Certame do MPU 2018 oferta 47 vagas em cargos que exigem Nível Médio e Superior de ensino.

Divulgado um dos editais mais aguardados deste ano: Ministério Público da União (MPU) visando ao preenchimento de 47 vagas. O concurso MPU 2018 será organizado pelo Cespe/Unb e oferece oportunidades para nível médio e superior. A remuneração, que muda de acordo com o cargo, pode chegar a mais de R$ 11 mil. Que tal aproveitar a oportunidade e aproveitar a chance?

Concurso MPU 2018: inscrições ABERTAS!

As inscrições para o concurso MPU 2018 já estão abertas e o prazo permanece apenas até o dia 10 de setembro e podem ser feitas por meio do link: http://www.cespe.unb.br/concursos/MPU_18. O valor da taxa de participação é de R$ 60,00 para superior e R$ 55,00 para nível médio.

Sobre as vagas do concurso MPU 2018

O concurso MPU 2018 conta com 47 vagas, sendo 36 para o cargo de Analista – área Direito, nível superior, e o restante para Técnico do MPU – área administração, nível médio. A remuneração para ambos os cargos é de R$ 11.259,81 e R$ 6.862,72, respectivamente.

A jornada de trabalho é de 40 horas semanais e o concurso oferece vagas para Distrito Federal, Espírito Santo, Amapá, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Rondônia, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Acre, Minas Gerais, Pará e Santa Catarina.

Concurso MPU: requisitos para os cargos

O concurso MPU 2018 conta com as seguintes oportunidades:

Cargo: Analista do MPU – Especialidade em Direito

Diploma registrado de curso de graduação em direito e que seja fornecido por Instituição de Nível superior, que seja reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação).

Cargo: Técnico do MPU – área administração

Certificado de nível médio e que a expedição tenha sido feita por Instituição Reconhecida

Concurso MPU 2018: provas

Os candidatos farão provas de conhecimentos básicos e objetivos que estão previstos para o dia 21 de outubro. No turno da manhã, as provas serão aplicadas para o cargo de analista e à tarde para técnico.

Apenas para o cargo de analista terá prova de dissertação, em que o candidato deve elaborar um texto de até 30 linhas sobre Legislação aplicada ao MPU e também ao CNMP. Além disso, no dia 8 de outubro deve ser divulgado no Diário Oficial da União e no site da organizadora os locais de prova e os horários.

O edital completo do concurso MPU pode ser acessado por meio do link: http://www.cespe.unb.br/concursos/MPU_18/arquivos/ED_1_MPU_2018___ABT.PDF.

Como passar no concurso MPU 2018?

Com edital divulgado e provas previstas para abril, manter o foco é essencial para o seu sucesso. Agora, é o momento de você priorizar os seus estudos e fazer um planejamento para organizar o seu dia a dia.

Programe os seus estudos em função do tempo disponível que você tem. Por exemplo, se você tem 3 horas para estudar, organize-se dentro deste tempo. Lembre-se de que o seu cronograma deve ser compatível com a sua realidade.

O seu cronograma de estudo deve ser dividido em 3 partes: teoria, exercício e revisão. Revisão é fundamental para você manter o conteúdo na sua memória.

Faça muitas, mas muitas questões da banca Cespe/Unb. Na prova do concurso MPU, a banca vai manter o seu estilo tradicional de cobrança: uma errada anula uma certa. Logo, fazer exercício vai ajudar você a conhecer os assuntos mais cobrados, o que você deve priorizar e as possíveis pegadinhas que podem cair no dia da prova.

Não abra mão de fazer atividade física e relaxar. Descansar é fundamental para manter o equilíbrio e evitar a fadiga mental. Por isso, no seu cronograma tenha tempo para ficar com a família, os amigos e descansar um pouco. Você pode deixar uma parte do fim de semana, por exemplo.

Faça simulados para medir o seu desempenho nos conteúdos. Saiba o seu percentual (%) de acerto/erro para saber os seus pontos fortes/fracos.

Bons estudos e muito sucesso no concurso MPU 2018!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 3.5]

O tão esperado edital do concurso para o Ministério Público da União pode ainda sair publicado no mês de outubro. O secretário-geral, Alexandre Camanho, divulgou esta informação na última entrevista dada essa semana, em uma reunião com todo o SindMPU (Sindicado do MPU). Anteriormente ele já havia declarado que a seleção sairia para ingresso de analistas, técnicos de segurança e técnicos administrativos, e levando em consideração que todos os cargos formarão cadastro reserva. O órgão também divulgou, no dia 30 de agosto, sobre a portaria 84, fixando todas as atribuições e os requisitos mínimos para ingresso nos cargos de analistas e também técnicos, que estarão oferecidos no concurso.

Para o cargo de técnico basta somente possuir a conclusão do ensino médio e o salário base inicial é no valor de R$ 6.708,53. Já o cargo de analista precisa ter formação em nível superior e seu salário inicial é no valor de R$ 11.006,83.

É importante também ressaltar que os salários contarão ainda com três reajustes até o ano de 2019. O cargo de técnico passará de R$ 6.862,73 no mês de junho, depois R$ 7.080,21 no mês de novembro e por fim R$ 7.591,37 até janeiro no ano de 2019. Já o de analista vai para R$ 11.259,81 no mês de junho, R$ 11.616,61 no mês de novembro e R$ 12.455,30 até janeiro do ano de 2019.

Sua comissão para o concurso do MPU foi instituída no mês março do ano de 2017 e seu presidente é o servidor Blal Y. Dalloul e seus participantes são: Eloá T. Junqueira, Sandra Roberta S. Oliveira, Denise C. Recedive, Tatiane Diniz Silva e por fim Rayza M. de Paula.

Se você está procurando um cargo com um ótimo salário essa é sua grande oportunidade, fique atento a todos os detalhes e não perca nenhum prazo, faça sua inscrição e estude bastante, se prepare e entre para essa tão sonhada e disputada carreira.

Sobre as Atribuições dos cargos

Segundo a portaria, as atribuições do cargo técnico são essas: Auxiliar, tanto dentro como fora do seu ambiente da sede, dar suporte aos membros e também as chefias nos processos judiciais e nos administrativos e em todos procedimentos extrajudiciais; atuar também em processos judiciais e nos administrativos e em todos procedimentos extrajudiciais; estar auxiliando os membros e as suas chefias nos eventos oficiais, nas audiências e também diligências; elaborar e analisar todas as informações, as certidões, as declarações, os relatórios e por fim documentos congêneres; e também elaborar minutas de atos administrativos e os normativos; poder atuar em planos, projetos, programas e convênios; estar atuando na gestão dos contratos quando for formalmente designado; poder realizar estudos, as pesquisas e os levantamentos de dados; estar também presente em reuniões, as comissões, de grupos e de equipes de trabalho; estar participando do planejamento estratégico de toda instituição e em relação aos planos da sua atual unidade; estar observando e zelando pela segurança da instituição no âmbito da sua área que esteja atuando; atender também o público interno e o externo através do telefone, por correio eletrônico ou presencialmente se for o caso; prestar todas informações sobre localização e a tramitação de todos processos e seus documentos; também orientar à aplicação das normas ou da sua área de atuação; estar contribuindo na melhoria dos processos e das rotinas de trabalho; poder orientar e supervisionar se for o caso os estagiários e seus aprendizes; inserir quando necessário os dados e utilizar no caso os sistemas de informação da instituição; estar observando e zelando pelo cumprimento de todos os prazos; realizar as tarefas dentro do expediente; realizar qualquer atividade relativa à instrução, a tramitação e o movimentação de processos, de procedimentos e dos documentos; estar sempre mantendo a ordem e controlar todo o arquivo por seu setor; executar qualquer atividade necessária a todo o desempenho do cargo ou qualquer outra que possa eventualmente ser determinadas por uma de suas autoridades competentes, sempre respeitar, os limites impostos por qualquer órgão da classe.

Ricardo Ferreira Rodrigues

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 8 Média: 3.1]

Concurso deve ofertar vagas para Técnico e Analista. Salários podem chegar a R$ 10 mil.

O Ministério Público da União ainda confirmará quais as especialidades que serão abordadas no concurso. Os cargos deverão ser para os níveis médio e superior e a remuneração inicial pode chegar a R$10,1 mil.

Edital

O edital para o concurso público do MPU deverá sair ainda em agosto próximo, a partir do dia 05 de agosto, pois a validade do concurso feito anteriormente vai até esta data.

Cargos e salários

Os cargos que serão oferecidos serão para técnico e analista. O órgão da união já encerrou um concurso que fez, de forma interna, chamado de “remoção”, o qual foi considerado essencial para a definição, bem como distribuição das vagas que serão separadas por áreas e localidades no novo concurso.

A banca organizadora ainda não foi definida pelo Ministério Público da União, mas o processo de escolha deverá ser finalizado nos próximos dias, provavelmente na primeira quinzena de julho.

Para o cargo de técnico é necessário o ensino médio, sendo que para esta a remuneração inicial será de R$ 6.376,41.

Já para o cargo de analista é necessário o ensino superior e a remuneração inicial para o cargo será de R$ 10.461,90.

Reajustes salariais até 2019

Vale lembrar que as carreiras em questão irão contar com mais 4 reajustes de salários até o ano de 2019, sendo que para os analistas os valores considerados básicos serão de: R$ 6.708,53 (em novembro de 2017), R$ 6.862,73 (em junho de 2018), R$ 7.080,21 (em novembro de 2018) e R$ 7.591,37 (em janeiro de 2019).

Para os analistas os valores serão os seguintes: R$ 11.006,83 (em novembro de 2017), R$ 11.259,81 (em junho de 2018), R$ 11.616,61 (em novembro de 2018) e R$ 12.455,30 (em janeiro de 2019).

A comissão do concurso do Ministério Público da União foi instituída em março deste ano e conta com o seguinte elenco: presidente o servidor Blal Yassine Dalloul, contando ainda com Denise Costa Recedive, Tatiane Diniz da Silva, Eloá Todarelli Junqueira, Sandra Roberta de Souza Oliveira e Rayza Madlum de Paula.

Boa sorte!

Por Silvano Andriotti

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 22 Média: 2.3]

Seleção deverá ofertar vagas para técnico e analista. Edital deverá ser divulgado em breve.

Você almeja ingressar na carreira pública? Já pensou em começar a estudar para o concurso do Ministério Público da União (MPU)? A expectativa é que o edital seja publicado em pouco tempo. O Órgão já começou o concurso interno para a remoção de cargos de técnico e analista. Desta forma, o MPU poderá definir o número de vagas por área e a localidade.

A comissão para a formação do certame já foi formada e, em breve, deve ser escolhida a banca organizadora do concurso. A oportunidade será para os cargos de técnico (nível médio) e analista (nível superior). A partir de junho as remunerações serão de R$ 6.376,43 e R$ 10.461,90, respectivamente.

O último concurso ocorreu em 2013 e foi organizado pela banca Cespe/Unb, para nível médio/técnico e superior, tendo um total de 263 vagas. Ficou com vontade de estudar para a seleção? Clique no link http://www.cespe.unb.br/concursos/MPU_13_2/ e tenha acesso ao último edital, para começar a fazer o seu planejamento de estudo.

Como fazer um cronograma?

O planejamento é o primeiro passo para o seu sucesso. Por meio dele, você poderá acompanhar a sua evolução nos estudos, descobrir quais disciplinas está dominando e qual precisa melhorar, o que falta para fechar o edital, ou seja, poderá se organizar.

Para montar o seu cronograma faça uma tabela com duas colunas: dias da semana e horário. Coloque as suas atividades diárias como trabalho, faculdade, cursos, entre outros.

Agora, é só definir o seu tempo de estudo. Não se esqueça de incluir fins de semana e feriado, viu? Mas deixe um espaço de tempo para o lazer e curtir as pessoas que você gosta.

Distribua as disciplinas no tempo que você estipulou de estudo. Escreva o conteúdo que será visto. Por exemplo: "Português – Crase" e a forma de estudo: livro, apostila, exercício, entre outros.

Separe um tempo para as revisões e resoluções de questões, para conhecer o estilo de cobrança, os conteúdos cobrados, as pegadinhas, entre outros. Anote o percentual de acerto em cada tema.

Coloque o seu cronograma em um lugar visível e faça dele o seu melhor amigo. Depois destas dicas, é só começar a estudar para o MPU. Sucesso na jornada!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 1]

Seleção deve ofertar vagas para analista e técnico. Salários chegarão a R$ 10 mil.

Quem sonha em ser servidor público federal pode conferir uma boa notícia. O concurso do Ministério Público da União (MPU) para provimento de vagas para analista e técnico é bastante esperado. A previsão para lançamento do edital é para o segundo semestre de 2017.

A comissão organizadora do certame foi formada em março. A banca responsável ainda não foi divulgada. Há especulação de que o anúncio ocorra em maio, bem como distribuição das vagas por estado e áreas de atuação. A remuneração oferecida para o cargo de nível superior é em torno de R$ 10 mil, já para o de nível médio é cerca de R$ 6 mil. Há previsão de melhora na carreira e, assim, os valores podem chegar a R$ 12 mil e R$ 7 mil até 2019.

No último concurso, realizado em 2013, a banca organizadora foi o antigo CESPE/UnB, atualmente conhecido como Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (CEBRASPE). Naquela oportunidade foram ofertadas mais de 200 chances para os cargos de técnico e analista.

Os concorrentes à função de técnico realizaram a prova objetiva com 120 quesitos no modelo "certo e errado". As disciplinas cobradas foram: informática, português, legislação específica do MPU e conhecimentos específicos.

Para os profissionais de nível médio a distribuição foi para a área administrativa nas especialidades de comunicação, tecnologia da informação e da área de saúde, enfermagem e saúde bucal. As especialidades dos analistas foram: biblioteconomia, arquivologia, finanças e controle, engenharia de segurança do trabalho, engenharia mecânica, comunicação social, economia, odontologia, arquitetura, estatística, planejamento e orçamento, engenharia ambiental, antropologia, engenharia civil, psicologia, suporte e infraestrutura, entre outras.

As oportunidades foram ofertadas para municípios dos seguintes estados: Amazonas, Acre, São Paulo, Espírito Santo, Pará, Maranhão, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rondônia, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraná, Minas Gerais, Alagoas, Bahia, Mato Grosso, Paraíba, Rio Grande do Sul, Tocantins e o Distrito Federal.

Além das vagas anunciadas no último edital, houve também formação de cadastro reserva. A carga horária compreende 40 horas por semana. Os aprovados poderão trabalhar no ministério público do trabalho, do Distrito Federal e territórios, no militar ou ainda no federal.

Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 3]

Concurso deverá ofertar vagas para Analista e Técnico.

Quer se tornar um servidor público e trabalhar de forma segura, estabilizada e com uma excelente remuneração?

Se a sua resposta for sim continue lendo este artigo e saiba tudo sobre o novo concurso público do Ministério Público da União.

Ainda que as notícias que correm por aí seja de que os concursos públicos federais estão suspensos por um tempo, o que acontece com o concurso do MPU é o contrário.

As informações que chegam é de que os primeiros passos para a realização do certame já estão sendo dados.

O novo concurso do MPU será realizado para o provimento de vagas para os cargos de analistas e técnicos para atuarem em variadas áreas.

Na última quarta-feira, dia 08 de março, foi confirmada qual será a comissão responsável pelo certame. Sendo que os nomes de seus integrantes já foram publicados no Diário Oficial da União, fato que elimina as dúvidas em relação a sua realização.

Dos cargos disponibilizados há oportunidades para pessoas com ensino médio e para pessoas com formação superior.

Os interessados com ensino médio completo poderão concorrer ao cargo de técnico, cujo salário inicial é no valor de R$ 6.167,99 mensais. Já os interessados com nível superior poderão concorrer ao cargo de analista, cujo salário inicial é no valor de R$ 10.119,93 mensais.

Como o edital de abertura ainda não está pronto para ser publicado, não se pode falar com precisão o número de vagas a serem disponibilizadas, contudo, a previsão é de que a partir da semana que vem essas e outras informações já possam ser esclarecidas.

Na realidade a formação de uma comissão é o primeiro passo para o planejamento, organização e realização de um concurso público. A partir de agora devem ocorrer reuniões para definirem os próximos passos e assim dar andamento a todos os trâmites necessários.

De acordo com informações preliminares, a ideia inicial é de que sejam ofertadas um considerável número de vagas, visto que o último concurso realizado foi no ano de 2013 e selecionou mais de 260 profissionais, sendo que a validade para esses cargos expira até o final de 2017.

Dessa forma, com a realização desse concurso esse ano, os aprovados devem ser lotados a partir de 2018.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 3.3]

Seleção conta com 82 vagas. Inscrições podem ser feitas até o dia 28 de agosto de 2016.

O Ministério Público da União, por meio do edital de abertura nº 14, deu início oficialmente ao certame da instituição em 2016. O anúncio oficial foi realizado através do site do Diário Oficial da União, nesta segunda-feira, 29 de agosto. Trata-se do 29º concurso do MPU que tem por objetivo o preenchimento de vagas para o cargo de Procurador da República. Ao todo são oferecidas 82 vagas neste concurso. Informações sobre salários não foram divulgadas. Confira outras informações na continuação desta matéria.

Um detalhe bastante importante é que 10% das vagas serão reservadas para candidatos que se declararem deficientes no ato da inscrição. Além disso, os interessados em participar do certame devem possuir graduação em Direito e, no mínimo, três anos de experiência em atividade jurídica, sendo esses pré-requisitos fundamentais do concurso.

O período de inscrições se dará entre 30 de agosto e 28 de setembro de 2016. Os interessados devem acessar inicialmente o site oficial do MPF para que possam preencher o formulário de pré-inscrição. Após isso, o candidato deverá imprimir a guia de recolhimento, GRU, e efetuar o pagamento da taxa no valor de R$ 250,00. Daí, durante o período de inscrições os candidatos devem se dirigir a uma das Procuradorias da República nos Estados e no Distrito Federal para que possa finalizar sua inscrição.

O processo seletivo deste certame será composto por nada menos que cinco provas escritas. Uma delas será objetiva e possui uma abrangência geral. As demais quatro provas são subjetivas e em relação a cada um dos grupos de disciplinas que constam no edital. Cada disciplina ainda possui prova oral. Por fim, os candidatos classificados ainda irão passar por prova de avaliação de títulos.

Segundo o edital de abertura, a prova objetiva escrita de caráter geral deve ser aplicada em 27 de novembro de 2016. Já as provas escritas subjetivas só devem ser aplicadas em abril de 2017.

Todos os detalhes sobre este concurso podem ser encontrados no edital de abertura do certame. O mesmo se encontra disponível no site oficial do MPF, na página do 29º concurso para Procuradores da República do MPU. A leitura deste documento é de extrema importância para os interessados em participar deste processo seletivo.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 1]

Está aberto o período para realizar as inscrições no concurso público do Ministério Público da União – MPU. O processo seletivo visa à contratação de 25 novos servidores, além da formação de cadastro reserva.

As oportunidades são para os estados do Paraná, Pará, Rondônia, Amapá, Amazonas, Bahia, Piauí, Mato Grosso, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. Neste certame, as vagas que estão sendo disponibilizadas são distribuídas em cargos de nível médio e superior. O processo seletivo também está sendo realizado com o intuito de formar cadastro reserva. 

Para pessoas que tenham concluído o ensino superior há vagas para os cargos de Analista de Apoio Técnico Especializado, Perícia e Analista de Apoio Técnico-Administrativo. Para concorrer às vagas para o posto de Perito é necessário que o interessado possua formação em Engenharia Química. Já quem quiser concorrer às chances para Analista Técnico Administrativo precisará ter concluído a graduação nos cursos de Ciências Atuarais ou Ciências Contábeis. Para o cargo de Analista de Apoio Técnico Específico é preciso que o interessado possua diploma de curso superior em qualquer área. Todos os diplomas precisam ser oriundos de instituição de ensino superior que sejam reconhecidas pelo Ministério de Educação e Cultura. 

As oportunidades de nível médio são para o cargo de Técnico de Apoio Administrativo. Para concorrer a este cargo é necessário que o interessado tenha carteira de habilitação tanto D quanto E. O valor das remunerações oscila conforme o cargo pretendido sendo de R$ 5.007,82 para os Técnicos e de R4 8.178,06 para os Analistas. 

Quem quiser concorrer a uma das oportunidades que estão sendo oferecidas pelo MPU deverá efetuar a sua inscrição até o dia 11 de fevereiro através do endereço eletrônico do Cespe/UnB (www.cespe.unb.br) empresa organizadora e executora do certame. O valor da taxa de inscrição varia de acordo com o cargo sendo de R$ 110 para o cargo de Técnico com ensino médio e de R$ 140 para Analista com graduação finalizada. 

A realização das provas está marcada para o dia 22 de março. 

Por Melina Menezes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Falta muito pouco para acabar o período de inscrições nos concursos públicos abertos pelo INMETRO e Ministério Público da União. Para quem sonha com a estabilidade, vantagens e bons salários ofertados pelo serviço público federal é hora de ter total atenção. As festividades do Natal, as confraternizações e a alegria do réveillon podem acabar distraindo qualquer um. Muito embora os momentos de lazer e relaxamento sejam benéficos, é bom não perder o prazo de inscrição. Separar algumas horas de estudo durante este período também é importante.

O INMETRO tem três editais abertos. O primeiro com 2 vagas para Especialista em Metrologia e Qualidade Senior. Para se candidatar ao cargo é preciso ter título de doutorado em Engenharia Elétrica ou de Materiais.

O segundo edital dispõe de 39 oportunidades para Analista Executivo em Metrologia e Qualidade, que requer nível superior nas diversas áreas ofertadas. E 19 vagas para Assistente Executivo em Metrologia e Qualidade, onde é necessário apenas o 2º grau completo e para alguns cargos, curso técnico.

O terceiro e último edital do Inmetro oferta 9 vagas para Técnico em Metrologia e Qualidade nas áreas Elétrica, Eletrônica, Mecânica, Metrologia e de Segurança do Trabalho. Os candidatos devem ter curso técnico na área pretendida; e 11 vagas para Pesquisador Tecnologista em Metrologia e Qualidade, nas áreas de Acreditação, Engenharias Elétrica, Eletrônica, Mecânica, Química, Regulamentação Técnica e Avaliação da Conformidade, onde os candidatos precisam ter ensino superior na área escolhida.

Nos três editais as inscrições estão abertas até o dia 22/12. E as inscrições podem ser feitas no site da organizadora www.idecan.org.br/concursos.aspx com taxas que variam entre R$ 65,00 e R$ 130,00.

Já o edital do Ministério Público da União oferece 69 vagas para Procurador da República. Os candidatos devem ser bacharéis em Direito com pelo menos 3 anos de atividade jurídica. Os candidatos devem acessar o site www.pgr.mpf.mp.br . A taxa de inscrição é de R$ 210,00. O prazo de inscrição é até o dia 16/12.

Por Cristiana P. dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]




CONTINUE NAVEGANDO: