPI realiza em alguns Estados do país são os da Prefeitura Municipal de São Fernando no Rio Grande do Norte, Prefeitura Municipal de Itaú, também no Rio Grande do Norte, Companhia Hidroelétrica de São Francisco a tão conhecida CHESF, no Conselho Regional de Contabilidade do Piauí, na Prefeitura Municipal de Bacabeira e Prefeitura Municipal de Caxias no Estado do Maranhão, na Prefeitura Municipal de Filomena e Prefeitura Municipal de Teresina do Estado do Piauí, na Prefeitura Municipal de Guaraí no Estado do Tocantins, na Prefeitura Municipal de São Gabriel da Palha no Estado do Espírito Santo, na Prefeitura Municipal de Pacajá e na Prefeitura Municipal de Breu Branco no Estado da Pará. São os Estados aos quais se estendem os serviços desta empresa.

As áreas profissionais abarcadas nos concursos de Prefeituras e Câmaras Municipais estão disponíveis em um link, na página da empresa, para que os interessados possam consultar cada modalidade e matéria, que estão descritas com detalhes sobre o que é exigido. As provas promovidas pela FUNVAPI englobam nível superior, médio e fundamental. Recentemente esta empresa publicou mais alguns editais de diversos concursos por ela organizados, que podem ser visualizados na própria página da fundação. Os candidatos de concursos já passados podem, também, consultar as nomeações publicadas, na mesma página. Todos os arquivos dos editais estão disponíveis em formato PDF, para facilitar o acesso aos participantes dos processos seletivos ainda por acontecer.

A Fundação Vale do Piauí está sempre divulgando concursos e promovendo oportunidades, sem parar. É uma grande fonte de rigorosos processos seletivos em quase todas as áreas de interesse profissional. Para maiores informações os interessados poderão acessar os sites: http://www.okconcursos.com.br e http://funvapi.com.br/.

Para os estudantes que estão sempre atrás de bons concursos, esta é a melhor opção. A competência desta fundação é comprovada.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 8 Média: 2.8]

Confira aqui o estilo da prova e o perfil da Funrio.

A FUNRIO, Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência, foi fundada no ano 2000 por pessoas de diferentes áreas do conhecimento, mas que formavam um único grupo. Dessa forma, enfermeiros, administradores e professores uniram-se em uma equipe com o intuito de melhorar o alcance da população à saúde. Sendo assim, após 17 anos de existência, a fundação continua atuando, buscando pessoas qualificadas para trabalharem nos hospitais Gaffrée e Guinle, bem como assistindo à Escola de Medicina e Cirurgia.

Para quem não tem conhecimento sobre a existência da FUNRIO, pode-se dizer a fundação é responsável por organizar processos seletivos para a admissão de novos funcionários como enfermeiros e médicos, organizando inclusive um programa de residência para essas áreas. Além disso, ela seleciona candidatos com os melhores currículos para atender as necessidades da população local. A FUNRIO atua também no planejamento do quadro de trabalhadores, estágiários e estudantes, sendo a organização o diferencial da instituição.

Não se pode deixar de realçar o engajamento da fundação não apenas em assessorar nos bastidores dos hospitais, mas também em promover eventos atraindo os profissionais da área da saúde e administrativo. Exemplo disso são os seminários, simpósitos, congressos e cursos. Somado a isso, a FUNRIO também presta outros serviços como criação de programas, desenvolvimento de pesquisas, empenho para a administração e gestão de recursos .

A banca organizadora dos processos seletivos da FUNRIO é composta por professores de todo o país, que se juntam e elaboram a prova que é composta por 50 questões, sendo todas objetivas e de múltipla escolha. Cada uma vale dois pontos, dessa forma, os candidatos que fizerem no mínimo 50 pontos já estão classificados. Basicamente a prova é composta por 15 questões de português, 15 de matemática, 5 de atualidades e 15 de conhecimentos específicos de cada área.

Já que nos dias de hoje a concorrência para vagas de emprego cresce cada dia mais, os candidatos precisam possuir algumas técnicas que podem ser usadas ao seu favor no dia do acontecimento do exame. Desse modo, é imprescindível que o candidato refaça as provas anteriores para pegar o ritmo e ir acostumando-se com os modelos das questões.

Os candidatos podem fazer a inscrição apenas pela internet. Será cobrada uma taxa que varia de acordo com a inscrição para cada área.

É imporatnte ressaltar ainda que, os participantes classificados na prova objetiva devem passar ainda por outras etapas de admissão, todas elaboradas por uma gama de profissionais que formam a banca organizadora. Essas etapas são as seguintes: testes psicológicos realizadas por psicólogos e psiquiatras; além de testes que revelam o condicionamento físico dos candidatos e é supervisionado por profissionais da área de educação física.

Nos dias de hoje, percebe-se uma maior procura em concursos públicos. Isso porque a crise política que assolou o cenário brasieliro em 2015 acabou por interferir também no âmbito político. Desse modo, as pequisas apontam para um número assombroso de quase 14 milhões de desempregados. Apesar de nos últimos meses esse dados terem diminuído, representando uma pequena melhora, é possível perceber que os brasileiros vem mudando a forma de pensar e vendo a dedicação aos estudos uma forma de alcançar empregos que garantam uma maior estabilidade financeira. Por isso, as bancas organizadoras estão sendo cada vez mais procuradas.

Ana Paula Oliveira Coimbra

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 6 Média: 3.3]

Veja aqui mais detalhes sobre a Fundep e seu estilo de prova.

Sempre que um concurso público ou um processo seletivo é anunciado, sabemos que existe uma empresa que se encarrega de toda a sua organização, o que inclui um planejamento sobre datas, elaboração de provas, divulgação de resultados, enfim, todo o processo de um concurso público é determinado pela banca organizadora.

E falando em banca organizadora de concurso públicos, no Brasil existem muitas empresas que são especializarm em realizar este tipo de serviço e muitas delas acabam se destacando nesse meio, seja pela sua reputação, pelas características de seus concursos e pelas empresas e instituições públicas que contratam o seus serviços, dando-lhes maior credibilidade.

E por falar em banca organizadora que possui credibilidade, temos que citar a já conhecida Fundep, que á a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa.

A Fundep possui uma longa história que se iniciou no ano de 1975, quando suas atividades eram diretamente ligadas a Universidade Federal de Minas Gerais. Ou melhor, a Fundep se originou na Universidade em decorrência de uma necessidade existente naquele momento. Nesse sentido, ela recebeu o reconhecimento do Ministério da Educação e também do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação. Com o tempo, de acordo com a legislação vigente no país, passou-se a prestar o seus serviços a outras Instituições do país, se tornando uma das mais renomadas nesse segmento.

Atualmente a empresa trabalha realizando o gerenciamento na área administrativa e financeira de diversos projetos que pertencem à Universidade Federal de Minas Gerais e também de outros centros que atuam na área de ensino e pesquisa de todo o Brasil.

A Fundep possui um sistema de atendimento especializado e oferece diversos serviços como projetos para a capacitação de recursos, elaboração de propostas e gestão de concursos, entre outros. Sendo que os serviços de Gestão de Concursos Públicos são os mais solicitados por prefeituras de órgãos públicos de todo o país.

Se você já realizou algum concurso público ou processo seletivo na sua região, com certeza vai se lembrar do nome Fundep.

Veja algumas características comuns das provas da Fundep:

É muito importante conhecer o estilo de elaboração das questões das provas antes de realizar o concurso, pois cada uma possui um estilo que vai até a correção das questões e a determinação dos recursos.

A Fundep é conhecida como uma banca que possui um nível médio na cobrança das questões. Ou seja, suas provas não são tão fáceis, mas também não são tão complicadas de serem feitas, o que facilita a vida do candidato que procurou se preparar.

Geralmente suas provas são compostas por questões de Língua Portuguesa, Matemática, Conhecimentos Específicos e Conhecimentos sobre atualidades.

As questões são bem elaboradas e explicativas. O candidato possui 5 opções de resposta.

Outro ponto que pode se considerar positivo em relação à Fundep está no fato de que uma questão errada não anular uma questão certa, ou coisas desse tipo que são comuns em algumas bancas. A Fundep contabiliza somente os acertos e realiza a classificação dos candidatos.

Em uma prova da banca Fundep o candidato encontrará questões muito simples de serem resolvidas e outras um pouco mais complicadas, que irão exigir que o candidato possua a capacidade de interpretação dos fatos, já que a banca aposta bastante na questão da subjetividade, deixando mesmo nas questões que parecem ser muito fáceis, uma certa dúvida na hora de marcar a alternativa certa. Ou seja, são as famosas pegadinhas.

Nesse sentido, se você for prestar um concurso público cuja banca organizadora for a Fundep, procure realizar provas de concursos antigos, reparando os erros e se familiarizando com o estilo da banca.

Não se esqueça que conhecer a banca que elabora o seu concurso, é fundamental para a realização de uma boa prova e de uma possível aprovação.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 67 Média: 3]

Confira aqui mais detalhes sobre a Fundatec e o seu estilo de prova.

A Fundatec (Fundação de Tecnologia) é uma empresa sem fins lucrativos, que foi criada no ano de 1973, bem no auge do milagre brasileiro, com o objetivo de promover conhecimento e tecnologia pelo Brasil a fora, ajudando assim de forma muito interessante no desenvolvimento de tecnologia, inovação e conhecimento para todas as empresas do Brasil. Fora esta atividade de desenvolvimento e pesquisa de tecnologia, esta empresa também tem como principal destaque de ser uma empresa pela qual se busca prestar serviços relevantes para a população, com a organização e execução de concursos públicos diversos, desenvolvendo provas que vão desde o nível fundamental chegando até mesmo ao nível superior e passando também pelo nível médio.

Esta empresa presta serviços de organização para diversos concursos públicos, dentre estes concursos pelos quais esta empresa organiza está o concurso para procuradores gerais do estado do Rio Grande do Sul, que é um dos concursos mais procurados no momento, principalmente e de modo especial, quando falamos em termos de advogados que estão procurando uma melhor colocação no mercado jurídico e desejam optar pela carreira junto ao Ministério Público Estadual, atuando como procurador do estado. Outro concurso, pelo qual também se mostra como sendo algo que é muito procurado pelas pessoas de maneira geral, é o concurso do Tribunal Regional do Trabalho, este apresenta-se como uma excelente oportunidade para todas as pessoas que desejarem disputar uma vaga nesta instituição, pois tem vagas para cargos de nível fundamental, médio e superior.

E as provas como são?

As provas basicamente são focalizadas em 3 importantes áreas do conhecimento, são elas:

1 – Língua Portuguesa: São propostas para os concurseiros texto base, pelo qual se baseia nisto para o desenvolvimento de perguntas, pelas quais se fazem então a análise de forma bastante crítica e bastante dissertativa do tema e se propõe então várias escolhas, tendo como apenas uma alternativa correta, isto não somente pode como deve trazer uma série de benefícios, pelos quais você enquanto concurseiro deve saber o como tirar proveito desta situação, para que você tenha assim bastante sucesso na feitura da prova, para poder evitar até mesmo que perca a sua vaga para candidatos que também vão estar realizando a mesma prova e seguindo a mesma lógica aqui proposta.

2-Atualidades: É importante que como forma de preparo, para esta prova o concurseiro, leia algumas notícias e reportagens, de preferência 1 semana antes das provas, pois as provas de atualidades são provas mais precisas com questões mais objetivas, onde basicamente se tem uma definição de forma mais concreta e mais objetiva, sobre o como é possível se trabalhar de maneira concreta e correta com este tipo de conteúdo, que é um conteúdo considerado por muitos como um conteúdo muito geral.

3-Informática: As provas de informática promovidas por meio desta instituição são provas que se destinam basicamente a cobrar questões básicas e que são de extrema importância e necessidade, principalmente e de modo especial em se falando do trabalho, pelo qual o futuro funcionário público vai atuar. Esta é uma prova muito generalista, porém, exige um pouco de atenção e de estudo principalmente a questões específicas de um concurso publico pelo qual antes e acima de tudo se deve ter em mente.

Como é a banca organizadora?

A Banca organizadora, é basicamente composta por diversos profissionais renomados, que se dedicam a desenvolver esta tarefa, em constante período integral, se mostrando assim como sendo uma banca extremamente profissional, até mesmo porque esta empresa é uma empresa que é altamente renomada no mercado atual, se mostrando como sendo uma empresa de alto padrão em seu trabalho com relação a diversas tecnologias do momento atual e de modo especial em se falando de concursos públicos.

Andre Luis de Jesus Fonseca

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 29 Média: 2.1]

Conheça aqui um pouco mais sobre a Fundação Universa e o seu estilo de prova.

O que são as Bancas de Prova:

As “bancas de prova” são as empresas responsáveis para realização das questões presentes em concursos públicos. O órgão público que contrata os servidores normalmente não é o responsável pela realização das provas, salvo em casos de vestibulares. Isso ocorre para evitar fraudes e, também, pelo fato desses órgãos públicos não possuírem o know how (expertise) para o desempenho dessa função.

Cada banca adota um estilo de provas e questões, então, é necessário que o candidato esteja atento a qual banca será responsável pela realização do concurso público que pretende pleitear.

A Fundação Universa:

Uma banca que volta e meia aparece nos editais de concursos públicos é a Fundação Universa. A Fundação Universa é uma empresa privada sem fins lucrativos, ela foi criada na década de 90 pela Universidade Católica de Brasília. Atualmente, possui sede no Distrito Federal e outras unidades no Rio de Janeiro, Tocantins e Minas Gerais.

A Fundação Universa possui um banco de questões e o candidato deve estar atento às provas antigas. Isso porque a banca frequentemente usa uma seleção de perguntas e alternativas bastante parecidas. Alteram-se somente algumas palavras e ou a ordem das alternativas.

A banca da Fundação Universa atua em concursos de escala regional, estadual e nacional. No caso dos concursos nacionais, ela aplica provas simultâneas em mais de uma localidade, por exemplo, nas capitais de cada estado. O propósito da banca é sempre seguir diretrizes de transparência na realização dos seus concursos. Essa é uma parte fundamental das bancas: elas precisam garantir uma competição justa, sem que alguns candidatos tenham acesso privilegiado às questões antes da prova.

O conteúdo discriminado pode ser conferido nos editais. É importante que o candidato leia essa parte dos editais na hora de realizar seu plano de estudo.

Como são as provas e as questões da Fundação Universa:

As provas são de múltipla escolha. Normalmente possuem quatro alternativas, sendo que uma delas é a correta. As questões, como dito acima, são oriundas de um banco bastante abrangente. No entanto, muitas vezes se notam questões bastante similares. Por isso, fazer as provas antigas é mais do que necessário quando for fazer um concurso cuja banca responsável seja a Fundação Universa.

Ler o edital na parte que indica como se dará a pontuação de cada acerto também é imprescindível. Algumas vezes podem existir conteúdos com pesos diferenciados. Assim, o candidato deve ter mais atenção na hora de realizar as questões cujo peso é maior.

Como de costume nos concursos públicos, a Fundação Universa também adota o mínimo de acertos que categoriza os candidatos como aprovados ou eliminados. A classificação “aprovado” não significa que você garantiu sua vaga, somente é uma sinalização que você ainda continua concorrendo. Após a aprovação os candidatos são postos em uma lista organizada pela maior e menor pontuação.

Em cada concurso há as vagas para preenchimento imediato e o cadastro reserva. O cadastro reserva consiste nas convocações que ocorrerão no decorrer da validade do concurso. Normalmente a validade dura dois anos, com prazo que pode ser prorrogado para mais um ano.

Alguns concursos que já foram realizados pela Fundação Universa:

Veja abaixo alguns concursos cuja banca da Fundação Universa foi responsável pela realização das provas e seleção das questões.

– Concurso da Casa da Moeda do Brasil.

-Corpo de Bombeiros do Distrito Federal.

– Secretaria do Estado de Minas Gerais de Administração Pública.

– DETRAN

– Banco do Brasil (em caráter nacional).

– Agência Nacional das Águas.

– Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal.

– Concurso Nacional da Caixa Econômica Federal.

Maiores Informações:

Para maiores informações é possível acessar o site da Fundação Universa. Lá você encontra os editais dos concursos abertos, as provas anteriores e até simulados. A Fundação Universa também possui MBA e Pós Graduação. Você pode acessar o site através desse link aqui.

Lembre-se!

Não basta somente estudar a banca para realizar um concurso público. É preciso ter uma boa estratégia de estudo e foco, para isso, existem muitas informações e cursos disponíveis online. Vencer através dos estudos é uma das formas mais nobres de vitória. Muita disciplina, muita resiliência e muita persistência.

Bons Estudos!

Matheus Gribler.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Conheça aqui um pouco mais sobre a Fundação Dom Cintra e o seu estilo de prova.

Como Fundação de apoio à Universidade Católica de Petrópolis – UCP, a Fundação Cultural Dom Manoel Pedro da Cunha Cintra, ou como é conhecida, Fundação Dom Cintra, tem um extenso currículo nas áreas científica, tecnológica, cultural e de gestão, segue seu caminho como centro de excelência para o desenvolvimento das empresas e da sociedade.

Suas atividades são firmadas como pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos, com qualidade e competência reconhecidas em âmbito nacional. Seu quadro de profissionais é composto por um corpo técnico administrativo, além de consultores, pesquisadores e de seus dirigentes.

Seu foco de atuação estende-se desde a realização de concursos públicos a até mesmo cursos e eventos distintos, todos eles com a máxima qualidade e competência adquiridas em anos de experiência no ramo.

No caso dos concursos públicos, as regiões de maior atuação são principalmente nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Tocantins e Distrito Federal, contudo, não se atém a apenas estes estados, já tendo realizado atividades em outros estados além dos citados. As avaliações da banca organizadora são compostas por provas objetivas, variando a quantidade de questões dependendo da necessidade, sendo que estas questões possuem 5 alternativas para serem optadas, além de um gabarito ao final para ser assinalado por completo e destacado para entrega ao fiscal de prova.

Com um formulário colorido e muito bem figurado em um layout de duas colunas por página, dando a mesma dinâmica que temos quando lemos um jornal, a prova tem um arranjo bastante amigável para que o candidato tenha uma experiência positiva com a prova, necessitando realmente ter dedicação apenas em responder as perguntas e não de interpretar a prova, que seria uma grande perda intelectual para o candidato e para o concurso como um todo.

Os mais de 40 concursos já efetuados com sucesso, faz da instituição uma das grandes realizadoras do segmento com a expertise necessária para uma boa experiência para a instituição contratante, bem como para o candidato participante.

Hoje, temos 1 concurso em aberto para a Prefeitura de Petrópolis, contudo, informações de muitos outros podem ser acessadas pelo portal: http://www.domcintra.org.br/copia-concursos.

Mas a carreira de sucesso da instituição não fica apenas atrelada aos concursos públicos, como já dito acima, treinamentos e cursos preparatórios também são ministrados em eventos periódicos para atender a algumas faixas de pessoas específicas do assunto. Com um corpo científico altamente qualificado para tais atividades, a instituição tem sempre como foco facilitar as atividades acadêmicas as quais as corriqueiramente sejam complexas, trazendo um material abrangente, que atrelada a experiência do instrutor, certamente será uma boa influência para as pessoas de interesse. Atualmente existe no portal 1 curso preparatório em aberto, tendo como tema “desenvolver e/ou aprimorar as habilidades em gerenciamento de projetos visando a aprovação nos exames CAPM & PMP na primeira tentativa”, contudo, mais informações podem ser acessadas pelo seguinte endereço: http://www.domcintra.org.br/projetos.

Ainda sobre as áreas de atuação da instituição, podemos citar os serviços prestados em diversas áreas do interesse. Como fundação de apoio da Universidade Católica de Petrópolis, todas as competências dos pesquisadores e colaboradores estão à disposição do mercado, através de projetos de prestação de serviços técnicos e administrativos. Além dos colaboradores, a instituição também conta com sua estrutura orientada a projetos, consegue captar equipes altamente qualificadas para atuar em diversos segmentos, dentre eles: Tecnologia da informação, atuando com estudos, assessorias, desenvolvimento de programas e projetos; além de análises, gestão e implantação de softwares, gestão em projetos sociais, distribuição de materiais, administração de produção, gerenciamento de recursos humanos, marketing, dentre outros tantos.

Dentre seus clientes reconhecidos no Brasil, citamos: Furnas, Aneel, Inmetro, Bayer, Petrobras, Shell, General Electric, Itaipu, dentre outras grandes empresas de diversas áreas do interesse, que faz com que a Fundação Dom Cintra seja considerada uma instituição com envergadura para toda e qualquer atividade em seu ramo de atuação.

Venha conhecer o portal e conheça mais em http://www.domcintra.org.br/.

Rodrigo Loura Ferrara Perina

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Conheça aqui um pouco mais sobre o perfil e estilo da prova da Consulplan.

A situação atual do mercado de trabalho nacional faz com que uma grande diversidade de pessoas busquem a aprovação em concursos para conseguir adquirir a estabilidade e bons rendimentos relacionados com o trabalho no serviço público, sendo que esta pretensão exige muito estudo e dedicação.

Além de se concentrar para conseguir estudar todo o conteúdo programático exigido pelo edital do concurso, é importante conhecer o estilo e principais aspectos relacionados com a banca organizadora da seleção escolhida sendo que uma das principais na atualidade se refere à Consulplan.

Conheça um pouco da organizadora Consulplan

A Consulplan é considerada na atualidade como a maior banca organizadora privada de concursos públicos e avaliações educacionais variadas. Com sede na cidade de Muriaé, em Minas Gerais, a empresa tem como diferencial a sua estrutura organizacional para executar todas as fases relacionadas com um concurso específico.

Esta banca organizadora já foi responsável por concursos públicos em todos os municípios do Brasil, atendendo aos mais variados tipos de órgãos que variam desde Prefeituras Municipais, Conselhos Regionais, Governos Estaduais, Órgãos Federais bem como Universidades diversificadas.

Além da responsabilidade geral por um determinado concurso público ou processo seletivo, a Consulplan ainda realiza serviços variados neste ramo como:

· Avaliações educacionais: vestibulares, avaliações de desempenho, exames de competências e outros para entidades diferenciadas no ramo da educação.

· Serviços para apoio e assessoria educacional generalizada

· Digitalização de documentos

· Logística para transporte de materiais educacionais

· Organização de etapas variadas para outras bancas organizadoras de concurso que não tenham estrutura completa

Orientações de estudos para provas da organizadora Consulplan

Assim como em todas as outras bancas organizadoras, existem alguns aspectos na sua organização de provas para concursos públicos que diferenciam as avaliações desta empresa e que precisam ser conhecidas para um bom desempenho dos candidatos.

Com relação ao conteúdo programático delimitado para as provas feitas pela Consulplan, esta empresa tem o costume de cobrar em suas questões todos os itens informados os quais são cobrados em questões estruturadas de forma objetiva e direta com um entendimento fácil das exigências que são feitas.

É preciso que os candidatos que irão fazer uma prova elaborada pela Consulplan busquem potencializar a sua memorização dos conteúdos, já que informações abordadas em livros ou materiais didáticos variados costumam ser cobrados em sua integralidade por esta banca organizadora analisada.

Por outro lado, ocorre uma exigência maior da capacidade de interpretação dos candidatos em uma prova feita pela Consulplan, já que a presença de figuras ilustrativas ou esquemas ocorre em uma proporção muito pequena nas avaliações desta empresa analisada.

Uma das maiores distinções relacionadas com as provas da Consulplan para certames públicos se relaciona com a Língua Portuguesa na qual são encontrados textos curtos geralmente provenientes de jornais ou revistas com questões que apresentam clareza e pertinência às discussões mais atuais.

Quando se pensa em questões sobre direito e legislação, a Consulplan tem o costume de adotar a chamada utilização da “Lei Seca”, com a cobrança dos enunciados literais presentes tanto na Constituição Federal como em leis ordinárias sem a exigência de aspectos relacionados à doutrina ou jurisprudência em vigor.

Além disso, os conteúdos relacionados à Informática que são apresentados nas provas sob a responsabilidade da Consulplan possuem um nível de exigência baixo, sendo consideradas, por isso, fáceis com a abordagem de pontos mais práticos no manuseio diário que se exige de programas em um computador.

Conclusão

Assim, através do conhecimento relacionado à banca organizadora de concursos Consulplan, é possível que você, enquanto candidato, faça seus estudos com uma melhor orientação que vai garantir resultados mais eficientes rumo à sua aprovação em um cargo na administração pública.

Ana Camila Neves Morais

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 24 Média: 3.2]

Conheça aqui um pouco mais sobre o perfil e estilo da prova do Instituto Exatus.

É fundamental, ao se fazer concurso público, conhecer a instituição organizadora do mesmo.

Tão importante quanto se preocupar com o estudo das matérias da prova, é conhecer a entidade responsável pela sua aplicação. Compreender como funciona a banca examinadora do concurso que você está inscrito, permite que se prepare melhor para o certame.

Sabendo que cada banca examinadora tem suas próprias peculiaridades, o ideal é que o candidato colete o maior número possível de informações sobre o perfil da banca do concurso que ele fará.

Desta maneira você saberá como as questões serão exigidas e qual é a melhor forma de respondê-las.

Abaixo listamos informações sobre o Instituto Exatus, suas provas e metodologia. Se você está inscrito em algum processo seletivo por este instituto, este artigo é uma ótima oportunidade para conhecê-lo e saber detalhes sobre a aplicação das suas provas.

O Instituto Exatus

Fundado em 2002, o Instituto Exatus prima pela seriedade no ramo de treinamento e capacitação para o trabalho, pesquisas de mercado e também concursos públicos no estado de Rondônia.

Percebendo a brecha na formulação de concursos, que por vezes não eram realizados por entidades locais e observando a instabilidade de algumas organizações, o Instituto Exatus veio ocupar um espaço importante ao prestar serviços para órgãos públicos na elaboração de processos seletivos.

Perfil da banca examinadora

Primeira atitude que se deve ter ao participar de um concurso é ler seu edital com cuidado. Um edital contém informações sobre:

  • As datas das inscrições, provas e resultados.
  • Conteúdo programático com os assuntos e as matérias que devem ser estudadas.
  • Formato de aplicação das provas: objetiva e/ou discursiva.
  • Critérios de desempate.

Em relação a banca examinadora Instituto Exatus, eles primam por uma abordagem moderna, seja em seus textos ou nos quesitos da prova. As questões englobam temas contemporâneos sempre associados a um pensamento voltado para atualidade.

Provas

As provas são objetivas e discursivas:

Prova objetiva: Contém questões de múltipla escolha que inclui todos os itens do edital. O ideal é administrar o tempo para que você possa marcar as alternativas no cartão de respostas tranquilamente.

Prova discursiva: Composta por uma redação que precisa ter o número aproximado de 30 linhas.

Aqui a atenção principal é escrever sobre o tema sugerido com precisão e concisão textual, tendo cuidado para não se distanciar do tema proposto, o que pode ser caracterizado como fuga do tema. Atenção também com a regras gramaticais e ortográficas.

O destaque vai para as provas de Língua Portuguesa, que trazem textos claros e de fácil compreensão e Informática, que envolve a prática cotidiana do uso de pacotes do Office e da Internet. Questões jurídicas e administrativas também podem ser solicitadas de acordo com a natureza do concurso.

Para não ser eliminado do processo seletivo, você precisa acertar o mínimo de 50% das questões. Portanto, comece a responder primeiro aquelas que você tem maior facilidade. Parece uma dica óbvia, mas muitos candidatos perdem um tempo valioso tentando resolver quesitos que encontram maior dificuldade, o que pode ocasionar a eliminação, caso o tempo restante não seja suficiente para completar a prova.

Processos Seletivos do Instituto Exatus

A credibilidade e eficiência do Instituto Exatus são comprovados pelo número de concursos sob sua organização no momento. São diversas prefeituras em Rondônia que confiam a seleção de seus servidores a esta entidade. Entre eles temos:

  • Prefeitura de Alto Alegre,
  • Prefeitura de Alto Paraíso
  • Prefeitura de Nova Mamoré,
  • Prefeitura de Teixeirópolis
  • Prefeitura de Ariquemes
  • Prefeitura de Seringueiras
  • Conselho Regional dos Representantes Comerciais – CORE
  • Entre outros

Agora que você conhece um pouco mais sobre o Instituto Exatus, a sua preparação para concursos por eles executados será muito mais produtiva.

Maiores informações: http://www.institutoexatus.com

FABÍOLA CUNHA SANTANA DE MORAES

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 3.5]

Conheça aqui um pouco mais sobre a Cesgranrio e o seu estilo de prova.

Os grandes concursos no Brasil são organizados por grandes bancas. Recentemente as instituições Banco do Brasil e Petrobrás abriram mais vagas e mais oportunidades para candidatos qualificados. Estes são os dois concursos mais famosos do momento, no país. Sobretudo, o concurso promovido na Petrobras, dado tudo o que vem sendo publicado sobre a empresa nos últimos anos. A banca organizadora destes dois grandes concursos será a tão popular Fundação CESGRANRIO, que entre outros eventos de processos seletivos, promoveu concursos para o Bacen, Detran e IBGE. É importante lembrar a todos os interessados que estas duas instituições estão entre as mais concorridas, portanto, o candidato tem muito pela frente para conquistar um cargo nelas.

A CESGRANRIO possui mais de quarenta anos de atuação na área de concurso e seus testes são muito exigentes, principalmente no tocante à prova discursiva. O candidato deverá saber expressar suas ideias de modo sintético nas linhas disponibilizadas. O estilo da CESGRANRIO nesse quesito são artigos de jornais, ou seja, atualidades jornalísticas, também charges e norma culta da língua portuguesa. Assim, se recomenda ao estudante interessado a prática da escrita e muita leitura de jornais, notícias e revistas.

Em matemática, no geral, raciocínio lógico e muitos gráficos, portanto, ilustrações que deverão ser interpretadas. Normalmente bancas mais conservadoras elaboram provas mais formais, mas, neste caso, é diferente, pois as pegadinhas na prova objetiva são frequentes, o que exige muita atenção do estudante. As matérias cobradas nos editais estão claramente distribuídas, para que todo candidato possa ser instruído e conduzido com antecipação aos estudos. Sempre que um concurso está prestes a ser aberto deve o estudante interessado adiantar-se nos estudos, ao menos no que tange às matérias sempre presentes nas provas, como matemática e português. Um importante conselho para quem deseja prestar concurso para trabalhar em grandes empresas estatais ou bancos é avaliar a banca organizadora. Toda instituição que organiza concursos e elabora provas se constitui em ponte entre o candidato e o cargo pretendido. Portanto, é o crivo da banca que vai testar verdadeiramente o pretendente a cargo público ou privado. As motivações do candidato devem dirigir-se ao encontro do conteúdo da prova e não de encontrar ela.

O tempo de resolução das questões é fundamental, assim, o estudante deve participar, intensamente, de simulados em concursos preparatórios para treinar sua capacidade de lidar com possíveis questões objetivas e subjetivas, e, obviamente, detendo-se mais tempo em questões de maior valor. Os testes nunca devem abalar emocionalmente os candidatos, pois que sua função é avaliar a capacidade de precisão e equilíbrio do estudante para um bom desempenho ao concorrer com centenas de pessoas. O grau de rendimento na prova se reflete não apenas no resultado desta, mas também na nomeação para o cargo.

A banca CESGRANRIO costuma elaborar questões muito próximas de questões de provas anteriores, porém, não deve o estudante contar com isso e passar a estudar apenas o material cobrado em concurso recém-realizado. O estudante deve dedicar-se, sempre, como se fosse a primeira vez que participasse de um concurso, deve ser prudente. Entretanto, é bom conhecer o histórico dos concursos promovidos por esta banca, especialmente os mais recentes.

A Fundação CESGRANRIO, conforme declaração de seu presidente, possui muitos projetos pela frente com sua faculdade e outros programas de formação de estudantes e profissionais. Reconhecida por décadas de atuação, esta banca é responsável pela melhoria da qualidade da educação no Brasil. Antes de se tornar um profissional que atuará em cargo público ou privado, o estudante precisa ser rigorosamente testado em sua formação acadêmica. Para mais informações os interessados podem acessar o site: https://www.iobconcursos.com/noticias-sobre-concursos/caracteristicas-da-banca-cesgranrio/1612. A tentativa é fundamental na vida.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 4.5]

Veja aqui mais detalhes sobre a Funcab e o seu estilo de prova.

Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt, conhecida como FUNCAB, é uma banca organizadora de concursos públicos que promove intercâmbio, pesquisas científicas, eventos esportivos, produção de material e programas para todos os níveis de atuação profissional.

A FUNCAB tem como finalidade promover o bem estar social da população e promover estímulo para a melhoria da qualidade, interagindo idosos, jovens e adultos dos setores públicos e privados.

Pensando no bem estar social, a FUNCAB como banca organizadora promove vários concursos para ajudar a dar oportunidade de emprego em setores públicos. Oferecendo salários bons e com plano de carreira dentro das empresas. Não é à toa que a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt é considerada com uma das melhores bancas, pois está à frente quando o assunto é a apresentação de editais e carreiras de sucesso.

Preparação para provas aplicadas pela FUNCAB

Os editais são liberados no site da banca com todas as informações necessárias, como conteúdo e regras das provas, além de conter o manual do aluno.

Provas

As provas aplicadas pela banca FUNCAB não possuem questões muito complexas, além de cobrar textos simples e curtos no enunciado.

Porém, a parte de raciocino lógico é que requer mais atenção, pois é preciso concentração na hora ler e interpretar os enunciados que diferentemente de outras bancas, a FUNCAB cobra em forma de textos.

Questões relacionadas a língua portuguesa, 80% das perguntas são relacionadas a conhecimento das funções gramaticais. Exigem assim, um bom vocabulário. Outro ponto importante muito cobrado pela banca é o uso das conjunções, sempre presente nas provas. Além dessas duas matérias, ética também é cobrada no quesito conhecimentos gerais. Acrescido de questões de conhecimentos específicos.

Apesar de estar no mercado a bastante tempo e já ter feito aplicações de concursos, eventos e etc. Os alunos não conhecem muito bem o método utilizado pela FUNCAB. Por isso, recomenda-se que o aluno procure provas de outros concursos para entender a metodologia e a forma como são cobrados os conteúdos.

As provas da Fundação possuem caráter eliminatório e classificatório.

A FUNCAB realiza um número maior de concursos estaduais e municipais, mas a Fundação organizou também o processo seletivo da Agência Nacional de Saúde Suplementar e também da Polícia Rodoviária Federal.

Se você vai prestar concurso com a FUNCAB como banca examinadora, é importante estudar muito e praticar realizando exercícios de provas anteriores da banca.

A FUNCAB

A Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt foi criada pelo Professor Carlos Augusto Aguiar Bittencourt em 1926, por isso o nome da instituição.

A FUNCAB começou com projetos locais em Niterói, para depois aos poucos ganhar seu espaço para realização de outros eventos e concursos públicos.

A Fundação ainda possui parcerias com o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo, Instituto Brasileiro de Museus, Governo do Estado de Goiás, DETRAN de Pernambuco, Ministério de Transportes, Prefeitura de Serra (ES), Governo do Estado de Rondônia, Ministério do Desenvolvimento (Hospital das Forças Armadas), Governo do Estado do Ceará, SESC Bahia, Prefeitura Municipal de Porto Velho, Prefeitura de Vitória, Agência de Fomento do Estado de Amazonas, Governo Federal, Prefeitura de Niterói, Governo do Amazonas, Governo Estadual de Rondônia, Prefeitura de Nova Iguaçu, Prefeitura de Arraial do Cabo, Prefeitura de Miguel Pereira.

Com essas parcerias a FUNCAB realiza concursos públicos desde a escolha do conteúdo a ser aplicado até o acompanhamento e divulgação de resultados, ações sociais, planejamento e a execução de provas, assina termos para a supervisão de transporte, executa programas ambientais. Essas são as empresas parceiras que ajudam a Fundação a dar para a sociedade bem estar e social que são pregados pela Fundação Bittencourt.

Fabiane de Barros Coelho

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 5 Média: 3.8]

Conheça aqui mais detalhes sobre a Vunesp e o seu estilo de prova.

A Fundação Vunesp (Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista) é definida como a banca organizadora responsável por elaborar as provas de vestibulares de diversas universidades públicas e privadas e de concursos públicos. Esta banca é muito tradicional no Brasil, tendo sido criada em 1979, através do Conselho Universitário da Unesp.

A Vunesp iniciou as suas atividades elaborando provas de concursos públicos municipais e estaduais, e ao longo do tempo, alcançou repercussão nacional, o que se deve à estrutura de prova que costuma aplicar. Entender este conceito usado pela fundação é essencial para quem está se preparando para um vestibular ou concurso público com prova elaborada por ela. Confira abaixo tudo que você precisa saber sobre a banca organizadora e estilo da prova da Vunesp:

Estilo de prova da Vunesp

As provas de vestibulares e concursos públicos elaboradas pela Vunesp têm um estilo mais simples quando comparado aos testes feitos pelas demais bancas organizadoras. Geralmente, as questões construídas pela Vunesp são mais acessíveis, apresentando um grau de dificuldade menor, embora estas questões estejam frequentemente passando por um processo de evolução, visando trazer um conteúdo atualizado para o público.

Todos os exames elaborados pela Vunesp são de múltipla escolha, cuja estrutura contém cinco alternativas por questão. Os enunciados das questões são desenvolvidos de forma clara, solicitando que o candidato marque a alternativa que está incorreta ou correta, o que varia de acordo com o conteúdo e foco da questão. Embora seja simples, os candidatos devem dedicar especial atenção ao enunciado, assim evitam-se possíveis erros de interpretação, o que pode levar ao erro na escolha da resposta.

Além disso, os conteúdos abordados nas provas da Fundação Vunesp se baseiam, quase que integralmente, no conteúdo pragmático divulgado no edital do concurso público ou vestibular. Por isso, ao participar de um exame feito por esta banca organizadora, é importante que você se atente ao conteúdo informado no edital.

Disciplinas abordadas nas provas da Vunesp

A Fundação Vunesp atua frequentemente na aplicação de provas de vestibulares, o que faz com que comumente ela elabore questões provenientes das disciplinas de geografia, história e de atualidades acerca de acontecimentos nacionais e internacionais. As questões de informática também costumam ser mais acessíveis do que aquelas feitas pelas outras bancas organizadoras.

Em se tratando da disciplina de Língua Portuguesa, é aconselhável que o candidato tome mais cuidado, pois esta é a parte mais extensa da prova, visto que esta matéria tem mais questões que as outras. Sendo assim, os exames da Vunesp exigem que o candidato esteja bem familiarizado com as principais regras e uso da gramática. Também é preciso estar afiado no que diz respeito à interpretação de texto, pois há exercícios retirados de revistas e jornais de grande circulação que exigem esta habilidade específica.

Estima-se que as provas elaboradas pela Vunesp, na disciplina de Língua Portuguesa, cobram 41,5% de interpretação de texto, 11,5% de concordância verbal e nominal e 8% de sinônimos e antônimos. Por isso, dê uma atenção maior para a revisão e entendimento destes conteúdos na hora de estudar.

Quando o exame é especificamente voltado para a área de Direito, a fundação se preocupa em criar questões que testem o conhecimento específico do candidato, elaborando perguntas que exigem certo conhecimento da legislação brasileira. Em suma, pode-se dizer que a Fundação Vunesp tem um formato de prova acessível, que basicamente cobra do candidato análises das propostas e boa interpretação.

Por fim, para melhor conhecer o estilo de prova da Fundação Vunesp, o mais indicado é fazer um teste prático. Uma atividade válida para quem está se preparando para fazer um exame aplicado por esta banca organizadora é realizar vários simulados de provas elaboradas pela mesma. Assim, é possível conhecer a estrutura da prova e se familiarizar ao seu estilo.

Simone Leal

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 69 Média: 2.9]

Confira aqui mais detalhes sobre a FGV e o seu estilo de prova.

A FGV (Fundação Getúlio Vargas) é uma banca organizadora responsável pela elaboração da prova de alguns dos principais concursos públicos do Brasil, como por exemplo, os processos seletivos do INSS e do IBGE. Esta banca organizadora é uma das mais tradicionais e respeitadas do país, se caracterizando por não seguir um padrão específico de avaliação.

Você vai participar de um concurso público organizado pela FGV? Além de estudar para o processo seletivo, você também deve se preocupar em conhecer o estilo de prova desta banca organizadora, que na maioria das vezes tem um formato imprevisível. Confira abaixo mais informações sobre a banca FGV e o seu estilo de prova:

Estilo de Prova FGV

Antes de qualquer coisa, o candidato a um exame de concurso público elaborado pela FVG deve saber que não há como prever com exatidão como é o estilo de prova desta banca organizadora, uma vez que a sua principal característica é não seguir nenhum padrão de avaliação, sendo bastante imprevisível.

Em se tratando do nível de dificuldade empregado nas provas feitas pela FGV, a fundação costuma se adaptar de acordo com o grau de exigência da instituição que a contrata. Para se preparar para uma prova elaborada pela FGV, o candidato deve procurar prestar atenção nos detalhes da prova como, por exemplo, o formato dos enunciados e quantidade de questões.

Uma das características mantidas no estilo de prova da FGV é apresentar enunciados mais longos e com textos bem elaborados, sendo compostos por muita linguagem metafórica. Por isso, durante a prova é essencial que o candidato dê mais atenção para a leitura do enunciado, buscando fazer a interpretação correta, pois do contrário isso pode prejudicar a escolha da resposta.

Disciplinas cobradas na prova elaborada pela FGV

As disciplinas cobradas nas provas feitas pela FGV variam de acordo com a área profissional do concurso público. Em relação à prova de Língua Portuguesa, os conteúdos mais cobrados são os estudos sintáticos referentes ao texto, sobre vocabulário, orações coordenadas e subordinadas, formação de palavras, uso de termos conectivos, regência e sinônimos.

Geralmente, os temas mais abordados nas provas da FGV são a política e economia. Aos candidatos é recomendado sempre dedicar um tempo para ler o material de estudo do concurso divulgado pela fundação, como por exemplo, o Conhecendo o IBGE, disponibilizado para o processo seletivo do IBGE. Também recomenda-se ler o edital detalhadamente e verificar quais são as biografias exigidas, pois elas são comumente citadas nas provas da banca organizadora.

No que tange às disciplinas de conhecimentos específicos, o candidato deve entender que as questões são realmente específicas, não há espaço para generalidades. A banca organizadora FGV cobra os detalhes solicitados no edital. Quanto às provas dissertativas, é recomendado ler muito e amplamente sobre os temas indicados. Na hora de responder estas questões, construa respostas embasadas e argumentativas, evidenciando que você não está emitindo uma mera opinião, mas sim argumentos fundamentados.

Consulte o edital

Para melhor conhecer o estilo de prova dos exames elaborados pela FGV, é de suma importância que você consulte o edital, lendo-o com cuidado e se atentando aos detalhes, pois a banca organizadora cobra em suas avaliações exatamente o conteúdo divulgado. Procure estudar para o processo seletivo se orientando pelas disciplinas, referências e as biografias cobradas no edital.

Além disso, a melhor dica para conhecer na prática o estilo de prova da FGV é se familiarizar com o formato do exame, o que pode ser feito por meio da realização de simulados, o que te permite analisar como são os enunciados das questões, os temas que são cobrados e se são feitas pegadinhas ou não. Quanto mais simulados você fizer, mais bem preparado você estará.

Simone Leal

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 17 Média: 2.7]

Conheça aqui um pouco mais sobre o IBFC e o seu estilo de prova.

Se você estuda para ser aprovado em concursos públicos, confira aqui informações importantes sobre o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), instituição responsável pela organização de diversos certames, entre eles o do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco (TJ-PE).

Sobre bancas organizadoras

As bancas são empresas contratadas pelos órgãos públicos para serem responsáveis pela organização dos processos seletivos. Diante do vasto número de instituições em todo Brasil, faz-se necessário conhecer o perfil de cada banca para obter uma melhor preparação rumo à aprovação.

Cada uma tem características particulares e preferências ao cobrar certos assuntos nas provas. Assim, o candidato tem que, além de saber sobre a matéria cobrada, compreender a forma com que os examinadores colocam nas questões a fim de que tenham um bom desempenho nos exames.

Uma dica é fazer simulados com provas anteriores da banca que vai elaborar o concurso que você vai prestar. Desse modo, o concorrente à vaga ganha familiaridade com a banca que vai realizar o seu próximo certame.

Com essa prática, você pode assimilar melhor o conteúdo, sabendo como caem nas avaliações, bem como revisar a matéria.

Sobre o IBFC

O IBFC possui 8 anos de atuação no mercado. Foi formado por profissionais e executivos a fim de desenvolver projetos para jovens, crianças, adolescentes, responsabilidade social no segmento de educação. Sua missão é "despertar no jovem o desejo de sonhar e de se sentir capaz, e a partir deste sonho trilhar o caminho de sua realização, alicerçado no amor altruísta e solidário". Seus valores são: ética, integridade, transparência, capacitação, segurança e concretização.

Embora não seja muito conhecida dos estudantes de cursinhos para concursos, essa banca já organizou alguns processos seletivos. Dentre eles estão: o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJ-PR), o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), o Ministério Público de São Paulo, o Tribunal de Contas do Rio de Janeiro, seleções para Governos Estaduais, entre outros.

Os seus próximos concursos que estão com inscrições abertas são o TJ-PE e a Câmara Municipal de Araraquara.

Provas do IBFC

A banca faz provas objetivas e busca cobrar todos assuntos anunciados no edital. No caso do TJ-PE, por exemplo, serão 5 questões, sendo uma correta. Os quesitos apresentam casos situacionais ao ambiente de trabalho. É hábito da instituição contratar professores com doutorado e mestrado para elaborar as provas. Por esse motivo, as questões têm perfil mais acadêmico. Nas suas questões não costumam cair "pegadinhas". Mas o nível de complexidade não é elevado. Os assuntos abordados são mais elementares.

Muitos especialistas e professores da área de concursos públicos afirmam que nas disciplinas de língua portuguesa, raciocínio lógico e matemática, o estilo da banca é semelhante ao da Fundação Cesgranrio. Em português, os assuntos mais explorados são: interpretação de textos – com destaque para crônicas, emprego de vírgula e conotação e denotação. Já na prova discursiva o candidato pode escrever sobre temas da atualidades ou sobre assuntos de conhecimentos específicos. Mas não será surpreendido o candidato que ler o edital, pois nele haverá explicitação do possível assunto cobrado.

Nesse sentido, as redações têm mais pontuação pela ortografia e coesão do que pelo conteúdo.

Nas provas de Direito Administrativo, o assunto mais cobrado é Licitação. Em segundo lugar, ficam poderes administrativos e princípios.

Com relação a Direito Constitucional e legislação específica, a organizadora exige do candidato memorização, pois cobra muito a leitura das leis.

Em assuntos em que não há consenso na doutrina ou pelos autores e teóricos renomados, a banca não costuma se aventurar e abordar nas provas.

Quem quer conferir mais informações e conhecer mais sobre o IBFC pode acessar seu endereço eletrônico.

Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 36 Média: 3.6]

Conheça aqui um pouco mais sobre o IADES e o estilo de sua prova.

Ser aprovado em um concurso público, ter estabilidade financeira e um salário bom no final do mês, é o sonho de qualquer brasileiro, mas para chegar ao objetivo final é necessário dedicação e muito estudo. Afinal de contas, o candidato precisa estar apto às estratégias da banca organizadora do concurso púbico.

Para quem vai realizar o concurso público da banca organizadora do Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES) deve atentar-se o estilo utilizado pela instituição para garantir sucesso, rumo à aprovação.

O professor Cristiano Souza, atuante em preparatório para concursos, afirma os principais pontos que o estudante deve observar.

“Cada estudante, ao iniciar seus estudos, para um concurso público, deve ter consciência do que irá enfrentar no dia da prova. Um cronograma programático deve ser iniciado a partir do momento que o aluno decide se candidatar a um cargo. Os principais pontos a serem seguidos são: dedicação, planejamento e investigação. Os alunos devem pesquisar, por outras provas, já realizadas por aquela instituição, e analisar, de forma correta, a atuação da empresa no mundo dos concursos”, disse o professor.

Cristiano ainda afirma que para um resultado promissor, o aluno deve ter dedicação e, acima de tudo, responsabilidade: “ O sucesso profissional se dá por dedicação por parte do aluno. Há necessidades que só o estudante pode conseguir superar, através da banca organizadora. Uma pesquisa mais profunda sobre o modo de atuação da instituição é necessária e eficaz para uma classificação de sucesso”, concluiu o professor.

O Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES), ultimamente vem realizando vários concursos pelo Brasil. Durante sua atuação, já foram realizadas mais de 542 provas, divididas em 42 concursos.

Já as provas realizadas pelo Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES) podem possuir questões de múltipla escolha, assim como também há situações para cargos diferenciados, a elaboração de textos e redações.

As provas feitas pela banca organizadora são diferenciadas. A maioria das questões buscam se voltar para área de interesse do candidato. Em ocasião, o Instituto Americano de Desenvolvimento busca utilizar assuntos temáticos.

Na língua portuguesa, por exemplo, o candidato pode se deparar com um alto grau de exigência nos termos gramaticais. Assim como pode aparecer questões que envolve a linguística textual e gramatical.

Já para os candidatos ao cargo de direito, por exemplo, as provas trazem tanto o Direito Constitucional, quanto ao Direito Administrativo. As questões são recheadas de cópias fiéis da constituição, bem como as questões de leis secas. Já a Jurisprudência é a que é menos cobrada, ao contrário da Doutrina dos juristas, que é bem mais exigida, porém, não possui um conteúdo muito profundo. Por fim, nas provas de informática são as mais simples e fáceis de serem abordadas, pois possuem um baixo grau de dificuldade, mas prevalecem questões básicas, que seguem as principais características do sistema como o Word, Internet e Windows.

Confira abaixo alguns dos temas que a instituição organizadora costuma utilizar em seus certames:

Língua Portuguesa:

Gramática – normativa e linguística textual.

As questões mostram textos longos, com base na área de atuação do órgão de atuação. Geralmente, as provas costumam cobrar a correção gramatical, acentuação e ortografia. Sem contar com questões de período simples e composto, colocação pronominal e preposições.

Direito administrativo:

Para as questões de direito administrativo, a banca organizadora do IADES costuma utilizar metade das questões de doutrina e pouca questão de Jurisprudências. Alguns autores também são mencionados nas provas. Nas questões de direito, o Instituto costuma fazer referência a autores como Hely Lopes e Maria Sylvia.

Direito constitucional:

Já para direito constitucional, a banca organizadores utiliza poucas questões de doutrina, porém, a jurisprudência é um pouco mais citada durante o certame. O que já não ocorre nos casos de questões sobre a Constituição Federal, que é a que possui um maior número de questões. Já os autores, as provas costumam citar nomes como o de Pontes de Miranda.

Para mais informações de concurso realizados pelo Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES) acesse o site: http://www.iades.com.br/inscricao.

Por: Cassiany de Paula

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 20 Média: 2.8]

Confira aqui mais detalhes sobre o Cespe UnB e as provas da banca.

No Brasil existem muitos órgãos públicos e de tempos em tempos essas organizações necessitam fazer concursos públicos para a nomeação de novos empregados, para aumentar ou renovar o quadro de funcionários. Esses órgãos, então, contratam empresas especializadas em fazer e aplicar as provas, que servem de processo seletivo para os concursos públicos. E uma dessas instituições é a Cespe UnB, que está a muitos anos neste mercado e é muito conhecida. Conheça agora um pouco mais sobre a Cespe UnB e o estilo de suas provas.

Inaugurada em meados dos anos 70, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos, o Cespe/UnB, é uma banca organizadora de concursos públicos, ligada a Universidade de Brasília, a UnB. Inicialmente, o centro era responsável pelas provas da faculdade do Distrito Federal, depois de alguns anos e devido a seu sucesso, o Cespe/UnB passou a elaborar para outras instituições. Com quase meio século de existência, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos se tornou referência como banca para concurso público. Muitas outras bancas se espelham na metodologia usada pelo Cespe/UnB na elaboração, montagem e aplicação de suas provas. Além de cobrar os conteúdos de forma geral e específica, o Cespe/UnB ainda coloca em suas questões assuntos atuais fazendo uma interligação entre o conteúdo e a atualidade.

As provas elaboradas e aplicadas pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos, em sua maioria, são de múltipla escola, com cerca de cinco alternativas (A, B, C, D, E). Dessas cinco alternativas, quatro são verdadeiras e uma falsa. O que diferencia a verdadeira das falsas, em muitos casos, é uma palavra, elas são muito semelhantes, por isso, é de externa importância ler com muita calma e primeiro analisar uma por uma e achar o erro. Após isso, você já vai ter uma noção do caminho correto e é o momento para você comprar as alternativas entre si. Uma primeira, caso você esteja se preparando para um concurso público no qual a banca organizadora seja o Cespe/UnB, é ao invés de começar com os textos da pergunta, que muitas vezes são longos, comece lendo de cara a pergunta para saber o que querem, aí depois leia as alternativas e se precisar volte ao texto. Você ganhará muito mais tempo.

Outras dicas para se fazer uma prova tranqüila são: nos dias que antecedem a prova, durma bem, coma bem, se exercite e duma cedo um dia antes. Quando mais preparado fisicamente você estiver, melhor você vai se sair, pois, suportará as horas de provas. Uma outra dica é mesmo que você esteja se preparando para uma prova, como para um concurso para advogado, faça também provas elaboradas pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos de outras áreas como a jurídica, ou pelo menos leia as questões, assim você terá um domínio ainda maior da metodologia que o Cespe/UnB usa em suas provas.

Já para o dia da prova, chegue ao local com antecedência e todos os seus pertences. Siga um critério para fazer cada pergunta. O primeiro é: calcular um tempo para se dedicar a cada questão, se você perceber que o tempo está passando e não consegue nenhuma solução, mude para a próxima. O segundo é: as perguntas que envolvem conta, o interessante é que você as resolva primeiro. Com a cabeça mais fresca, a chance de você errar uma operação numérica é bem menor. A terceira é: resolva as questões dos conteúdos que você domina e sabe. Ao final da prova volte as questões que não foram resolvidas. Mesmo que você não consiga achar uma resposta em definitivo, evite chutar qualquer uma, tente achar uma lógica para a sua resposta.

Isabela castro.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 21 Média: 3.6]

Conheça aqui mais detalhes sobre a Fundação Carlos Chagas (FCC) e suas provas.

A Fundação Carlos Chagas – FCC, inaugurada em 1964, é reconhecida como instituição de atuação em nível federal, estadual e municipal. Tradição em serviços beneficentes prestados ao Brasil, esta instituição teve como motivação para sua criação o objetivo de professores universitários e pesquisadores, que visavam estabelecer meios de avaliação mais rigorosos para orientação de alunos ao nível superior com maior qualidade e eficiência, baseando-se em métodos mais honestos de testes educacionais. Foi um modo de oferecer algo melhor em relação à tendência abundante de especializações em vestibulares, cada vez mais inconsistentes naquele tempo. Inicialmente seu título era Centro de Seleção de Candidatos às Escolas Médicas e Biológicas – CESCEM e teve seu nome substituído por Fundação Carlos Chagas. As atividades da fundação logo ganharam notoriedade e expansão por todo o país, surgindo em pouco tempo, decorrência dos bons frutos que começou a produziu, o Departamento de Pesquisas Educacionais, inaugurado em 1971, com uma finalidade de natureza sociológica, desenvolvendo pesquisas em forma interdisciplinar, com foco na relação da educação com problemas sociais no Brasil.

A Fundação Carlos Chagas conta com profissionais com alto grau de competência, em pesquisa no âmbito da educação, em trabalhos nos mais diversos projetos na área de seleção profissional e os problemas a ela ligados. O progresso educacional e profissional da nação depende de que as gerações de trabalhadores estejam efetivamente qualificadas para assumirem cargos, funções e projetos de grande importância.

No que tange aos processos seletivos regidos pela fundação, é necessário explicar quais procedimentos são exercidos. Muitos candidatos de concursos públicos passam pelo crivo desta instituição para prestarem o concurso desejado, já que a mesma promove processos seletivos mais rigorosos. Portanto, segundo alguns professores e especialistas que trabalham nessa área, é recomendável que o estudante busque conhecer o melhor que puder as bancas organizadoras, para que possa estar mais ciente dos estilos de provas aplicados. Assim, no que toca à FCC, se trata de uma banca muito conservadora, mais fechada nos questionamentos, já que promove testes de competências cognitivas e profissionais. Conforme a natureza dos concursos, as provas realizadas pela fundação podem ser mais exigentes ou mais brandas, sendo que dependendo das áreas profissionais a serem preenchidas, o grau de competências e habilidades é maior. Não é qualquer candidato que está apto a assumir cargos de grande responsabilidade.

A Fundação Carlos Chagas é uma das organizadoras de concursos que mais cresce no país, regendo os mais importantes processos seletivos. Tanto para provas de nível médio, quanto para provas de nível superior, as questões estão voltadas mais para os textos da lei, ou seja, a dedicação dos candidatos deve ser em grande parte voltada para a leitura da lei seca e da bibliográfica cobrada. Portanto, dado que a banca da FCC costuma desenvolver provas que não resultem em possíveis contradições e recursos no futuro, as respostas das questões objetivas vão focar o texto da lei, sem interpretações. Por isso, muitos especialistas em concursos recomendam, neste caso, a leitura muito atenta até repetitiva dos textos da lei. Além das questões relativas a leis, as outras disciplinas cobradas, como língua portuguesa e matemática, também possuem questões mais conceituais e básicas. São provas de caráter mais lógico e formal do que interpretativo. As matérias que têm sido mais estimadas nos concursos, conforme os especialistas, são língua portuguesa e informática, com questões mais aprofundadas sobre seus conceitos.

Sempre se deve estar muito atento aos temas do edital. Entre outras recomendações está a prática de exercícios em todas as matérias e nisso se inclui a resolução de questões de concursos anteriores, sempre disponíveis na internet. As pegadinhas não são costume da FCC, por ser uma banca mais séria e tradicional. Nos exames discursivos os temas a serem abordados são sempre mais técnicos, cabendo ao estudante o treino da escrita e da variedade de assuntos, de preferência dissertativos, buscando administrar o espaço para o texto e o tempo para sua escrita.

Para maiores informações acesse o site: http://www.concursosfcc.com.br/.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 14 Média: 2.7]




CONTINUE NAVEGANDO: