Concurso PM-AM 2019 – Seleção da Organizadora




Seleção ofertará 661 oportunidades.

Para quem está ansioso em relação a maiores informações sobre o concurso público da Polícia Militar do Estado do Amazonas, a PM-AM, precisa saber que já está em fase de escolha a banca organizadora do certame. O resultado da mesma deverá sair já no primeiro semestre do próximo ano. Uma vez definida a empresa que irá realizar o processo, tudo indica que o órgão já deverá tomar as demais providências para o lançamento do seu muito aguardado edital. O mesmo busca o preenchimento de um total de 661 oportunidades que serão distribuídas em seu quadro de pessoas.

Mais detalhes sobre o concurso da PM-AM

Para quem está ansioso e busca maiores informações sobre o concurso, é importante lembrar que serão ofertadas 601 vagas para candidatos interessados em ser um soldado combatente – aluno soldado, bem como 20 vagas para cabo com especialização em saúde, 20 vagas para cabo com especialização em música e 20 vagas para oficial de saúde – aluno oficial na área da saúde.


Para o posto de soldado, estão aptos a se inscrever os profissionais que possuem formação em nível médio completo. Já a função de oficial exige nível médio ou superior, conforme a especialidade que está sendo oferecida. Para as vagas de cabo, ainda não há qualquer informação divulgada sobre o nível de escolaridade esperado.

Vale lembrar que a comissão organizadora do processo já foi constituída durante esse ano. A mesma é presidida por Ronaldo Negreiros da Silva, coronel, seguido esse pela também coronel e vice-presidente Cheyenne Anute de Lima.

Sobre o último certame da PM-AM

O último concurso que se tem notícias da Polícia Militar do Amazonas foi realizado no ano de 2011, quando foram ofertadas 2.473 oportunidades. Dessas, 2 mil foram para o cargo de soldado, 39 vagas para oficial de saúde, 29 para o cargo de praça especialista e outras 405 para a função de oficial combatente. A organização do certame foi feita pela Fundação Instituto Superior de Administração, a Isae.


Para o posto de soldado, os pré-requisitos necessários aos candidatos se referiam ao nível médio e altura mínima de 1,60 m para mulheres e de 1,65 m para homens.

A remuneração paga aos participantes durante a realização do curso de formação foi de R$ 1.104,81 e, após a conclusão, de R$ 1.637,33.

Já as ofertas para o cargo de oficial combatente foi dividido da seguinte forma: 188 vagas para pessoas que possuíam graduação em Direito, 167 para formados em curso de oficial PM e 50 para os candidatos que possuem ensino médio completo.

Durante a realização do curso de formação, os oficiais tiveram ganhos de R$ 3.274,66. Após passarem ao cargo de aspirante, esses subiram para R$ 3.400,60.

Para a carreira de praça especialista, foi exigido nível médio. Esses tiveram um vencimento inicial de R$ 1.685,05, sendo a carreira distribuída pelas seguintes funções: auxiliar de odontologia (6 vagas), auxiliar de enfermagem (10 vagas), auxiliar veterinário (3 vagas) e, ainda, músico instrumentista nas especialidade de corneta (2 vagas), trompa (2 vagas), trombone (2 vagas), saxofone (1 vaga) e clarinete (3 vagas).

Para o cargo de oficial de saúde, foram 8 oportunidades para dentista, 18 vagas para médico nas mais diversas especialidades, 4 para enfermeiro, 1 para farmacêutico-bioquímico, 1 para veterinário, 2 para fisioterapeuta e 5 para psicólogo.

Os cargos necessitaram de formação em nível superior completo, tendo como salário base inicial o valor de R$ 3.600,40.

As avaliações tiveram a sua realização nas seguintes localidades: Tefé, Tabatinga, São Gabriel da Cachoeira, Parintins, Manacapuru, Manaus, Lábrea, Itacoatiara, Humaitá, Eirunepé, Boca do Acre, Barcelos e Coari.

A avaliação de todos os participantes foi feita por prova objetiva, teste sobre a aptidão física, inspeção da saúde, avaliação psicológica, curso de formação e de investigação social, cível, funcional e criminal e, ainda, apresentação de documentos. Além dessas etapas, alguns cargos também tiveram que passar por um exame prático, como é o caso de praça especialista.

Kellen Kunz

Comentários