Inscrições podem ser feitas até o dia 26 de setembro de 2017.

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) tornou público no último dia 18, o edital do concurso que visa o preenchimento de 20 vagas para a função de juiz federal substituto, e qualquer outra vaga que surgir durante a vigência do concurso.

Das 20 vagas totais, 15 são para ampla concorrência, 4 são para candidatos negros e uma para portadores de deficiência. O salário inicial é de R$ 27.500,17.

O certame será promovido pelo Cebraspe (Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos). A seleção se dará em cinco etapas, de caráter eliminatório e/ou classificatório, contendo prova objetiva, prova discursiva, prova oral, dissertação, avaliação de títulos, investigação social, exame de sanidade mental e física e exame psicotécnico.

Antes da posse, o candidato precisa observar se atende a todos os requisitos exigidos para o cargo. É necessário possuir diploma certificado pelo MEC que comprove a conclusão do curso de bacharelado em Direito e três anos de experiência na área jurídica (até mesmo voluntária) após a conclusão do nível superior. Além disso, o candidato precisa ter no mínimo 18 anos e no máximo 65, estar em dia com as obrigações eleitorais e militares (no caso dos homens), deve ter capacidade física e mental necessária para o cargo e ser aprovado em todas as etapas do certame.

As fases iniciais que contém prova objetiva e discursiva serão realizadas nas cidades de Maceió (AL), Fortaleza(CE) João Pessoa (PB), Recife (PE), Aracaju (SE) e Natal (RN). As outras etapas do concurso ocorrerão somente em Recife (PE).

Das vagas atuais e das que vierem existir, 5% são reservadas por lei para deficientes e 20% para negros. Os concorrentes que desejarem concorrer nessas categorias devem declarar sua condição no ato da inscrição. Os portadores de deficiência devem enviar imagens do CPF e laudo médico. Já os negros ou pardos devem preencher uma autodeclaração. Todos os dados são de responsabilidade exclusiva do concorrente e este deve responder em caso de informações falsas ou inexatas.

As inscrições serão realizadas unicamente via online, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/trf5_17_juiz, entre às 10h do dia 18 de agosto e às 18h do dia 26 de setembro. Para confirmar o cadastro, os candidatos devem pagar até o dia 10 de outubro a taxa de R$ 239,00.

A isenção da taxa de inscrição pode ser solicitada no site, no período das inscrições. Para isso o concorrente deve estar no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e obedecer às exigências especificadas no edital.

O candidato que necessitar de atendimento diferenciado para a realização das provas deverá especificar o tipo de necessidade no ato da inscrição, assim como os candidatos com deficiência que precisarem de mais tempo para finalizar os exames.

As lactantes também precisam especificar sua condição no momento da inscrição e devem levar ao local da prova um adulto que ficará responsável pela criança em outra sala. O adulto não será provido pelo Cebraspe e a concorrente não poderá ficar com a criança na sala de prova, caso não leve o adulto responsável.

Caso haja candidatos transgêneros que queiram ser reportados por nome social, estes devem informal o nome de sua preferência quando forem se inscrever.

A prova objetiva inicial está prevista para o dia 19 de novembro e terá 100 questões de múltipla escolha. Se houver alterações de locais, datas e horários para aplicação das provas, estas serão divulgadas por meio de editais e é responsabilidade do candidato estar atento aos prazos e as mudanças.

O certame atual tem validade de dois anos e poderá ser prorrogado por mais dois anos, pela comissão organizadora, de acordo com as necessidades do Tribunal Regional.

Fabio Santos


Confira aqui mais detalhes sobre o Cespe UnB e as provas da banca.

No Brasil existem muitos órgãos públicos e de tempos em tempos essas organizações necessitam fazer concursos públicos para a nomeação de novos empregados, para aumentar ou renovar o quadro de funcionários. Esses órgãos, então, contratam empresas especializadas em fazer e aplicar as provas, que servem de processo seletivo para os concursos públicos. E uma dessas instituições é a Cespe UnB, que está a muitos anos neste mercado e é muito conhecida. Conheça agora um pouco mais sobre a Cespe UnB e o estilo de suas provas.

Inaugurada em meados dos anos 70, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos, o Cespe/UnB, é uma banca organizadora de concursos públicos, ligada a Universidade de Brasília, a UnB. Inicialmente, o centro era responsável pelas provas da faculdade do Distrito Federal, depois de alguns anos e devido a seu sucesso, o Cespe/UnB passou a elaborar para outras instituições. Com quase meio século de existência, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos se tornou referência como banca para concurso público. Muitas outras bancas se espelham na metodologia usada pelo Cespe/UnB na elaboração, montagem e aplicação de suas provas. Além de cobrar os conteúdos de forma geral e específica, o Cespe/UnB ainda coloca em suas questões assuntos atuais fazendo uma interligação entre o conteúdo e a atualidade.

As provas elaboradas e aplicadas pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos, em sua maioria, são de múltipla escola, com cerca de cinco alternativas (A, B, C, D, E). Dessas cinco alternativas, quatro são verdadeiras e uma falsa. O que diferencia a verdadeira das falsas, em muitos casos, é uma palavra, elas são muito semelhantes, por isso, é de externa importância ler com muita calma e primeiro analisar uma por uma e achar o erro. Após isso, você já vai ter uma noção do caminho correto e é o momento para você comprar as alternativas entre si. Uma primeira, caso você esteja se preparando para um concurso público no qual a banca organizadora seja o Cespe/UnB, é ao invés de começar com os textos da pergunta, que muitas vezes são longos, comece lendo de cara a pergunta para saber o que querem, aí depois leia as alternativas e se precisar volte ao texto. Você ganhará muito mais tempo.

Outras dicas para se fazer uma prova tranqüila são: nos dias que antecedem a prova, durma bem, coma bem, se exercite e duma cedo um dia antes. Quando mais preparado fisicamente você estiver, melhor você vai se sair, pois, suportará as horas de provas. Uma outra dica é mesmo que você esteja se preparando para uma prova, como para um concurso para advogado, faça também provas elaboradas pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos de outras áreas como a jurídica, ou pelo menos leia as questões, assim você terá um domínio ainda maior da metodologia que o Cespe/UnB usa em suas provas.

Já para o dia da prova, chegue ao local com antecedência e todos os seus pertences. Siga um critério para fazer cada pergunta. O primeiro é: calcular um tempo para se dedicar a cada questão, se você perceber que o tempo está passando e não consegue nenhuma solução, mude para a próxima. O segundo é: as perguntas que envolvem conta, o interessante é que você as resolva primeiro. Com a cabeça mais fresca, a chance de você errar uma operação numérica é bem menor. A terceira é: resolva as questões dos conteúdos que você domina e sabe. Ao final da prova volte as questões que não foram resolvidas. Mesmo que você não consiga achar uma resposta em definitivo, evite chutar qualquer uma, tente achar uma lógica para a sua resposta.

Isabela castro.


Inscrições podem ser feitas até o dia 2 de maio de 2017.

Para todos aqueles que sonham em se ingressar no funcionalismo público, ter altos salários, estabilidade e uma carreira de sucesso, temos uma ótima notícia. A Polícia Civil do estado do Mato Grosso está com várias vagas em aberto para formação do cadastro de reserva para o cargo de delegado substituto. Os salários iniciais são bastante atraentes e começam em R$ 19.316,49 mais benefícios trabalhistas pertinentes ao cargo.

As inscrições podem ser feitas somente pela internet, através do site da comissão organizadora do certame, que é http://www.cespe.unb.br/concursos/pjc_mt_17_delegado/, entre as datas de 27 de março e 2 de maio de 2017. A taxa de inscrição foi fixada no valor de R$ 180,00 e poderá ser paga em qualquer banco credenciado.

As exigências é que os candidatos tenham curso superior em Direito e tenham idade entre 21 e 45 anos, além de no mínimo três anos de experiência na área policial ou jurídica.

A carga horária para cargo de delegado é de 40 horas semanais e os concurseiros de plantão já podem ir se preparando para o aguardado certame, pois a concorrência será grande.

Toda a seleção dos futuros delegados será feita em um processo de seis fases: no dia 09 de julho ocorrerá um prova objetiva e dissertativa, uma prova sobre a análise de títulos feitas de forma oral será aplicada entre os dias 26 e 29 de agosto. A avaliação de saúde será feito entre os dias 20 e 22 de outubro, uma prova de aptidão física será dada entre 20 e 21 de janeiro de 2018, avaliação psicológica será nos dias 3 e 4 de março e a investigação social dos candidatos será nos dias 17 e 18 de abril.

O concurso para delegado da Polícia Civil terá validade de dois anos para os aprovados e pode ser prorrogado por igual período, dependendo do órgão e conforme a necessidade da polícia local. Segundo a banca organizadora do certame, a Cespe/UnB, se faz extremamente necessário a realização desse concurso, devido a grande demanda de serviço nas cidades do estado do Mato Grosso, além dos funcionários que estão na ativa, estarem se aposentando ou muito atarefados com as inúmeras ocorrências diárias.

Se você preenche os requisitos das vagas, não perca mais tempo e faça já a sua inscrição no concurso da polícia civil do Mato Grosso. Boa sorte a todos os candidatos.

Rodrigo Souza de Jesus


Certame oferecerá vagas para o cargo de Procurador do Estado de 2ª Classe.

O edital do concurso para Procurador do Estado 2ª classe, que faz parte da Procuradoria Geral do Estado de Sergipe (PGE/SE), deve ser publicado em pouco tempo. A banca já foi definida e será a Cespe/Unb. Os interessados devem começar os estudos e a expectativa é que o certame tenha 05 vagas e a formação de cadastro de reserva.

Para participar do concurso é necessário ter formação em Direito, além de inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O último concurso para a seleção ocorreu em 2005 e na ocasião foram oferecidas 18 vagas. A remuneração inicial foi de R$ 8.251,69 e a banca responsável foi a Fundação Carlos Chagas (FCC).

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, discursivas e análise de título. A primeira fase foi composta pelas disciplinas de constitucional e ambiental, administrativo, tributário, processo civil, comercial, consumidor, direito do trabalho, processo do trabalho, financeiro, direito penal e processo penal. A segunda etapa, ou seja, a prova discursiva, cobrou a elaboração de um parecer ou a petição referente a um caso prático, sobre uma ou outras disciplinas cobradas no conteúdo programático.

Que tal direcionar os seus estudos? Como a banca já foi escolhida – Cespe/Unb -, faça o seu planejamento de acordo com a organizadora do concurso. Apesar de ser um certame concorrido, confie no seu potencial para conquistar uma das 05 vagas previstas.

Invista em bons materiais, sobretudo para formar uma boa base teórica. Pesquise livros, apostilas e aulas que sejam feitas especificamente para o cargo de procurador. Além disso, separe na sua programação tempo para resolver questões, principalmente da Cespe/Unb. Além de memorizar o conteúdo, você consegue estudar de forma estratégica e conhecer as peculiaridades da banca, como por exemplo, as pegadinhas, os tipos de questões recorrentes, ou seja, ficar por dentro do perfil da prova.

Além disso, equilibre a rotina com uma alimentação saudável e atividades físicas, a fim de aliviar o estresse e manter a saúde. No dia da prova, mantenha a calma e a tranquilidade, para evitar nervosismo ou ansiedade. Estude para merecer a vaga e acredite no poder que tem para realizar o seu sonho. Bons estudos e muito sucesso!

Por Babi





CONTINUE NAVEGANDO: