Inscrições para o concurso da PGE PE 2019 seguem abertas até o dia 3 de janeiro de 2019.

A Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE PE) publicou o edital do seu próximo concurso público na quarta-feira, 26 de novembro, no diário oficial. Há vagas para cargos de nível médio e superior e a remuneração inicial pode chegar a R$ 3,8 mil. Se você tem interesse em trabalhar nessa instituição, a fim de conquistar estabilidade laboral e financeira, prepare o seu material de estudo e venha conferir mais informações do processo seletivo nesta matéria.

As inscrições do concurso da PGE PE já estão abertas

Para se inscrever no certame da Procuradoria de Pernambuco entre no portal eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/PGE_PE_18_SERVIDOR e preencha o formulário para se cadastrar. Lembre-se de imprimir o boleto e de efetuar o pagamento até o dia 12 de fevereiro de 2019 (terça-feira).

O prazo de cadastro já começou desde o dia 4 de dezembro (terça-feira) e será encerrado em 3 de janeiro de 2019 (quinta-feira).

Os valores das taxas são R$ 80 para nível médio e R$ 120 para nível superior. Caso você esteja no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cad Único) ou pertença à família de baixa renda poderá solicitar isenção do pagamento da taxa de inscrição.

O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (CEBRASPE) foi selecionado para ser a banca responsável por organizar o certame da PGE PE.

Sobre as vagas anunciadas no edital da PGE PE

O edital oferece 88 vagas, sendo 40 para a função de assistente de procuradoria, a qual exige escolaridade de nível médio, 20 são para o posto de analista judiciário de procuradoria e as demais são para o cargo de analista administrativo de procuradoria. As especialidades disponíveis são: engenharia, recursos humanos, calculista e gestão pública. Para ser analista você deve ter diploma de graduação emitido por instituição de ensino superior credenciada junto ao Ministério da Educação (MEC).

Há chances que são reservadas para pessoas com necessidades especiais (PNE). Se você for se inscrever nessa condição, lembre-se de enviar o laudo médico que ateste qual a sua deficiência.

O salário base para o assistente é de R$ 2.263,79 e para o cargo de analista é de R$ 3.880,33. A carga horária de trabalho corresponde a 40 horas por semana.

Sobre os requisitos exigidos para tomar posse na PGE PE

Além de ser aprovado no certame da PGE PE e de apresentar comprovante de escolaridade que seja compatível com o cargo de seu interesse, é necessário atender às seguintes exigências previstas no edital da seleção: ser maior de 18 anos, possuir capacidade física e mental, não ter antecedentes criminais, estar quite com as obrigações militares e eleitorais, estar em gozo dos direitos civis e políticos, entre outros requisitos.

Sobre as fases do concurso da PGE PE

Os candidatos serão avaliados nas seguintes fases: 1) prova de múltipla escolha – sobre conhecimentos básicos (50) e específicos (70) e 2) prova discursiva – apenas para quem concorrer aos cargos de analista da procuradoria e corresponderá a uma dissertação de até 30 linhas.

A data prevista para aplicação das provas objetiva e dissertativa é no domingo, 7 de abril de 2019, apenas para os cargos de analista e no domingo seguinte, 14 de abril de 2019, para os candidatos ao posto de assistente de procuradoria.

A prova objetiva será no conhecido padrão do CEBRASPE de "certo ou errado"

Dicas de estudo para o concurso da PGE PE

Uma orientação para você estudar e garantir uma boa nota na prova do CEBRASPE é pesquisar as provas recentes dessa instituição e resolvê-las em seu momento de estudo. Desse modo, você poderá perceber quais são os assuntos mais cobrados pela banca.

Saiba mais detalhes do edital do certame da PGE PE no site do CEBRASPE – www.cespe.unb.br/concursos/PGE_PE_18_SERVIDOR.

Por Melisse V.

Concurso

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 9 Média: 4]

Concurso do Banco do Nordeste oferta 700 vagas de emprego para os cargos de Analista de Sistemas e Analista Bancário.

Muitas pessoas procuram por uma oportunidade no mercado de trabalho através da participação e claro da aprovação em um concurso público. E para os indivíduos que querem participar de um certame é importante saber que alguns processos seletivos estão prestes a iniciar o período de inscrições. Este é o caso do concurso do Banco do Nordeste que está oferecendo vagas para indivíduos com formação em nível médio e também a nível superior. São 700 vagas para a contratação direta e também para a admissão futura de novos profissionais. Para saber as principais informações confira o texto abaixo.

A respeito dos cargos, requisitos, remuneração, jornada de trabalho, benefícios e outras informações sobre este concurso

A primeira informação que é preciso disponibilizar a respeito deste certame é que as 700 vagas que estão sendo anunciadas foram divididas para dois cargos distintos. O primeiro cargo é para a função de Analista Bancário. São quatro vagas imediatas para essa ocupação, sendo três para ampla concorrência e uma para atender a cota racial. O outro ofício é para Analista de Sistemas. E também são quatro oportunidades, com a mesma divisão entre ampla concorrência e cota racial. O restante das oportunidades é para a formação do cadastro reserva,

A função de Analista Bancário pede que o interessado tenha ensino médio completo e segundo o edital a remuneração é de R$ 2.854,68. Já para a ocupação de analista de sistemas, os interessados precisam ter um diploma universitário em um dos seguintes cursos: tecnologia em telemática, segurança da informação, processamento de dados, tecnologia da informação, sistemas de informações, informática, engenharia da informação, engenharia da computação ou ciências da computação. Pessoas formadas em outras graduações também podem se inscrever em uma das vagas. Mas, é necessário que possua algum curso ligado à área de segurança da informação ou informática. Para este ofício, a remuneração é de 4.941,17.

Em ambas as ocupações, os contratados vão ter uma jornada de trabalho de 30 horas por semana. De acordo com o que está descrito no edital, os novos servidores do Banco do Nordeste vão contar com os seguintes privilégios: plano de previdência da empresa, seguro de vida, auxílio creche, cesta de alimentação com o 13º salário, auxílio para cesta básica e auxílio refeição.

As pessoas que forem aprovadas para serem analistas de sistemas vão trabalhar em Fortaleza. Já para os indivíduos que ocuparam a função de analista de bancário vão poder trabalhar em um dos seguintes estados: Sergipe, Rio Grande do Norte, Piauí, Pernambuco, Paraíba, Minas Gerais, Espírito Santo, Ceará, Bahia e Alagoas.

As etapas do processo seletivo de acordo com o nível de formação

Em parceria com o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), órgão que é a banca organizadora deste concurso, o Banco do Nordeste e o Cebraspe definiram que se terão avaliações diferentes para os participantes levando em consideração o nível de formação acadêmica. Dessa forma, as provas vão ser montadas da seguinte maneira:

– Nível Médio: avaliação objetiva com 120 perguntas sobre matemática, conhecimentos bancários, conhecimentos gerais e língua portuguesa. Teste de caráter eliminatório e classificatório.

– Nível Superior: prova objetiva com 120 perguntas divididas em 50 questões sobre conhecimentos básicos e 70 sobre conhecimentos específicos. Além disso, também haverá questões abertas. Prova também de caráter classificatório e eliminatório.

Para os dois níveis de escolaridade, as provas estão marcadas para o dia 25 de novembro. Para as pessoas com ensino médio a avaliação acontece no período da tarde e para as pessoas com diploma universitário a prova acontece pela manhã. Na data de 14 de novembro vão ser divulgados os locais e os horários das provas. Os participantes podem optar por realizar as avaliações em uma das seguintes cidades:

Pernambuco: Garanhuns, Caruaru, Patos, Campina Grande, Petrolina, João Pessoa.

Maranhão: Imperatriz, Caxias, São Luís e Recife.

Bahia: Teixeira de Freitas, Juazeiro, Itabuna, Irecê, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Barreiras e Salvador.

Rio Grande do Norte: Mossoró e Natal.

Espírito Santo: Linhares e Vitória.

Piauí: Parnaíba, Floriano e Teresina.

Ceará: Sobral, Juazeiro do Norte e Fortaleza.

Minas Gerais: Teófilo Otoni, Montes Claros e Belo Horizonte.

Alagoas: Maceió.

Sergipe: Aracaju.

Distrito Federal: Brasília.

Inscrições para a participação deste certame

O período de inscrições vai ter início em 24 de setembro e termina em 15 de outubro. As taxas são de R$ 67,00 para nível superior e R$ 59,00 para nível médio. E ela deve ser feita pelo: http://www.cespe.unb.br/concursos/banco_do_nordeste_18.

Boa sorte!

Por Isabela Castro

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 243 Média: 3]

Certame do MPU 2018 oferta 47 vagas em cargos que exigem Nível Médio e Superior de ensino.

Divulgado um dos editais mais aguardados deste ano: Ministério Público da União (MPU) visando ao preenchimento de 47 vagas. O concurso MPU 2018 será organizado pelo Cespe/Unb e oferece oportunidades para nível médio e superior. A remuneração, que muda de acordo com o cargo, pode chegar a mais de R$ 11 mil. Que tal aproveitar a oportunidade e aproveitar a chance?

Concurso MPU 2018: inscrições ABERTAS!

As inscrições para o concurso MPU 2018 já estão abertas e o prazo permanece apenas até o dia 10 de setembro e podem ser feitas por meio do link: http://www.cespe.unb.br/concursos/MPU_18. O valor da taxa de participação é de R$ 60,00 para superior e R$ 55,00 para nível médio.

Sobre as vagas do concurso MPU 2018

O concurso MPU 2018 conta com 47 vagas, sendo 36 para o cargo de Analista – área Direito, nível superior, e o restante para Técnico do MPU – área administração, nível médio. A remuneração para ambos os cargos é de R$ 11.259,81 e R$ 6.862,72, respectivamente.

A jornada de trabalho é de 40 horas semanais e o concurso oferece vagas para Distrito Federal, Espírito Santo, Amapá, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Rondônia, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Acre, Minas Gerais, Pará e Santa Catarina.

Concurso MPU: requisitos para os cargos

O concurso MPU 2018 conta com as seguintes oportunidades:

Cargo: Analista do MPU – Especialidade em Direito

Diploma registrado de curso de graduação em direito e que seja fornecido por Instituição de Nível superior, que seja reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação).

Cargo: Técnico do MPU – área administração

Certificado de nível médio e que a expedição tenha sido feita por Instituição Reconhecida

Concurso MPU 2018: provas

Os candidatos farão provas de conhecimentos básicos e objetivos que estão previstos para o dia 21 de outubro. No turno da manhã, as provas serão aplicadas para o cargo de analista e à tarde para técnico.

Apenas para o cargo de analista terá prova de dissertação, em que o candidato deve elaborar um texto de até 30 linhas sobre Legislação aplicada ao MPU e também ao CNMP. Além disso, no dia 8 de outubro deve ser divulgado no Diário Oficial da União e no site da organizadora os locais de prova e os horários.

O edital completo do concurso MPU pode ser acessado por meio do link: http://www.cespe.unb.br/concursos/MPU_18/arquivos/ED_1_MPU_2018___ABT.PDF.

Como passar no concurso MPU 2018?

Com edital divulgado e provas previstas para abril, manter o foco é essencial para o seu sucesso. Agora, é o momento de você priorizar os seus estudos e fazer um planejamento para organizar o seu dia a dia.

Programe os seus estudos em função do tempo disponível que você tem. Por exemplo, se você tem 3 horas para estudar, organize-se dentro deste tempo. Lembre-se de que o seu cronograma deve ser compatível com a sua realidade.

O seu cronograma de estudo deve ser dividido em 3 partes: teoria, exercício e revisão. Revisão é fundamental para você manter o conteúdo na sua memória.

Faça muitas, mas muitas questões da banca Cespe/Unb. Na prova do concurso MPU, a banca vai manter o seu estilo tradicional de cobrança: uma errada anula uma certa. Logo, fazer exercício vai ajudar você a conhecer os assuntos mais cobrados, o que você deve priorizar e as possíveis pegadinhas que podem cair no dia da prova.

Não abra mão de fazer atividade física e relaxar. Descansar é fundamental para manter o equilíbrio e evitar a fadiga mental. Por isso, no seu cronograma tenha tempo para ficar com a família, os amigos e descansar um pouco. Você pode deixar uma parte do fim de semana, por exemplo.

Faça simulados para medir o seu desempenho nos conteúdos. Saiba o seu percentual (%) de acerto/erro para saber os seus pontos fortes/fracos.

Bons estudos e muito sucesso no concurso MPU 2018!

Por Babi

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 4 Média: 3.5]

Certame oferta 50 vagas para o cargo de Juiz Substituto e recebe inscrições até o dia 20 de março de 2018.

Se você tem formação de nível superior na área de ciências jurídicas, saiba aqui sobre uma ótima oportunidade com bom salário já no início de carreira. O Tribunal de Justiça do Ceará (TJ CE) publicou no diário oficial do dia 16 de fevereiro de 2018 (sexta-feira) o edital para seu próximo concurso público que visa ocupar 50 vagas para o cargo de Juiz Substituto. Saiba mais informações sobre o processo seletivo a seguir.

Sobre como realizar a inscrição

Quem deseja concorrer a uma das vagas no TJ CE deve acessar o portal eletrônico do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) – www.cespe.unb.br/concursos/TJ_CE_18_JUIZ, que foi escolhido como banca responsável por organizar o certame, e efetuar o seu cadastro.

O prazo teve início em 19 de fevereiro (segunda-feira) e se estenderá até o dia 20 de março (terça-feira). A taxa de participação custa R$ 250 e deverá ser paga em quaisquer agências bancárias, casas lotéricas ou agências dos Correios, até o dia 21 de março (quarta-feira). É possível solicitar isenção do pagamento.

Sobre as oportunidades oferecidas

O edital anuncia 50 vagas para a função de Juiz Estadual Substituto. Do total de oportunidades, 2 são para pessoas com necessidades especiais (PNE) e 10 para quem se autodeclarar preto ou pardo.

A remuneração para quem iniciar na carreira é de R$ 26.125,17.

Sobre os requisitos para o cargo de Juiz Substituto do TJ CE

Para concorrer é necessário possuir diploma de bacharel em Direito, emitido por instituição de ensino superior devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, exige-se que os candidatos tenham no mínimo 3 anos de vivência na atividade jurídica.

Confira outros requisitos: ter nacionalidade brasileira, estar em pleno gozo dos direitos políticos, ter idade mínima de 21 anos e máxima de 65, estar em dia com as obrigações militares, no caso de ser do sexo masculino, possuir aptidão mental e física, ser moralmente idôneo, estar quite com as obrigações eleitorais, entre outros.

Sobre o processo seletivo do TJ CE

Os concorrentes serão avaliados nas seguintes fases: 1) prova objetiva – prevista para o dia 6 de maio (domingo); 2) provas escritas, sendo a primeira com 4 questões discursivas – que devem ser respondidas em até 30 linhas cada uma – e a segunda com 2 sentenças, uma criminal e outra cível; 3) inscrição definitiva que corresponde a 3 etapas: a) investigação social e sindicância da vida pregressa, b) exames de sanidade mental e física e c) teste psicotécnico; 4) avaliação oral e 5) avaliação de títulos.

As disciplinas cobradas na prova de múltipla escolha, subdivididas em 3 blocos, são: Direito Civil, Penal, Processual Civil, Processual Penal, Direito do Consumidor, Empresarial, Direito Constitucional, Tributário, Administrativo, Eleitoral, Direito da Criança e do Adolescente e Organização Judiciária do Estado do Ceará.

Os candidatos terão de responder a 100 quesitos durante 5 horas. Não havendo tempo adicional para marcação do cartão resposta.

Na avaliação de títulos serão consideradas as seguintes experiências: exercício do magistério superior, exercício efetivo da advocacia, exercício de cargo, emprego ou função pública como Bacharel de Direito, aprovação em concurso público, diploma de mestrado, doutorado, especialização, certificado de cursos de extensão, láurea universitária, vivência em juizados especiais como conciliador ou mediador, publicação de livro ou artigo de própria autoria, participação em banca organizadora, entre outras.

Mais detalhes sobre o processo seletivo

O certame será válido por 2 anos e poderá ser prorrogado por igual período, uma única vez, a contar da homologação e a critério do tribunal.

A comissão do certame foi formada desde setembro de 2017.

Acesse mais informações no edital através do site www.cespe.unb.br/concursos/TJ_CE_18_JUIZ.

Aproveite e faça sua inscrição. Não fique de fora dessa grande chance.

Por Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Certame está previsto para ser realizado em 2018 e terá vagas para Auditor.

No norte do Brasil um novo concurso público está em processo de abertura. Trata-se do TCE/PB, cujo contrato com a banca organizadora foi assinado, sendo um certame destinado a vagas para Auditor. O cargo em questão está com 10 vagas disponíveis, cuja condição de preenchimento é a de que os interessados possuam diploma de graduação em curso superior em áreas específicas. A remuneração inicial pode chegar ao valor de 29 mil reais.

Foi divulgado pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba – TCE/PB – em nota específica da publicação no diário oficial, na última quinta-feira, dia 19 de outubro, a confirmação de assinatura de um contrato firmado com a banca organizadora, que será a responsável pelo novo concurso público aberto. A empresa determinada para esta finalidade será o Cebraspe, portanto, os interessados precisam estar atentos à publicação do edital, que definirá o período de inscrições ao longo das próximas semanas. Até o presente momento, as informações mais consistentes indicam que a seleção está organizada conforme um critério que oferta 20 vagas, das quais dez destinam-se ao cargo de Auditor.

Como já foi referido acima, para concorrer ao cargo de Auditor Fiscal o candidato precisa estar de posse de certificado de graduação em curso superior, voltado para as áreas especializadas, conforme o cargo, já que o vencimento, inicialmente, está no valor de 16 mil reais. Entretanto, a remuneração, ao longo de uma carreira conquistada por meio do cargo, tende a atingir um valor de aproximadamente 29 mil reais, além das devidas gratificações.

De acordo com informações sobre o último concurso promovido para o mesmo cargo, realizado no ano de 2006, foram ofertadas em torno de 48 vagas, das quais 6 delas estavam destinadas aos candidatos detentores de formação superior em direito, 8 vagas destinadas aos candidatos formados em engenharia civil, 6 vagas aos candidatos formados em informática e computação e as demais 28 vagas voltadas para acadêmicos com graduação em outras áreas. Naquela ocasião a Fundação Carlos Chagas foi a banca responsável pela organização do processo seletivo.

As provas objetivas, no certame passado, eram constituídas de 100 questões de múltipla escolha. Em relação às vagas na área de direito, de engenharia civil e de informática, a prova estava estruturada em: 30 questões versando sobre a língua portuguesa, com relevância de um ponto; foram 50 questões sobre conhecimentos específicos I, com relevância de dois pontos e 20 questões sobre conhecimentos específicos II, com relevância de um ponto.

Na parte que versou sobre Conhecimentos específicos I, foram cobradas noções na área de administração; na área de contabilidade geral; na área de contabilidade e orçamentos públicos; na área de finanças públicas; em auditoria; em disciplina de matemática; disciplina financeira; na área de raciocínio lógico quantitativo; na disciplina de direito constitucional; disciplina de direito administrativo; na área de noções de direito civil e direito financeiro; disciplina de licitações e contratos administrativos; disciplina de responsabilidade fiscal e na área de gestão fiscal e penalidades. Ou seja, foi uma prova rigorosamente elaborada e muito abrangente. Serve de modelo para os candidatos do próximo concurso.

Na parte que versou sobre os conhecimentos específicos II, voltados para o Direito, as questões abrangeram: área de direito comercial, direito penal e direito tributário. Na área da engenharia e de informática, os conhecimentos cobrados estavam em conformidade com as estas duas disciplinas.

Em relação às outras áreas os exames versaram sobre a língua portuguesa, com 30 questões de relevância de um ponto e 70 questões em conhecimentos específicos, com relevância de três pontos, abrangendo conhecimentos específicos em administração; em contabilidade geral; noções de contabilidade e orçamentos públicos; noções em finanças públicas; em auditoria; em matemática financeira; em raciocínio logico-quantitativo; noções de direito constitucional; de direito administrativo; noções específicas em direito civil e direito financeiro; noções em licitações e contratos administrativos; noções sobre responsabilidade fiscal; em gestão fiscal e em penalidades.

Além da prova objetiva, em todos os cargos serão realizadas provas discursivas.

Por Paulo Henrique dos Santos

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 2 Média: 3]

Novo certame deverá disponibilizar vagas para os cargos de Técnico de Seguro Social, Analista de Seguro Social e Perito Médico.

A crise econômica pela qual o país está passando está levando a uma maior dificuldade para quem deseja adquirir um novo trabalho ou ainda melhorar a sua posição no mercado profissional em que se insere e isto faz com que opções novas sejam buscadas por muitos trabalhadores.

Diante disso uma das alternativas mais atrativas se referem aquelas para inserção em uma determinada carreira da administração pública que terá em pouco tempo uma grande oportunidade por meio do concurso INSS 2018 sobre o qual iremos dar detalhes a seguir neste artigo.

Informações gerais sobre concurso INSS 2018

O INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) é um órgão vinculado ao Ministério da Previdência Social que tem como função efetuar todas as delimitações relacionadas com benefícios previdenciários como aposentadoria, auxílio doença, auxílio reclusão, licença maternidade, licenças médicas, dentre outros.

Apesar de ter realizado concurso no ano de 2015 para quase 1.000 vagas em virtude de muitas aposentadorias este órgão público tem hoje um déficit que passa dos 19.000 servidores para que seu serviço seja realizado de maneira adequada variando entre cargos como Técnico em Seguro Social até Peritos Médicos de Seguro Social.

A partir desta necessidade apresentada, o INSS informou de maneira oficial que está finalizando os estudos para fazer a solicitação ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) de autorização para que um novo processo seja iniciado referente ao concurso INSS 2018.

Vagas para concurso INSS 2018

Pelo fato da solicitação relacionada com o concurso INSS 2018 não ter sido feita de maneira específica pelo órgão considerado ainda não é conhecida a quantidade de vagas nem mesmo os cargos que serão contemplados nesta nova possibilidade de ingresso na administração pública.

Mas no ano de 2016 ocorreu a solicitação de autorização para concurso no órgão que contemplava os cargos de Técnico de Seguro Social, Analista de Seguro Social e Perito Médico na quantidade que ultrapassava 7.500 vagas no momento em que foi pedido.

Cargos e salários para concurso INSS 2018

As exigências para os cargos que podem integrar o próximo concurso INSS 2018 são as seguintes:

· Técnico de Seguro Social: possuir diploma de conclusão do nível médio emitida por instituição reconhecida pelo MEC.

· Analista de Seguro Social: deve possuir diploma de conclusão em graduações gerais ou específicas emitidas por instituições de ensino devidamente reconhecidas pelo MEC.

· Perito Médico: deve apresentar diploma de conclusão de graduação em Medicina emitido por instituição educacional reconhecida pelo MEC além de carteira profissional no CRM (Conselho Regional de Medicina) ativa.

Os salários que hoje são ofertados para que se ocupem estes cargos na estrutura do INSS consistem em um valor básico de R$5.344,87 para os Técnicos em Seguro Social, R$7.954,09 para os Analistas de Seguro Social e R$8.848,91 para os Peritos Médicos.

Conteúdos relacionados com concurso INSS 2018

Pelo fato de que não existe um novo edital relacionado ao concurso INSS 2018 já disponível os interessados neste certame devem guiar seus estudos pela seleção anterior o qual teve a organização do antigo Cespe/Unb conhecido na atualidade como Cebraspe.

Ao se ponderar com relação aos conteúdos programáticos exigidos eles são divididos de acordo com o cargo pretendido da seguinte forma:

· Técnico de Seguro Social: Português, Raciocínio Lógico, Noções Direito Constitucional, Noções Direito Administrativo, Regime Jurídico Único, Informática, Seguridade Social, Ética no Serviço Público.

· Analista de Seguro Social: Português, Raciocínio Lógico, Noções Direito Constitucional, Noções Direito Administrativo, Regime Jurídico Único, Informática, Seguridade Social, Ética no Serviço Público, Legislação Previdenciária, Legislação Assistência Social.

Conclusão

Com isso, é possível considerar que o concurso INSS 2018 se apresenta como uma das grandes possibilidades para quem deseja entrar no serviço público no próximo ano exigindo, com isso, uma grande dedicação nos estudos que precisa começar o mais rápido possível.

Por Ana Camila Neves Morais

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 86 Média: 3.3]

Certame irá ofertar 42 vagas para os cargos de Analista e Técnico Judiciário.

Se você tem interesse em fazer o concurso para trabalhar no Supremo Tribunal Militar (STM), confira aqui informações importantes sobre o próximo certame do órgão.

Recentemente foi divulgado que a banca escolhida para organizar o processo seletivo pela comissão do concurso foi o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (CEBRASPE), instituição que antes era conhecida como Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB).

Vagas

Segundo o projeto básico da minuta do contrato assinado, haverá 42 vagas para cargos de nível médio e superior. As chances são para os cargos de analista e técnico judiciário. Confira as áreas disponíveis: judiciária, administrativa, análise de sistemas, contabilidade, estatística, programação e engenharia mecânica.

Essas oportunidades visam preencher vagas nas seguintes capitais: Recife, Salvador, Belém, Fortaleza, Manaus, Brasília, Curitiba, São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Campo Grande. Além disso, há previsão de distribuição para os seguintes municípios: Juiz de Fora no estado de Minas Gerais, Bagé e Santa Maria no estado do Rio Grande do Sul.

O objetivo é preencher vagas para a sede do STM em Brasília e para as Auditorias do STM situadas no país.

A remuneração oferecida varia entre R$ 6 mil e R$ 11 mil. Para o cargo de técnico, os interessados devem possuir ensino médio concluído. Já para analista e oficial de justiça é necessário possuir formação de nível superior.

Além dessas vagas anunciadas, espera-se formar um cadastro reserva, tendo em vista que o quantitativo de cargos vacantes pode aumentar com acréscimos das aposentadorias.

Atribuições

Confira quais são as responsabilidades do cargo de analista judiciário da área judiciária: realizar pesquisas na legislação, analisar e conferir processos, organizar documentos, verificar prazos processuais, entre outras atividades.

Já o técnico judiciário da área administrativa tem as seguintes atribuições: organizar processos, prestar informações sobre tramitação de processos, conferir documentos, controlar bens patrimoniais, entre outras.

Provas

As provas serão aplicadas em todas as capitais do Brasil, bem como nas cidades onde terá vaga disponível nas auditorias do STM: Juiz de Fora, Bagé e Santa Maria. Os concorrentes farão provas objetivas com 120 quesitos, sendo 70 sobre conhecimentos específicos e 50 sobre conhecimentos básicos.

Serão corrigidas 300 redações para analista da área administrativa, 750 para os da área judiciária, 300 para análise de sistemas, 150 para contabilidade e 50 para as demais especialidades.

Quem se candidatar a cargos de nível superior ainda fará prova discursiva. A redação deve ser de até 30 linhas a respeito dos assuntos de conhecimentos básicos previstos no edital.

A previsão de publicação do edital é ainda para o segundo semestre de 2017.

Último Certame do STM

No último concurso, realizado no ano de 2010, a organizadora foi o Cespe/UnB. Naquela ocasião, foram ofertadas 153 vagas para os cargos de analista (122) e técnico judiciário (31) nas seguintes áreas: contabilidade, engenharia civil, administração, comunicação social, arquivologia, engenharia elétrica, arquitetura, psicologia, estatística, engenharia mecânica, economia, medicina, execução de mandatos, enfermagem, biblioteconomia, análise de sistemas, segurança, telecomunicações, eletricidade e revisor de textos.

Houve chances para os municípios de Salvador, Juiz de Fora, Manaus, Rio de Janeiro, Santa Maria, Porto Alegre, Campo Grande, São Paulo, Fortaleza, Bagé, Belém, Curitiba e Brasília.

As taxas de inscrições custaram R$ 55 para técnico e R$ 72 para analista.

As provas objetivas tinham 120 itens no padrão de certo e errado. Quem almejava o cargo de escolaridade superior, também fez prova discursiva. Já aqueles candidatos à especialidade de segurança realizaram teste de aptidão física.

Saiba quais foram as disciplinas exigidas na prova objetiva: português, organização da justiça militar, atualidades, código de ética dos servidores militares, informática, direito constitucional, direito administrativo e conhecimentos específicos.

Por Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 1]

Certame irá preencher vagas para o cargo de Defensor Público. Banca organizadora será o CEBRASPE.

Quem é bacharel em Direito e espera o lançamento de um edital importante para a área pode conferir aqui uma informação importante. Em Alagoas, a Defensoria Pública do Estado anunciou a banca responsável pela organização do seu próximo concurso. Será o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (CEBRASPE), antes conhecido como CESPE/UnB.

O certame visa prover vagas para o cargo de Defensor Público. A remuneração para os iniciantes na carreira é de R$ 10 mil, podendo chegar a R$ 14 mil. Quem tiver interesse, além de possuir graduação em Direito deve estar em dias com as obrigações eleitorais, militares e em pleno gozo dos direitos políticos, ser brasileiro nato ou naturalizado, ter inscrição ativa na ordem dos advogados do Brasil (OAB), ter idade mínima de 18 anos no dia da posse e ter aptidão física e psíquica.

O edital ainda não foi publicado. Mas aumenta a expectativa para lançamento do documento que deve apresentar o cronograma do processo seletivo, como datas e horário de realização das provas.

A comissão está formada desde março. O concurso público a ser realizado ainda em 2017 terá validade de 2 anos e poderá ser prorrogado uma vez por igual período. O valor da taxa de inscrição também não foi informado.

Os concorrentes farão provas objetiva, discursiva e oral. Além disso, haverá avaliação de títulos. Como critério de desempate, será considerada a soma das avaliações discursivas.

No último concurso, realizado em 2009, houve reserva de vagas para pessoas com necessidades especiais (PNE). A inscrição custou R$ 200.

A principal atribuição do defensor é defender interesses dos necessitados.

Veja quais foram as disciplinas cobradas na última seleção: Direito Administrativo, Penal, Constitucional, Processual Civil, Direito da Criança e do Adolescente, do Consumidor, Civil, Processual Penal, Difusos e Coletivos e Princípios e Atribuições Institucionais da Defensoria Pública.

As provas foram aplicadas em dois dias. No primeiro, os candidatos responderam, em 5 horas, a 200 questões no padrão "certo ou errado". No segundo dia, as provas subjetivas foram aplicadas no turno da manhã e da tarde, com 4 horas de duração cada.

Aproveite essa oportunidade.

Por Melisse V.

Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 1 Média: 4]




CONTINUE NAVEGANDO: