Certame deverá ter a Organizadora confirmada ainda em novembro.

Pode começar a estudar, pois está previsto o concurso do Ministério Público do Ceará (MP-CE) e a expectativa é que o edital seja divulgado ainda este ano. A banca responsável pelo concurso deve ser definida ainda em novembro, por isso, os interessados não devem perder tempo e começar os estudos.

A comissão para a realização do concurso foi definida no mês de agosto e o certame vai oferecer oportunidades para o cargo de técnico (nível médio) e analista (nível superior). A remuneração inicial é de R$ 2.935,08 para Técnico e de R$ 4.815,59 para Analista.

Último concurso MP-PE

O último concurso do MP-PE foi organizado pela banca Fundação Carlos Chagas (FCC) e ocorreu em 2013. Na oportunidade, ofereceu chances para a carreira de Técnico Ministerial em área específica e Analista para áreas de Direito e também de Ciências de Computação.

A prova de Técnico contou com nada menos que 70 questões, sendo divididas em 30 para conhecimentos gerais, sendo 20 de português e 10 de informática, e o restante de conhecimentos específicos, que teve peso 2. A parte geral teve peso 1.

Para o cargo de Analista com formação em direito, a prova contou com 70 questões, sendo 30 de conhecimentos gerais (20 de língua portuguesa e 10 de informática) e o restante da parte específica. Para a área de Analista de Computação, também foram cobradas 70 questões, sendo 30 de conhecimentos gerais (20 de português e 10 de inglês técnico) e 40 que foram sobre conhecimentos específicos.

Concurso MPE-PE: como estudar?

O edital está previsto para ser divulgado ainda este ano, logo, você deve começar a sua preparação o quanto antes, para ganhar tempo e conhecimento nas disciplinas.

O primeiro passo é montar um planejamento para organizar a sua rotina. Escreva os seus horários de trabalho, faculdade e compromissos “obrigatórios”, que você tem durante a semana. Isso vai ajudar você a manter o foco nos estudos.

O seu planejamento deve ser composto por teoria, revisão e exercício. Por meio das revisões e repetições, é que você vai manter o conteúdo na sua memória e não se esquecer de nenhum detalhe como prazos e regras, por exemplo.

Os exercícios são essenciais para você conhecer o estilo da banca, os assuntos mais cobrados e os tipos de questões que são mais recorrentes. Faça uma lista dos tópicos que mais surgirem, assim você pode organizar a sua revisão de reta final, por exemplo.

O segredo do sucesso é a constância nos estudos. Por isso, estude com dedicação, compreensão e vontade. Não se deixe ficar desanimado, pelo contrário: lembre-se de que é isso que vai mudar a sua vida e de toda a sua família.

O último edital do concurso MP-PE foi a banca FCC, por isso, faça o seu cronograma inicial de acordo com o último edital que foi divulgado pelo certame.

O edital do MP-PE saiu? É o momento de você refazer todo o seu planejamento e se dedicar ainda mais para conquistar uma das vagas do concurso. Tenha foco total e saiba o que você quer de verdade para estudar com convicção e muita determinação.

Não abra mão de fazer atividade física. A rotina de estudo pode ser muito exaustiva e o treino vai ajudar você a manter a forma, a aliviar o estresse, a evitar a ansiedade e o nervosismo, além de ajudar na memorização.

Invista em bons materiais. Compre apostilhas que sejam específicas para o concurso e que sejam elaboradas de acordo com o edital publicado. Cuidado com materiais antigos ou muito desatualizados.

Evite comentar com as pessoas que está estudando para concurso público. Durante a sua preparação, dê o seu melhor para conseguir o seu objetivo. Bons estudos e sucesso!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 11 Média: 2]

Inscrições até o dia 7 de dezembro de 2018.

Quem sonha com a estabilidade do emprego e em receber uma boa remuneração pode se informar aqui sobre uma boa oportunidade para atuação no serviço público.

O Ministério Público do estado de São Paulo (MP SP) anuncia que as inscrições para seu próximo certame estão abertas. O edital foi lançado na quinta-feira, dia 18 de outubro.

Há 9 vagas para profissionais com diploma de graduação. O salário inicial é de R$ 13 mil para os novos servidores da carreira.

Confira mais detalhes sobre o processo seletivo na matéria que segue abaixo.

As inscrições no concurso do MP de São Paulo já iniciaram e vão até o mês de dezembro

Aqueles que estão interessados em participar da seleção do ministério de São Paulo devem seguir o seguinte procedimento para se inscrever:

1) entrar no endereço eletrônico;

2) adicionar suas informações pessoais no formulário de cadastro;

3) imprimir e realizar o pagamento do boleto.

A instituição contratada pelo MP de São Paulo para ser a responsável pela organização do seu concurso público é a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – também conhecida por Fundação Vunesp.

O período de inscrição começou na segunda-feira, dia 29 de outubro e será encerrado na sexta-feira, 7 de dezembro.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 140 e poderá ser pago até o dia 10 de dezembro (segunda-feira).

Confira quem pode fazer o pedido de isenção: ser doador de sangue, pertencer à família de baixa renda ou ser estudante de curso de graduação ou pós-graduação.

Sobre as vagas anunciadas no edital do certame do Ministério Público de São Paulo

Há oferta de 9 vagas para a função de analista técnico científico. Saiba quais são as especialidades disponíveis: ciências econômicas, administração e ciências contábeis. Além dessas oportunidades, o MP de SP visa formar cadastro reserva para que, caso seja necessário, possa preencher outras vagas que surjam em 2 anos, que é o tempo de validade do concurso. Esse tempo pode ainda ser estendido por igual prazo, um vez apenas, pela própria instituição, caso seja de seu interesse.

O vencimento básico oferecido aos iniciantes na carreira de analista do MP é de R$ 8.585. Além disso, terá direito a perceber R$5.205,08 de gratificação e aos benefícios de transporte e alimentação.

A jornada de trabalho para todas as áreas é de 40 horas por semana.

Quem for portador de necessidades especiais (PNE) deverá enviar laudo médico para concorrer a vagas exclusivas. Há chances reservadas também para afrodescendentes.

Confira os requisitos exigidos no concurso do MP de São Paulo

Para ocupar o cargo de analista técnico científico, você deve ser aprovado no concurso e ter diploma de graduação correspondente à área, emitido por instituição de ensino superior registrada no Ministério da Educação (MEC).

Saiba quais são as outras exigências: possuir registro ativo no conselho regional da sua classe, estar quite com as obrigações da justiça eleitoral, possuir idade não inferior a 18 anos, não ter quaisquer pendências junto ao serviço militar – requisito exigido apenas para candidatos homens, não ter antecedentes criminais, estar em gozo pleno dos direitos civis e políticos, possuir aptidão física e mental, entre outras.

Saiba aqui quais são as etapas do concurso público do MP SP

O processo seletivo será composto por duas fases, sendo a primeira a prova objetiva e a segunda a avaliação dissertativa.

Na prova de múltipla escolha, as disciplinas cobradas serão: informática, português, matemática e conhecimentos específicos. Os concorrentes devem responder às questões e ao estudo de caso da segunda fase no período de 5 horas. Esse tempo também deve ser reservado para marcar o cartão de resposta.

A data prevista para realização das duas etapas é no domingo, 10 de fevereiro de 2019.

Saiba mais informações do edital do certame do Ministério Público de São Paulo no portal da Fundação Vunesp.

Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 2]

O Ministério Público do Estado do Paraná abre edital para concurso que oferta 10 oportunidades para o cargo de Promotor.

Os concurseiros que já estavam esperando o concurso do Ministério Público do Paraná já podem comemorar. O período de inscrições para o referido processo de seleção já se encontra aberto, seleção essa que visa ocupar 10 oportunidades que estão vagas para o cargo de promotor substituto, onde possui uma vaga reservada para candidatos negros e uma outra oportunidade aos candidatos que possuem algum tipo de deficiência. Os concorrentes que forem aprovados e ocuparem o cargo farão jus a uma remuneração mensal inicial no valor de R$ 24.818,90.

Poderão concorrer a uma das oportunidades os candidatos devem possuir formação de nível superior no curso de bacharel em direito, além de ter também o mínimo de 3 anos de experiência na área jurídica até a data de investidura do cargo, de acordo com os requisitos que estão estabelecidos no próprio edital do certame.

Além dos requisitos citados acima que são exigidos por meio do edital deste processo de seleção, o candidato precisará também se enquadrar nos atributos listados abaixo:

– Ter Nacionalidade brasileira;

– Gozar de seus direitos políticos;

– Ter concluído o curso de bacharel em Direito, em alguma instituição de ensino ou que seja reconhecida desta forma;

– Estar totalmente em dia com suas obrigações eleitorais, além de estar em dia com o serviço militar, caso o concorrente seja do sexo masculino;

– Não possuir nenhum registro de antecedentes criminais, além de ser idôneo moralmente;

– Ser aprovado nas avaliações preambulares, oral e escrita;

– Ser aprovado nas avaliações de sanidade mental e física.

Sobre as provas e as inscrições do processo de seleção

O período de inscrições já se encontra aberto e o mesmo dever ser realizado até o prazo máximo, o qual termina no dia 06 de novembro de 2018. Os interessados devem encaminhar o pedido de inscrição para o Presidente da Comissão de Concurso através da página eletrônica do próprio órgão, acessível neste link: www.mppr.mp.br. Para efetivar a participação do processo de seleção deverá ser paga uma taxa de inscrição, a qual custa R$ 220.

O referido concurso contará com as seguintes etapas (não necessariamente nesta ordem):

Prova preambular;

Exames de sanidade mental e física;

Provas escritas divididas em grupos, em um total de 5;

Sindicância;

Avaliação oral;

Avaliação de títulos.

Os concorrentes que forem aprovados irão ter o direito de determinar a seção judiciária na qual irão ser nomeados para o posto de promotor substituto, obviamente respeitando a posição de classificação.

A validade deste processo seletivo terá um prazo de dois anos, o qual pode ser prorrogável somente uma vez, pelo mesmo período, onde inicia a contagem a partir do dia em que for homologado o resultado final da seletiva.

Dicas para aos candidatos a promotor

Se você pretende concorrer a uma das oportunidades citadas acima por este referido concurso siga algumas dicas que foram apresentadas por meio do Marcelo Uzeda, o professor do CERS que leciona a disciplina de direito penal através da internet

– Estudar por meio de questões de avaliações realizadas anteriormente, sabendo que este certame tem uma banca própria recomenda-se analisar as avaliações anteriores, as quais podem ser encontradas na página do órgão. O aprendizado através das provas que já aconteceram da ao concurseiro uma noção do que pode vir nas próximas, seguindo uma linha de raciocínio.

– Conheça, de maneira geral, quais são as principais características utilizadas pela banca de examinação: o concorrente terá de realizar uma análise de perfil dos profissionais que compõem a banca examinadora, realizando leitura de artigos e livros publicados, assim também como as áreas de atuação e de interesse de cada um dos membros da mesma.

Por Filipe Silva

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 2.5]

Inscrições serão recebidas até outubro de 2018.

O mês de outubro de 2018 está chegando com boa notícia para a Região Centro-Oeste, no Planalto Central Brasileiro. Está oficialmente aberto o período de inscrições para o novo concurso que prevê o provimento de cargos no Ministério Público do Estado de Goiás, o MP-GO. Apesar de ser uma grande oportunidade, há somente duas vagas disponíveis para a função de secretário auxiliar. A lotação se dará nas Promotorias de Justiça estabelecidas nas Comarcas de Goiás e de Cristalina.

Todas as pessoas interessadas em se candidatar para esta concorrência de emprego deverão apresentar o diploma de conclusão do curso de ensino fundamental. A remuneração inicial está no valor de 3.118,89 reais, destinada a uma jornada de trabalho de 40 horas por semana.

Atrelado a este vencimento, o Ministério Público do Estado de Goiás também fornece aos seus servidores os seguintes benefícios: direito ao auxílio-alimentação; direito ao auxílio-transporte e ao auxílio-creche. São os benefícios básicos e garantidos de modo vitalício.

Sobre o procedimento de cadastro de inscrição para este processo de seleção, as informações são as seguintes:

Está disponível um formulário de inscrição, que pode ser encontrado no próprio site do órgão: http://www2.mp.go.gov.br/coliseu. O prazo oficial de inscrição se estenderá até o dia 9 do mês de outubro de 2018, com relação ao posto lotado na Comarca de Goiás, e até o dia 24 de outubro de 2018 em relação ao posto lotado na Comarca de Cristalina. O valor fixo cobrado para a taxa de participação será 62,02 reais, sendo que o seu pagamento deverá ser realizado até o primeiro dia útil que segue à data oficial de encerramento do período de inscrição; o boleto poderá ser pago em todas as redes bancárias.

Este concurso público será constituído de fases, que consistirão nas seguintes avaliações: inicia com a prova objetiva, a prova discursiva e a de redação, que estão previamente marcadas para realização no dia 11 do mês de novembro de 2018, na Comarca de Goiás e para o dia 25 de novembro de 2018 na Comarca de Cristalina; na segunda fase será realizada a devida análise de títulos.

A estrutura básica dos testes será a seguinte:

A prova objetiva consistirá em um caderno composto de 50 questões em múltipla escolha, das 15 versarão sobre a matéria de língua portuguesa; mais dez questões sobre matéria de matemática; serão cinco questões versando sobre a matéria de história do Brasil; serão cinco questões versando sobre a matéria de geografia; mais cinco questões versando sobre a matéria de informática básica e mais dez questões sobre a matéria de organização do Ministério Público.

Com relação à prova discursiva, a mesma consistiráa em um caderno contendo somente duas questões, e a resposta deverá ser escrita em um texto de cinco a 15 linhas, no qual será avaliado o conhecimento preciso de cada candidato respeito das tarefas típicas e necessárias deste cargo.

Com relação à prova de redação, esta consistirá numa elaboração de texto rigorosamente dissertativo ou descritivo-dissertativo, versando sobre um tema a ser formulado pela própria banca examinadora, o qual deverá conter uma extensão entre 15 e 30 linhas.

Entre as atribuições deste cargo estão:

Atuar no planejamento, na execução e na avaliação de planos, de projetos, de programas e demais pesquisas na administração superior no interior do Ministério Público e junto aos órgãos de execução; atuar no atendimento ao público; no recebimento, na autuação e no controle de tramitações sobre os processos administrativos e judiciais referentes à unidade ou ao órgão, sabendo cumprir os despachos e registrando os mesmos de modo preciso; atuar na organização, no preenchimento e no mantimento de livros obrigatórios na unidade ou no órgão, entre outras tarefas.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 3 Média: 2.3]

Certame ofertará vagas para Técnicos e Analistas.

O Ministério Público do Ceará, conhecido também pela sigla MP/CE, deve deixar confirmado, o mais breve possível, o nome da banca que fará a organização do seu novo concurso públicos, este que estará disponível para os cargos de técnicos e também analistas. A escolha feita pelo Ministério teve confirmação no dia 20 de agosto, com a divulgação oficial da portaria que constitui a comissão do certame. Sabe-se também que o número de vagas ainda deve ser confirmado, porém, os cargos que serão contratados com oportunidades já estão selecionados para que não ajam problemas. Estas oportunidades serão para os cargos de técnico ministerial, que necessita basicamente do ensino médio para ser feita a inscrição, e analista ministerial, este para aqueles que já têm formação superior. Para o caso de técnico, o salário inicial é de R$ 2.935,08, e ao mesmo tempo para analistas, a remuneração inicial é de R$ 4.815,59.

A comissão ainda tem um prazo limitado, esse que é de de 90 dias da sua formação, sendo, até o mês de novembro para a concluir os trabalhos, o que nele deve ser incluso a contratação da banca organizadora. Então, a esperança é de que o edital seja divulgado de maneira completa ainda neste semestre.

A comissão tem como presidente o conhecido promotor de justiça que também é secretário-geral Haley de Carvalho Filho e ainda tem mais uma ajuda de uma pessoa, desta vez com a figura feminina, sendo, com a também, renomada promotora de justiça e assessora do procurador-geral Daniele Carneiro Fontenele, e mais algumas outras pessoas que ajudarão nesta conduta, que são os nomes, Ana Lúcia Sudário Dias Branco, Francisco Gladson Batista Maia e Cicila Daiane Barbosa de Oliveira Duarte.

Atribuições que os cargos terão

Levando em consideração primeiramente o cargo técnico, suas atividades equivalem a prestar dar suporte administrativo ao órgão, nisso se incluem, serviços de cartório ou secretaria, porém, tudo feito em torno do Ministério Público, além de fazer a distribuição e auxílio na tramitação de processos que são feitos dentro do Ministério, digitação das audiências feitas e redação de ofícios e demais documentos que são requisitados.

Agora do ponto de vista do analista, este prestará auxílio diretamente aos membros do próprio Ministério Público, podendo ser o Promotor ou Procurador de Justiça do local, e isso pode ser via elaboração de minutas de pareceres, e algumas outras coisas que se incluem na parte processual. Mais ainda que isso, tem ainda o cumprimento de tarefas no setor administrativo, como a leitura de ofícios, controle das pautas das audiências e também sessões.

Último concurso

Pesando neste cargo, pode-se se dizer que a última seleção foi feita há pouco tempo, em 2013, que apesar de parecer muito, ainda é pouco para um cargo muitas vezes muito disputado, que deu oportunidades para as vagas de técnico ministerial na área especializada e analistas, diferentemente dos de agora nas áreas de direito e ciências da computação. A banca organizadora, naquela vez, foi a Fundação Carlos Chagas.

Na prova dos técnicos o número total de questões atingiu 70, sendo delas, 30 de conhecimentos gerais, 20 de conhecimento de língua portuguesa e mais 10 de informática e também pôde contar com 40 de conhecimentos específicos na área em que atuaria.

Para analistas que precisavam de ensino superior na parte de direito, foram 30 questões de conhecimentos gerais e nelas estavam inclusas a matérias de língua portuguesa (20 questões) e 10 de informática e ainda tinham as 40 de conhecimentos específicos da área de direito.

Como ainda não se sabe todas as informações sobre o concurso, espera-se que a divulgação de inscrições e edital sejam ainda feitas em 2018, então mantenha-se atualizado de quando serão divulgados estes detalhes para não ficar de fora.

Gustavo Martins

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 12 Média: 3.3]

Prazo para inscrição se encerra no dia 26 de outubro de 2018.

Estamos quase no mês de outubro de 2018 e boas notícias estão sendo divulgadas. Entre elas está a publicação oficial do novo edital de abertura do período de inscrições do processo seletivo promovido pelo Ministério Público do Estado de Pernambuco, o MP-PE, na Capital Recife, destinado ao provimento da carreira de técnico e de analista ministerial. Este certame público tem por meta o preenchimento de até 23 vagas, das quais duas estão previamente reservadas às pessoas com deficiência e mais quatro aos candidatos afrodescendentes, além da formação do cadastro reserva de pessoas.

Com relação aos candidatos com ensino médio completo, o cargo disponível será na função de técnico ministerial, em área administrativa, com 13 vagas e mais o CR, o vencimento inicial está em 3.171,52 reais.

Com relação aos concorrentes com graduação superior, os cargos disponíveis são: para o cargo de analista ministerial nem áreas jurídicas com 7 vagas e o CR; cargo de auditoria, com uma vaga e o CR; cargo de biblioteconomia, com uma vaga e mais o CR; no setor de documentação, com uma vaga, mais o CR; no setor de serviço social, para o CR; no setor de arquitetura, para o CR; no setor de medicina, para o CR; no setor de engenharia civil, para o CR; no setor de comunicação social, especialidade em jornalismo, para o CR; no setor de informática, para o CR e no setor de pedagogia, para o CR. A remuneração inicial está em 4.809,54 reais.

A banca organizadora está nas mãos da Fundação Carlos Chagas, que será a empresa responsável pela condução e execução deste certame. O cadastro de inscrições deverá ser realizado somente via internet, por meio do seguinte endereço eletrônico: www.concursosfcc.com.br. O período de inscrição inicia a partir das 10 horas do dia 1º de outubro e se estenderá até às 14 horas do dia 26 de outubro de 2018. O valor das taxas está estipulado em 75 reais para candidatos com ensino médio e 110 reais para candidatos com nível superior completo.

Sobre o itinerário dos exames as informações são as seguintes:

Todos os concorrentes serão avaliados por meio das duas provas: objetiva e discursiva, de redação. A duração oficial máxima dos testes será de quatro horas, e as mesmas provas serão ministradas na cidade de Recife, capital do Estado de Pernambuco, no dia 2 do mês de dezembro de 2018, durante o período matutino com relação ao cargo de técnico ministerial e no período vespertino com relação ao cargo de analista ministerial.

Sobre as provas, as informações são as seguintes:

A prova objetiva consistirá em um caderno com 50 questões de tipo múltipla escolha, das quais 20 versando sobre os conhecimentos básicos, com peso 1 e mais 30 versando sobre os conhecimentos específicos, com peso 3. Na prova discursiva, ou prova de redação, o concorrente terá o dever de desenvolver um texto de tipo dissertativo-argumentativo a partir de uma única proposição, a respeito de um assunto de interesse geral e atual, sendo que a resposta deverá abarcar entre 20 e 30 linhas de discurso coerente e no padrão da norma culta.

Observação importante: serão analisadas e avaliadas somente as provas discursivas dos concorrentes devidamente capacitados para a coerência do discurso, e também os candidatos mais bem classificados na prova objetiva, dentro dos limites rigorosamente estabelecidos. Todos aqueles que estão concorrendo ao posto de Analista Ministerial, em todas as suas áreas, deverão, ainda, ser submetidos à análise dos títulos.

Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 7 Média: 3.6]

As vagas para o Concurso do MP PE 2018 são para Analista e Técnico Ministerial para diferentes áreas, que vão desde jurídica até jornalismo.

Uma boa notícia para quem está em Pernambuco! O Ministério Público de PE, em breve vai abrir as inscrições para o seu concurso público 2018, que tem como finalidade selecionar profissionais com nível de escolaridade média e superior. As vagas são para analista e técnico ministerial para diferentes áreas, que vão desde jurídica até jornalismo.

O certame vai selecionar novos profissionais para início imediato e formação de cadastro reserva. Os interessados em participar do processo seletivo, que será realizado em cinco etapas, podem se inscrever desde já até o mês de outubro.

Quer saber mais? Confira, abaixo, mais informações sobre o Concurso MP PE!

Quais são as vagas oferecidas?

Conforme mencionado anteriormente, as oportunidades contemplam cargos para os níveis de Ensino Médio e superior. Para as funções de analista ministerial, que exigem graduação, as vagas são as seguintes:

  • Auditoria (1 vaga);
  • Jurídica (7 vagas);
  • Biblioteconomia (1 vaga);
  • Documentação (1 vaga);
  • Serviço Social (cadastro reserva);
  • Arquitetura (cadastro reserva);
  • Medicina (cadastro reserva);
  • Engenharia Civil (cadastro reserva);
  • Jornalismo (cadastro reserva);
  • Informática (cadastro reserva);
  • Pedagogia (cadastro reserva).

Para a área técnica, há 13 vagas são para o setor de administração. Conforme divulgado pelo edital do concurso, a remuneração para as funções de analista ministerial é de R$ 4.809,54, enquanto que para técnico ministerial é de R$ 3.171,52.

Além disso, os funcionários públicos também terão acesso a outros benefícios, como vale refeição e vale transporte. A jornada de trabalho a ser cumprida é de 8 horas por dia.

Quais são as etapas do concurso Concurso MP PE 2018?

Para os cargos de analista e técnico ministerial, so candidatos deverão fazer uma prova objetiva de conhecimento básico, prova objetiva de conhecimentos específicos, e prova discursiva, que consiste em uma redação, e a comprovação de títulos.

Quando as provas serão aplicadas?

As provas serão aplicadas na cidade de Recife, em Pernambuco, no dia 2 de dezembro de 2018. Segundo o órgão, a avaliação terá um tempo de duração de 4 horas. No período da manhã, a prova é destinada aos candidatos da área técnica. Na parte da tarde, a prova acontece para os concorrentes do setor de analista.

Todos os exames serão aplicados no mesmo dia. Lembrando que, todos terão que produzir uma redação, levando em consideração um tema atual, que será proposto pela banca organizadora.

A avaliação de títulos acontecerá depois das provas. A instituição só vai aceitar diplomas que foram emitidos até o dia 26 de outubro de 2018. O valor máximo concedido será de 2,0 pontos.

Como se inscrever para o concurso do Ministério Público-PE

Para participar desse processo seletivo, você deve ficar atento às datas de inscrição. Os interessados em se candidatar precisam acessar o site da banca organizadora do certame, que é a Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br), e se inscreverem do dia 1º de outubro a 26 do mesmo mês.

Para isso, entre na página da instituição, selecione o concurso do seu interesse e faça a sua candidatura, fornecendo os seus dados pessoais e profissionais. Após esse processo, você tem que imprimir e arcar com a taxa de inscrição, que é R$ 75,00 para o nível médio e de R$ 110,00 para nível superior. O boleto bancários deve ser pago até a data de vencimento, do contrário a sua participação no concurso será cancelada.

Sobre o órgão

Classificado como instituição permanente, o Ministério Público é essencial para as responsabilidades jurisdicionais do Estado. Algumas delas são: defesa da ordem jurídica, interesses individuais e sociais indisponíveis e do regime democrático.

O órgão tem como princípios institucionais, a indivisibilidade, unidade, e a independência funcional, e é amparado pelo Constituição Federal de 1988, que lhe confere autonomia administrativa e funcional.

Por Simone Leal

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 8 Média: 2.9]

Concurso do Ministério Público do Estado de São Paulo de 2018 terá o Edital liberado em breve e passará a contar com mais vagas para o cargo de Auxiliar de Promotoria I.

Neste segundo semestre de 2018, junto aos novos processos seletivos em andamento e aos que estão próximo da oficialização, houve atualização sobre alguns detalhes de um importante certame. Trata-se do novo edital do processo seletivo para vagas no Ministério Público do Estado de São Paulo, o Concurso Público do MP-SP de 2018. Recentemente, o mesmo certame foi atualizado no sentido de que a distribuição de cargos no setor de Auxiliar de Promotoria I, que recebeu autorização inicial de 28 vagas, passará a contar com 52 vagas no total.

Esta medida foi tomada e publicada no próprio Diário Oficial daquele Estado, em sua edição do dia 28 do mês de julho de 2018. Observação importante: além deste número de postos de trabalho disponíveis, será formado o cadastro reserva de pessoas, destinado a futuras contratações conforme a necessidade do órgão.

Deste modo, o edital atualizado contém as seguintes informações sobre as vagas:

São nove postos de trabalho para o setor de Analista Técnico Científico, também incluídos, totalizando um número preciso de 61 cadeiras a serem preenchidas no órgão. Portanto, a expectativa é a de que este edital inaugural venha a público neste mesmo mês de agosto. Conforme os dados angariados do setor de seleções deste órgão, a intenção do mesmo está em chegar a finalizar todos os trâmites o mais breve possível. Estabelecida a comissão deste certame, assim como a banca organizadora, que estará sob a responsabilidade da Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista, a instituição Júlio de Mesquita Filho, ou Fundação Vunesp, o que resta para finalizar o processo está apenas nos ajustes definitivos dos editais.

Todas as pessoas interessadas em participar deste processo de seleção, destinado ao cargo de Auxiliar, têm o dever de comprovar a posse de diploma de conclusão do nível fundamental de escolaridade. O vencimento inicial do cargo em questão está no valor de R$ 3.765,13, o qual inclui uma remuneração básica e mais um auxílio-alimentação. Sobre o cargo de Analista o mesmo exige que o concorrente possua nível superior de formação acadêmica em áreas como a de administração, de contabilidade e de economia. A remuneração inicial, neste caso, está no valor de R$ 12.875,55. Nos dois cargos em oferta a jornada integral de trabalho é de 40 horas por semana.

Sobre a avaliação objetiva registrada no anterior processo seletivo para cargos no MP-SP, as informações são as seguintes:

A banca organizadora foi a mesma Fundação Vunesp, realizado no ano de 2014, destinado ao cargo de auxiliar de promotoria e no ano de 2015, para o cargo de analista técnico científico.

Todos os concorrentes ao posto de auxiliar passaram por uma avaliação que incluiu uma prova objetiva composta de 60 questões, as quais foram distribuídas entre os seguintes conteúdos: versando sobre Língua Portuguesa, 25 perguntas; sobre conteúdos de Matemática, com 15 perguntas e sobre Conhecimentos Gerais, seis perguntas em História; seis em Geografia; seis em Atualidades; e mais duas em Legislação.

Com relação aos concorrentes aos postos de Analista Técnico-Científico, as provas consistiram em uma avaliação por meio de um caderno com 60 questões, que foram distribuídas entre os seguintes conteúdos programáticos: versando sobre a Língua Portuguesa, com 10 perguntas; sobre conteúdos de Matemática, com 10 perguntas; sobre as Atualidades, com 10 questões e sobre as Noções de Informática e Raciocínio Lógico, com cinco perguntas, todas conforme a área. Em seguida, houve uma avaliação dissertativa, ou redação, junto do desenvolvimento de um estudo de caso.

Os postos na área de Auxiliar de Promotoria I serão destinados a vagas em áreas administrativas, como também na de encanador; de eletricista; de marceneiro; de pedreiro; de pintor e de serralheiro.

No caso do setor administrativo, as lotações se darão nas seguintes regiões: na capital paulista; na Grande São Paulo; em Santos e no Vale do Ribeira. As demais serão lotadas em Campinas; em Taubaté; em Sorocaba; em Piracicaba; em Araçatuba; em Bauru; em Presidente Prudente; em Franca; em Ribeirão Preto e em São José do Rio Preto.

Por Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 11 Média: 2.6]

Seleção deverá ofertar 37 vagas.

O início do segundo semestre de 2018 conta com mais dois super concursos prestes a serem oficializados. Trata-se do certame destinado ao provimento de cargo de analista jurídico, cujo edital necessita ser publicado nas próximas semanas, e o certame para cargos no Ministério Público do Estado de São Paulo, o MP-SP. Os ditos editais já estão em adiantada fase de configuração, portanto, próximos da liberação oficial.

Deste modo, a meta principal está em abrir em torno de 37 postos, dos quais são 28 destinados aos concorrentes que possuírem a formação no ensino fundamental e os demais nove destinados aos candidatos com nível superior de formação acadêmica. Os vencimentos iniciais podem chegar até ao valor de 12.875,55 reais.

As pessoas com ensino fundamental completo terão chance de concorrer ao cargo no setor de auxiliar de promotoria, o qual conta com uma oferta de 28 postos de trabalho e cuja remuneração inicial está no valor de 3.575,13 reais, que inclui, ainda, o salário no valor de 2.604,65 reais; o auxílio-alimentação no valor de 710 reais e o auxílio-condução no valor de 11,84 reais, todos os dias, o que equivale a 260,48 mensais.

Com relação às nove vagas destinadas aos concorrentes com nível superior de formação, se destinam a cargos no setor de analista técnico científico. Todos os interessados, neste caso, terão que apresentar diploma de formação em nível superior no curso de Administração; de Contabilidade ou de Economia, cujo salário inicial está no valor de 12.875,55 reais.

O critério de distribuição dos postos de trabalho, neste processo seletivo promovido pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, será o seguinte:

Entre os 28 postos de trabalho no setor de auxiliar, 20 deles serão destinados para a chamada primeira região administrativa, a qual abrange a capital paulista, ou a Grande São Paulo; o município de Santos e a região do Vale do Ribeira. Portanto, neste caso, todas as vagas se destinam às áreas de eletricista; área de encanador; de marceneiro; de pedreiro; de pintor e no setor de serralheiro.

Os demais oito postos se destinam ao cargo de eletricista e um cargo no setor de encanador, destinado cada um dos outros às quatro áreas regionais. Esta segunda região abrange a cidade de Campinas e a cidade de Taubaté. A terceira região abrange o município de Sorocaba e o de Piracicaba. Na quarta região, a cidade de Araçatuba; cidade de Bauru e de Presidente Prudente. Na quinta e última região, a cidade de Franca; cidade de Ribeirão Preto e de São José do Rio Preto.

O programa para as provas será o seguinte:

Será necessário que os interessados comecem a se preparar nos estudos, já que a base do conteúdo programático dos processos seletivos anteriores está disponível na internet. Com relação ao cargo no setor de auxiliar de promotoria, o último processo de seleção foi realizado no ano de 2014, destinado apenas para o departamento administrativo. Para o cargo de analista técnico científico, o último certame foi realizado no ano de 2015. Os dois concursos acima referidos tiveram como banca organizadora a instituição Vunesp.

Para o cargo de auxiliar de promotoria, o processo de seleção foi realizado por meio de uma única prova objetiva, que consistiu em um caderno com 60 questões, das quais 25 versaram sobre língua portuguesa; 15 versaram sobre conteúdos de matemática e mais 20 questões em cima dos conhecimentos gerais, os quais incluíram seis perguntas sobre história; seis perguntas sobre geografia; seis perguntas sobre as atualidades e as duas últimas sobre temas de legislação.

Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 5]

Concurso conta com remuneração de R$ 24.818,90. Inscrições vão até 25 de julho.

O Ministério Público da Paraíba divulgou no Diário Oficial Eletrônico o edital do novo concurso público para o cargo de Promotor Substituto. Regido pela FCC (Fundação Carlos Chagas), a atual seleção será composta de 10 vagas, todas para nível superior de escolaridade.

De acordo com o Portal de Transparência do Ministério Público da Paraíba, o salário atual de Promotor de Justiça Substituto é de R$ 24.818,90. O auxílio moradia é de R$ 4.377,73 e auxílio alimentação de R$ 900,00.

Vagas e Inscrição

Das 10 vagas disponíveis para Promotor, uma será de uso exclusivo dos candidatos portadores de necessidades especiais, desde que as limitações não interfiram nas funções do cargo. Outras duas serão concedidas aos candidatos negros que concorrerem nessa categoria.

Os portadores de deficiência deverão enviar via online, juntamente com o formulário de inscrição, laudo médico especificando o tipo e grau de deficiência. Também deve ser solicitado o atendimento especial necessário para a realização das provas, como fonte ampliada, prova em braile, intérprete de língua de sinais, mesas e banheiros adaptados, entre outros.

Os interessados deverão se inscrever entre o dia 26 de junho e o dia 25 de julho de 2018, até às 14h, unicamente via internet. Para se inscrever basta acessar o site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br) nos dias especificados no edital, preencher os formulários de inscrição e gerar o boleto para pagamento da taxa de inscrição. O valor de R$ 285,00 deve ser pago até o dia 25 de julho de 2018 para que haja a confirmação da inscrição.

É importante ao candidato ler atentamente o edital, a fim de verificar se atende a todos os requisitos exigidos para a posse de cargo antes de se inscrever e pagar o boleto.

Poderão solicitar isenção do pagamento da taxa os candidatos doadores de sangue ou de medula óssea, doadoras de leite materno e cidadãos de baixa renda devidamente cadastrados no CadÚnico. Os interessados terão até o dia 2 de julho de 2018 para solicitar a isenção.

Requisitos

Caso seja aprovado, o selecionado deve atender a uma série de requisitos para tomar posse do cargo.

Além de possuir diploma reconhecido pelo MEC, comprovando nível superior de Bacharel em Direito, o interessado deve ter registro na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e três anos de experiência na área jurídica, também será necessário se encaixar nos seguintes requisitos:

Ser brasileiro; não possuir antecedentes criminais; estar regularizado com as obrigações eleitorais e militares; possuir bom porte social; ter capacidade física e mental para exercer as atividades da função; comprovar toda a documentação exigida no edital.

Seleção

Os futuros promotores serão avaliados e selecionados por meio de provas objetiva (eliminatória e classificatória), discursiva em duas etapas (eliminatória e classificatória), oral (eliminatória e classificatória) e de tribuna (somente classificatória), além de avaliação de títulos (classificatória). Também será necessário participar e concluir o Curso de Formação.

Todas as provas acontecerão na cidade de João Pessoa.

Demais informações como cronograma, datas, disciplinas das provas e números de questões estão disponíveis no edital oficial do concurso.

Concurso MP PB 2011

A última edição do concurso do Ministério Público da Paraíba aconteceu em 2011, ofertando 20 vagas para o cargo de Promotor. Nesse ano 5% das vagas foram reservadas para candidatos com deficiência e a remuneração inicial foi de R$ 15 mil.

Os candidatos passaram por prova preambular objetiva com 5h de duração, prova escrita em duas etapas, aplicadas em dias diferentes, com duração de 4h cada. Também houve prova oral e prática de tribuna.

Apesar da grande necessidade de novos Promotores no Ministério Público, um novo concurso ainda não havia sido realizado por baixas no orçamento.

Fabio Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Oportunidades serão para o cargo de Analista de Promotoria II.

Um ótima notícia foi divulgada no Diário Oficial de São Paulo esta semana, foi publicada a portaria que autoriza a realização de Concurso Público para preenchimento de vagas para o cargo de Analista de Promotoria II (Agente de Promotoria).

Com a atual crise econômica brasileira, onde o crescimento do desemprego é exorbitante, essa é uma boa oportunidade de tentar sair ou nunca mais entrar nesta estatística e torna-se um funcionário público de carreira.

Na edição de 16 de maio de 2018, o Procurador-Geral de Justiça constituiu uma Comissão Especial de Seleção Pública e autorizou a abertura do Concurso Público com caráter efetivo. Serão 3 (três) vagas para o cargos de Analista de Promotoria II (Agente de Promotoria), destinados aos Órgãos e Unidades Administrativas das Macrorregiões do Ministério Público do Estado de São Paulo.

Para se candidatar ao cargo será exigido que o concorrente tenha formação superior completa e a boa notícia é que esta pode ser em qualquer área. O que amplia o leque de concorrentes.

O último concurso para este cargo (Analista de Promotoria II) foi realizado em 2013 e ofereceu 29 (vinte e nove) vagas distribuídas nas cidades de São Paulo, Araçatuba, Bauru, Campinas, Franca, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos/Vale do Ribeira, São José do Rio Preto, Sorocaba e Taubaté, uma destas destinada a pessoas com deficiência – PCD.

Ainda não se sabe qual instituição será selecionada para realização do concurso. Então enquanto aguarda-se o novo edital, conheça algumas informações do cargo no edital passado, realizado pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

Neste, apontava que os classificados e convocados assumiriam a carga horária de 40horas semanais exercendo as seguintes atribuições:

  • efetuar diligências para localização de pessoas;

  • efetuar diligências e pesquisas para a obtenção de dados de interesse do Ministério Público do Estado de São Paulo;

  • empreender medidas que propiciem conhecimentos sobre fatos e situações de interesse do Ministério Público do Estado de São Paulo;

  • proteger informações sigilosas produzidas, recebidas ou armazenadas;

  • oferecer proteção a membros do Ministério Público, sem prejuízo, quando o caso, da atuação da Assessoria Militar do Procurador-Geral de Justiça;

  • analisar informações provenientes das várias áreas de atuação do Ministério Público;

  • desempenhar outras atividades correlatas, conforme a necessidade dos serviços, determinadas pelas autoridades superiores.

A última prova foi realizada em duas fases. A primeira através de prova ojetiva, com 90 (noventa) questões em formato multipla escolha. Esta estava dividida nas seguintes áreas de conhecimento:

  • Conecimentos Gerais: Língua Portuguesa; Matemática; Raciocínio Lógico; Atualidades; Informática;

  • Conhecimentos Específicos: Direito Constitucional e Ministério Público; Direito Administrativo; Direito Penal; Direito Processual Penal; Teoria Geral das Ciências Contábeis.

A segunda fase teve questões discursivas sobre: Atualidades; Língua Portuguesa; Direito Constitucional e Ministério Público, além de redação com tema fornecido apenas na prova.

Só foram habilitados para segunda fase os candidatos que obtiveram resultado igual ou superior a 60% de acertos na primeira fase.

Uma informação importantes aos formados em direito, no último edital afirmava-se que: o candidato ao assumir o cargo teria vedado o exercício da advocacia e de consultoria técnica, ressalvada a possibilidade de acumulação de cargo, nos termos da Constituição Federal.

Mais informações do concurso passado estão disponíveis no link http://www2.ibfc.org.br/arquivos/Edital_2_MPSP.pdf .

Para aqueles que estão desanimados, devido ao pequeno número de vagas, há uma luz no fim do túnel. Pois já existe um projeto de lei da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), que objetiva a criação no quadro de pessoal do Ministério Público de 250 cargos de Oficial de Promotoria, 40 cargos de Analista de Promotoria II (Agente de Promotoria) e 30 cargos de Analistade Promotoria I – Área da Saúde e Assistência Social. A aprovação do projeto é urgente para suprir uma necessidade operacional da promotoria.

Ou seja, caso o projeto seja aprovado é possível que mais candidatos classificados sejam convocados para assumir o cargo.

Texto de Alvina Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 1.5]

Certame tem 15 vagas abertas em diversos cargos e recebe inscrições até o dia 23 de maio de 2018.

Os salários iniciais variam de R$ 2.500 a R$ 4 mil, uma ótima oportunidade de começar sua carreira no serviço público sem dúvidas nenhuma. São apenas 15 vagas disponíveis no presente momento.

A data de abertura foi em 26 de março e a inscrição vai até o dia 23 de maio, portanto corra que o prazo já está se esgotando.

A prova será realizada no dia 08 de julho de 2018, não há muito tempo para preparo, por isso, quanto antes correr atrás do material será melhor.

O concurso possui vagas de ensino médio e superior variando conforme o cargo.

A banca organizadora é a FGV velha conhecida de outros concursos e a inscrição varia de R$ 80 a R$ 100 conforme o cargo pretendido.

Além dessas 15 vagas que serão preenchidas de imediato, a expectativa é que seja formado um cadastro reserva que eventualmente será acionado, portanto, estude, pois se ficar bem classificado a sua chance de entrar ainda é grande mesmo depois do décimo quinto lugar.

Lembrando também que o pagamento do boleto deverá ser efetuado até no máximo o dia 25 de maio que é o último dia das inscrições, por isso para evitar problemas e dores de cabeça pague o quanto antes puder e garanta sua vaga no concurso.

O salário inicial para os cargos de ensino superior são de R$ 4.492 e as vagas são: Administrador de Rede – 1 vaga; Comunicação Social – 1 vaga; Área Jurídica – 4 vagas; Desenvolvimento de Sistemas – 1 vaga; Administração e Gestão Pública – 1 vaga; Assistente Social – 1 vaga; Administrador em Banco de Dados – 1 vaga; Auditor – 1 vaga; Contador – 1 vaga, Engenheiro Civil – 1 vaga; Psicólogo – 1 vaga e Biblioteconomista – 1 vaga.

Para os cargos de Ensino Médio os ganhos chegam a R$ 2.576,29 e as vagas disponíveis são: Geral – 2 vagas e Tecnologia na Informação – 1 vaga.

Os cargos têm uma jornada totalizando 40 horas semanais sem exceção de nenhum cargo.

As provas são objetivas e serão realizadas no dia 8 de julho. Para os cargos superiores as provas serão realizadas na parte da manhã, sendo das 8h às 12h, e para os cargos de nível médio, serão das 14h às 18h. As provas serão todas realizadas na cidade de Maceió (AL).

Seu conteúdo cobrado é desde Língua Portuguesa e a Legislação Específica para cada cargo.

A validade do concurso será de dois anos, podendo ser prorrogada por mais dois anos se for necessário.

Com certeza essa é uma ótima opção para você que está procurando ingressa no serviço público, para quem já mora no estado de Alagoas é uma chance e tanto de ingressar em um ótimo cargo, tanto quem tem ensino superior ou não. Agora aqueles dos demais estados que procuram uma oportunidade de emprego melhor, e não estão encontrando em suas cidades, Maceió é uma ótima cidade para viver, com uma qualidade de vida fora do comum e oferecendo um excelente custo de vida e segurança para você e toda sua família.

Por isso não perca tempo, acesse o site da Fundação Getúlio Vargas e procure pelo concurso do Ministério Público de Alagoas, leia todo o edital e conclua sua inscrição o mais rápido possível, estude e se prepare, pois, essa pode ser sua grande oportunidade de mudar sua realidade financeira.

É importante lembrar também que no dia da prova não serão tolerados atrasos, por isso estude o melhor meio de chegar até o local da prova, que ainda será divulgado pela instituição que está realizando o concurso, para que de modo algum você perca a prova por imprevistos. Prepare-se de todas as formas para chegar como um forte candidato a efetivação no cargo pretendido.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 5]

FGV deverá ser a organizadora. Edital deverá ser publicado em breve.

O primeiro semestre de 2018 vai fechar com uma grande quantidade de concursos públicos em aberto. Quase todas as unidades federativas do Brasil abriram oportunidades empregatícias estáveis durante a primeira metade do ano. Neste caso, trata-se do novo processo seletivo promovido pelo departamento do Ministério Público do Estado da Paraíba, o MP-PB. A publicação do novo edital está agendada para o próximo mês, maio, oficializando este concurso público destinado a prover carreiras no setor de promotor. A primeira etapa de elaboração aconteceu recentemente, desde a determinação e a confirmação da contratação da banca responsável pela organização deste próximo certame.

A instituição honrada foi a tão requisitada Fundação Carlos Chagas. O processo seguinte, de estruturação do concurso, se dará por meio da assinatura do contrato definitivo com o citado órgão, já nas semanas vindouras do próximo mês. A partir deste ponto será definida a devida data de publicação do edital específico que estabelece o período de inscrições. Há uma demanda urgente para cargos nesse nível, portanto, todos os interessados podem esperar agilidade na oficialização do concurso.

O processo de seleção foi estruturado no sentido de promover a abertura de dez postos de trabalho; o pré-requisito básico, neste caso, está em comprovar formação em curso superior na área de direito, com registro na OAB e comprovar o mínimo de três anos no exercício da profissão no seio institucional da atividade jurídica.

O valor inicial do vencimento para esta carreira está em torno de 24.818,90 mil reais, incluindo nesse cômputo os benefícios a que os servidores têm direito. Os candidatos aprovados também serão agraciados com o devido auxílio-moradia no valor de 4.377,73 mil reais, além do auxílio-alimentação no valor de 900 reais.

De acordo com que foi auferido do histórico do concurso anterior, no qual o cargo em oferta foi o mesmo, realizado no ano de 2011, o número total de cargos no setor abrangeu 20 postos de trabalho para carreiras. Aquele processo de seleção, na ocasião, havia sido organizado por iniciativa do próprio órgão e consistiu em um caderno de questões que se configurou no receptáculo das perguntas contidas nas provas objetivas; houve também uma avaliação discursiva; foi realizada a devida prova oral; em seguida foi a vez da prática de tribuna e da análise definitiva, sendo que todas essas etapas foram realizadas por meio do curso de formação que é parte integrante deste certame.

No caso das matérias cobradas e do número de questões, o exame consistiu no seguinte:

A seção objetiva do exame foi estruturada em 100 questões de múltipla escolha, as quais versaram em cima dos temas de: direito constitucional; matéria de direito penal; matéria de direito processual penal; matéria sobre o direito civil; matéria sobre o direito processual civil; matéria sobre os direitos difusos; matéria versando sobre os coletivos e os individuais homogêneos na área jurídica; matéria sobre o direito tributário; matéria sobre o direito administrativo; matéria sobre o direito eleitoral; matéria sobre a área de medicina legal; matéria sobre o direito empresarial; matéria sobre a chamada lei orgânica dentro do Ministério Público; matéria sobre a lei de organização judiciária estadual e questões em cima da matéria de língua portuguesa.

Ao que tudo indica, conforme o histórico registrado no concurso anterior, o número de matérias mais cobrado é específico, portanto, voltado exclusivamente para profissionais atuantes na OAB e formados nas melhores universidades. Esta se configura uma oportunidade ímpar na conquista de uma carreira bem paga. Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 1]

Concurso irá ofertar 30 vagas para Analista.

No último dia 11 de abril, foi anunciado oficialmente Gianpaolo Poggio Smanio como o procurador-geral do Estado, ocupando o cargo por outros dois anos, até 2020. Na mesma ocasião, também foi divulgado que o Ministério Público do Estado de São Paulo, o MP/SP, já poderá retomar os seus preparativos para elaborar o edital de seu novo concurso público, referente à carreira de analista jurídico.

Autorizado desde o dia 12 de fevereiro, serão oferecidas, no total, 30 vagas. E se você ficou interessado e quer saber mais informações sobre o certame, nós te damos todos os detalhes que você precisa saber para não ficar de fora. Vamos a elas.

Pré-Requisito para o Concurso do MP/SP

Antes de qualquer coisa, é preciso fazer saber que o concurso do MP/SP já exige, de antemão, que um pré-requisito seja atendido. Sendo assim, é fundamental que os candidatos tenham formação em nível superior no curso de Direito.

Além disso, é importante fazer saber sobre a disponibilidade para a realização da jornada de trabalho. Essa é de 40 horas por semana, não podendo o colaborador atuar em outro órgão ou empresa.

O salário inicial para o cargo de analista jurídico é de R$ 7.697,23.

Mais informações sobre o certame

Conforme as informações do próprio setor de recursos humanos do Ministério Público, tudo indica que a publicação oficial do edital será realizada juntamente com outros dois concursos que já estão autorizados para o órgão desde 2017. Trata-se do processo seletivo que se destina aos analistas técnicos científicos e os auxiliares de promotoria.

Segundo a autorização feita para o analista jurídico, as vagas serão destinadas tanto para a capital como para o litoral, interior e a Grande São Paulo. Já na data de 12 de abril foi anunciada, por meio de uma publicação no Diário Oficial, a relação de todos os membros que irão formar a comissão de responsabilidade pelo concurso.

Feito isso, a expectativa é de que a publicação do edital ocorra de forma rápida logo que contratada a banca organizadora. Ao que tudo indica, essa será a Fundação Vunesp, responsável pelos demais certames da instituição. Dessa forma, há uma melhor organização para que todos os três editais sejam publicados em uma mesma data.

De acordo com o documento de autorização do procurador-geral, há a possibilidade de criação de vagas iniciais, podendo elas serem preenchidas ainda durante o prazo referente à validade do processo de seleção.

Atribuições do cargo

Cabe ao analista jurídico elaborar todas as minutas de peças processuais, manifestações e outros pareceres que são próprios de sua função. Ainda, ele deve analisar, estudar, examinar, pesquisar e criar relatórios de natureza jurídica, auxiliando também na realização das famosas audiências, sessões e reuniões.

Outras atribuições são: acompanhamento do andamento de processos judiciais, de inquéritos civis e policiais e de procedimentos administrativos; e realizar as diligências, mantendo-as registradas para o controle de todas as atividades desenvolvidas e apresentando os relatórios pertinentes.

Último concurso do MP/SP

O último concurso do MP/SP para o cargo que, por lei, é denominado de analista de promotoria-assistente jurídico foi organizado pela Fundação Vunesp. Esse ocorreu em 2015, quando foram ofertadas 107 oportunidades, destinadas essas para São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Campinas, Registro, Taubaté, Sorocaba, Santos, Presidente Prudente, Piracicaba, Franca, Bauru e Araçatuba.

Composta por duas fases, a seleção englobou prova objetiva e prova escrita e discursiva. A primeira contou com 100 questões de múltipla escolha, sendo 87 sobre conhecimentos específicos e 13 de conhecimentos gerais.

Já a segunda contou com a realização de uma redação sobre direito processual penal ou penal, uma sobre direito processual civil ou de tutela de direitos difusos e coletivos e, por fim, mais cinco questões para discursar.

Kellen Kunz

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 3]

Certame oferta 40 vagas de emprego para o cargo de Promotor.

Nova oportunidade de concurso público está sendo ofertado aos profissionais de Direito em geral. Trata-se do novo certame promovido pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais, anunciado no dia 2 de março, com 40 vagas destinadas ao cargo de Promotor, cuja remuneração inicial está no valor de 26 mil reais.

O período determinado para a realização de inscrições se dará a partir do dia 2 de março e se estenderá até o dia 2 de abril de 2018. O procedimento de preenchimento do cadastro deve ser realizado por meio da internet, acessando diretamente o site da Fundep. A taxa foi estipulada no valor de 261,25 reais, a qual poderá ser quitada até o dia 3 de abril de 2018.

A publicação oficial do edital deste processo seletivo ocorreu no dia 1 ° de março, por meio de edição do Diário Oficial, no Estado de Minas Gerais, consistindo em um documento que contempla 40 vagas exclusivamente reservadas para o posto de promotor de justiça. É tradicional que o próprio órgão do Ministério Público do Estado de Minas Gerais providencie a organização dos certames por ele abertos, determinando, também, as bancas examinadoras.

Serão duas fases, essencialmente, de processo de seleção, estendidas em mais três, de caráter classificatório e eliminatório, que consistirão no seguinte: inicia com uma Prova Preambular, primeira fase deste certame, a qual está agendada para o dia 6 de maio de 2018, dentro do período matutino. A fase seguinte, segunda parte do processo de seleção, consistirá de Provas Escritas e Especializadas, agendadas para os dias 30 de junho e o dia 1º de julho de 2018. É importante observar que das 40 vagas em aberto, cerca de 10% estão destinadas aos candidatos com deficiência e mais 20% delas comporá a cota para candidatos afrodescendentes. Portanto, permanecem 28 vagas efetivas e lançadas em ampla concorrência.

Para sumarizar de modo claro e objetivo cada fase deste certame público, seguem abaixo os itens que o compõem, em conformidade com o Regulamento editado na 56ª edição de processo seletivo para provimento de carreiras no Ministério Público do Estado de Minas Gerais, tornado público no mês de janeiro de 2018, consistindo no novo concurso do MP de MG, que está organizado em cinco etapas distintas:

Iniciando com uma Prova Preambular, de caráter classificatório e eliminatório; seguida de Provas Especializadas, também de caráter classificatório e eliminatório; passando para a fase de exame psicotécnico e dos exames de rigidez física e mental em caráter subsidiário; em seguida os candidatos serão encaminhados para a fase das Provas Orais, de caráter eliminatório e classificatório e, finalizando com o devido processo de avaliação de títulos, somente de caráter classificatório.

Esta é uma oportunidade ímpar, já que a carreira e o salário ofertado são extremamente importante e atraente, respectivamente.

Para sumarizar as informações básicas que todos os interessados deverão guardar, segue o esquema abaixo:

Este certame está previsto para iniciar no dia 6 de maio de 2018; nele estão sendo ofertadas 40 vagas; o Estado onde serão loteados os cargos será o de Minas Gerais; o valor inicial do salário para esta carreira está em 26.125,17 mil reais; a banca organizadora determinada está na responsabilidade da FUNDEP; regido pelo Regulamento Concurso MP MG Promotor 2018 e oficializado na edição do Diário Oficial como edital para o concurso de provimento de cargo no Ministério Público do Estado de Minas Gerais, para carreira de Promotor, em 2018; o grau de instrução e formação acadêmica exigida é a seguinte: Ensino Superior em Direito e mais 3 anos de atuação em setores jurídicos.

Vale a pena conferir.

Por Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 7 Média: 4.3]

Seleção oferta 30 vagas. Salários passam de R$ 7 mil.

No Estado de São Paulo já está sancionado o novo concurso público para cargo de analista, no setor do Ministério Público. Inicialmente a oferta oficial é de 30 vagas, porém, há a possibilidade de que esse número aumente durante o período de validade do processo seletivo, o qual se estenderá por todas as regiões daquele Estado. A comissão organizadora já foi determinada.

O anúncio do processo de seleção configura uma grande expectativa para diversos estudantes e profissionais interessados em fazer parte do quadro de servidores do Ministério Público no Estado de São Paulo, MP/SP. Recentemente, a partir do dia 12 de fevereiro, por meio de sanção do procurador-geral de Justiça do Estado, foi autorizada a realização de novo certame público destinado a prover carreiras no setor de analista jurídico. O total de vagas ofertadas é em número de 30, sendo que os interessados em concorrer estão obrigados a possuir diploma de nível superior em ciência do direito. O valor do salário chega a 7.697,23 reais, constituindo uma jornada de trabalho de 40 horas por semana.

Conforme as informações contidas no documento da autorização, o número de oportunidades disponíveis, no momento, está reservado para as seguintes regiões do Estado de São Paulo: a própria capital, na Grande São Paulo; no litoral e no interior. No mesmo dia 12 de fevereiro, por meio de publicação em diário oficial, foi anunciada a constituição da comissão responsável pelo processo de andamento deste concurso público. O próximo passo será publicação oficial do edital, após a contratação da banca organizadora.

Foi especificado, também, que o processo de realização deste certame teve origem a partir de oportunidades geradas desde o ano passado, por meio da lei 16.501/2017, na qual o governo do Estado fez sancionar a criação de mais 546 vagas destinadas à assistência jurídica do Ministério Público. De acordo com o que aponta a própria determinação governamental, deste total de postos de trabalho novos e prontos para serem ocupados, 273 deles estavam destinados ao preenchimento para 2017 e os demais 273 para preenchimento neste ano de 2018. Portanto, existe a expectativa de aproveitamento de mais vagas, além das 30 já autorizadas oficialmente.

Com relação às atribuições da função deste cargo, é importante relacionar os seguintes itens: trabalhar na elaboração de minutas a das peças processuais; trabalhar nos devidos pareceres e em outras manifestações características desta função de execução; atuar em análises, em estudos, em exames, em pesquisas, em determinados relatórios e nos demais trabalhos de natureza especificamente jurídica; trabalhar no auxílio e na realização das audiências públicas; participar de reuniões e de sessões; trabalhar no acompanhamento e no andamento dos processos judiciais; trabalhar nos inquéritos policiais ou nos civis, assim como nos procedimentos administrativos; trabalhar na realização das devidas diligências e manter o registro e o controle das demais atividades desenvolvidas, sendo responsável pela apresentação dos necessários relatórios.

De acordo com informações angariadas sobre o concurso passado, o mesmo foi realizado em duas etapas, nas quais foram ministradas provas objetivas na primeira fase, sendo que a prova escrita e discursiva (redação) foi aplicada na segunda fase.

A fase de prova objetiva consistiu em um caderno de 100 questões de múltipla escolha, das quais foram 13 versando sobre conhecimentos gerais e mais 87 questões versando sobre os devidos conhecimentos específicos. Assim, a estrutura do exame constituiu de: dez questões sobre língua portuguesa e mais três questões sobre atualidades. As questões sobre os conhecimentos específicos consistiram em 15 sobre direito penal; 15 questões sobre direito processual penal; 12 questões sobre tutela de interesses difusos; sete questões versando sobre direito civil, sete questões sobre direito processual civil; seis questões sobre direito administrativo; seis questões sobre direito constitucional; cinco questões sobre direito da infância e da juventude; quatro questões sobre direito comercial e empresarial; seis questões sobre direitos humanos e mais quatro versando em matéria de direito eleitoral.

Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 13 Média: 3.1]

Seleção oferta 35 vagas para Promotor Substituto.

Estamos em uma época do ano em que muitas pessoas aguarda pela abertura de novos processos seletivos e concursos públicos e assim poderem concorrer a uma vaga de trabalho que ofereça mais estabilidade e segurança financeira, que desde o ano passado em decorrência de uma forte crise se tornaram raras no mercado de trabalho, uma vez que muitas empresas tiveram que diminuir seus potencias de proteção e outras tiveram mesmo que encerrar suas atividades, fazendo com que o número de desempregados no país subisse de forma considerável.

Diante deste quadro, os brasileiros passaram a ver os concursos públicos como boas alternativas para conseguirem se reinserir no mercado ou até mesmo conquistarem seu primeiro trabalho.

E para quem reside no estado do Rio de Janeiro e aguardava por uma oportunidade de prestar concurso público, as notícias que acabam de chegar são bastante animadoras.

É que a Procuradoria-Geral de Justiça do estado divulgou na última terça-feira, dia 30 do mês de janeiro, o edital de abertura de seu mais novo concurso, o XXXV Concurso do MP/RJ.

De acordo com o documento, serão disponibilizadas para a concorrência o total de 35 vagas, sendo todas elas para o posto de Promotor substituto.

Desse total de vagas disponibilizadas, 20% são para candidatos negros e outros 5% são para pessoas portadoras de deficiência.

Podem se inscrever para realizar o concurso pessoas que possuam bacharelado na área de Direito e que possuam experiência de três anos no mínimo com atividades jurídicas.

Um profissional atuante na carreira de Promotor Substituto da PGJ-RJ recebe uma remuneração inicial no valor de R$ 27.500,16.Essa informação consta no regulamento do concurso, que teve sua divulgação no mês de dezembro.

Quem desejar se inscrever no certame deve saber que a inscrição será realizada por meio de duas etapas, sendo uma provisória e a outra definitiva.

Dessa forma, a primeira etapa será realizada entre os dias 05 do mês de fevereiro e 06 do mês de abril. Para se inscrever o candidato precisa acessar o site o endereço eletrônico www.mprj.mp.br. Nesta inscrição provisória o candidato precisará pagar uma taxa de participação no valor de R$ 300.

O processo de seleção dos candidatos se dará por meio de realização de cinco provas todas escritas e de caráter eliminatório, sendo uma preliminar e as restantes especializadas, além da realização de uma avaliação oral.

Na fase de caráter classificatório o candidato realizará uma prova de língua portuguesa, seguida de análise de títulos, além de realização de exames para aptidão física e também mental. As datas ainda não forma definidas, mas aqueles que se inscreverem no certame serão a tempo devidamente informados.

A empresa contratada para organizar e executar o concurso foi a já conhecida Fundação Getúlio Vargas, a FGV. Dentre os conteúdos pragmáticos a serem cobrados nas provas escritas estão disciplinas de direito processual penal, direito penal, direito eleitoral, direito civil, direito empresarial, direito processual civil, direito administrativo, direito constitucional, direito da infância e da juventude, direito tributário, tutela coletiva e também princípios institucionais do Ministério Público.

Os candidatos aprovados nas fases eliminatórias serão informados sobre suas situações e sobre o período em que devem realizar suas inscrições definitivas, além de apresentarem documentos que comprovem a experiência exigida na atividade jurídica.

Desse modo, os aprovados em todas as etapas de seleção serão apossados em seus cargos a partir do mês de janeiro do ano de 2019.

De acordo com informações do regulamento, o concurso possui validade definida para um período de 2 anos, contudo, se houver necessidade e assim for determinado pelo órgão, este tempo pode ser prorrogado por mais dois anos.

Inscreva-se no Concurso público da Procuradoria Geral de Justiça do Rio de Janeiro e boa sorte.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 3.5]

Inscrições serão recebidas até o dia 21 de setembro de 2017.

Uma excelente oportunidade foi anunciada há alguns dias para você que deseja participar de um concurso público e conseguir uma carreira em um órgão público, pois o Ministério Público da Bahia está com um edital aberto para a contratação de mais de 60 pessoas para diferentes cargos. O concurso promete ser muito competitivo, já que uma colocação para uma pessoa concursada é muito bem remunerada. Para saber as informações sobre esse processo seletivo, leia o texto abaixo.

As vagas para o Ministério Público da Bahia são para os seguintes cargos:

– 50 vagas para Assistente Técnico Administrativo, sendo 03 vagas para portadores de necessidades especiais e 15 oportunidades para candidatos negros. Nível de escolaridade: Ensino médio completo e remuneração inicial de: R$ 3.284,83 reais.

– 02 vagas para Analista Técnico Especialidade: Social, Habilitação Específica: Pedagogia. Nível de escolaridade: Licenciatura plena em Pedagogia e remuneração inicial de: R$ 5.917,44 reais.

– 02 vagas para Analista Técnico Especialidade: Social, Habilitação Especifica: Psicologia. Nível de escolaridade: Bacharelado em Psicologia e registro no Conselho de Classe competente e remuneração inicial de: R$ 5.917,44 reais.

– 02 vagas para Analista Técnico Especialidade: Social, Habilitação Específica: Serviço Social. Nível de escolaridade: Bacharelado em Serviço Social e registro no Conselho de Classe competente, se houver e remuneração inicial de: R$ 5.917,44 reais.

– 01 vaga para Analista Técnico Especialidade: Tecnologia, Habilitação Específica: Análise de Sistemas, Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou Sistemas de Informação. Nível de escolaridade: Bacharelado em Análise de Sistemas, Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou Sistemas de Informações, registro no Conselho de Classe competente, se houver e remuneração inicial de: R$ 5.917,44 reais.

– 01 vaga para Analista Técnico Especialidade: Estatista, Habilitação Específica: Estatística. Nível de escolaridade: Analista Técnico Especialidade: Estatista, Habilitação Específica: Estatística e remuneração inicial de: R$ 5.917,44 reais.

– 01 vaga para Analista Técnico Especialidade: Linguística, Habilitação Específica: Letras Vernáculas. Nível de escolaridade: Bacharelado ou licenciatura plena em Letras Vernáculas e registro no Conselho de Classe competente, se houver e remuneração inicial de: R$ 5.917,44 reais.

– 01 vaga para Analista Técnico Especialidade: Meio Ambiente Habilitação Específica: Engenharia Sanitária. Nível de escolaridade: Bacharelado em Engenharia Sanitária e registro no Conselho de Classe competente, se houver e remuneração inicial de: R$ 5.917,44 reais.

– 01 vaga para Analista Técnico Especialidade: Meio Ambiente Habilitação Específica: Engenharia Florestal. Nível de escolaridade: Bacharelado em Engenharia Florestal e registro no Conselho de Classe competente, se houver e remuneração inicial de: R$ 5.917,44 reais.

Para os dois cargos, o processo seletivo vai ser composto por uma prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório e uma redação que também vai ser de caráter eliminatório e classificatório. Já o cargo de Analista Técnico, de nível superior, os candidatos também vão passar por uma análise de títulos, que será a terceira fase e vai ser classificatória. A prova objetiva e a redação para o cargo de Assistente Técnico-Administrativo vai acontecer no dia 22 de outubro de 2017, das 14:30 horas às 19:00 horas, já para a função de Analista Técnico, a avalição oocorre na mesma data, ou seja, 22 de outubro de 2017, só que no horário de 08:00 horas às 12:30horas.

As inscrições só podem ocorrer online através do seguinte endereço eletrônico: http://fgvprojetos.fgv.br/concursos/mpba2017. E elas devem ser efetuadas entre os dias 04 de setembro de 2017 às 16h do dia 21 de setembro de 2017. O valor da taxa de inscrição é de R$80,00 reais para Assistente Técnico-Administrativo e de R$ 120,00 reais para Analista Técnico. O gabarito vai ser divulgado, alguns dias após a aplicação da prova, no mesmo endereço eletrônico divulgado acima e a data com o resultado e os nomes dos aprovados não foram divulgadas.

Para outras informações e também para ter acesso ao edital, acesse: http://fgvprojetos.fgv.br/. Se você atende aos requisitos e tem a formação necessária, realize a sua inscrição, se prepare e boa sorte!

Isabela Castro.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 10 Média: 3.1]

Certame deverá ofertar vagas para Auxiliar e Analista.

Mais uma etapa para a realização do próximo concurso público que será realizado pelo MP – SP, o Ministério Público de São Paulo, para as carreiras de analista técnico científico e auxiliar de promotoria, que foi autorizado no dia 18 de maio, por meio do Gianpaolo Poggio Smanio, o procurador-geral da justiça. A seleção foi confirmada através de uma publicação no diário oficial, da quarta-feira, dia 5 de julho, a empresa que irá organizar o processo de seleção é a Fundação Vunesp, que ainda está definindo, juntamente com órgão, qual será a data para que seja publicado o edital de abertura. Segundo informações conseguidas junto aos membros que participam da comissão da seletiva, o edital será liberado já na segunda quinzena de julho.

Serão 37 vagas para todo o estado de São Paulo, onde nove delas são para analista técnico científico e 28 destinadas ao cargo de auxiliar. No caso do segundo posto, é preciso ter apenas ensino fundamental para concorrer, com salário iniciando em R$ 3.575,13, sendo um salário no valor de R$ 2.604,65, beneficio de auxílio-condução sendo R$ 11,84 por dia e auxílio-alimentação no valor de R$ 710, equivalendo R$ 260,48.

Já para o cargo de analista técnico científico, é necessário ter formação em nível superior para concorrer. Para esse posto, as áreas de formação serão para contador, economista e administrador, sendo que a remuneração começa no valor de R$ 12.875,55.

Para ambas as oportunidades, a jornada trabalhista é de 40 horas por semana.

No dia 28 de junho foi instituída a comissão do concurso, que tem como presidente Marcio Francisco Escudeiro Leite, promotor de justiça. A comissão ainda conta com outro promotor, Denis Fábio Marsola, além de Rosangela Andrade Gomes de Paula (oficial de promotoria), Vivian Seabra (assessora técnica de promotoria) e Maria Elizabete de Araújo (assessora técnica).

Uma equipe multiprofissional também foi constituída, tendo a promotora Sandra Lucia Garcia Massud como presidente e ainda composta pelos seguintes: Rodrigo Itocazo Rocha (médico da área da assistência social e saúde e analista de promotoria), Dagmar Menichetti (analista de promotoria – psicóloga), Ana Paula Sanches (assistente técnica de promotoria – fonoaudióloga), Neuza Gonçalves de Souza (diretora da divisão de assuntos complementares) e Fabio Fernando Ruiz Hajnal (diretor técnico de divisão).

FILIPE R SILVA

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 10 Média: 2.7]

Inscrições podem ser feitas até o dia 2 de agosto de 2017.

Será realizado pelo MP/GO (Ministério Público do Estado de Goiás) um concurso para preencher uma vaga e formar cadastro reserva para o cargo de secretário auxiliar das Promotorias de Justiça da Comarca de Itumbiara.

Poderão participar do processo seletivo os profissionais que tenham completado o ensino fundamental. A remuneração inicial oferecida para o cargo é de R$ 2.926,34, além dos seguintes benefícios: auxílio transporte, auxílio alimentação e auxílio creche. A carga horária de trabalho é de 40 horas semanais.

Os interessados deverão fazer sua inscrição no concurso até o dia 2 de agosto de 2017, acessando o site http://www.mpgo.mp.br. Será necessário pagar uma taxa de inscrição no valor de R$ 62,02.

O concurso será realizado em duas fases. A primeira ocorrerá em 27 de agosto, com prova que cobrará 50 questões objetivas, duas questões discursivas e uma redação. O conteúdo dessas questões envolve matemática, organização do Ministério Público, língua portuguesa, geografia, história do Brasil e informática.

A segunda etapa contará com a análise de títulos, considerando: cursos de nível superior e tempo de serviço em cargo público. O resultado com a lista de convocados para apresentação de documentação está previsto para o dia 17 de outubro.

Este concurso tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois, estando essa decisão a critério do órgão, de acordo com o que está estabelecido em edital.

Entre as atribuições do um secretário auxiliar estão:recebimento, autuação e controle da tramitação de processos administrativos e judiciais referentes à unidade ou órgão, fazendo despachos e realizado seus registros de forma devida; auxílio no planejamento, avaliação e também na execução de pesquisas, programas e projetos da administração superior do MP e do órgão de execução; ajudar no atendimento ao público; fazer a redação ou digitação de documentos diversos; fazer a organização, preenchimento e manutenção de livros obrigatórios da unidade ou mesmo do órgão; trabalhar no controle da emissão e dos recebimentos de expedientes; fazer a organização do arquivo da unidade ou do órgão; ser substituto temporário do oficial de promotoria; entre outras.

Confira o edital completo no site do Ministério Público e faça sua inscrição. Não perca a oportunidade de conseguir um novo emprego!

Iris Gonçalves

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

São ofertadas 67 vagas para o cargo de Promotor de Justiça Substituto.

Quem estuda para obter aprovação em concursos públicos pode conferir informações aqui. No estado de São Paulo, o Ministério Público (MP-SP) publicou edital para o seu certame. Os interessados devem realizar suas inscrições no site www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/home/home_interna até o dia 11 de julho (terça-feira).

Veja mais detalhes a seguir.

São oferecidas 67 vagas para o cargo de Promotor de Justiça Substituto. A taxa de inscrição custa R$ 280 e deve ser pago até a data de encerramento do prazo de inscrição. Há oportunidades exclusivas para pessoas com necessidades especiais (PNE) e também para pretos, pardos e índios.

Para concorrer a essa chance é necessário ser bacharel em Direito e ter três anos de experiência, no mínimo, na atividade jurídica. Além disso, há outros requisitos: estar em dia com as obrigações militares e eleitorais, estar em pleno gozo dos direitos políticos, não possuir antecedentes criminais, possuir boa conduta moral e saúde física e mental. A remuneração para quem iniciar na carreira é de R$ 24.818,71.

Saiba quais são as etapas do concurso: provas objetivas, avaliação discursiva, prova oral, exame psicotécnico, entrevista pessoal e sindicância sobre vida pregressa e investigação social. Na primeira fase, os concorrentes deverão responder em 5 horas, a 100 quesitos sobre as seguintes disciplinas: direito penal, processo penal, constitucional, administrativo, eleitoral, civil, direitos humanos, comercial e empresarial, direito da infância e juventude e tutela de interesses difusos, coletivos e individuais homogêneos.

A segunda etapa terá duração de 4 horas. Além de uma dissertação, os candidatos devem responder a uma peça prática e a 5 quesitos sobre direito penal, direito processual penal e tutela de interesses difusos.

Todas as fases serão aplicadas na capital do estado. As datas de aplicação das avaliações serão divulgadas no site www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/home/home_interna.

Para contar os três anos de prática jurídica são considerados os períodos com pós-graduação, Mestrado e Doutorado.

A prova oral é de caráter eliminatório e classificatório. A entrevista pessoal, por sua vez, tem caráter reservado e sigiloso.

O concurso terá validade de 2 anos e poderá ser prorrogado por uma vez por igual período, a partir da homologação e a critério do órgão.

Aproveite essa oportunidade. Acesse o site www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/home/home_interna, veja mais informações e faça a sua inscrição.

Por Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 5]

Certame oferecerá vagas para Auxiliar e Analista Técnico Científico.

Que tal começar a estudar para o Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP)? O edital deve ser publicado em pouco tempo e o certame vai oferecer 37 vagas, sendo 28 para auxiliar e 9 para o cargo de analista técnico científico. Já pensou em aproveitar a oportunidade?

Para concorrer ao cargo de auxiliar é necessário ter ensino fundamental e a remuneração pode chegar a mais de R$ 3 mil. Para o cargo de analista técnico científico, o interessado deve ter nível superior em administração, economia ou contabilidade. A remuneração inicial pode chegar a mais de R$ 10 mil.

A comissão para a realização do concurso já foi formada e o próximo passo é a escolha a banca organizadora. A expectativa é que o edital seja lançado ainda este ano, por isso, não perca tempo e comece a sua preparação. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

O último concurso realizado pelo MP-SP ocorreu em 2015 e foi organizado pela Fundação VUNESP. Devido à concorrência, os candidatos devem intensificar os estudos, a fim de conquistar uma boa classificação.

Como estudar para o MP-SP?

O estudante deve estudar de forma estratégica, aliando a teoria e a prática por meio de resolução de exercício. Ele pode fazer um planejamento de acordo com o último edital e organizar um cronograma de estudo para guia-lo.

O planejamento deve ser detalhado com a forma de estudo: aulas online ou presenciais, livros, apostilas, entre outros. Ele pode ser feito no computador ou no papel.

Para adquirir o conhecimento nas disciplinas e formar uma base, é imprescindível investir em bons livros ou apostilas. Desta forma, não economize no seu estudo e foque na sua aprovação.

Faça muitos exercícios para conhecer a banca organizadora, quando for definida. É essencial para ficar por dentro das pegadinhas, conhecer os tópicos mais cobrados e memorizar todo o conteúdo. Cuidado com as provas de língua portuguesa, porque reprovam a maioria dos candidatos.

Além disso, se na prova constar redação, não se esqueça de treinar, para desenvolver uma boa base argumentativa.

Priorize os seus estudos e procure fazer outros concursos que tenham conteúdos parecidos, para conseguir a aprovação. Sucesso e boa sorte!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame oferece oportunidade para Secretário Auxiliar. Inscrições podem ser feitas até o dia 27 de junho.

Os concursos públicos têm se mostrado como uma excelente opção para quem deseja um trabalho que ofereça estabilidade e segurança, principalmente em tempos como este em que o Brasil atravessa uma forte crise financeira, que tem levado milhares de brasileiros a situações de desemprego.

Se você estava na expectativa do surgimento de uma oportunidade no Ministério Público de Goiás, a sua chance pode ter chegado. É que o MP-GO acaba de abrir inscrições para um Concurso Público que disponibilizará uma vaga na função de Secretário Auxiliar da Promotoria de Justiça da Comarca do município de Cachoeira Dourada.

Podem se inscrever na concorrência pessoas que possuam ensino de nível fundamental completo, certificado por instituição de ensino que seja regulada pelo Ministério da Educação o MEC.

Segundo informações do edital de abertura, a remuneração inicial para o cargo é de R$ 2.926,34, para o cumprimento de uma jornada de trabalho semanal de 40 horas.

Além do salário mensal, o aprovado ainda terá direito a outros benefícios como Auxílio-Creche, Auxílio-Alimentação e Auxílio-Transporte.

Se você deseja participar, para se inscrever acesse o site www.mpgo.mp.br e preencha a ficha de cadastro que está disponível na página. As inscrições se encerram no dia de 27 deste mês de junho.

Os inscritos devem pagar uma taxa cujo valor é de R$ 62,02, para que suas inscrições sejam efetivadas.

O concurso público será realizado por meio de etapas, sendo a primeira a realização de provas objetiva e discursiva, além da realização de uma redação, que estão previstas para serem realizadas no dia 22 do mês de julho, com a duração de 5 horas.

Além das provas a serem realizadas, os candidatos classificados terão que passar por avaliação de títulos. Veja abaixo os documentos que serão aceitos nesta etapa:

– Diploma de curso de graduação;

– Certificado de especialização;

– Cerificado de mestrado ou doutorado;

– Comprovante de tempo de serviço público em algum cargo efetivo do Ministério Público;

– Comprovante de tempo de serviço público em cargo efetivo.

Se você possui interesse em prestar esse concurso, saiba mais informações na página do Ministério Público de Goiás e comece a se preparar para as provas.

Não perca essa excelente oportunidade de conquistar um cargo efetivo no MP-GO.

Inscreva-se e boa sorte!

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Ministério Público de São Paulo prevê concurso com 67 oportunidades.

O MP-SP, Ministério Público do Estado de São Paulo, está discutindo de forma interna a execução de um processo público de seleção destinado à ocupação da vaga de Promotor de Justiça Substituto. O objetivo do órgão será disponibilizar 67 oportunidades para esta carreira.

O cargo de promotor é destinado para todos profissionais que possuem formação em bacharelado em Direito e que também contem com pelo menos três anos exercendo atividades no segmento jurídico. O salário inicial para os candidatos que forem aprovados e exerce a atividade correspondente será de R$ 24.818,71 mensais.

Segundo informações presentes na página eletrônica do próprio órgão, as vagas para este processo seletivo estão abertas e devem ser preenchidas. A instituição atualmente possui um quadro com um total de 228 promotores substitutos, onde 155 deles já se encontram ocupados, isto é, 73 estão vagos e serão preenchidos somente através deste processo público de seleção.

Agora, a abertura deste certame do Ministério Público se encontra em discussão através da Comissão de Assuntos Institucionais, porém, acredita-se que o mesmo não demore muito para ser realizado.

Como se preparar para a vaga de promotor substituto

Os candidatos que tem interesse no certame precisam iniciar seus estudos o mais rápido possível, visto que as avaliações para este cargo costumam contar com um conteúdo programático muito grande.

No último concurso público realizado, diversos temas foram abordados como da seguinte forma: tutela de interesses difusos, individuais e coletivos homogêneos (14 questões), direito processual penal (12 questões), direito penal (15 questões), direito processual civil (10 questões), direito civil (10 questões), direito da infância e da juventude (6 questões), direito constitucional (12 questões), direito comercial e empresarial (4 questões), direito administrativo (10 questões), direito eleitoral (3 questões) e direitos humanos (4 questões).

Depois da realização da avaliação objetiva, os candidatos do concurso do órgão irão passar por avaliações escritas (peça prática, questões dissertativas e dissertação), além de entrevista pessoal, exame oral, inscrição definitiva, sindicância sobre a vida pessoal pregressa e também da investigação social e exame psicotécnico.

Lembrando que o Promotor de Justiça é um defensor dos interesses comuns da sociedade.

FILIPE R SILVA

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 3]

Seleção oferta 12 vagas. Inscrições poderão ser feitas até o dia 25 de abril de 2017.

O Ministério Público do Estado do Paraná lançou edital com 12 vagas para o cargo de promotor de justiça substituto. O salário chega ao valor de R$ 24.818,90. As inscrições poderão ser feitas até 25 de abril. Para concorrer ao cargo é obrigatório ensino superior completo em Direito e ainda experiência mínima de três anos em atividade jurídica, conforme o edital. A taxa de inscrição custa R$ 220,00.

Para concorrer basta se inscrever pela internet, no endereço eletrônico do próprio MP/PR, em http://www.mppr.mp.br/. O edital ainda reserva vagas a candidatos negros e pessoas com deficiência.

Etapas do processo/datas

O processo seletivo para concurso do MP/PR será composto de seis fases:

– Prova objetiva: Aplicação 28 de maio;

– Provas discursivas: Aplicação de 26 a 30 de junho;

– Exames de avaliação física e mental: Avaliação entre 25 de agosto e 13 de setembro;

– Sindicância da vida pregressa e atual: Avaliação de 14 de setembro a 11 de outubro;

– Prova oral: Aplicação de 24 a 31 de outubro;

– Análise de títulos: Entrega dos documentos entre 25 de agosto e 13 de setembro.

Local de atuação

Os candidatos aprovados poderão escolher o local que irão substituir um promotor, mas para isso deverá respeitar a ordem de classificação, de acordo com o edital.

Conteúdo das provas

Objetiva/Discursiva: Direito Penal, Direito Eleitoral, Legislação do Ministério Público, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Tributário, Filosofia do Direito, Sociologia Jurídica, Direito Previdenciário, Direito Civil, Direito Empresarial, Processual Civil, Direito do Consumidor, Direito Sanitário e Saúde do Trabalhador, Direito da Infância e da Juventude e/ou Direito à Educação, Proteção ao Patrimônio Público, Direito Ambiental e Habitação e Urbanismo, Ação Civil Pública, Direitos da Pessoa com Deficiência, Direitos do Idoso e Direitos Humanos.

Último concurso

O último edital para o cargo de promotor substituto do MP/PR foi realizado no ano passado e contou com 6 mil inscritos, originários de vários locais do Brasil.

Mais informações acesse o edital completo em http://www.mppr.mp.br ou envie um e-mail para concursos@mppr.mp.br. Se preferir entre em contato por telefone com a Comissão do Concurso no (041) 3250-4224 / 4225, fale com Leila Maria Schroh ou Silvana Carvalho Teodoro.

Daniella Dutra

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Concurso depende da regulamentação da carreira de Oficial de Promotoria.

Para quem está na expectativa do edital de abertura do novo concurso do Ministério Público do estado do Amazonas, as notícias que chegam não são muito animadoras. O motivo dessa espera continuar se deve ao fato de que ainda não foi aprovado na Assembleia Legislativa.

Na realidade esse concurso vem sendo esperado desde o ano de 2015, quando foi anunciado, porém, para que ele realmente aconteça será necessário que uma lei que regulamente a carreira de oficial de promotoria, cargo a ser disponibilizado no certame, seja aprovada.

A previsão do Ministério Público é de que sejam disponibilizadas para a concorrência o total de 75 vagas, número que pode ser alterado até a realização do certame. Todas as oportunidades são para atuação nas unidades que pertencem ao interior do estado do Amazonas.

Os interessados em entrar na concorrência pelo cargo de oficial de promotoria precisam possuir formação de nível médio completa. Segundo informações, o salário inicial do cargo é no valor de R$ 4.000 mensais.

Como o concurso ainda não está autorizado, ainda não foram informados outros detalhes.

O Ministério Público do Estado do Amazonas realizou seu último concurso público no ano de 2013, quando foram disponibilizadas 50 vagas. Na ocasião a empresa organizadora contratada para a sua realização foi a Fundação Carlos Chagas. Das 50 vagas anunciadas, 33 foram para a função de agente técnico em várias especialidades, cargo este que exigia de seus candidatos formação de nível superior. As outras 17 vagas eram para o cargo de agente de apoio e exigia ensino médio completo.

Ainda não se pode afirmar quando esse concurso será autorizado e assim os trâmites legais para sua realização comecem efetivamente. Contudo, já se passaram dois anos desde o seu anúncio e atualmente existe a real necessidade de novos profissionais no MP de Amazonas, o que pode levar que ele seja visto como uma necessidade ou prioridade.

Aos interessados a recomendação inicial é de que estejam atentos a qualquer novidade e que aproveitem esse tempo que antecede a sua autorização para se prepararem para as provas.

Contudo, não se pode afirmar que esse concurso ocorra ainda no ano de 2017.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 8 Média: 4]

Concurso oferta 32 vagas de emprego para cargos de Analista e Técnico.

O edital para o Concurso Público do Ministério Público do Rio Grande do Norte já foi divulgado (concurso MP RN 2017). O documento foi publicado na última terça-feira no Diário Oficial do Estado. A coordenação técnica-administrativa deste concurso estará sob a responsabilidade do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) que é vinculado a Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Além das vagas para ampla concorrência também há reserva para candidatos com deficiência que poderão ser disputadas desde que os candidatos observem as habilidades técnicas exigidas.

Concurso MP RN 2017:

De acordo com as informações constantes no edital o concurso MP/RN irá oferecer aos candidatos 32 vagas. Essas oportunidades estarão sendo distribuídas entre os cargos de Analista do Ministério Público Estadual e Técnico do Ministério Público Estadual nas áreas de contabilidade e administrativa, respectivamente.

Para disputar as vagas para técnico o candidato precisa contar com formação de nível médio completo. Para analista é exigida a formação de nível superior na área em questão.

O cargo de Técnico do Ministério Público Estadual (Administrativa) requer do interessado certificado de conclusão do nível médio ou curso técnico que seja equivalente. O profissional investido nessa função deverá auxiliar o desenvolvimento das funções de membros do MP/RN, trabalhar na adequação de setores e processos observando o cumprimento de prazos de tramitação interna e realizar atividades de nível intermediário entre outras atribuições.

O cargo de Analista em Contabilidade requer do profissional o diploma válido de curso de graduação em Ciências Contábeis. Dentro de sua área de conhecimento esse profissional vai trabalhar com tramitações internas, controles de livros administrativos, registros, arquivos, além de fornecer ajuda ao setor onde estiver lotado.

Este concurso também oferece vagas para Analista do Ministério Público Estadual – Engenharia Civil. É exigido para a função o diploma de conclusão do curso de graduação em Engenharia Civil.

Salários e Benefícios:

Quem for aprovado para o cargo de Analista terá direito a um salário no valor de R$4.209,19. Receberá também o auxílio alimentação de R$1.200,00 e R$200,00 como Auxílio Saúde. Com os benefícios o salário inicial pode chegar a R$5.609,19.

Para Técnico o salário é de R$3.072,71. Também há o benefício do Auxílio-Saúde e do Auxílio-Alimentação. A remuneração inicial pode chegar a R$4.472,71.

Inscrições:

Os candidatos poderão se inscrever no período situado entre os dias 13 de março de 2017 e 11 de abril de 2017. O formulário de inscrição será disponibilizado no site www.comperve.ufrn.br. A taxa de inscrição será de R$110,00 para técnico e de R$180,00 para analista.

Os inscritos serão avaliados por meio de provas objetivas sobre conhecimentos gerais e específicos e também por provas discursivas, apenas para analistas. A previsão é de que os exames sejam aplicados no dia 07 de maio de 2017.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 1]

Seleção vai ofertar 37 vagas para diferentes níveis de formação.

Os concursos públicos atualmente são uma forma de estabilidade na carreira profissional. Pessoas dedicam horas e horas estudando para essas provas, pois sabem a garantia do que podem ter ao conseguir um cargo através desses testes. E um dos mais aguardados para este ano é o exame que o Ministério Público do Rio Grande do Norte vai realizar para contratar profissionais de diferentes níveis de formação.

O concurso vai disponibilizar 37 vagas, nas quais estão divididas da seguinte forma: 29 cargos para quem possui formação técnica, sendo oito para analistas de sistemas e 29 para auxiliares administrativos. Além de oito oportunidades para profissionais que são formados em cursos superiores, com uma vaga para psicólogo, uma para administrador, três cargos para contador, duas oportunidades para engenheiros civis e uma vaga para o setor de inteligência. A previsão é de que o edital seja divulgado ainda neste mês ou em março. Já a data para realização das provas não foi informada. Lembrando que todos os profissionais necessitam ter a formação necessária.

Os profissionais selecionados para atuarem no Ministério Público do Rio Grande do Norte terão direito a alguns benefícios como: vale-alimentação e plano de saúde. Já a remuneração é diferente para os níveis de escolaridade, os candidatos que possuem graduação o salário gira em torno de R$ 5.000,00 reais e para os técnicos é de R$ 4.000,00 reais. Além desses benefícios citados, os dirigentes do MP/RN se preocupam em manter um ambiente que favoreça o trabalho em grupo e o desenvolvimento de cada empregado e de cada setor.

As provas deverão ser idealizadas e aplicadas pela Comissão Permanente do Vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. É de extrema importância que os candidatos estudem e testem seus conhecimentos através dos testes anteriores similares aos realizados pelo Ministério Público, você pode ter acesso a essas provas através deste endereço: https://jcconcursos.uol.com.br/vip/ProvasAnteriores.aspx. Outra forma de se preparar é fazer o simulado do MP, que pode ser acessado aqui, é preciso se cadastrar para fazer o teste. E se você se interessou em realizar este concurso, fique atento ao site do Ministério Público do Rio Grande do Norte: http://www.mprn.mp.br/portal/. Não deixe de acompanhar os endereços citados acima para se informar sobre o calendário que envolve esse concurso. Boa sorte!

Isabela Castro.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 2]

Seleção deverá ofertar cerca de 19 vagas.

Para os concurseiros de plantão do Rio Grande do Norte, as notícias que acabam de chegar são favoráveis. É que o Ministério Público do estado confirmou a realização de seu novo concurso público ainda neste ano de 2017.

O motivo pelo qual se desencadeou a liberação da realização do certame foi que no último dia 27 do mês de janeiro aconteceu a divulgação de um relatório que aponta que o Ministério Público realmente necessita de mais pessoal, atendendo a lei vigente.

Na realidade, esse concurso estava previsto para acontecer ainda no ano passado, porém, ele precisou ser adiado em razão da crise econômica instalada no Brasil, em que havia necessidade de retenção de gastos.

Nessa ocasião a banca organizadora do certame já até havia sido escolhida, sendo ela a Comperve, que é a Comissão Permanente do Vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, cujo contrato foi temporariamente cancelado, mas que ao que tudo indica já foi retomado para dar sequência no processo.

A previsão é de que o concurso fosse suspenso pelo período máximo de 10 meses, porém, como felizmente houve uma melhoria das condições financeiras do estado, os trabalhos já foram retomados, sendo que no dia 13 do mês de janeiro uma comissão já foi escolhida para tratar dos trâmites necessários.

Como o processo que organiza o concurso ainda está em sua fase inicial, não se pode afirmar com exatidão o número de vagas disponíveis para a concorrência. Contudo, informações extraoficiais apontam que serão disponibilizadas 19 vagas, sendo que desse total 14 são para a função de técnico para atuação na área administrativa. Já das outras cinco vagas restantes, três são para a área de contabilidade e duas para engenharia civil.

Contudo, é possível que o número de vagas seja bem maior em relação a esse previsto anteriormente, pois existe uma necessidade de pessoal real, já que o último concurso ocorreu no ano de 2010 e os 200 aprovados foram todos lotados. Atualmente o MP do Rio Grande do Norte possui 37 postos de trabalho em aberto, que podem sim ser colocados para a concorrência.

Nesse sentido, se você vive no estado do RN, já comece a se preparar pois essa é uma ótima oportunidade para quem procura um trabalho que ofereça estabilidade, garantia e bons salários.

Sirlene Montes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 3]

Oportunidades podem ser concorridas por profissionais com graduação em Direito e experiência na área jurídica. Salários podem chega a R$ 28 mil.

No ano retrasado, 2015, o Conselho Superior do Ministério Público fez a promoção de um certame a fim de eleger candidatos aptos para ocupar 9 vagas para o cargo de procurador de trabalho, em diversas cidades do Brasil, tais como São Paulo, em São Paulo; Recife, em Pernambuco; Brasília, no Distrito Federal; Goiânia, em Goiás; Vitória, no Espírito Santo; Itaguaí, no Rio de Janeiro; Pelotas, no Rio Grande do Sul; Corumbá, no Mato Grosso do Sul; e Água Boa, no Mato Grosso.

A lei complementar de número 75, de 1993, nos artigos 83, 84 e 85, rege que a função do procurador de trabalho é o indivíduo incubido de fazer a promoção de ações cujas atribuições sejam feitas pelas leis trabalhistas, via Constituição Federal, propondo atividades precisas, a fim de representar e defender os interesses e direitos de incapazes, índios e menores, atrelados aos assuntos trabalhistas. Os elegidos foram avaliados, sendo a organização do concurso feita pelo próprio MPT. através de prova objetiva, teste psicológico e teste prático.

Concurso 2017

Em 1 de fevereiro, o MPT fará a reunião para que seja feito o tratamento da autorização do vigésimo concurso público de testes e títulos para iniciar uma carreira do MInistério Público do Trabalho.

Pagando quase 29 mil reais, o concurso é atraente para os já formados em Direito. O concurso 2017 para Procurador está previsto também na Lei Orçamentária Anual, a dita LOA. Não existem detalhes no documento que informem o número de oportunidades que serão abertas, entretanto, possui informações sobre a taxa de inscrição e também o número de inscritos. Com o número de inscritos estimado em 7.589, a taxa de inscrição tem o valor de R$240,00.

Os pré requisitos básicos para exercer a função de procurador é o bacharelado completo em direito e experiência mínima de 3 anos na área jurídica, sendo esta com contagem inicial após a conclusão do curso de direito. O salário é de R$ 28.947,55, inicialmente.

É possível ter acesso às bases do conteúdo da prova, pesquisando a Resolução que o Ministério Público lançou a respeito.

Carolina De Marco Brandenbergher

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 2]

Certame oferta 40 vagas de emprego para o cargo de Promotor de Justiça Substituto no Ministério Público do Estado de Minas Gerais.

O Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPE–MG) anunciou no último dia 18 de janeiro o início do período de recebimento das inscrições para a realização do 55° Concurso Público. O certame em questão é voltado para o ingresso de candidatos no cargo de Promotor de Justiça Substituto. O salário inicial para a função é de R$26.125,17.

Conforme consta no edital são oferecidas 40 vagas que podem ser concorridas por candidatos que atendam determinados requisitos. Entre eles estão os seguintes: ser brasileiros e ter concluído o Curso Bacharelado em Direito. Também é preciso contar até no dia da inscrição definitiva com no mínimo três anos de prática jurídica. Lembrando que esse período deve ser contado a partir da conclusão do curso.

Como se inscrever.

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente por meio do portal da Gestão de Concursos da Fundep. O endereço eletrônico disponibilizado para este fim é o seguinte: www.gestaodeconcursos.com.br. O período de recebimento das inscrições permanecerá em aberto no período do dia 18 de janeiro de 2017 até o dia 22 fevereiro de 2017. O valor estipulado para a taxa de participação é de R$261,25.

Aquele candidato que se encontrar comprovadamente desempregado que seja inscrito no CadÚnico poderá pedir a isenção do pagamento da referida taxa. Os pedidos devem ser feitos entre os dias 18 e 26 de janeiro de 2017.

Os comprovantes de inscrição serão disponibilizados com uma antecedência de no mínimo cinco dias da data prevista para a prova preambular.

De acordo com o edital que regulamenta este concurso ele será composto por cinco etapas: Prova Preambular (eliminatório e classificatório), Provas Especializadas (eliminatório e classificatório), Exame Psicotécnico e Exames de Aptidões Físicas e Mentais, Provas Orais (eliminatórias e classificatórios) e por fim Avaliação de Títulos (classificatório).

A fase da prova preambular terá 80 questões e deverá ser realizada na data provável do dia 02 de abril de 2017. Os locais serão divulgados em momento oportuno por meio do site do Ministério Público de Minas Gerais no endereço www.mpmg.mp.br.

Depois de ser aprovado nas provas escritas especializadas os candidatos deverão fazer a requisição de forma pessoal da inscrição definitiva. O requerimento para a solicitação da mesma será disponibilizado aos interessados no site do Ministério Público de MG.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Seleção conta com 82 vagas. Inscrições podem ser feitas até o dia 28 de agosto de 2016.

O Ministério Público da União, por meio do edital de abertura nº 14, deu início oficialmente ao certame da instituição em 2016. O anúncio oficial foi realizado através do site do Diário Oficial da União, nesta segunda-feira, 29 de agosto. Trata-se do 29º concurso do MPU que tem por objetivo o preenchimento de vagas para o cargo de Procurador da República. Ao todo são oferecidas 82 vagas neste concurso. Informações sobre salários não foram divulgadas. Confira outras informações na continuação desta matéria.

Um detalhe bastante importante é que 10% das vagas serão reservadas para candidatos que se declararem deficientes no ato da inscrição. Além disso, os interessados em participar do certame devem possuir graduação em Direito e, no mínimo, três anos de experiência em atividade jurídica, sendo esses pré-requisitos fundamentais do concurso.

O período de inscrições se dará entre 30 de agosto e 28 de setembro de 2016. Os interessados devem acessar inicialmente o site oficial do MPF para que possam preencher o formulário de pré-inscrição. Após isso, o candidato deverá imprimir a guia de recolhimento, GRU, e efetuar o pagamento da taxa no valor de R$ 250,00. Daí, durante o período de inscrições os candidatos devem se dirigir a uma das Procuradorias da República nos Estados e no Distrito Federal para que possa finalizar sua inscrição.

O processo seletivo deste certame será composto por nada menos que cinco provas escritas. Uma delas será objetiva e possui uma abrangência geral. As demais quatro provas são subjetivas e em relação a cada um dos grupos de disciplinas que constam no edital. Cada disciplina ainda possui prova oral. Por fim, os candidatos classificados ainda irão passar por prova de avaliação de títulos.

Segundo o edital de abertura, a prova objetiva escrita de caráter geral deve ser aplicada em 27 de novembro de 2016. Já as provas escritas subjetivas só devem ser aplicadas em abril de 2017.

Todos os detalhes sobre este concurso podem ser encontrados no edital de abertura do certame. O mesmo se encontra disponível no site oficial do MPF, na página do 29º concurso para Procuradores da República do MPU. A leitura deste documento é de extrema importância para os interessados em participar deste processo seletivo.

Por Bruno Henrique

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 1]

Vagas serão abertas para o cargo de Auxiliar de Promotoria III.

O ano de 2016 não terminou e eis que surgem inúmeras oportunidades para o ingresso no serviço público, como o caso do Concurso para o Ministério Público do estado de São Paulo, ou simplesmente pela sigla MP/SP.

Foram levantados dados junto ao órgão é pouco provável que o Instituto Zambini deixe de realizar a organização desse concurso, tanto que as expectativas é que nos próximos dias teremos a publicação do edital que visa à contratação do cargo de Auxiliar de Promotoria III com a chance de ingresso de 17 novos profissionais.

Quais são os requisitos? Quais os benefícios?

Essa vaga trata especificamente de realizar as atividades de Motorista onde para participar deve apresentar o Ensino Fundamental Completo e ainda a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) na categoria “D” e “E”, sendo que as atividades serão realizadas durante 40 horas por semana e em troca o servidor vai receber uma remuneração no valor de R$ 3.931,39.

Qual a necessidade de possuir uma classificação nessas categorias?

A necessidade se deve ao fato que o motorista realiza o transporte tanto de passageiros quanto de cargas e deve com isso ficar atento a obedecer os horários, os itinerários e ainda as regras que compõe o sistema de trânsito brasileiro, fora que vai ainda executar com atenção a verificação diária de todas as condições do veículo no qual vai realizar todos os processos de transporte, mais o recebimento de passageiros em diversos locais, sendo pré-determinado, o transporte e a entrega de inúmeras cargas, o preenchimento dos boletins, dos relatórios e das fichas que estão ligadas com o controle tanto dos veículos quanto das cargas, zelar diretamente pela guarda, pela conservação e também pela limpeza desses mesmos veículos, fora demais tarefas.

Aqueles que possuem outros tipos de habilitações podem participar desse processo?

Sim, pois se você possuir de 1 ou senão 2 anos na categoria “B” ou até mesmo 1 ano na categoria “C”, pode ir no Poupatempo para realizar a mudança, lembrando que isso é somente durante o período de seleção.

O que devo estudar para ter uma base para conseguir participar do concurso do MP-SP?

Pode acessar o edital anterior no endereço http://www2.ibfc.org.br/concurso/mpsp-1111/ onde vai constar que na Prova Objetiva contou com 15 questões sobre a Língua Portuguesa, 10 questões sobre conhecimentos de Matemática e 20 questões sobre Conhecimentos Específicos, além de uma Avaliação Prática de Direção diretamente na segunda fase do processo seletivo.

Por Fernanda de Godoi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Oportunidades são para São Paulo, Campinas, Bauru e Ribeirão Preto. Salários chegam a R$ 12 mil.

O Ministério Público de São Paulo está reabrindo vagas para o concurso público nº 02/2015. Os interessados deverão possuir ensino médio ou superior completo, que dependerá do cargo escolhido. Os salários são satisfatórios e podem chegar até 12 mil reais mensais. Confira abaixo as vagas a serem preenchidas e área de atuação:

Biólogo: O biólogo deverá auxiliar nos testes de controle de pragas, bioinformática e biologia marinha. O candidato para essa vaga deverá contar com bacharelado em biologia.

Pedagogo: O pedagogo estará responsável pelo ensino infantil, desde o primeiro ano ao quinto ano do ensino fundamental. É preciso ter licenciatura ou pós-graduação na área de pedagogia.

Arquiteto e Urbanista: O profissional responsável por essa vaga trabalhará nas obras de construções governamentais. É necessário ter cursado o ensino superior na área de arquitetura.

Agrônomo: O engenheiro agrônomo deverá trabalhar na área da assessoria rural e pesquisas sustentáveis. É indispensável possuir ensino superior em agronomia.

Outras vagas também estão disponíveis, como: Segurança do trabalho, químico, engenheiro civil, engenheiro da computação, geografo, entre outras profissões.

Os munícipios de atuação são: São Paulo, Campinas, Bauru e Ribeirão Preto. De forma geral, cerca de 40 vagas estão sendo oferecidas pelo Estado de São Paulo.

A carga horaria é de 40 horas semanais e a remuneração pode chegar a 11.892 mil reais. Além disso, o funcionário público tem direito ao auxílio transporte, plano de saúde, auxilio cesta-básica, entre outros benefícios.

Os interessados de todo o país deverão se inscrever até o dia 19 de maio, pelo site da Vunesp. A taxa de matrícula será de R$160, independente da profissão escolhida.

Segundo o edital do concurso, as provas – tanto dissertativas quanto objetivas – serão realizadas no dia 3 de Julho desse ano, em Campinas, Bauru e Ribeirão Preto. A avaliação terá tempo máximo de 4 horas.

O conteúdo da avalição será sobre conhecimentos gerais e língua portuguesa, que deve incluir: leitura e interpretação de textos, gramática e ortografia.

As grandes vantagens de ser funcionário público:

Ser funcionário público é o sonho de muitos brasileiros, já que a profissão conta com grandes benefícios, como estabilidade, excelente remuneração e férias adicionais. Vale ressaltar que é preciso muito empenho e dedicação para preencher os requisitos. Candidate-se e boa sorte!

Por Wendel George Peripato

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame recebe inscrições até o dia 18 de dezembro.

O Ministério Público do Estado de São Paulo está com inscrições abertas para o cargo de Oficial de Promotoria I. Para concorrer, é preciso ter nível médio.

O Órgão conta com 32 vagas para a cidade São Paulo, 3 para Araçatuba, 3 para Bauru, 6 para Campinas, 2 para Franca, 4 para Piracicaba, 3 para Presidente Prudente, 5 para Ribeirão Preto, 3 para Santos, 2 para São José do Rio Preto, 5 para Sorocaba, 3 para Taubaté e 2 para Vale do Ribeira.

As inscrições terminam no dia 18 de dezembro e o valor da taxa é de R$ 80,00.

A remuneração inicial do cargo é de R$ 5.044,80. Os candidatos serão avaliados por provas objetivas que estão previstas para serem aplicadas no dia 31 de janeiro. Além disso, haverá também prova de digitação.

Que tal começar a planejar os seus estudos para o Ministério Público de São Paulo? A prova objetiva vai contemplar as seguintes disciplinas: português, noções de direito, matemática e raciocínio lógico e atualidades.

A organizadora do concurso é a Vunesp e o edital pode ser acessado por meio deste link: www.vunesp.com.br/concursos.html. O certame tem a validade de dois anos, mas pode ser prorrogado pelo mesmo prazo, a critério do Órgão.

Dicas de estudo para o MP-SP:

A prova vai contemplar 35 questões de Português, 20 de Direito, 15 de Raciocínio Lógico e 10 de Atualidades. Dedique um tempo maior no seu planejamento para língua portuguesa. O conteúdo é o responsável pela eliminação da maioria dos candidatos.

Como falta pouco tempo para a prova, estude de uma maneira focada. Faça revisões dos conteúdos, mas também resolva muitos exercícios, principalmente da VUNESP que é a organizadora do concurso.

Mantenha a calma e a tranquilidade durante os estudos e também no dia da prova. Não adianta apenas estudar, mas saber como resolver uma prova.

Confie no seu potencial para alcançar o sucesso e boa sorte.

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 1]

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) abriu o primeiro edital ao concurso público a partir de segunda-feira, dia 8 de dezembro de 2014. Serão oferecidas 87 vagas para os níveis de escolaridade do ensino médio e de nível superior; sendo estas vagas nos cargos de Técnico e Analista, respectivamente. O salário inicial de Técnico será R$ 5.007,82 e inicial de Analista R$ 8.178,67. A Fundação Carlos Chagas (FCC), organizará o concurso. A seleção para os cargos se manifestará através de provas objetivas e discursivas e avaliação médica antes da posse do candidato.

Este órgão foi instalado há oitos anos e realizará seu primeiro concurso público; criado pela Emenda Constitucional de nº 45/2004 e localizado em Brasília, Capital Federal. Seu papel Constitucional é de controle administrativo, disciplina e financeiro do Ministério Público; englobando as demais responsabilidades acerca da contribuição no intuito de garantir autonomia e continuidade no efetivo do órgão em defesa dos Direitos Democráticos da cidadania brasileira.

A Estrutura Organizacional do Conselho é composta pelo Plenário, Presidência, Comissões, Corregedoria Nacional, Ouvidoria Nacional, assessoria de Comunicação Social, Auditoria Interna e Secretaria Geral. A Secretaria Geral é formada por 5 Secretarias, sendo elas: Administração, Gestão Estratégica, Planejamento Orçamentário, Processual e Tecnologia da Informação. A principal missão do Órgão é de integração e desenvolvimento do Ministério Público.

Os cargos oferecidos estão distribuídos nas áreas de Administração e Segurança Institucional para Técnicos. Nas áreas dos setores de Arquivos, Comunicação Social, Contabilidade, Controle Interno, Desenvolvimento de Sistemas, Direito, Engenharia Civil, Estatística, Gestão Pública e Suporte e Infraestrutura. Os candidatos poderão acompanhar o concurso e tirar dúvidas pelo edital que está previsto para segunda-feira, dia 8 de dezembro de 2014. É importante a leitura do edital para que o candidato tenha uma visão ampla do certame e aprimoramento de suas convicções acerca das vagas oferecidas e as demais determinações inerentes aos cargos. 

Por Railson Tomás de Araújo Lopes

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Mais uma nova oportunidade de emprego foi aberta recentemente pelo Ministério Público da União. A novidade trata-se do 28° Concurso Público. O certame em questão é regido pelo edital de n° 27/2014 e tem como principal finalidade promover a contratação de um total de 69 profissionais que estejam aptos para a ocupação do cargo de Procurador da República.

É importante lembrar, conforme informa o edital, que o número de vagas oferecido nesse certame pode estar sujeito a alterações. Isso, devido ao fato de que poderão haver nomeações de candidatos que foram aprovados em concurso anteriores ou por outras causas.

Como participar:

Os profissionais que se enquadrarem nos requisitos de participação exigidos para a função poderão se inscrever no período situado entre os dias 17 de novembro de 2014 e 16 de dezembro de 2014. O formulário de inscrição está sendo disponibilizado via internet por meio do endereço eletrônico www.pgr.mpf.mp.br.

Para efetuar a validação da candidatura o concursando deverá pagar uma taxa no valor de R$2 10. Posteriormente, ele ainda deverá se dirigir para alguma das Procuradorias da República que estão discriminadas no edital para que o processo de inscrição possa ser finalizado (ver link no final da notícia).

Em relação à seleção dos candidatos participantes, a informação é de que a mesma será constituída de aplicação de prova preliminar, subjetiva, definitiva e também oral.

A partir da data do dia 22/12/2014 é que será divulgado o edital no site da PGR, bem como nos locais da inscrição contendo a relação daqueles que tiverem as candidaturas aceitas.

As inscrições definitivas deverão ser anunciadas (caso daquelas que forem aceitas) e também a convocação para a participação da prova oral a partir do dia 02/09/2015.

A posse dos profissionais aprovados em todas as etapas está prevista para a data do dia 16/11/2015.

Seguem alguns dos estados que irão receber os profissionais nomeados no presente concurso: Tocantins, Sergipe, São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Pernambuco, Minas Gerais, Alagoas e Bahia.

Para conferir maiores informações e acompanhar novidades a respeito do certame, clique aqui.

Por Denisson Soares

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

O Ministério Público do Estado de Goiás realizará um concurso público para o cargo de nível superior em Bacharelado em Direito.

A todo, o certame oferece 25 vagas para o cargo de Promotor de Justiça Substituto. Exige-se que os candidatos tenham no mínimo 3 anos de experiência de atividade jurídica. Será admitido como comprovação de experiência profissional curso de pós-graduação em Direito ministrado pelo MPE-GO, magistério superior na área de Direito, entre outros. Há duas vagas reservadas para candidatos portadores de necessidades especiais.

Os interessados que desejarem concorrer a uma das 25 vagas poderão efetuar suas inscrições provisórias entre os dias 24/09/2014 e 23/10/2014 pelo endereço eletrônico www.mpgo.mp.br. A taxa de inscrição é de R$ 231,28. Há isenção da taxa de inscrição para os candidatos inscritos no cadastro único para programas sociais do governo federal (CadÚnico) e membro de família de baixa renda.

Os inscritos serão submetidos ao exame de Provas Preambulares Objetivas previstas para acontecer no dia 14/12/2014. Três Provas Subjetivas Discursivas de respostas fundamentadas previstas para ocorrer entre os dias 23/01/2015 e 25/01/2015. Os gabaritos dessas fases serão divulgados no dia 16/12/2014. Os candidatos aprovados na etapa anterior farão a inscrição definitiva entre os dias 16/04/2015 a 27/04/2015 e passarão por Avaliação Psicológica, entre os dias 18/05/2015 e 20/05/2015. Provas Orais entre os dias 29/06/2015 e 01/07/2015.

A Prova de Tribuna terá duração de no mínimo 15 minutos e o máximo de 30 minutos e será realizada nos dias 22/07/2015 a 24/07/2015. A Prova de Títulos será entre os dias 04/08/2015 e 10/08/2015. Haverá uma sindicância da vida pregressa dos candidatos aprovados, realizada pela Corregedoria Geral do Ministério Publico do Estado de Goiás.

Todas as fases provavelmente ocorrerão na cidade de Goiânia – GO. O Resultado final do concurso será publicado no Diário Oficial do Ministério Publico do Estado de Goiás – DOMP e no site do MPE no dia 26/08/2015.

O subsídio será de R$ 21.657,46. A jornada de trabalho é de 40h semanais.

Para mais informações sobre o certame, acesse aqui o edital.

Por Alexandre de Sá

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo informa que está com as inscrições abertas para um Processo Seletivo Público para os cargos de nível médio incompleto e superior incompleto.

Ao todo, o Processo Seletivo oferece 11 vagas para os centro de Apoio Operacional da Defesa dos Direitos do Consumidor, Promotoria de Justiça Cível de Vila Velha, Promotoria de Justiça de São Gabriel da Palha e Promotoria de Justiça de Jerônimo Monteiro. Os endereços das promotorias encontram-se no artigo 1º do edital. Candidatos portadores de necessidades especiais poderão participar do Processo Seletivo. O grau de escolaridade exigido é curso superior em Direito e Telecomunicações.

As inscrições podem ser realizadas entre as 9h do dia 17/09/2014 as 18h do dia 01/10/2014. Para isso os candidatos devem acessar a página eletrônica do MPES em www.mpes.mp.br, preencher e imprimir o formulário de inscrição e se dirigir munidos das documentações exigidas, conforme artigo 2 º do edital, ao serviço de protocolo situado na sede da Procuradoria Geral de Justiça , localizada à Rua Procurador Antônio Benedict Amâncio Pereira, 121, Santa Helena, Vitória – ES. Não será cobrada taxa de inscrição para esse Processo Seletivo em virtude de ser trabalho voluntário.

Os inscritos serão avaliados pelo setor de Recursos Humanos através da análise da documentação apresentada, bem como haverá uma entrevista Presencial com o representante da unidade organizacional. O resultado do Processo Seletivo será publicado no diário oficial do Estado do Espírito Santo e no site do MPES. As informações sobre data, local, horário das avaliações dos documentos, Entrevista Presencial, convocações, e demais assuntos estarão disponíveis no site do MPES do Espírito Santo (www.mpes.mp.br).

A duração do voluntariado é de 6 meses a 12 meses. A jornada de trabalho é de 4h e 5h diárias de segunda a sexta-feira. O serviço voluntário é uma atividade prestada, de forma espontânea, sem recebimento de remuneração e não há vínculo empregatício.

Para mais informações sobre o Processo Seletivo, Acesse o edital

Por Alexandre de Sá

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]




CONTINUE NAVEGANDO: