Concurso Receita Federal 2017 – Pedido avança para o Ministério do Planejamento





Certame deverá contar com vagas para assistente técnico-administrativo, auditor-fiscal e analista tributário. Salários podem chegar a R$ 19 mil.

Quem está sempre ligado no mundo dos concursos públicos precisa saber que a Receita Federal do Brasil anunciou suas pretensões de realizar o seu aguardado certame para as carreiras de assistente técnico-administrativo, auditor-fiscal e analista tributário. O salário inicial é de até R$ 19 mil.

Até o momento, o pedido para a realização da seleção do Ministério da Fazenda está tramitando no Ministério do Planejamento. Por meio de solicitação, que possui o objetivo da realização dos concursos para o preenchimento dos cargos em carreiras fazendárias, conforme o próprio processo, o cadastro do plano foi feito na noite de quinta-feira, dia 25 de maio, sendo que os avanços já começaram a ocorrer na data da última segunda-feira, dia 29 de maio.




No total, o concurso da Receita Federal irá ofertar 400 vagas. Essa informação está na Lei de Orçamentária Anual, a LOA, que foi sancionada pelo governo federal e já está em execução. Há a expectativa de que esse processo seja incluído entre todos os casos tidos como excepcionais do governo federal, uma vez que há uma grande necessidade de preenchimento destes cargos por pessoas capacitadas, dada a importância da atividade para o desenvolvimento do órgão e para a recuperação da economia no Brasil.

Um dos problemas constatados pelo Tribunal de Contas da União, o TCU, é a falta de servidores. O fato foi identificado em auditorias realizadas nas fronteiras. A realidade atual é de que existe um quadro de 10.500 auditores, porém, desde o ano de 2002 foi registrado pela Receita uma média de 600 aposentadorias em cada ano de carreira de auditor.


Sendo assim, entre 2009 e 2017, aproximadamente 3.246 servidores saíram do seu trabalho no órgão. Por outro lado, nesse tempo, somente 1.204 foram recolocados nos lugares, totalizando um déficit de 2.042 auditores.

Em relação aos requisitos colocados para quem quer futuramente se candidatar para as funções, é preciso saber, primeiramente, que o cargo de assistente técnico-administrativo (ATA) necessitará de pessoas formadas em nível médio. Já para os cargos de auditor e analista fiscal, é exigida uma formação superior. Nesses dois casos, é importante ressaltar que as contratações serão realizadas pelo regime estatuário e, dessa forma, terá previsão de estabilidade.

Kellen Kunz

Comentários